• Save
Conferências internacionais e devastação
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Conferências internacionais e devastação

on

  • 1,899 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,899
Views on SlideShare
906
Embed Views
993

Actions

Likes
2
Downloads
0
Comments
0

9 Embeds 993

http://geocontexto.blogspot.com.br 800
http://www.geocontexto.blogspot.com.br 151
http://geocontexto.blogspot.com 30
http://geocontexto.blogspot.pt 6
http://www.geocontexto.blogspot.com 2
http://geocontexto.blogspot.com.ar 1
http://www.geocontexto.blogspot.in 1
http://www.geocontexto.blogspot.ca 1
http://geocontexto.blogspot.hu 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Conferências internacionais e devastação Presentation Transcript

  • 1. Meio ambiente: conferências internacionaisBiodiversidade e devastação: vegetação geocontexto.blogspot.com
  • 2. Após a II Guerra Mundial ocorreu um considerávelcrescimento econômico em quase todo o planeta.Um dos motores desse crescimento foi a atividade industrial,que crescendo de forma desenfreada trouxe uma série deproblemas ambientais para regiões tradicionalmente maisprodutivas como Europa, Estados Unidos e Japão.
  • 3. A consciência ecológica e o reconhecimento da esgotabilidadedos recursos naturais começaram a despertar mais atençãona década de 1960O surgimento das primeiras organizações nãogovernamentais (ONGs), que tinham como objetivo a luta pelapreservação ambiental
  • 4. Conferência de Estocolmo (1972)113 países e 250 ONGsResultou a Declaração sobre o Ambiente Humano, alertasobre a preservação do meio ambiente e a responsabilidadedos países em preservá-loCriado o programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente(PNUMA)
  • 5. Clube de Roma alertou o mundo para os problemasambientaisDivulgando um relatório que ficou conhecido como “Os limites docrescimento”, elaborado pelo MITFoi proposto o congelamento do crescimento econômico comoúnica saída para evitar o aumento da degradação ambiental
  • 6. 1982, Conferência de NairóbiAvaliar o desenvolvimento de programas ambientais eestabelecer prioridades para a preservação ambiental, taiscomo a criação de unidades de conservação e a recuperaçãodas áreas degradadas
  • 7. ECO -92170 países, 108 governantes, 10 mil jornalistas, 16 mil ONGsRealizada pela ONU, II Conferência Mundial para o Meio Ambiente eDesenvolvimentoFormulação de documentos importantes
  • 8. Agenda 21Assinado por 170 paísesConsiderada a proposta mais consistente quanto aodesenvolvimento sustentávelApresenta um planejamento para o futuro com ações de curto,médio e longo prazos
  • 9. Documento final é dividido em 4 partes I. Dimensões sociais e econômicas combate à miséria, mudanças dos padrões de consumo, melhoria da qualidade de vida II. Conservação e gestão dos recursos para o desenvolvimento uso da água, do solo, da energia e do controle de resíduos e das substâncias tóxicas III. O papel da sociedade educação e participação de todos os setores da sociedade IV. Meios de implementação dos programas de desenvolvimento sustentável instrumentos financeiros e legais para a implementação de projetos e de programas ambientais
  • 10. A Cúpula do Clima e Aquecimento Global (1997), em Kyoto,foi o encontro mais importante para o debate do tema após aECO-92Protocolo de Kyoto, que estabelece prazos para a redução dospatamares de emissão de gases poluentes
  • 11. O documento prevê que, entre 2008 e 2012, os paísesdesenvolvidos reduzam suas emissões em 5,2% emrelação aos níveis medidos em 1990. O tratado foiestabelecido em 1997 em Kyoto, Japão, e assinado por 84países. Destes, cerca de 30 já o transformaram em lei. Opacto entrará em vigor depois que isso acontecer em pelomenos 55 países
  • 12. Rio +10JohanesburgoDiscutir e avaliar os acertos e as falhas nas ações relativas aomeio ambiente em escala mundialTemas debatidos:Acesso a energia limpa e renovável, efeito estufa,conservação da biodiversidade, proteção e o uso dasfontes de água, acesso à água potável, saneamento e ocontrole de substâncias químicas nocivasEstabelecidas metas para os próximos 10 anos
