Profº Fabrício Bastos GENERALIDADES  SOBRE OS MÚSCULOS
OSSOS -  elementos passivos do movimento JUNTURAS – contato e mobilidade dos ossos MÚSCULOS- elementos ativos do movimento...
Nos músculos, motores  moleculares convertem energia química  em trabalho mecânico -é a máquina mais eficiente  e adaptáve...
SISTEMA   fibras musculares + tecidos conjuntivos associados MUSCULAR   (unidade, irrigação e inervação)   movimento, form...
TIPOS DE MÚSCULOS (segundo a morfologia e a função) Músculo liso  – células fusiformes  sem estrias transversais   contraç...
Músculo liso Músculo estriado  esquelético Músculo cardíaco cél. fusiformes núcleo central sem estriação contração fraca, ...
<ul><li>Características gerais: </li></ul><ul><li>células especializadas para contração e relaxamento </li></ul><ul><li>es...
Músculo estriado  esquelético estriações visíveis bandas I – isotrópicas- claras bandas A – anisotrópicas -escuras
músculo fascículo fibra muscular miofibrila miofilamentos  ( actina e miosina) níveis de  organização de um músculo  esque...
Características das fibras musculares esqueléticas baseadas nas propriedades físicas e metabólicas  TIPO DE FIBRA MUSCULAR...
<ul><li>Variações do diâmetro das fibras musculares esqueléticas dependem: </li></ul><ul><li>do músculo considerado </li><...
No adulto, os três tipos de tecidos musculares exibem diferenças na capacidade  regenerativa após uma lesão que produza de...
célula nervosa célula de Schwann axonio terminal da  célula nervosa fibras musculares UNIDADE MOTORA neurônio motor + axôn...
COMPONENTES ANATÔMICOS DOS MM. ESQUELÉTICOS A-porção média  -  carnosa, vermelha  - ventre muscular B-extremidades  –  esb...
ventre muscular tendão aponeurose ventre muscular vista anterior do braço vista posterior do dorso m. bíceps braquial m. g...
Mecânica Muscular Ventre muscular – livre p/ contrair – redução de 1/3 a 1/2 Tendões – prendem-se aos ossos, cruzando a ar...
Ventre muscular: parte ativa contrátil fibra muscular unidade motora (placa motora) Tendão : tecido conjuntivo denso model...
FÁSCIA MUSCULAR E SEPTOS INTERMUSCULARES Septos intermusculares -separação Secção transversal da perna Secção transversal ...
INSERÇÕES DOS MÚSCULOS ESQUELÉTICOS Inserção proximal (origem) peça óssea que não se desloca ponto fixo PROXIMAL Inserção ...
quanto à função da atividade muscular: AGONISTA - contraem-se ativamente na produção do    movimento ANTAGONISTA - relaxam...
A-quanto à forma: 1-disposição paralela das fibras:  longos, curtos, largos, leque 2-disposição obliqua das fibras: penifo...
quanto à forma (disposição paralela):  músculos longos    (fusiformes) m. esternocleido- mastóideo m. tibial anterior long...
em leque m. peitoral maior quanto à forma: (disposição paralela) :  músculos largos –    músculos em leque m. glúteo máxim...
quanto à forma (disposição paralela):  músculo curto m. masseter (mastigação) vista lateral classificação dos músculos
quanto à forma : disposição obliqua das fibras  (peniformes) unipenado bipenado m. reto  da coxa m. extensor longo dos ded...
quanto ao número de inserções proximais: bíceps , tríceps. quadríceps 2 cabeças de origem * * m. braquial classificação do...
quanto ao número de inserções proximais:  tríceps * * * m. gastrocnêmio cabeça lateral m. sóleo cabeças de origem 3 classi...
quanto ao número de inserções proximais: quadríceps 4 cabeças de origem * * * * m. reto da  coxa m.vasto lateral m.vasto m...
quanto ao número de inserções distais: bicaudados, policaudados  (nº tendões) m. flexor dos dedos das maõs classificação d...
quanto ao número de ventres musculares: digástrico/ poligástrico (nº de ventres) m.digástrico posterior tendão  intermediá...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Musculos Generalidades

49,360

Published on

Aula sobre músculos

1 Comment
11 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
49,360
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
14
Actions
Shares
0
Downloads
715
Comments
1
Likes
11
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Musculos Generalidades

