O comércio multilateral

6,525 views
6,331 views

Published on

1 Comment
6 Likes
Statistics
Notes
  • Otima aula amigo....bastante completa e coesa...parabens....pena não disponibilizar....
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
6,525
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
798
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
1
Likes
6
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O comércio multilateral

  1. 1. O comérciomultilateral João f. tojal FACEBOOK facebook.com/groups/geocontexto BLOG geocontexto.blogspot.com
  2. 2. O que é globalização?Tornar global, mundial, internacionalInternacionalização das práticas capitalistasO CAPITALISMO se expande para todo o planeta
  3. 3. Expansão épossibilitada pelosavanços e maioragilidade meios de comunicação e transportes viabilizam uma invasão de mercadorias, capitais, informações, serviços e pessoasGlobalização em várias dimensões:econômica, politica, cultural etc.
  4. 4. GLOBALIZAÇÃO ECONOMICAAmpliação das fronteiras econômicas, buscando maiorintegração dos mercadosBuscam um custo de produção cada vez menor, parapoderem expandir seus lucrosNações oferecem cada vez mais vantagens para conseguirreceber capitais internacionaisProdutos sem pátria
  5. 5. Venda (exportação) Comércio internacional Compra (importação) ocorre Regionalizada Comércio (bloco econômico) multilateralÚltimas décadas vem ocorrendo um aumento aceleradodas transações comerciais Causado pela expansão das multinacionais
  6. 6. O volume de bens comercializados aumenta Bens comercializados 1950 – 170 bilhões 2008 – 15,8 trilhões
  7. 7. Não existe país autossuficienteCada local deve ter suas necessidades supridaspela abundância existente em outros lugaresDivisão espacial dos recursos, faz com que cadaregião se especialize produtiva ecomercialmente, procurando obter mais rendimentoe menor custo
  8. 8. A Divisão Internacional do Trabalho (DIT)corresponde à divisão das atividades econômicas entreos países do mundo, acentuando as desigualdades
  9. 9. Século XVICAPITALISMO COMERCIAL COLÔNIAS Metais preciosos, Especiarias, Escravos, etc. METRÓPOLES (Expansão Marítima) Manufaturas
  10. 10. Séculos XVIII, XIX e XXCAPITALISMO INDUSTRIALAté a segunda guerra mundial COLÔNIAS METRÓPOLES Produtos primários: (Revolução Industrial) Agrícolas, minerais e Produtos Industrializados fósseis
  11. 11. Séculos XX e XXICAPITALISMO FINANCEIROApós a segunda guerra mundial PAÍSES SUBDESENVOLVIDOS PAÍSES DESENVOLVIDOS (não industrializados) Produtos industrializados Produtos primários: Clássica capitais: Agrícolas, minerais e fósseis Investimentos e empréstimos Produtos Industrializados PAÍSESPAÍSES DESENVOLVIDOS SUBDESENVOLVIDOS Produtos industrializados (industrializados) (em geral de tecnologia Produtos primários, produtossuperior), marcas, patentes, industrializados de baixa capitais: nova DIT tecnologia,empréstimos, investimentos Mão de obra produtivos e barata, capitais: especulativos, tecnologia juros, royalties e lucros
  12. 12. Conferência de Bretton Woods(1944)Reunião entre quarenta e quatro nações, em New Hampshire(EUA), cujo objetivo principal era restabelecer uma ordemmonetária internacional, de acordo com a nova realidade nasrelações de poder do pós- Segunda Guerra Mundial.Havia a necessidade de se definir as novas regras pararegular as relações econômicas e comerciais entre os países
  13. 13. Criou duas instituições que deveriam garantir a estabilidadeda economia mundial: o Banco Mundial e o FundoMonetário Internacional (FMI)Na prática, acelerou a globalização do sistemacapitalista, favorecendo as multinacionais, realizando“missões” em países com dificuldadesfinanceiras, propondo medidas antipopularesCorte nos orçamentos das politicas de caráter social
  14. 14. O tripé do sistema econômico multilateral é concluído com acriação Organização Mundial do Comércio (OMC) em 1995Os objetivos principais da OMC é regular o comérciointernacional, implementar o fim de barreiras econômicas edar garantias para a livre circulação de mercadorias, capitaise bens de serviço.
  15. 15. Protecionismo na OMCÉ toda medida tomada para favorecer as atividadescomerciais de um país, reduzindo ou dificultando ao máximoa importação de produtos e a concorrência estrangeiraContrário ao protecionismo é o livre-comércioTarifas aduaneiras, restrições sanitárias, subsídiosagrícolas, cota para importação
  16. 16. O Brasil vem acumulando sucessivos superávits em sua balançacomercialComo o Brasil alcançou isso?Global Trade, faz comércio com todo mundoAbertura para novos mercados, produtos nacionais chegam em maiorvolume a vários locais onde o Brasil não atuava
  17. 17. O senador lembrou a “evolução do Brasil nessasnotas”, que subiu da segunda para a primeiracategoria, embora nas últimas posições.Cristovam disse que é como se um time fosse dasegunda para a primeira divisão, mas ficasse “nalanterna”. De acordo com o senador, essa notainspira preocupação no Brasil.
