• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Nap
 

Nap

on

  • 1,380 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,380
Views on SlideShare
1,337
Embed Views
43

Actions

Likes
0
Downloads
4
Comments
0

2 Embeds 43

http://emrcgarciadominguessilves.blogspot.com 37
http://emrcgarciadominguessilves.blogspot.pt 6

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Nap Nap Presentation Transcript

    • Trabalho de Educação Moral e Religiosa Católica “D. Nuno Álvares Pereira” Daniela Silves, 30 de Abril de 2009
    • Folha de Rosto Escola E.B. 2, 3 Dr. Garcia Domingues “D. Nuno Álvares Pereira” Daniela Martins Vitoriano Disciplina: EMRC 6º A Professor: Tito Romeu Data de entrega: 30.04.09
    • Introdução Com este trabalho procurei saber mais sobre D. Nuno Álvares Pereira.
    • índice Capa ………………………………………………………………………………… 1 Folha de Rosto ………………………………………………………………….. 2 Introdução ………………………………………………………………………. 3 Índice ………………………………………………………………………………. 4 Corpo do trabalho ……………………………………………………………. 5 à 11 Ficha Informativa …………………………………………………………… 12 Conclusão ………………………………………………………………………… 13 Bibliografia ……………………………………………………………………. 14
    • Biografia - A sua história Cavaleiro militar português, nasceu no dia 24 de Julho de1360, em Cernache do Bonjardim, filho ilegítimo do Prior da Ordem Militar do Hospital (D. Álvares Gonçalves) e Iria Gonçalves do Carnaval. Foi um dos 26 filhos do Prior do Crato. A sua educação foi feita segundo os ideais da cavalaria medieval. Monumento a Nuno Álvares Pereira (1360-1431), na Batalha
    • Aos 13 anos foi apresentado na corte, onde logo se fizeram notar as suas qualidades e o seu génio militar, e tornou-se escudeiro da rainha D. Leonor Teles, esposa do rei D. Fernando. Aos 17 anos, por imposição do pai e apesar da sua resistência, casou com D. Leonor Alvim em 1376, senhora de grandes terras, de quem teve três filhos, entre eles D. Beatriz, que veio a casar com o príncipe D. Afonso, filho de D. João I, e que viria a ser o 1.o duque de Bragança.
    • Entretanto, Nuno Álvares Pereira tomou contacto com as tropas inglesas estacionadas em Portugal, o que refinaria ainda mais as suas grandes qualidades de estratega militar. Com a morte de D. Fernando, em 1383, e estando em causa a independência nacional, gera-se a revolta popular e todo um processo de luta contra as pretensões castelhanas em que Nuno Álvares Pereira vai ter um papel Estátua de D. Nuno Álvares preponderante. Segue-se um período de lutas Pereira, em Vila Nova de Ourém constantes entre os partidários de Castela e os defensores da independência de Portugal.
    • A sua primeira grande vitória dá-se na Batalha dos Atoleiros, em 1384. Em 1385, nas Cortes de Coimbra, o Mestre de Avis é aclamado rei de Portugal e Nuno Álvares Pereira é nomeado Condestável do Reino. A luta contra os opositores de D. João I continua e dá-se a batalha decisiva de Aljubarrota, em 14 de Agosto de 1385.
    • Apesar da desigualdade de forças entre os dois exércitos, os portugueses obtêm uma vitória esmagadora (6000 militares portugueses contra 30000 militares espanhóis), graças ao génio militar do Condestável, que pôs em prática as novas tácticas de guerra que aprendera com os ingleses, a táctica do quadrado, além de ter escolhido o melhor local para o embate e tendo os combatentes portugueses uma confiança ilimitada no seu comando. Técnica do quadrado
    • Em Outubro de 1385, em Valverde, alcança nova vitória sobre os castelhanos, e continua a participar nos sucessivos confrontos, cada vez mais raros, que entretanto se verificaram, até que, em 1411, Castela reconheceu a independência de Portugal. Com o consolidar da paz com Castela, Nuno Álvares Pereira, que entretanto fora cumulado com sucessivas doações de terras e bens, vai dedicar-se a obras de bem-fazer. Em 1393 distribui muitas das suas terras pelos companheiros de armas. Estando ele viúvo desde 1388, em 1414 morre-lhe a filha, D. Beatriz.
    • Vai dar então novo rumo à sua vida, dedicando-se mais aos trabalhos agrícolas nos seus domínios de Vila Viçosa. Nos últimos tempos de vida viveu num convento com o nome de Convento do Carmo em Lisboa. Após a morte de D. Leonor Alvim, sua mulher, tornou-se carmelita e porteiro no Convento. O seu túmulo acabou por ser destruído no terramoto de 1755. Convento do Carmo
    • Ficha informativa Nome: Nuno Álvares Pereira Data de nascimento: 24.07.1360 Local de nascimento: Cernache do Bonjardim Data de morte: 01.04.1431 Local de morte: Lisboa Nacionalidade: Portugal
    • Conclusão D. Nuno Álvares Pereira foi um homem muito dedicado e inteligente, por isso mereceu o meu esforço ao fazer este trabalho.
    • Bibliografia e Netgrafia Imagens Diciopédia 2009