  1. 1. Profº Fabrício Bastos GENERALIDADES SOBRE OS MÚSCULOS
  2. 2. OSSOS - elementos passivos do movimento JUNTURAS – contato e mobilidade dos ossos MÚSCULOS- elementos ativos do movimento (Miologia) APARELHO LOCOMOTOR
  3. 3. Nos músculos, motores moleculares convertem energia química em trabalho mecânico -é a máquina mais eficiente e adaptável já conhecida pelo homem-
  4. 4. SISTEMA fibras musculares + tecidos conjuntivos associados MUSCULAR (unidade, irrigação e inervação) movimento, forma do corpo e calor TECIDO MUSCULAR (especializados em contração e relaxamento) CÉLULAS MUSCULARES MÚSCULO FIBRAS MUSCULARES São células diferenciadas peculiares: membrana – sarcolema citoplasma - sarcoplasma R.E. – retículo sarcoplasmático mitocôndrias - sarcosomas Tecido muscular – 40-60% da massa corporal - + de 600 músculos Generalidades sobre os músculos
  5. 5. TIPOS DE MÚSCULOS (segundo a morfologia e a função) Músculo liso – células fusiformes sem estrias transversais contração lenta controle involuntário Músculo estriado – células cilíndricas longas e multinucleares esquelético com estriações transversais contração rápida controle voluntário Músculo estriado células alongadas e ramificadas cardíaco – com estriações transversais unidas pelos discos intercalares contração involuntária, vigorosa e rápida Generalidades sobre os músculos
  6. 6. Músculo liso Músculo estriado esquelético Músculo cardíaco cél. fusiformes núcleo central sem estriação contração fraca, involuntária e lenta cél. multinucleadas, núcleos periféricos contração forte, voluntária, descontínua e rápida estriado,núcleo central, discos intercalares contração forte, involuntária e rápida Generalidades sobre os músculos
  7. 7. <ul><li>Características gerais: </li></ul><ul><li>células especializadas para contração e relaxamento </li></ul><ul><li>estruturas que movem o segmento do corpo </li></ul><ul><li>mantém unidas as peças ósseas </li></ul><ul><li>determinam posições e postura do esqueleto </li></ul><ul><li>controladas pelo SNC </li></ul><ul><li>possuem estriações transversais </li></ul><ul><li>suportam e protegem órgãos viscerais e tecidos internos </li></ul><ul><li>manutenção da temperatura corpórea </li></ul><ul><li>controle voluntário da deglutição e da defecação </li></ul><ul><li>eliminação de urina </li></ul>Músculo estriado esquelético Generalidades sobre os músculos
  8. 8. Músculo estriado esquelético estriações visíveis bandas I – isotrópicas- claras bandas A – anisotrópicas -escuras
  9. 9. músculo fascículo fibra muscular miofibrila miofilamentos ( actina e miosina) níveis de organização de um músculo esquelético fibra muscular
  10. 10. Características das fibras musculares esqueléticas baseadas nas propriedades físicas e metabólicas TIPO DE FIBRA MUSCULAR Tipo I contração lenta Tipo IIB contração intermediária Tipo IIA contração rápida diâmetro da fibra musc. pequeno intermediário grande cor vermelha esc vermelha branca conteúdo de mioglobina alto alto baixo mitocôndrias numerosas numerosas poucas veloc. de contração lenta intermediária rápida veloc. de fadiga lenta intermediária rápida
  11. 11. <ul><li>Variações do diâmetro das fibras musculares esqueléticas dependem: </li></ul><ul><li>do músculo considerado </li></ul><ul><li>da idade </li></ul><ul><li>do sexo </li></ul><ul><li>do estado de nutrição </li></ul><ul><li>do treinamento físico </li></ul><ul><li>Modificações das fibras musculares: </li></ul><ul><li>Hipertrofia – </li></ul><ul><li>aumento do volume das células, das miofibrilas e portanto das fibras musculares </li></ul><ul><li>Atrofia – (ex. perda da inervação do músculo) </li></ul><ul><li>Diminuição do volume das células, das miofibrilas e portanto das fibras musculares </li></ul><ul><li>Hiperplasia – </li></ul><ul><li>Aumento do número de fibras musculares – fibras musculares lisas da parede do útero </li></ul>Generalidades sobre os músculos
  12. 12. No adulto, os três tipos de tecidos musculares exibem diferenças na capacidade regenerativa após uma lesão que produza destruição parcial do músculo <ul><li>m. cardíaco – praticamente não se regenera- tecido de cicatrização </li></ul><ul><li>(exceto primeiros anos de vida) </li></ul><ul><li>m. esquelético – células satélites (não há mitose das fibras musculares) </li></ul><ul><li>(células satélites – mononucleadas, fusiformes, paralelas às fibras musculares </li></ul><ul><li>após estímulo (lesão ou exercício intenso) </li></ul><ul><li>m. liso – certa capacidade de regeneração – mitose das fibras musculares </li></ul><ul><li>e reparação </li></ul>m.cardíaco – não se regenera m.esquelético – se regenera parcialmente m.liso – se regenera Regeneração dos tecidos musculares
