Your SlideShare is downloading. ×
0
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI

2,300

Published on

Palestra apresentada na Semana da Gestão e Governança da TI. …

Palestra apresentada na Semana da Gestão e Governança da TI.

Evento realizado pelo Instituto Infnet entre os dias 25/10/2010 e 29/10/2010.

Published in: Technology, Travel
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,300
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
104
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI Hadeliane Iendrike Outubro 2010 Escola Superior da Tecnologia da Informação do Instituto Infnet
  • 2. 2 www.uniriotec.br Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
  • 3. Núcleo de Pesquisa e Prática em Tecnologia Pesquisa Acadêmica Ensino Superior Mercado de Trabalho Visão do NP2Tec www.uniriotec.br/~np2tec
  • 4. Formação Acadêmica Transferência de Conhecimento Pesquisa Divulgação/Redes/Conectividade NP2Tec - Áreas de atuação Curso de Pós-graduação em Gestão de Processos de Negócio com ênfase em TI Consultorias Termos de cooperação
  • 5. Contexto de atuação da SE7TI Análise e modelagem de processos de negócio Gestão da arquitetura empresarial de ti Desenvolvimento de sistemas de informação Treinamentos customizados in company SE7TI Serviços de Tecnologia da Informação Pensar e desenvolver soluções de TI para processos de negócio, ampliando conhecimento de pessoas e organizações. Missão
  • 6. O que é processo?
  • 7. O que é processo? Conjunto de ações inter-relacionadas ou interativas que transformam insumos (entradas) em produtos ou serviços (saídas) Definição de Processo
  • 8. Definição de Processo Criminal? “…ele está respondendo a um processo…” Artístico? “…meu processo criativo é diferente…” Médico? “…já realizei vários processos e o paciente melhorou…” Estamos falando de… De que processo estamos falando? processos de negócio (também conhecidos como…) processos empresariais processos operacionais processos de gestão processos produtivos
  • 9. Elementos de um processo Sim Revisão de currículos de candidatos a emprego Selecionar empregados criteriosamente Analisar currículo Enviar carta de recusa Agendar entrevista Candidato qualificado? Início Fim Fim Não Secretária Gerente de RH Secretária Currículo Carta de recusa Data da entrevista Novo currículo recebido Regras
  • 10. Os processos nas organizações Vertical Funcional Funcional Com processos em segundo plano Processual Com funcional em segundo plano Processos Horizontais Gestão Funcional Tradicional Estrutura orientada Por processo Funcional Vertical Funcional com processos em segundo plano Processual com funções em segundo plano Processual Horizontal Gestão funcional Gestão de processos Gestão por processos
  • 11. BPMM http://www.omg.org/spec/BPMM/ Business Process Management Maturity Model
  • 12. BPMM ´
  • 13. Identificação de pontos críticos Eliminação de situações de retrabalho Clarificação das operações e das responsabilidades Maior agilidade nos processos Redução de Custos Construção da memória organizacional Monitoramento de indicadores de desempenho Eliminação de gargalos e entraves do processo O que esperar da gestão de processos?