  • 13. Algumas discussões:Clima e Energia – foi estabelecido o uso de energias limpasSubsídio Agrícola – a superficialidade do texto fortalece a OMCcontrolada pelos países ricos, e esvazia o papel da ONUKyoto – nada mudou, pois os países que não haviam assinado atéentão apenas prometeram que estudariam o casoBiodiversidade – decidiu-se reduzir o ritmo de desaparecimento dasespécie em extinção e repassar os recursos obtidos a seus locais deorigem
  • 14. Água e Saneamento – foi decidido que deve aumentar o número depessoas com acesso a água potávelTransgênicos – foram objeto de grande polêmica, pois asorganizações supranacionais recomendam que regiões com fome crônicaadotem esses alimentosPesca e Oceano – prevê a criação de áreas de proteção marinha e aabolição imediata de qualquer subsídio à atividade pesqueira irregular
  • 15. Copenhague (COP – 15)20097 e 18 de DezembroNegociar, redigir e aprovar os termos da segunda parte do protocolo deKyotoFocado na diminuição das emissões de gases causadores do efeitoestufa, sobretudo o dióxido de carbono, preveem redução de 25 a 40%até 2020
  • 16. 13 e 22 de junho de 2012A declaração final da Rio+20 (Conferência das Nações Unidas sobreDesenvolvimento Sustentável), é um texto de 53 páginas, com boasintenções e o lançamento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.
  • 17. Os 25 temas particularmente abordados incluem erradicaçãoda pobreza, segurança alimentar, água, energia, saúde,emprego, oceanos, mudanças climáticas, consumo eprodução sustentáveis.
  • 18. Objetivos do Desenvolvimento Sustentável(ODS): Substituirão os Objetivos deDesenvolvimento do Milênio (ODM), em 2015.Grupo de Trabalho com 30 pessoas que se reuniráem setembro próximo para trabalhar na construçãodas novas metas
  • 19. Fórum Político de Alto-Nível para o DesenvolvimentoSustentável: Criado na Rio+20, substituirá a ineficaz Comissão para oDesenvolvimento Sustentável criada após a Rio92. O prazo para suainstalação é setembro de 2013, na 68ª Assembleia Geral da ONU
  • 20. Adoção de programa de dez anos para produção econsumo sustentávelPolíticas de economia verde, uma das ferramentas importantespara avançar rumo ao desenvolvimento sustentável.
  • 21. Fortalecimento do Pnuma (Programa das Nações Unidaspara o Desenvolvimento) : Será definido por uma resolução daAssembleia Geral da ONU a partir deste ano. Há claras mudanças emseu papel
  • 22. Os países megadiversosPaíses mais ricos em biodiversidade do mundo. O número de plantasendêmicas, é o critério principal para que um país seja consideradomegadiverso. Outros critérios são o número de espécies endêmicas emgeral e o número total de mamíferos, pássaros, répteis e anfíbios
  • 23. Brasil12% de toda a vida do planetaConcentra 55 mil espécies de plantassuperiores (22% de todas as queexistem no mundo), muitas endêmicas,524 espécies de mamíferos, mais de 3mil espécies de peixes de água doce,entre 10 e 15 milhões de insetos, e maisde 70 espécies de psitacídeos: araras,papagaios e periquitos
  • 24. A exploração da biodiversidade responda por cerca de 5% do PIB dopaís, com 4% vindos da exploração florestal e 1% dosetor pesqueiro
  • 25. CerradoAté meados do século XX, o Cerradofoi considerado uma área improdutivaA partir da década de 1970desenvolveu-se o processo decalagemAtividades agrícolas, garimpo,construção de rodovias e de cidades,intensificadas com a transferência dacapital federal para o Distrito federal
  • 26. Reduzido a 2 milhões deKm² para menos de 800 milkm²
  • 27. PantanalAgropecuária, garimpo e a construção de rodovias e dehidrovias são responsáveis pela enorme degradaçãoCaatingaPossui hoje metade da cobertura vegetal original, atingidospela agricultura irrigada e pelo pastoreio, que contribuem paraa desertificação
  • 28. Mata AtlânticaÁrea de maior adensamento populacional, maisdegradadoIndustrialização, urbanização, agricultura comercial, criaçãode gado e a exploração da madeira5% de sua cobertura original
  • 29. Mata das araucáriasRetirada da madeira para a indústria moveleira, celulose e a expansão daagriculturaMenos de 5% de sua cobertura originalFormações litorâneasUrbanização, turismo desordenadoCamposCriação de gado, pisoteio, queimadas para limpeza do terrenoMatas ciliaresUso do solo para agricultura, pecuária, loteamentos econstrução de hidrelétricas
  • 30. América do norte de Central – 74,6% de suas florestas originaisOceania – 64,3%Europa – 58,5%África – 33,8%Ásia – 28,5%64 milhões de km² só sobrevivematualmente 33,4 milhões