Ótica 2º ano jn 1-introdução a ótica

916 views
762 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
916
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
65
Actions
Shares
0
Downloads
52
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Ótica 2º ano jn 1-introdução a ótica

  1. 1. REFLEXÃO DA LUZ
  2. 2. Introdução a Ótica  O que é ÓTICA ou ÓPTICA?  Luz  Fenômenos Luminosos em geral.  Visão Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 2
  3. 3. Fontes Luminosas  Primária – possuem luz própria.  Secundárias – NÃO possuem luz própria, refletem a luz de outras fontes. Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 3
  4. 4. Fontes Luminosas  Pontuais – as dimensões da fonte é muito menor que a distância entre a fonte e o observador.  Extensas – as dimensões da fonte é da mesma ordem de grandeza que a distância ao observador. Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 4
  5. 5. Meios de Propagação da Luz  Transparentes - Permite a propagação da luz sem distorcer a imagem do objeto. Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 5
  6. 6. Meios de Propagação da Luz  Translúcido - Permite a propagação da luz mas distorcendo a imagem do objeto. Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 6
  7. 7. Meios de Propagação da Luz  Opaco - Não permite a propagação da luz através dele refletindo e absorvendo a luz incidente. Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 7
  8. 8. Princípios da Ótica Geométrica  Princípio da Propagação Retilínea da Luz  Em meios homogêneos e transparentes a luz propaga-se em linha reta.  Princípio da Independência dos Raios de Luz  Os raios de luz são independentes mesmo quando se cruzam.  Princípio da Reversibilidade dos Raios de Luz  Todo raio de luz percorre a mesma trajetória em sentidos contrários. Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 8
  9. 9. Feixes de Luz  Divergentes  Convergentes  Paralelos Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 9
  10. 10. Ilusão Não é o que lhe parece O que você vê nem sempre é o que você pensa que é. Aprendemos a perceber ou entender o que estamos olhando. E ficamos acostumados a como as coisas devem ser. Algumas vezes, porém, nosso cérebro capta pistas falsas. Outras vezes nossos cérebros preenchem os pedaços que faltam. Nossos cérebros provocam ilusões de óptica em ambos os modos. A ilusão de óptica que você mais vê é a televisão. As imagens da TV não estão em movimento. A televisão é, na verdade, um conjunto de imagens estáticas que aparentam movimento quando mostradas muito rapidamente. Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 10
  11. 11. LARANJA ROSA CINZA VERDE BRANCO AZUL MARROM PRETO VERMELHO AZUL PRETO ROSA AMARELO CINZA LARANJA PRETO VERDE MARROM BRANCO Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 11
  12. 12. O nosso cérebro De aorcdo com uma pqsieusa de uma uinrvesriddae ignlsea, não ipomtra em qaul odrem as lrteas de uma plravaa etãso, a úncia csioa iprotmatne é que a piremria e útmlia lrteas etejasm no lgaur crteo. O rseto pdoe ser uma bçguana ttaol, que vcoê anida pdoe ler sem pobrlmea. Itso é poqrue nós não lmeos cdaa lrtea isladoa, mas a plravaa cmoo um tdoo. Sohw de bloa. Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 12
  13. 13. Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 13
  14. 14. Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 14
  15. 15. Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 15
  16. 16. Aplicações dos Princípios da ÓticaGeométrica  Câmara Escura  Determinação de Sombra em Prédio  Sombra e Penumbra  Eclipses Solar e Lunar Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 16
  17. 17. Câmara Escura  Baseia-se também no princípio da propagação retilínea da luz.  A câmara escura pode ser considerada a origem da máquina fotográfica atual. Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 17
  18. 18. Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 18
  19. 19. Da figura temos uma semelhança entre os triângulos de onde é válida a relação.  Onde:  D = Distância do objeto H =Altura do objeto  d = Distância da imagem h =Altura da imagem Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 19
  20. 20. Determinação Altura de Sombras Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 20
  21. 21. Sombra e Penumbra  Sombra é a região do espaço que não recebe luz da fonte luminosa devido a presença de um corpo opaco e da luz se propagar em linha reta.  Penumbra é a região iluminada por apenas alguns pontos da fonte luminosa. Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 21
  22. 22. Eclipses  Os eclipses ocorrem devido ao princípio da propagação retilínea da luz e podem ser.  Tipos:  Solar  Lunar Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 22
  23. 23. Eclipse Solar e Lunar  Os Eclipses solares ocorrem quando a sombra e a penumbra da Lua interceptam a superfície da Terra.  Os Eclipses lunares acontecem quando a Lua penetra no cone de sombra da Terra, deixando de ser vista por um observador em nosso planeta. Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 23
  24. 24. Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 24
  25. 25. Fenômenos da Ótica Geométrica  Reflexão Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 25
  26. 26. Fenômenos da Ótica Geométrica  Refração Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 26
  27. 27. Fenômenos da Ótica Geométrica  Absorção Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 27
  28. 28. Cores dos Objetos  Iluminado por Luz Policromática:  Corpo azul - absorve as outras cores de luz e reflete difusamente a luz azul.  Corpo branco - reflete difusamente todas as cores de luz.  Corpo preto - absorve todas as cores de luz. Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 28
  29. 29. Cores dos Objetos  Iluminado por Luz Monocromática:  Corpo da Cor da Luz - Aparecerá na cor da luz  Ex.: Corpo Amarelo na presença de luz amarela, permanecerá amarelo.  Corpo Branco - Aparecerá na cor da luz  Ex.: Corpo Branco na presença de luz amarela, ficará amarelo.  Corpo Preto - Na presença de qualquer luz permanece preto. Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 29
  30. 30. Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 30
  31. 31. Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 31
  32. 32. Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 32
  33. 33. Cores Primárias  As cores primárias são o Vermelho (Red), Verde (Green) e Azul (Blue), com a superposição destas cores podemos formar todas as outras cores. Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 33
  34. 34. Reflexão da Luz  Ocorre quando um raio de luz incide sobre uma superfície e volta a se propagar no mesmo meio. Onde:  RI – Raio Incidente  RR – Raio Refletido  N – Normal Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 34
  35. 35. Leis da Reflexão  Primeira Lei:  O raio refletido (RR), a Normal (N) e o raio incidente (RI) estão no mesmo plano.  Segunda Lei:  O ângulo de reflexão é igual ao ângulo de incidência. Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 35
  36. 36. Espelho Plano É uma superfície plana na qual o fenômeno predominante é a reflexão regular da luzObservação: Nos espelhos planos, as imagens são virtuais e têm o mesmo tamanho do objeto. A distância entre a imagem e o espelho é igual à distância entre o objeto e o espelho. d = d’ Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 36
  37. 37. Imagem de um objeto extenso  A imagem é direita, tem as mesmas dimensões do objeto e é simétrica a este em relação à superfície do espelho. Professor Ticiano Rodrigues - Física26/3/2013 EEEP Joaquim Nogueira 37

×