TLPS N° 2 Data 29 03 10

7,633 views
7,489 views

Published on

construção civil, acidentes graves.

0 Comments
9 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
7,633
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
15
Actions
Shares
0
Downloads
468
Comments
0
Likes
9
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

TLPS N° 2 Data 29 03 10

  1. 1. HIGIENE DO TRABALHO E TOXÍCOLOGIA<br />TEMA:<br />ACIDENTES DE TRABALHO GRAVE NA CONSTRUÇÃO CIVIL<br />Apresentação<br />Tiago Luiz<br />Douglas Padilha<br />Denise Francisca<br />SEGURANÇA DO TRABALHO<br />
  2. 2. ACIDENTES DE TRABALHO GRAVE NA CONSTRUÇÃO CIVIL <br /><ul><li>ITENS PARA ABORDAGEM
  3. 3. CONCEITO DE ACIDENTE DE TRABALHO GRAVE
  4. 4. AGENTES AMBIENTAIS E RISCOS A SAÚDE DO TRABALHADOR
  5. 5. PREVENÇÃO E CONTROLE</li></ul>SEGURANÇA DO TRABALHO<br />
  6. 6. ACIDENTES DE TRABALHO GRAVE NA CONSTRUÇÃO CIVIL <br /><ul><li> ACIDENTE DE TRABALHO GRAVE </li></ul>CONCEITO:<br /><ul><li>É AQUELE QUE ACARRETA MUTILAÇÃO FÍSICA OU FUNCIONAL, E O QUE LEVA À LESÃO CUJA NATUREZA IMPLIQUE EM COMPROMETIMENTO EXTREMAMENTE SÉRIO, QUE PODE TER CONSEQÜÊNCIAS NEFASTAS OU FATAIS.</li></ul>SEGURANÇA DO TRABALHO<br />
  7. 7. ACIDENTES DE TRABALHO GRAVE NA CONSTRUÇÃO CIVIL <br />Para a definição de acidentes graves é necessário a existência de pelo menos um dos seguintes critérios:<br /><ul><li>Necessidade de tratamento em regime de internação hospitalar;
  8. 8. Incapacidade para as ocupações habituais, por mais de 30 dias;
  9. 9. Incapacidade permanente para o trabalho;
  10. 10. Enfermidade incurável;
  11. 11. Debilidade permanente de membro, sentido ou função;
  12. 12. Perda ou inutilização do membro, sentido ou função;
  13. 13. Deformidade permanente;
  14. 14. Fraturas, amputações de tecido ósseo, luxações ou queimaduras graves;
  15. 15. Desmaio (perda de consciência) provocado por asfixia, choque elétrico ou outra causa externa;
  16. 16. qualquer outra lesão: levando à hipotermia, doença induzida pelo calor ou inconsciência; requerendo ressuscitação; ou requerendo hospitalização por mais de 24 horas.</li></ul>SEGURANÇA DO TRABALHO<br />
  17. 17. ACIDENTES DE TRABALHO GRAVE NA CONSTRUÇÃO CIVIL <br /><ul><li>AGENTES AMBIENTAIS E RISCOS A SAÚDE DO TRABALHADOR</li></ul>Riscos ambientais são aqueles causados por agentes físicos, químicos ou biológicos, que presentes nos ambientes de trabalho, são capazes de causar danos à saúde do trabalhador em função de sua natureza, concentração, intensidade ou tempo de exposição. <br /><ul><li>AGENTES FÍSICOS
  18. 18. AGENTES QUÍMICOS
  19. 19. AGENTES BIOLÓGICOS</li></ul>SEGURANÇA DO TRABALHO<br />
  20. 20. ACIDENTES DE TRABALHO GRAVE NA CONSTRUÇÃO CIVIL <br /><ul><li> AGENTES FÍSICOS
  21. 21. Ruídos
  22. 22. Temperaturas extremas;
  23. 23. Pressões anormais
  24. 24. Vibrações
  25. 25. Radiações</li></ul>SEGURANÇA DO TRABALHO<br />
  26. 26. ACIDENTES DE TRABALHO GRAVE NA CONSTRUÇÃO CIVIL <br /><ul><li>Poeira -manipulação de cimento e cal, preparação de concreto ou argamassa, movimentação de terra em geral, serviço de demolição, polimento de pisos, ação dos ventos, corte de madeiras etc.
  27. 27. Operações de pinturas e uso de solventes;
  28. 28. Impermeabilizantes e substâncias químicas usadas para tratamento especiais de superfície;
  29. 29. Riscos de asfixia por deficiência de oxigênio;
  30. 30. Asfixia por inalação de gases tóxicos.
  31. 31. AGENTES QUÍMICOS</li></ul>SEGURANÇA DO TRABALHO<br />