  • 14. Gestão de Processos de Negócio Foco no cliente Implementar Entregar Executar Modelar Estimular Monitorar Otimizar Estabelecer Alinhar Analisar Ciclo de Vida BMP
  • 15. Modelo de processos de negócio SistemaProduto O quê? Por quê? Evento Quando? Localidade Onde? Quem? Processo Atividade Como? Meta PapelDepartamento Regra de negócio Fatores externos Indicador Dados Conceito Competência Objetivo Risco Documento
  • 16. Modelo de processos de negócio Sistema Documento Evento Produto Objetivo Localidade Papel Departamento Processo decomposto decomposta Sequência executa consulta informa consulta dispara édisparadapor lotadaAtividade Modelo de atividades
  • 17. Modelagem de processos de negócio Projeto de Modelagem de Processos de Negócio Meta-modelo Informações a serem modeladas Método Seqüência de passos para levantamento e modelagem das informações Notação Símbolos e regras para representar as informações Ferramenta Apoio computacional para documentação das informações
  • 18. Usos do modelo de processos de negócio Modelo de Processosde Negócio Melhoriade processos Gestão de indicadores Gestão de riscos Gestão de conhecimento Simulação de processos Treinamentos ... Gerênciade requisitos Automação por BPMS Derivação de serviços Ontologia Modelagem conceitual de dados
  • 19. Usos do modelo de processos de negócio TI Modelar e gerir seus processos Utilizar o modelo de processos das áreas de negócio Governança de TI Arquitetura tecnológica alinhada aos processos Implementar Entregar Executar Modelar Estimular Monitorar Otimizar Estabelecer Alinhar Analisar Ciclo de Vida BMP
  • 20. Gestão integrada de processos e TI
  • 21. Próximos assuntos Regras de negócio Modelo conceitual de dados Elicitação de requisitos Sistema de gerenciamento de processos Arquitetura orientada a serviços
  • 22. Definição Regras de negócio são as decisões que regem uma organização, compreendidas por políticas recomendadas e obrigatórias que governam a interação entre empregados, clientes, fornecedores e sistemas automatizados. Regras de negócio refletem toda a essência do negócio...
  • 23. Perspectivas complementares What x How Regras de Negócio influenciam o fluxo de atividades e outros elementos de um modelo de processo de negócio devem estar associadas a processos Fluxos Atividades Regras de Negócio definem aspectos cruciais de um processo de negócio Restrições quanto a sequência de atividades Pontos de decisão Eventos Dados e informações manipulados Regras e Processos de Negócio
  • 24. Exemplo Registrar Proposta Formulário de Proposta Atendente Sistema P&P Limite de Valor da Proposta Manter Proposta O valor da proposta deve ser inferior a R$ 100.000,00.
  • 25. Níveis de expressividade Regras de negócio podem ser expressas em diferentes níveis Informal “Todo cliente de conta de crédito deve que ter mais de 18 anos.” Técnico ContaCredito self.customer.age >= 18 Formal {X, Y, (cliente X) (contaCredito Y) (titular X Y)}  (ge (age X) 18)
  • 26. BRMS Ferramenta que facilita a gestão de regras, com funcionalidades para dar suporte à criação, registro, classificação, verificação, implantação e execução de Regras de Negócio BRMS Business Rules Management System
  • 27. Modelo conceitual Conceitos que representam a realidade Modelo Entidade- Relacionamento (ER) Modelo de Classes Ontologia Independente do tipo de SGBD Não informa os dados armazenados no banco de dados Representação tipicamente gráfica DER Diagrama de Classes Modelos de dados – níveis de abstração A b s t r a ç ã o Requisitos de dados Modelo conceitual Modelo lógico Modelo físico Esquema conceitual Esquema lógico Esquema físico Banco de dados
  • 28. Modelo conceitual - Representação Aluno TurmaCursa (0,n)(1,n) Nota Entidade - Abstração de um fato do mundo real para o qual se deseja manter seus dados Relacionamento - Abstração de uma associação entre (ocorrências de) entidades Cardinalidade - Quantidade de ocorrências de entidades que podem estar associadas a uma ocorrência de outra entidade Atributo - Representação de uma característica inerente a uma entidade ou relacionamento
  • 29. Organizational ele... . Analista Gerente Engenheiro de sistemas Demanda identificada Analisar demanda Demanda de automação Demanda de sistema Verificar condições para atendimento Encaminhar demanda Demanda encaminhada Demanda não justificada Verificar recursos Planejar projeto Demanda recusada Demanda justificada Demanda aprovada Demanda aceita Exemplo
  • 30. Exemplo Verificar recursos Gerente Demanda Área solicitante Assunto da demanda Demanda Demanda aprovada Sistema Gerenciador de Demanda Liberação de recursos para atendimento de demanda Relação de demanda e assunto Disponibilizar assuntos Disponibilizar informações sobre demanda Registra aceite da demanda Informações Informações Cada elemento terá associado a ele um diagrama conceitual.
