• Save
Focos de tensão  oriente médio i
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Focos de tensão oriente médio i

on

  • 3,355 views

 

Statistics

Views

Total Views
3,355
Views on SlideShare
2,127
Embed Views
1,228

Actions

Likes
1
Downloads
0
Comments
0

9 Embeds 1,228

http://geocontexto.blogspot.com.br 1010
http://www.geocontexto.blogspot.com.br 186
http://geocontexto.blogspot.com 21
http://www.geocontexto.blogspot.ca 4
http://geocontexto.blogspot.pt 3
http://www.geocontexto.blogspot.ru 1
http://www.geocontexto.blogspot.pt 1
http://www.geocontexto.blogspot.com 1
https://www.google.pt 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Focos de tensão  oriente médio i Focos de tensão oriente médio i Presentation Transcript

  • Focos de tensãoOriente Médio Igeocontexto.blogspot.com
  • Berço das três maiores religiões monoteístasJudaísmo,cristianismoeoislamismoORIENTE MÉDIO VIVE HÁ DÉCADAS EMCONFLITOImensas reservas de petróleo egás (65% das reservas)
  • Grandediversidadeétnica
  • Conflitosnaregião Enormes jazidas de petróleo Diversidade religiosa Extremismo religioso Governos autoritários monárquico (Jordânia,Arábia Saudita, EAU) Escassez de água, concentração de renda Criação do Estado Judeu na palestina em 1948
  • AQUESTÃOPALESTINAInicio do séc. XXMovimento sionista, lutava pela criação de um Estado Judeu,incentivou a compra de terras de povos árabesApós a 2ª Guerra Mundial, em função do Holocausto, novosmovimentos surgiram em apoio pela criação do estado de Israel
  • Em 14 de maio de 1948, foi criado o Estado de Israel, o estadoPalestino nunca saiu do papelIsrael20 700 Km²As terras têm sido disputadas porárabes palestinos que se julgam comdireitos adquiridos pela longa econtínua ocupaçãoJá os judeus, mesmo com o direitoadquirido oficialmente, precisaram searmar para defender sua terra,alegando sempre seus direitoshistóricos.Essa disputa é o centro da questãopalestina, que perdura por mais demeio século
  • Guerra da independência de Israel (1948 – 1949)Ampliação do território JudeuNos chamados “territórios ocupados”, foram instaladas colônias judaicaseacampamentos precários destinados aos palestinos
  • GuerradoCanaldeSuez(1956)Construído no final do século XIX (redução de 8 200 km, 2 semanas)Nacionalização do Canal pelo Egito (26 de julho, 1956)Gerou insatisfação nas nações mais ricas
  • “Estrangularia” oporto de Eilath, no golfo de Ácaba que pertence a IsraelIsrael aliou-se a França e Inglaterra eatacou o Egito em outubro de 1956Aviões anglo-franceses bombardeavam zonas do CanalApesar da perda militar, Nasser ganhou o direito de manter o Canal sobseu controle
  • Guerradosseisdias(1967)Visitas do rei da Jordânia ao Egito, movimentos Sírios e libaneses,apoiados pela antiga URSS despertaram os ânimos de Israel para umapossível retaliação ou invasão de suas terras
  • 5de junho, ataque por parte de Israel despejou toneladas de explosivosnos aeroportos da Síria, da Jordânia e do EgitoEm 6dias Israel conquistou a Faixa de Gaza, Península do Sinai,a Cisjordânia e as Colinas de Golã
  • GuerradoYomKippur(1973)6 de outubroFeriado judaico mais importanteOs árabes liderados pelo Egito epela Síria, lançaram um ataque-surpresa contra IsraelRecuperação das colinas de Golãe da península do SinaiAuxiliados pelos EUA, Israel reagiue venceu a guerra19 dias e não provocou nenhumamudança nos territórios
  • • Tentativas de Paz• 1979 assinado em Washington, foi assinadoem Camp David, no qual Anuar Sadat eMenahein Begin, primeiro-ministro de Israel,acertaram a devolução da Península do Sinai(Egito), em troca o Egito seria o primeiro paísárabe/muçulmano a reconhecer a existênciade Israel
  • • Entre 1993 e 1995, palestinos e israelensesassinaram o acordo de OsloYasser Arafat e Yitzak Rabin
  • • Extremistas palestinos e israelenses nãoconcordaram com o acordo de paz, esseradicalismo culminou com o assassinato doprimeiro-ministro Yitzhak Rabin (1995), por umjudeu ortodoxo