Curso Técnico de Petróleo da UFPR    Site: www.tecnicodepetroleo.ufpr.brGlossário Petrobras                               ...
Curso Técnico de Petróleo da UFPR                              Site: www.tecnicodepetroleo.ufpr.br                        ...
Curso Técnico de Petróleo da UFPR                                Site: www.tecnicodepetroleo.ufpr.brCavalo de pau: Unidade...
Curso Técnico de Petróleo da UFPR                                 Site: www.tecnicodepetroleo.ufpr.brFolhelho betuminoso: ...
Curso Técnico de Petróleo da UFPR                                Site: www.tecnicodepetroleo.ufpr.brLama de perfuração: Mi...
Curso Técnico de Petróleo da UFPR                               Site: www.tecnicodepetroleo.ufpr.brPetroquímica: Indústria...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Glossario petrobras

583 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
583
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
25
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Glossario petrobras

  1. 1. Curso Técnico de Petróleo da UFPR Site: www.tecnicodepetroleo.ufpr.brGlossário Petrobras 1
  2. 2. Curso Técnico de Petróleo da UFPR Site: www.tecnicodepetroleo.ufpr.br GLOSSÁRIO – PETROBRÁSÁcido: Composto químico que, em solução em água, libera íons hidrogênio (H+).Aerofotogrametria: Método de obtenção de informações topográficas através de fotografias aéreas.Alçaponamento: Ver trapa.Álcool: Qualquer composto orgânico que contenha, pelo menos, uma hidroxila (íon OH-) ligadadiretamente a um átomo de carbono.Álcool etílico: Etanol. Derivado do etano, composto por dois átomos de carbono, cinco átomos dehidrogênio e um íon OH. C2H5OH.Álcool etílico anidro carburante (AEAC): Comumente chamado de álcool anidro. Utilizado emmistura com a gasolina, com o objetivo de aumentar o poder antidetonante em motores de CicloOtto. A quantidade de água encontrada no álcool anidro deve ser ínfima, daí seu nome (anidro = semágua).Álcool etílico hidratado carburante (AEHC): Comumente chamado de álcool hidratado. Utilizadono Brasil como combustível em motores de Ciclo Otto. Também utilizado para fins industriais.Contém pequeno percentual de água.Álcool metílico: Metanol. Derivado do metano. Composto por um átomo de carbono, três dehidrogênio e um íon OH- (CH3OH).Ararajuba: Ave psitaciforme de coloração predominantemente amarela, com penas verdes naspontas das asas. Encontrada nos Estados do Pará e Maranhão. Também conhecida como guaruba,aiurujuba, guarajuba, marajuba e tanajuba.Árvore de natal: Conjunto de válvulas que controla a pressão e vazão de um poço.Árvore de natal molhada: Conjunto de válvulas, colocado sobre o solo oceânico, que controla apressão e vazão de um poço submarino.Asfalto ou Betume: Mistura de hidrocarbonetos obtida como resíduo de destilação do óleo bruto eusada principalmente na pavimentação de estradas.Barril: unidade de volume equivalente a 158,98 litros.Barril de óleo equivalente: Unidade utilizada para permitir comparar (converter), em equivalênciatérmica, um volume de gás natural com um volume de óleo.Benzeno: Líquido incolor, volátil, com cheiro característico, cuja molécula tem uma estrutura cíclicatípica (C6H6). Usado como solvente e como matéria-prima para obtenção de diversos outrosprodutos.Betume: Ver asfalto.Betume natural: Porção do petróleo encontrada no estado sólido ou semi-sólido, nas condições dereservatório. Usado no passado para impermeabilização de esquifes, cisternas, embarcações.Também utilizado para iluminação noturna em tochas, no antigo Egito.Butano: Hidrocarboneto saturado com quatro átomos de carbono e dez átomos de hidrogênio(C4H10). É gasoso, incolor e possui cheiro característico. Empregado como combustível doméstico ecomo iluminante. Também utilizado como fonte de calor industrial em caldeiras, fornalhas esecadores.Cabotagem: Navegação realizada próxima à costa, podendo utilizar acidentes geográficos, comocabos (daí seu nome), como pontos de referência.Campo de gás: Área geográfica, na superfície, correspondente à projeção de reservatórios de gás.Campo de óleo: Área geográfica, na superfície, correspondente à projeção de reservatórios de óleo.Carburante: Produto químico cuja combustão permite obter energia mecânica em motores térmicos.Catalisador: Substância que, por sua presença, modifica a velocidade de uma reação química, semse alterar no processo. 2