  • 31. Atividade O Gerente verifica as informações da demanda não justificada e do solicitante para decidir se há recursos para executá-la, registrando o resultado. O Sistema Gerenciador de Demanda apóia a atividade na disponibilização da informações sobre a demanda e assunto, e no registro do aceite da demanda. Regra de negócio Relação de demanda e assunto Toda demanda possui no máximo um assunto associado a ela. Termos do glossário Demanda Ação solicitada no contexto de um projeto a ser executada pela Engenharia de Sistemas. Dados Demanda Representa uma demanda com descrição, projeto, data de solicitação, data máxima para entrega, justificativa, data de cancelamento e anexos. Assunto da demanda Representa um assunto de demanda com nome. Área solicitante Representa uma área da empresa com sigla e nome. Exemplo
  • 32. Identificando as entidades Procurar no diagrama e nas descrições conceitos relevantes Os elementos que representam informações (clusters, glossário) são fortes candidatos a serem entidades Derivação para o modelo conceitual Verificar recursos Gerente Demanda Área solicitante Assunto da demanda Demanda Demanda aprovada Sistema Gerenciador de Demanda Liberação de recursos para atendimento de demanda Relação de demanda e assunto Disponibilizar assuntos Disponibilizar informações sobre demanda Registra aceite da demanda Demanda Área Assunto Entidades identificadas:
  • 33. Identificando os relacionamentos Procurar no diagrama e nas descrições relacionamentos entre as entidades identificadas Derivação para o modelo conceitual Verificar recursos Gerente Demanda Área solicitante Assunto da demanda Demanda Demanda aprovada Sistema Gerenciador de Demanda Liberação de recursos para atendimento de demanda Relação de demanda e assunto Disponibilizar assuntos Disponibilizar informações sobre demanda Registra aceite da demanda Toda demanda possui no máximo um assunto associado a ela.
  • 34. Identificando os atributos Procurar nas descrições os atributos identificados e classificá-los por entidade. Derivação para o modelo conceitual Verificar recursos Gerente Demanda Área solicitante Assunto da demanda Demanda Demanda aprovada Sistema Gerenciador de Demanda Liberação de recursos para atendimento de demanda Relação de demanda e assunto Disponibilizar assuntos Disponibilizar informações sobre demanda Registra aceite da demanda Representa uma demanda com descrição, projeto, data de solicitação, data máxima para entrega, justificativa, data de cancelamento e anexos.
  • 35. Modelo conceitual parcial O elemento Demanda associado a um diagrama conceitual de dados Verificar recursos Gerente Demanda Área solicitante Assunto da demanda Demanda Demanda aprovada Sistema Gerenciador de Demanda Liberação de recursos para atendimento de demanda Relação de demanda e assunto Disponibilizar assuntos Disponibilizar informações sobre demanda Registra aceite da demanda
  • 36. Após a criação de todos os diagramas conceituais de dados parciais, deve-se integrá-los gerando um modelo conceitual de dados completo para o processo em questão Modelo conceitual completo Demanda Natureza Assunto Área Funcionário Demanda_Cat egorizada por_ Assunto Demanda_Cat egorizada por_ Natureza Demanda_Soli citada por_Fun cionário Funcionário_L otado em_Áre a 0...1 0...1 1...1 1...1 0...n Natureza_Nome Demanda_Identificador Demanda_Descrição do serviço Demanda_Data da solicitação Demanda_Data máxima de entrega Demanda_Anexos Demanda_Projeto Demanda_Justificativa Demanda_Data do cancelamento Funcionário_Chave Funcionário_Nome Area_Sigla Area_Nome Assunto_Nome
  • 37. Requisito de Negócio Uma necessidade do negócio para que o usuário possa resolver um problema ou atingir um objetivo Requisitos do Software Detalhamento dos requisitos de negócio em direção à solução (especificação). Casos de uso: descreve a seqüência de ações executadas pelo sistema que oferecem um resultado para o usuário Requisitos - Definição
  • 38. Elicitação de requisitos a partir do modelo de processos Objetivo Estratégia Missão Regra de negócio Indicador Risco Sistema Tecnologia Infraestrutura Produto Informação Dados externos Termo Localização Papel Departamento Estrutura organizacional CompetênciaEvento ProcessoAtividade Processo de negócio Modelo de Processos de Negócio Requisitos de sistema
  • 39. (Dissertação de mestrado - MacKnight, 2004)
