Dicionário de humor infantil   pedro bloch
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Dicionário de humor infantil pedro bloch

on

  • 7,999 views

 

Statistics

Views

Total Views
7,999
Views on SlideShare
7,982
Embed Views
17

Actions

Likes
4
Downloads
61
Comments
0

2 Embeds 17

https://twitter.com 16
http://pinterest.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Dicionário de humor infantil   pedro bloch Dicionário de humor infantil pedro bloch Presentation Transcript

  •  
  • ALEGRIA - É um palhacinho no coração da gente. AMAR - É pensar no outro, mesmo quando a gente nem tá pensando . ABOLIÇÃO - Uma coisa assinada pela escrava Isaura. ABSTRATO - Sim, eu sei o que é abstrato. Esta sopa, por exemplo, leva abstrato de tomate.
    • BÚSSOLA - É uma coisa que toda criança deveria ter.
    • É que eu me perdo muito.
    BOCA - É a garagem da língua. BEBÊ - É uma coisa que ainda tem a cabeça verde. Não funciona como a gente. ADULTO - É uma pessoa que não entende de chuva, criança ou bala.
  • CABELO - É uma coisa que serve pra gente não ficar careca. CALCANHAR - É o queixo do pé. COBRA - É um bicho que só tem rabo. CHOCOLATE - É uma coisa que a gente nunca oferece aos amigos porque eles aceitam. CINEMA - É um lugar onde a gente come pipoca.
  • DIA - Hoje é amanhã de ontem. ESTUDIOSO - Ser estudioso é pensar pouco e decorar muito. ESPERANÇA - É um pedaço da gente que sabe que vai dar certo. FÉ - É uma menininha, na praia, esvaziando o mar com um baldezinho de plástico furado. GÊMEAS - Duas meninas de cara repetida.
  • ILHA - É um morro que caiu dentro do mar. INFERNO - É um lugar onde a gente morre muito mais. JUÍZO - É fazer tudo o que mamãe acha que tá certo, mesmo quando está errado. JARDIM ZOOLÓGICO – O bicho que eu mais gostei, no jardim zoológico, foi o vendedor de sorvete.
  • LÓGICA - Uma nota de dez rasgada no meio não dá duas de cinco, dá? MENTIRA - (ouve-se o estraçalhar de um vidro no banheiro e o menino grita) - "É mentira do barulho!” MÃE – Quando você era menina, quem era minha mãe? NOITE - É o dia com luz apagada.
  • NAMORADO - É uma pessoa que tem medo do claro. NEVOEIRO - É poeira do frio. PACIÊNCIA - É uma coisa que a mamãe perde sempre. REDE - É uma porção de buracos amarrados com barbante. REFLEXO - É quando a água do lago se veste de árvores. RELÂMPAGO - É um barulho rabiscando o céu. SAUDADE - É quando uma pessoa que devia estar perto está longe.
  • TRISTEZA - É uma criança com gesso no pé, sem assinatura. ULTRASSONOGRAFIA - É parente da Geografia? É? VEIAS - São raízes que aparecem no pescoço das meninas que gritam. SONO - É saudade de dormir. SOL - Eu não errei na prova. Só disse que o Sol nasce no nascente e dorme no dormente.
  • VOCAÇÃO - É a voz do papai. XINGAR - Quando eu xingo a minha avó, só xingo a metade que é do meu irmão. W - São dois vês que nasceram gêmeos. Y - É uma letra parecida com um estilingue, que é intrometida.
  • Pedro Bloch passou toda a sua vida de médico e escritor recolhendo as maravilhas que saem da boca das crianças. São definições espontâneas, tiradas poéticas, achados engraçadíssimos que dificilmente uma cabeça adulta poderia produzir. Neste dicionário, ele reuniu o melhor de sua vasta coleção, para o leitor de todas as idades. Reproduzimos algumas. Imagens – Google Música – “Brilha, brilha, estrelinha Formatação – Christina Meirelles Neves