  3. 3. Curso Técnico de Petróleo da UFPR Site: www.tecnicodepetroleo.ufpr.brCavalo de pau: Unidade de bombeio utilizada em poços terrestres, assim designada por suasemelhança com um cavalo de pau.Chumbo tetraetila: Aditivo utilizado para aumentar o poder antidetonante da gasolina. Por seraltamente poluente e cancerígeno, tem sido substituído por outros aditivos. Brasil e Japão foram osprimeiros países do mundo a eliminar totalmente o chumbo tetraetila da gasolina.Claros: Ver derivados claros. Ciclo termodinâmico utilizado em motores, no qual a explosão se dáespontaneamente, em função das elevadas pressões alcançadas. O combustível utilizado nessesmotores é chamado óleo diesel.Ciclo Otto: Ciclo termodinâmico utilizado em motores, no qual a explosão se dá a partir daocorrência de uma centelha. Utiliza como combustível gasolina, alcool ou sua mistura. Conjunto deoperações que possibilita a colocação de um poço de óleo ou gás em produção.Condensado: Hidrocarboneto leve que, nas condições de reservatório, se encontra no estado gasoso,tornando-se líquido à temperatura ambiente.Coqueamento: Processo para obtenção de coque. Produto sólido, negro e brilhante, obtido porcraqueamento de resíduos pesados, essencialmente constituído por carbono (90 a 95%), e que queimasem deixar cinzas. Bom combustível para metalurgia e indústria de cerâmica.Craqueamento: Transformação por ruptura (cracking, quebra) de moléculas grandes em moléculasmenores. Utilizado para transformar óleos pesados, de pequeno valor, em derivados de petróleo maisleves, como GLP e nafta, produtos de maior valor.Craqueamento a vapor: Craqueamento realizado em presença de vapor dágua.Craqueamento catalítico: Craqueamento realizado com a presença de catalisadores.Crosta terrestre: Litosfera. Parte externa consolidada da Terra.Cru reduzido: Mistura de hidrocarbonetos pesados. É a fração mais pesada do petróleo, obtida noprocesso de destilação atmosférica.Derivados claros: Designação genérica de alguns derivados de petróleo, entre os quais a gasolina, oquerosene e o diesel. Possuem coloração clara, daí sua classificação. São líquidos e pouco viscosos.Derivados escuros: Designação genérica de alguns derivados de petróleo, entre os quais o óleocombustível e o asfalto. Possuem coloração escura e alta viscosidade.Desparafinação: Processo que objetiva a retirada de parafinas.Destilação: Separação de misturas em várias frações por vaporização, seguida de condensação.Destilação a vácuo: Destilação que se realiza numa coluna de fracionamento a uma pressão inferiorà pressão atmosférica.Diesel: Ver óleo diesel.Diesel metropolitano: Combustível automotivo com especificações mais rigorosas quanto ao teor deenxofre (menor quantidade de enxofre), para uso no transporte urbano. A menor quantidade deenxofre objetiva reduzir a poluição nas cidades.Dióxido de carbono: CO2 - Gás carbônico. Gás incolor e inodoro.Escuros: Ver derivados escuros.Estação de bombeamento: Conjunto de equipamentos destinados a transmitir energia mecânica aofluido (petróleo ou derivados) para permitir seu deslocamento ao longo dos dutos.Estrato: Camada de terreno.FCC: Abreviatura de Fluid Catalitic Cracking (Craqueamento Catalítico Fluido) - Processo decraqueamento no qual o catalisador se apresenta na forma de pequenas partículas sólidas, formandoum leito fluido.Fluido: Designação comum a líquidos e gases.Fluxo bifásico: Fluxo simultâneo de dois fluidos em estados físicos diferentes. Por exemplo:petróleo (líquido) e gás natural (gasoso).Folhelho: Rocha argilosa folheada e impermeável. 3
  4. 4. Curso Técnico de Petróleo da UFPR Site: www.tecnicodepetroleo.ufpr.brFolhelho betuminoso: Folhelho impregnado com betume. Xisto.Fóssil: Vestígio ou resto petrificado ou endurecido de seres vivos que habitaram a Terra antes doholoceno e que se conservaram sem perder as características essenciais.Fossilização: Conjunto de processos naturais que permitem a conservação dos restos ou vestígios defósseis.Fração: Parte de um todo. Um dos hidrocarbonetos ou mistura de hidrocarbonetos que compõem opetróleo.Fracionamento: Separação das partes que compõem uma mistura. Separação dos derivados quecompõem o petróleo.Gás: Um derivado de petróleo é denominado gás quando, nas condições de pressão e temperatura dasuperfície, se apresenta em estado gasoso.Gás Liquefeito de Petróleo (GLP): Mistura de hidrocarbonetos leves, gasosos, predominantementepropano e butano. São armazenados no estado líquido através