  • 40. Exemplo Gerenciar crédito Requerer crédito Liberar crédito Acompanhar pagamento de crédito Carries out & Supports Carries out & Supports Carries out & Supports Carries out & Supports Carries out & Supports Carries out & Su Proponente Representante de vendas Representante de crédito Necessidade de crédito identificada Preencher requisição de crédito Analisar requisição de crédito Requisição de crédito completa Requisição de crédito incompleta Completar requisição de crédito Liberar crédito Crédito não aprovado Crédito liberado Liberar crédito Sistema gerenciador de créditos Requisição de crédito Liberação de crédito Crédito Regras para liberação de crédito Disponibilizar informações do cliente Disponibilizar requisição de crédito Representante de crédito
  • 41. Exemplo Liberar crédito Sistema gerenciador de créditos Requisição de crédito Liberação de crédito Crédito Regras para liberação de crédito Disponibilizar informações do cliente Disponibilizar requisição de crédito Representante de crédito Sistema gerenciador de créditos Disponibilizar informações do cliente Disponibilizar requisição de crédito Representante de crédito Manter cliente Manter requisição de crédito Proponente
  • 42. Atenção! Consultar Dados do Cliente Analista de Crédito Sistema de Crédito Verificar Situação do Cliente Analista de Crédito Sistema de Crédito Consultar Cliente A atividade não deveria ser uma consulta ao sistema, pois, ainda que não houvesse um sistema, a atividade deveria ser realizada A atividade deve ser representada e descrita independente do sistema que a apóia
  • 43. Definição BPMS Business Process Management System Ambiente integrado de componentes de software que automatizam o ciclo de vida de processos de negócios, desde a sua concepção e modelagem inicial, passando pela execução e monitoramento, até a incorporação de melhorias, inclusive com a possibilidade de simulação.
  • 44. Atividade Executor Status Avaliar Pedido de Venda “P145” Gerente industrial Em aberto Avaliar Pedido de Venda “P432” Gerente industrial Em aberto Formulário de Avaliação de Pedido de Venda Aprovado? Sim ( x ) Não ( ) Listade Trabalho Listade Trabalho 1. Selecionatarefa 2. Recuperadocumentos 3. Analisa dados, toma decisões, preenche formulários, atualiza informações e documentos 4. Repõe o processo de volta ao fluxo atualizando o status da atividade 1. 2. 3. 4. Pedido de Venda “P145” Atividade Executor Status Avaliar Pedido de Venda “P145” Gerente industrial Executada Avaliar Pedido de Venda “P432” Gerente industrial Em aberto
  • 45. Funcionalidades Definição de processo Execução de processo Interação com usuário Interação com aplicação Gerenciamento Projetista Desenvolvedor Usuário Gestor Aplicações
  • 46. Quando utilizar um BPMS?
  • 47. Utilizando um BPMS BPMS Modelo de processos de negócio
  • 48. Projeto técnico de processos BPMS Modelo conceitual de processos de negócio Modelo de projeto de processos de negócio
  • 49. Lógica Conferir atributos dos processos Identificar subprocessos Refinar lógica dos processos Refinar atividades Dados Identificar objetos de negócio a serem automatizados Refinar dados manipulados diretamente pelo BPMS Refinar dados manipulados indiretamente pelo BPMS Interface Definir interface das atividades e decisões manuais Definir interface das atividades automatizadas Modelo organizacional Conferir modelo organizacional Identificar pessoas Modelo de projeto de processos de negócio Arquitetura Definir a arquitetura dos processos
  • 50. SOA - Definição Arquitetura Orientada a Serviços (SOA) é uma arquitetura onde funcionalidades de software são disponibilizadas como serviços, facilitando assim a comunicação e interoperabilidade entre aplicações, além de criar uma infraestrutura de TI mais flexível e alinhada com o negócio. “Serviços” são pedaços de funcionalidades auto-contidas que possuem interfaces expostas, e que são invocados via mensagens. Provêem funcionalidades padrões do negócio São independentes do estado ou contexto de outros serviços
  • 51. Abordagem top-down O processo é decomposto em partes menores até atingir o nível de serviços básicos Abordagem bottom-up Constrói-se processos de negócio a partir da composição de serviços em serviços mais gerais Melhor abordagem: Combinação de ambas! Como identificar serviços?