  13. 13. célula nervosa célula de Schwann axonio terminal da célula nervosa fibras musculares UNIDADE MOTORA neurônio motor + axônio + fibras musculares Tono muscular – rigidez como propriedade física básica (elasticidade, viscosidade e plasticidade)
  14. 14. COMPONENTES ANATÔMICOS DOS MM. ESQUELÉTICOS A-porção média - carnosa, vermelha - ventre muscular B-extremidades – esbranquiçados - fitas - tendões lâminas – aponeuroses ventre muscular – parte ativa – contrátil tendões e aponeuroses – prendem o ventre ao esqueleto
  15. 15. ventre muscular tendão aponeurose ventre muscular vista anterior do braço vista posterior do dorso m. bíceps braquial m. grande dorsal COMPONENTES ANATÔMICOS DO M. ESQUELÉTICO
  16. 16. Mecânica Muscular Ventre muscular – livre p/ contrair – redução de 1/3 a 1/2 Tendões – prendem-se aos ossos, cruzando a articulação encurtamento do músculo
  17. 17. Ventre muscular: parte ativa contrátil fibra muscular unidade motora (placa motora) Tendão : tecido conjuntivo denso modelado fibras colágenas em paralelo suportam forças de tensão produzidas pelos músculos junção miotendínea (fibra muscular/fibra de colágeno) conexão c/ osso (periósteo e córtex) órgão tendinoso de Golgi (OTG) COMPONENTES ANATÔMICOS DO M. ESQUELÉTICO
  18. 18. FÁSCIA MUSCULAR E SEPTOS INTERMUSCULARES Septos intermusculares -separação Secção transversal da perna Secção transversal proximal do braço Fáscia muscular- tecido conjuntivo fibroso que envolve ou reveste os músculos, importantes para a contenção da contração e para facilitar o deslizamento.
  19. 19. INSERÇÕES DOS MÚSCULOS ESQUELÉTICOS Inserção proximal (origem) peça óssea que não se desloca ponto fixo PROXIMAL Inserção distal (inserção) peça óssea que se desloca ponto móvel DISTAL
  20. 20. quanto à função da atividade muscular: AGONISTA - contraem-se ativamente na produção do movimento ANTAGONISTA - relaxamento em oposição ao agonista SINERGISTA - complementam a ação do agonistas classificação dos músculos
  21. 21. A-quanto à forma: 1-disposição paralela das fibras: longos, curtos, largos, leque 2-disposição obliqua das fibras: peniformes – unipenados bipenados B - quanto ao número de inserções proximais – bíceps tríceps quadríceps C- quanto ao número de inserções distais – bicaudados policaudados D- quanto ao número de ventres musculares – digástricos poligástricos E- quanto à ação: flexor, extensor, adutor, abdutor, rotator lateral, rotator medial, pronador, supinador, flexor plantar, flexor dorsal classificação dos músculos
  22. 22. quanto à forma (disposição paralela): músculos longos (fusiformes) m. esternocleido- mastóideo m. tibial anterior longo longo-fusiforme classificação dos músculos
  23. 23. em leque m. peitoral maior quanto à forma: (disposição paralela) : músculos largos – músculos em leque m. glúteo máximo largo classificação dos músculos
  24. 24. quanto à forma (disposição paralela): músculo curto m. masseter (mastigação) vista lateral classificação dos músculos
  25. 25. quanto à forma : disposição obliqua das fibras (peniformes) unipenado bipenado m. reto da coxa m. extensor longo dos dedos classificação dos músculos
  26. 26. quanto ao número de inserções proximais: bíceps , tríceps. quadríceps 2 cabeças de origem * * m. braquial classificação dos músculos
  27. 27. quanto ao número de inserções proximais: tríceps * * * m. gastrocnêmio cabeça lateral m. sóleo cabeças de origem 3 classificação dos músculos
  28. 28. quanto ao número de inserções proximais: quadríceps 4 cabeças de origem * * * * m. reto da coxa m.vasto lateral m.vasto medial m.vasto intermédio classificação dos músculos
  29. 29. quanto ao número de inserções distais: bicaudados, policaudados (nº tendões) m. flexor dos dedos das maõs classificação dos músculos
  30. 30. quanto ao número de ventres musculares: digástrico/ poligástrico (nº de ventres) m.digástrico posterior tendão intermediário m.digástrico anterior m.reto do abdome 2 ventres > 2 ventres classificação dos músculos
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×