da elevação da pressão ou da reduçãoda temperatura.Gás natural: Mistura de hidrocarbonetos leves, gasosos (metano e etano, principalmente), obtida daextração de jazidas. Utilizado como combustível industrial, doméstico e automotivo.Gasoduto: Conduto que permite o transporte de grandes quantidades de gás a grandes distâncias.Gasóleo: Derivado de petróleo, mais pesado do que a nafta e mais leve que o óleo combustível,obtido no processo de destilação. Utilizado como matéria-prima de processos secundários(craqueamento), para obtenção de GLP e gasolina. Dentro de certos limites, pode ser utilizado comoóleo diesel ou como diluente para óleos combustíveis.Gasolina: Mistura de hidrocarbonetos, que destila entre 30º C e 150º C. Constitui a parte mais volátildo petróleo bruto. Utilizada em motores de Ciclo Otto.Gasolina natural: Mistura de hidrocarbonetos leves, com algumas características da gasolina,obtidos a partir do gás natural.Geofísica: Ciência que estuda os fenômenos físicos que afetam a Terra. Física terrestre.Geologia: Ciência que estuda a origem, formação e sucessivas transformações do globo terrestre.Hidrogênio: Elemento químico de número atômico 1, gasoso, incolor.Hidrocarboneto: Composto químico constituído apenas por átomos de carbono e hidrogênio.Hidrocarboneto aromático: Aquele que possui, em sua molécula, pelo menos um anel de benzeno.Hidrogenação: Processo de transformação de um composto não-saturado em composto saturado,pela introdução de átomos de hidrogênio.Holding: Empresa central que controla um conjunto de outras empresas.Hulha: Carvão mineral, carvão de pedra.Índice de octano (octanagem): Indicador da capacidade de um produto resistir a altas pressões semque ocorra explosão espontânea.Inodoro: Que não tem cheiro.Íon: Átomo com excesso ou falta de elétrons, acarretando, respectivamente, carga negativa oupositiva.Isomerização: Processo de transformação de uma substância em um isômero desta.Isômero: Composto cuja molécula contém as mesmas espécies e o mesmo número de átomos queoutra, mas difere dessa outra em sua estrutura molecular.Jazida: Depósito natural de uma ou mais substâncias úteis.Jaqueta: Estrutura de suporte de uma plataforma fixa.Laboratório: Local destinado ao estudo experimental de qualquer ramo da ciência, ou à aplicaçãodos conhecimentos científicos com objetivo prático, como análises de produtos para verificação deseus componentes e características. 4
  5. 5. Curso Técnico de Petróleo da UFPR Site: www.tecnicodepetroleo.ufpr.brLama de perfuração: Mistura de diversos componentes utilizada durante a perfuração de um poçode petróleo, com o objetivo de manter a pressão superior ao das formações atravessadas e evitar queas paredes do poço desmoronem.Lâmina dágua: Distância entre a superfície da água e o fundo do mar.Lastro: Tudo que se coloca no porão de um navio para lhe dar estabilidade. No caso de petroleiros, éutilizada a própria água do mar.Lubrificação: Ato ou efeito de lubrificar, colocar lubrificante.Lubrificante: Substância colocada entre duas superfícies, com o objetivo de reduzir o atrito e odesgaste.Metano: Hidrocarboneto gasoso incolor cuja molécula é constituída por um átomo de carbono equatro de hidrogênio (CH4).Metanol (CH3OH): Álcool metílico.Monobóia: Bóia onde se ancoram navios em alto-mar.Monóxido de carbono (CO): Gás incolor e inodoro, altamente tóxico. Produzido na queimaincompleta de combustíveis.Nafta: Fração de destilação do petróleo, constituída por hidrocarbonetos de baixo ponto de ebulição.Utilizada como matéria-prima na indústria petroquímica, fornecendo, através de craqueamento, umagrande variedade de produtos.Navio-cisterna: Navio utilizado para armazenamento da produção de petróleo.Navio mineropetroleiro: Navio destinado ao transporte de minério e petróleo.Navio-petroleiro: Navio destinado ao transporte de petróleo e derivados.Navio-sonda: Navio dotado de equipamentos que permitem a perfuração ou a completação de umpoço submarino.Navio-tanque: Ver petroleiro.Octanagem: Ver índice de octano.Óleo: Porção do petróleo existente na fase líquida nas condições originais de reservatório, quepermanece líquida nas condições de pressão e temperatura de superfície.Óleo combustível: Mistura de hidrocarbonetos utilizados em grande variedade de equipamentosindustriais destinados à geração de energia ou calor. É largamente usado nas indústrias paraaquecimento de caldeiras, fornos, fornalhas.