Gêneros orais

15,796 views
15,247 views

Published on

2 Comments
5 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
15,796
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
319
Comments
2
Likes
5
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Gêneros orais

  1. 1. Gêneros Orais Professora Edilane Lira – Assessora Pedagógica
  2. 2. Texto oral: “Ao ingressarem na escola, osalunos já dispõem de competênciadiscursiva e linguística paracomunicar-se em interações queenvolvem relações sociais de seudia-a-dia, inclusive as que seestabelecem em sua vida escolar.Acreditando que a aprendizagem dalíngua oral, por se dar no espaçodoméstico, não é tarefa da escola,as situações de ensino vêmutilizando a modalidade oral dalinguagem unicamente comoinstrumento para permitir otratamento dos diversos conteúdos.”(PCN’s)
  3. 3. “Quem não apresenta suas ideias comclareza ou defende mal seus argumentosdiante um grupo enfrenta problemas tanto nasala de aula como na vida profissional. Aescola, no entanto, não tem se dedicado àquestão como deve. Embora o ensino dalíngua oral esteja previsto nos ParâmetrosCurriculares Nacionais (PCNs) há mais deuma década, essa prática está longe de serprioridade. Ela é confundida com atividades deleitura em voz alta e conversas informais, quenão preparam para os contextos decomunicação.”
  4. 4. A língua oral está organizada emgêneros: Mesa-redonda, Debates, Seminários, Entrevistas, Saraus, Depoimentos. “É preciso criar contextos de produção também para os gêneros orais - em que se determinam quem é o público, o que será dito e como. É isso que permite aos alunos se apropriarem das noções, das técnicas e dos instrumentos necessários ao desenvolvimento de suas capacidades de expressão em situações de comunicação”. Bernard Schneuwly
  5. 5. Como podemostrabalhar os gêneros orais...
  6. 6. Debate:
  7. 7. Como organizar um debate?
  8. 8. ODebate:
  9. 9. Avaliando o debate: Ou:
  10. 10. Entrevista: A entrevista é resultado de um diálogo. Aparticipação de um e outro na conversa varia conformeo direcionamento feito por quem pergunta e a reação dequem responde. O objetivo é obter informações a sertransmitidas a ouvintes, leitores ou telespectadores.Para que tenha um bom resultado, o "repórter" deveconhecer o assunto abordado, além de formularperguntas precisas e instigantes. É ele quem orienta ainteração.
  11. 11. Preparação da entrevista: Comece escolhendo o assunto e o entrevistado:
  12. 12. Realização da entrevista:
  13. 13. Registro da entrevista:
  14. 14. Avaliação da entrevista:
  15. 15. Seminário...Para que um seminário sejaeficiente, o aluno precisa sesentir um especialista sobreo assunto que vai expor e serclaro ao apresentar suasideias. Ele deve passar aopúblico o que considera maisimportante e, ao tomar olugar que geralmente é doprofessor, pensar na melhormaneira de fazer isso.
  16. 16. Organizando o seminário:1. Pesquisa;2. Produção de um roteiro:3. Definir a ordem das apresentações e a sequência das falas para não haver furos, cortes ou falta de sentido.
  17. 17. É importante: Manter o roteiro; Evitar conversas paralelas dentre os apresentadores; Estar atendo aos sinais dos ouvintes: se parecem interessados, desatentos, cansados; Uso da língua padrão; Sequência das falas. O seminário será avaliado não apenas pelo conteúdo, mas também pela condução e pela apresentação do grupo.
  18. 18. Sarau:
  19. 19. No sarau... Escolha o tema e...
  20. 20. Como fazer o sarau? Defina os critérios de avaliação. Originalidade deve ser um deles.
  21. 21. Agora é comvocês!!!!
  22. 22. Coleções de referência: Viva Português – Ensino Médio – Editora Ática; Tudo é Linguagem – 6° ao 9° ano – Editora Ática; Projeto Radix – Produção de Texto – 6° ao 9° ano – Editora Scipione.
  23. 23. Edilane Lira (Dila) Assessora Pedagógicaedilanelira@hotmail.com

×