Your SlideShare is downloading. ×
0
Cinema e educação ok
Cinema e educação ok
Cinema e educação ok
Cinema e educação ok
Cinema e educação ok
Cinema e educação ok
Cinema e educação ok
Cinema e educação ok
Cinema e educação ok
Cinema e educação ok
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Cinema e educação ok

916

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
916
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
27
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS
    CENTRO DE EDUCAÇÃO
    CURSO DE PEDAGOGIA
    DISCIPLINA: Tecnologias da Informação e da Comunicação na Educação
    Professores: Luís Paulo Mercado e Yara da Costa Silva e Neves
    Alunas: Maria Cláudia
    Dayana Christian
    Mayara Tamara
    Turma: 2011.1 Noturno
    CINEMA E EDUCAÇÃO
  • 2. CINEMA E EDUCAÇÃO
    Assistir para entender:
    Um filme não precisa ser didático para ensinar valores importantes na formação dos alunos.
    O cinema é capaz de alimentar o intelecto com diversão e criticidade.
  • 3. CINEMA E EDUCAÇÃO
    Nas primeiras décadas do século XX, a relação entre cinema e educação deu origem a um intenso debate, em publicações da imprensa diária e em revistas especializadas de diversos setores sociais, tais como: educadores, cineastas, políticos, membros da igreja católica e de movimentos anarquistas.
  • 4. CINEMA E EDUCAÇÃO
    Em 1936 surge o Instituto Nacional de Cinema Educativo, dirigido por Roquette-Pinto e tendo o cineasta Humberto Mauro como técnico do Instituto. No INCE, entre 1936 e 1964, Mauro realizou 357 filmes pedagógicos e científicos. Nas décadas de 1930 e 1940, principalmente, os filmes produzidos correspondiam ao objetivo de reinventar o Brasil, mostrando a natureza exuberante e o homem primitivo como marcas de nossa nacionalidade.
  • 5. CINEMA E EDUCAÇÃO
    A possibilidade de uso do cinema como instrumento pedagógico, doutrinário ou de propaganda estava colocada, no início do século XX, em vários países do mundo e independentemente da ideologia que professavam.
    A utilização do cinema como veículo e ferramenta de ensino-aprendizagem oportuniza enfocar os aspectos culturais, históricos, literários e políticos, proporcionando uma visão integral do cinema enquanto mídia educativa.
  • 6. CINEMA E EDUCAÇÃO
    Pelo que se pode observar na literatura sobre o cinema educativo, entre os anos de 1920 e 1930 no Brasil, é que havia um debate mundial sobre este uso do cinema e a produção de diversos filmes com este objetivo.
  • 7. CINEMA E EDUCAÇÃO
    A relação entre cinema e educação, seja no contexto da educação escolar ou da educação informal, é parte da própria história do cinema. Desde os primórdios das produções cinematográficas, produtores e diretores de cinema o consideravam como uma poderosa ferramenta para instrução, educação e reflexão humanas.
    A inserção de novas estratégias de desenvolvimento do processo de ensino-aprendizagem é primordial para a inovação pedagógica e a adequação às mudanças sociais com a finalidade de proporcionar uma formação integral aos cidadãos. Nesse contexto o cinema se torna uma ferramenta educativa cheia de potencialidades ao constituir-se em um meio de contribui para a mudança social. Ao ser percebido como uma mídia educacional o cinema tem a possibilidade de inserir-se na sala de aula de forma promissora
  • 8. CINEMA E EDUCAÇÃO
    O USO DO CINEMA NA SALA DE AULA
    Para haver sinergia entre cinema e educação deve-se realizar uma análise correta da mensagem cinematográfica aliada ao contexto educativo. O professor deve auxiliar o aluno funcionando como elo entre o que o cinema proporciona e o conjunto de conhecimentos a serem construídos na relação de aprendizagem.
     O cinema, enquanto mídia educativa possui grande potencial pedagógico uma vez que é muito mais fácil, tanto para uma criança, quanto para um adulto, absorver informações advindas de estímulos audiovisuais. O filme auxilia o professor a romper com o modelo tradicional de aula baseada na explanação, podendo servir tanto para expor conteúdos quanto para ilustrar conceitos e demonstrar experiências.
  • 9. CINEMA E EDUCAÇÃOPORQUE USAR O CINEMA NA SALA DE AULA?
    Ao considerarmos os conhecimentos e saberes contidos nos filmes, transcendemos o uso do cinema e do audiovisual como ilustração, motivação e exemplo. Cinema é arte.
    “As artes auxiliam na formação do cidadão ao”:
     Mobilizar a expressão e a comunicação pessoal;
    Intensificar as relações dos indivíduos tanto com seu mundo interior como com o exterior;
     Auxiliá-lo a compreender a diversidade de valores que orientam tanto seus modos de pensar e agir como os da sociedade;
     Favorecer o entendimento da riqueza e diversidade da imaginação humana;
     Torná-lo capaz de perceber sua realidade cotidiana mais vivamente, reconhecendo e decodificando formas, sons, gestos e movimentos que estão à sua volta”. (www.cineedu.com.br/page11.html)
  • 10. FONTES
    www.infoescola.com
    www.cineduc.org.br
    www.ideario.org.br
    www.planetaeducacao.com.br
    www.espacoacademico.com.br
    www.cineedu.com.br

×