Óleo diesel: Mistura de hidrocarbonetos que tem amplo emprego como combustível em motores aexplosão (ciclo diesel), em caminhões, ônibus, tratores, equipamentos pesados para construção,navios, locomotivas, motores estacionários. É também usado como fonte de calor.Oleoduto: Sistema constituído de tubulações e estações de bombeamento, destinado a conduzirpetróleo ou seus derivados líquidos.Paleontologia: Ciência que estuda animais e vegetais fósseis.Ponto de ebulição: Temperatura em que, sob pressão constante, um líquido está em equilíbrio combolhas de vapor.Paleozoologia: Ramo da Paleontologia que estuda os animais fósseis.Parafina: Mistura incolor de hidrocarbonetos saturados sólidos, extraída do petróleo, utilizada naindústria de velas, papéis, lonas, baterias, pilhas, laticínios, frigoríficos e de determinados produtosquímicos. Em química, utilizado como designação genérica dos hidrocarbonetos saturados.Petróleo: Mistura constituída predominantemente de hidrocarbonetos, que ocorre na natureza nosestados sólido, líquido e gasoso.Petróleo aromático: Petróleo com elevada composição de hidrocarbonetos aromáticos.Petróleo bruto: Petróleo no estado em que se apresenta na natureza, sem ter sofrido processamento.Petróleo naftênico: Petróleo com elevada composição de hidrocarbonetos naftênicos.Petróleo parafínico: Petróleo com elevada composição de hidrocarbonetos parafínicos. 5
  6. 6. Curso Técnico de Petróleo da UFPR Site: www.tecnicodepetroleo.ufpr.brPetroquímica: Indústria dos produtos químicos derivados do petróleo.Plataforma auto-elevável: Plataforma marítima com três ou mais pernas de tamanho variável, quepode ser posicionada em locais de diferentes profundidades, apoiando as pernas no fundo do mar,elevando-se acima da superfície marítima.Plataforma continental: Zona imersa que declina suavemente, a começar da praia até o taludecontinental.Plataforma fixa: Plataforma montada sobre estrutura fixa (jaqueta), que se apóia no fundo do mar.Plataforma semi-submersível: Pataforma marítima com flutuadores, sem apoio no solo submarino.Poço surgente: Poço no qual o petróleo sobe à superfície espontaneamente, em função da pressãoexistente no reservatório.Propano: Hidrocarboneto saturado com três atomos de carbono e oito de hidrogênio (C3H8). Égasoso, incolor e possui cheiro característico. Empregado como combustível doméstico e comoiluminante. Também utilizado como fonte de calor industrial em caldeiras, fornalhas e secadores.Propaneiro: Navio destinado ao transporte de derivados de petróleo gasosos.Prospecção: Método ou técnica empregada para localizar e calcular o valor econômico de jazidasminerais.Quadro de bóias: Conjunto de bóias para amarração de um navio.Querosene de aviação - (QAV): Derivado de petróleo utilizado como combustível em turbinas deaviões a jato. Também conhecido como querojato.Querosene iluminante: Derivado de petróleo utilizado como fonte de luz. Também usado comocombustível doméstico.Química: Ciência que estuda a estrutura das substâncias e suas transformações.Refinação: Conjunto de processos destinados a transformar o petróleo bruto em produtos adaptadosàs necessidades dos consumidores.Reserva: Volume de petróleo que ainda poderá ser obtido como resultado da produção de umreservatório.Reservatório: Rocha permeável e porosa onde está armazenado o petróleo.Resíduo: Fração mais pesada que resta após a retirada das partes leves.Rocha-reservatório: Rocha porosa com capacidade de armazenar líquidos e gases.Royalty: Valor pago pelo direito de uso de um bem pertencente a outrem.Sísmica: Técnica de obtenção de informações geológicas através da captação de sinais sonorosrefletidos nas camadas subterrâneas.Sonda: Equipamento utilizado para realizar perfurações.Talude continental: Parede de declividade acentuada, que mergulha da extremidade da plataformapara os abismos oceânicos.Termodinâmica: Parte da Física que investiga os processos de transformação de energia e ocomportamento dos sistemas nesses processos.Tonelagem de porte bruto (TPB): Tonelagem total que pode ser embarcada em um navio. Além dacarga comercial, inclui combustível, tripulação, víveres, etc.Trapa: Anomalia na geometria de uma seqüência de rochas, que gera condições de acumulação depetróleo.Tubulação: Equipamento utilizado para conduzir fluidos.Vaporização: Passagem do estado líquido para o estado gasoso.Volátil: Líquido que, nas condições ambientes, se torna gasoso. 6

×