  • 52. BPM & SOA Processo de negócio Fazer pedido CRM Vendas Financeiro Atender cliente Identificar cliente Registrar pedido Encaminhar pedido Enviar cobrança Carries out & Supports Carries out & Supports Carries out & Supports Carries out & Organizationa... Diariamente SYS Fornecer dados de automação do campo PI SOLAR- DIAGNOSTICO Dados de produção e estoque dos nós de medição armazenados Analisar condição de produção do nó de medição Necessidade de diagnóstico da produção do dia identificada Obter dados da produção líquida acumulada do dia dos nós de... SYS Calcular produção líquida projetada para o dia dos nós de medição OP Organizational el... . Carriesout&SupportsCarriesout&SupportsCarriesout&SupportsCarriesout&SupportsCarriesout&SupportsCarriesout&SupportsCarriesout&SupportsCarriesout&SupportsCarriesout&SupportsCarriesout&SupportsOther Receber proposta de crédito Proposta de crédito recebida SYS Verificar cadastro do cliente SYS Verificar limite de crédito do cliente Limite aprovado Limite não aprovado SYS Comprometer limite de crédito SYS Determinar taxa de juros a ser cobrada do cliente SYS Gerar proposta de contrato Analisar contrato Necessidade de ajuste não identificada Contrato de risco identificado Necessidade de ajuste identificada Cancelar contrato de risco Alterar proposta de crédito Proposta de crédito alterada Verificar condições de contrato com cliente Contrato aprovado pelo cliente Contrato não aprovado pelo cliente Cancelar contrato Aprovar contrato Contrato cancelado Contrato efetivado Montar contrato SYS Cancelar proposta de crédito Comunicar proposta não aprovada Proposta não aprovada Atendimento Crédito Direto Crédito e taxas contratuais Cadastro do cliente não atualizado Cadastro do cliente atualizado Comunicar proposta não aprovada Proposta não aprovada SYS Atualizar cadastro do cliente Grupo de aprovação de contrato Cliente não cadastrado SYS Cadastrar cliente SYS Calcular alíquota de imposto Para cada tipo de imposto Comunicar não aprovação de contrato de risco Visão do processo Visão do serviço Exemplo: Sistemas apóiam o processo ServiçoServiço Serviço Serviço Serviço Serviço Serviço Serviço Serviço
  • 53. Serviços podem ser identificados a partir de: Fluxo de processos Estruturas do fluxo Padrões que se repetem no fluxo de mais de um processo Atividades: Informações de entrada e saída Regras de negócio Requisitos de negócio Onde estão os serviços no modelo de processos? Liberar ordens de produção planejadas Programador da produção SAP-PPMCCP COHVOMPP Ordem de produção Ordem de produção Ordem de produção Liberação de ordens de produção X
  • 54. Conclusão Modelo de Processosde Negócio Melhoriade processos Gestão de indicadores Gestão de riscos Gestão de conhecimento Simulação de processos Treinamentos ... Gerênciade requisitos Automação por BPMS Derivação de serviços Ontologia Modelagem conceitual de dados
  • 55. Utilização do Modelo de Processos de Negócio pela TI Hadeliane Iendrike hadeliane@se7ti.com.br Outubro 2010 Escola Superior da Tecnologia da Informação do Instituto Infnet

×