  18. 18. BLOCOS ECONOMICOSOs países participantes desses blocos econômicos buscamfazer acordos regionais para facilitar o fluxo decapitais, serviços e mercadoriaAmpliar os mercados para as empresas por meio daintegração dos países-membros.
  19. 19. Cinco tipos de blocos:Zona de livre comércioUnião aduaneiraMercado comumUnião econômica e monetáriaIntegração política e institucional
  20. 20. Zona de livre comércioRedução ou eliminação de impostos, restriçõesLivre circulação de bens e serviços (produtos)Busca-se apenas o crescimento comercialNo mínimo 85% do comércio é livreCada país estabelece o imposto de importação para ospaíses não signatáriosNAFTA
  21. 21. União aduaneiraMesmas características dasáreas de livre comércioMembros adotam tarifasexternas comuns – TEC(importam produtos eserviços de terceiros, comtarifas iguais)MERCOSUL
  22. 22. Mercado comumLivre circulação dos produtos, capital e mão-de-obraPadronização dos impostos pagos, legislaçõesfiscais, monetárias, ambientais, trabalhistasReino Unido, Dinamarca, Bulgária, PolôniaUE
  23. 23. União econômica e monetáriaSistemas bancários e financeiros homogeneizadosAdoção de uma única moedaBanco centralPolítica monetária única
  24. 24. Integração política e institucionalUnificação de diversas instituiçõessociais, políticas, econômicas e militaresA união europeia poderá ser o primeiro a atingir essepatamar de integração
  25. 25. A maioria dos blocos econômicos foi criada no início dos anos 1990.intensificação dos fluxos e o acirramento da competição global entreas grandes corporações.
  26. 26. MERCOSULMelhorar as relaçõescomerciaisPadronizar as atividadeseconômicas e o comércioEliminar barreiras atransações comerciaisChile, Bolívia, Peru, Equadore Colômbia são membrosassociados
  27. 27. MERCOSUL26 de março, 1991 foi assinado o tratado de Assunção, quecriou oficialmente o Mercado comum do cone Sul(Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai) Presidentes Fernando Collor, do Brasil, Carlos Menen, daArgentina, Andrés Perez Rodrigues, do Paraguai, e Alberto Lacalle, do Uruguai
  28. 28. 1995 instalou-se umazona de livre-comércio Acordos para se reduzirem as taxas de importação comercializadas entre os países- membros que, posteriorme nte, ficaram isentos de pagar taxas
  29. 29. O bloco congrega:União aduaneira – adotam tarifas externas comuns(TEC) , protecionista, continuidade de pagamentode tarifas alfandegárias.Zona de livre comércio – eliminação de tarifasalfandegárias, visando estimular a competitividade
  30. 30. UNIÃO EUROPEIA1957 criação do MCE1992 Tratado de Maastrich cria a UE2002 euro entrou em circulação em 12 países17 adotam o euro10 não adotam Reino Unido, Suécia, Dina marca, Hungria, Letô nia, Lituânia, Polônia , República Tcheca, Romênia e Bulgária
  31. 31. PIIGS / PIGS
  32. 32. Portuga, Itália, Irlanda, Grécia e EspanhaMau desempenho econômico apresentado por essasnaçõesAumento de déficit público (gastos maiores que aarrecadação)Recorrem a UE e FMI, nações do bloco pode executarsanções caso não cumpram as normas
  33. 33. NAFTA- ACORDO DE LIVRE COMÉRCIO DAAMÉRICA DONORTECriada em 1992 e funciona a partir de 1994EUA, Canadá e MéxicoZLCDiferenças socioeconômicas são obstáculos a integração
  34. 34. ALCA –ÁREA DE LIVRECOMÉRCIO DAS AMÉRICASProposta no Fórum dasAméricas (1994)Formar uma área de livrecomércio (abrir totalmente asfronteiras PIB Nafta – 18 tri Mercosul – 3,3 tri Todos exceto EUA – 7,3
  35. 35. ALBA –ALTERNATIVA BOLIVARIANA PARAASAMÉRICASSimón Bolívar14 dezembro, 2004Venezuela, Cuba, Nicarágua, Bolívia e DominicaIntegrar países latinos e do caribe, relações econômicas
  36. 36. UNASUL –UNIÃO DAS NAÇÕESSUL-AMERICANAS2008 tratado assinado em BrasíliaAmérica do Sul, exceção da GuianaFrancesaCooperaçãocultural, social, econômica e políticaBusca-se a formulação de ações emconjunto nos setoresenergéticos, educacional, infraestrutural e ambiental
  37. 37. 2010 criado o Isags (Instituto Sul-Americano de Governançaem Saúde), compartilhar os avanços na área da saúdeCrise política entre Equador, Venezuela e Colômbia, desdeque forças colombianas atacaram guerrilheiros das FARCem território equatorianoDisputa por território entre Chile, Bolívia e PeruPeru perde território para Chile e Bolívia perde acesso aopacífico na Guerra do Pacífico
  38. 38. APEC – COOPERAÇÃO ECONÔMICA Estados Unidos da AméricaDA ÁSIA E DO PACÍFICO JapãoCriada em 1989 China Rússia21 países (Ásia, América e Oceania) Peru Formosa (tambémRedução de taxas alfandegárias conhecida como Taiwan), Coréia do Sul, Hong Kong (região administrativa especial da China), Cingapura Vietnã Malásia Tailândia Indonésia Brunei Filipinas Austrália Nova Zelândia Papua Nova Guiné Canadá México Chile

×