Your SlideShare is downloading. ×
So paraense-sabe-1227184177026624-8
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

So paraense-sabe-1227184177026624-8

228
views

Published on


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
228
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Só paraense sabe ...
  • 2. Tem coisas que só o paraense, seja ele de nascimento ou por adoção, sabe o que é: Passar numa esquina, e salivar só de sentir o cheiro do tucupi, ou da maniçoba, empinar papagaio do cobra; ou fazer pacientemente, com talinhas de palmeira e papel de seda, uma curica pra os filhos brincarem .
  • 3. Paraense joga peteca, não bola de gude, tem seguro contra as mangas que quebram os pára-brisas dos carros, pena que não tem seguro pra cabeça, eu mesma já fui alvo delas...
  • 4. Paraense conhece mato, marés, conta a estória do boto, moço bonito, mas com um pitiú de peixe, mas que mesmo assim, encanta as moçoilas mais desavisadas nas noites de lua cheia, não sabe o que é pitiú? O paraense sabe!
  • 5. Paraense é carinhoso, chama todo mundo de mano, mana, maninho, fica logo amigo faz almoço, jantar põe logo dentro de casa, eita povo hospitaleiro, fala se não é?
  • 6. Por aqui tomamos açaí pra dormir a sesta, com farinha d'água ou de tapioca, com açúcar ou sem, com charque, pirarucu ou sem nada só ele purinho, bom que só!
  • 7. Tomamos banho de rio, barrento como o Guamá ou a baía do Guajará, de rio azul transparente como o Tapajós, de Igarapé Gelado de bater o queixo de frio. Paraense, tem alto verão em julho quando a maioria do Brasil morre de frio e nós por aqui bronzeadérrimos, acentuando a beleza de nossa morenice !
  • 8. Festa! é com a gente mesmo em todo o canto tem um violão, uma música legal, um carimbó, uma guitarrada, um treme terra, botando todo mundo pra dançar .
  • 9. Paraense quando não tem nada pra fazer vai pra beira do rio ver o pôr do sol vermelho e os pôpôpos passarem, quando está estressado vai pra Salinas, Marapanim, Algodoal, Mosqueiro, Alter-do-Chão, Ponta-de-Pedras, Aramanaí,Pindobal ou ata uma rede na sacada de casa e fica lá de pezinho pra fora esfriando a cabeça .
  • 10. Somos índios, místicos, curandeiros, mas também com toda esta energia de águas e mata não poderia ser de outro jeito, paraense vai no ver-o-peso, compra ervas faz chá, garrafada, banho de cheiro, uma delícia! Curas de corpo e de alma.
  • 11. Somos orgulhosos por sermos assim essa mistura morena, brejeira e gostosa, por sermos autênticos, pela cultura que temos, por nosso sangue do índio que a tantos outros se misturou e que nos faz muito, mas muito especiais!
  • 12. “ E esta praia linda e maravilhosa que você está vendo é a praia de Salinas, sim, exatamente a do e-mail que recebi de muito amigos, só que no seu dia-a-dia, cheia de turistas boquiabertos com  suas belezas naturais e desfrutando momentos especiais e inesquecíveis. O que chegou até você, não passou de uma das grandes marés altas que quem a freqüenta constantemente sabe exatamente quando vai ocorrer e o que deve fazer para não correr riscos. Venha na minha terrinha, e acredite que seu carro não vai ser engolido pelas lindas águas azuis de Salinas, como infelizmente está sendo divulgado na Net O Pará é lindo... espera por sua visita!!!! E eu também.... Beijos... Ná” (Comentário meu em, 06/05/06)
  • 13. Autoria: Cândida Maria Interpretação musical: Flor do Grão Pará Lucinha Bastos Formatação: Ná Noronha