  32. 32. ACIDENTES DE TRABALHO GRAVE NA CONSTRUÇÃO CIVIL<br /><ul><li> DOENÇAS OCUPACIONAIS CAUSADAS POR AGENTES QUÍMICOS </li></ul>O contato com o cimento, e a não utilização do EPI, poderá resultar em queimaduras graves.<br />Pedreiro com eczema alérgico provocado pelo cimento.<br />Servente de pedreiro com eczema e<br />infecção nos pés provocados pelo<br />contato diário com a massa de cimento.<br />SEGURANÇA DO TRABALHO<br />
  33. 33. ACIDENTES DE TRABALHO GRAVE NA CONSTRUÇÃO CIVIL<br /><ul><li>AGENTES BIOLÓGICOS
  34. 34. BACTÉRIAS, FUNGOS, BACILOS, PARAZITAS, PROTOZOÁRIOS, VÍRUS ETC.</li></ul>Exemplo:<br /><ul><li>Escavação de valas e tubulões;
  35. 35. Obras de saneamento.</li></ul>SEGURANÇA DO TRABALHO<br />
  36. 36. ACIDENTES DE TRABALHO GRAVE NA CONSTRUÇÃO CIVIL<br /><ul><li>PRINCIPAIS EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL OBRIGATÓRIO NA CONSTRUÇÃO CIVIL
  37. 37. CAPACETE</li></ul>O capacete é um dos EPI´s mais antigo e o mais utilizado, tem por finalidade proteger o crânio de impactos e eletricidade.<br /><ul><li> ÓCULOS</li></ul>Os óculos são especificados de acordo com o grau de risco.<br /><ul><li> PROTETOR FACIAL</li></ul>Protetor facial assegura o funcionamento do aparelho respiratório contra gases, poeiras e vapores.<br />SEGURANÇA DO TRABALHO<br />
  38. 38. ACIDENTES DE TRABALHO GRAVE NA CONSTRUÇÃO CIVIL <br /><ul><li>PROTETOR AURICULAR</li></ul>Proteção contra ruídos.<br /><ul><li> CINTURÕES</li></ul>Evitam quedas de trabalhadores, acidentes muitas vezes mortal.<br /><ul><li> CALÇADO</li></ul>O calçado é especificado de acordo com a necessidade de cada função. <br /><ul><li> LUVAS</li></ul>A luva também é especificado de acordo com o grau de risco.<br />SEGURANÇA DO TRABALHO<br />
  39. 39. ACIDENTES DE TRABALHO GRAVE NA CONSTRUÇÃO CIVIL<br />vie<br />VÍDEO REPORTAGEM<br />SEGURANÇA DO TRABALHO<br />
  40. 40. ACIDENTES DE TRABALHO GRAVE NA CONSTRUÇÃO CIVIL <br /><ul><li>ACIDENTES GRAVES NA CONSTRUÇÃO CIVIL</li></ul>A Indústria da construção civil mantém elevados índices de acidentes de trabalho grave, apesar de todo esforço governamental, empresarial e sindical no sentido de tentar no mínimo reduzi-los, muitas vezes não surte o efeito tão desejado por todos, que é a eliminação desses acidentes, que mata milhares de trabalhadores todos os anos no Brasil.<br />Os acidentes de trabalho grave, atinge trabalhadores em diversa áreas da construção civil, como por exemplo:<br /><ul><li>QUEDAS DE ALTURA
  41. 41. CHOQUE ELÉTRICO</li></ul>SEGURANÇA DO TRABALHO<br />
  42. 42. ACIDENTES DE TRABALHO GRAVE NA CONSTRUÇÃO CIVIL<br /><ul><li> QUEDAS DE ALTURA</li></ul>A queda de altura é a maior causa de mortes no setor da construção. A falta de segurança na utilização de andaimes e cadeiras suspensas, ocasiona a todo instante quedas de trabalhadores, com isso provocando grandes números de acidentes graves e fatais.<br />SEGURANÇA DO TRABALHO<br />
  43. 43. ACIDENTES DE TRABALHO GRAVE NA CONSTRUÇÃO CIVIL<br /><ul><li>QUEDAS DE ALTURA</li></ul>PRINCIPAIS CAUSAS:<br /><ul><li> Falta de treinamento adequado para a função;
  44. 44. Imperícia, Imprudência e Negligência por parte do trabalhador e do empregador;
  45. 45. Falta de acompanhamento por parte de pessoas habilitadas, o que atinge desde o projeto até a montagem e a supervisão continuada do trabalho na obra. O resultado disso são andaimes improvisados e inseguros;
  46. 46. A não utilização dos equipamentos de proteção individual por parte dos trabalhadores.</li></ul>SEGURANÇA DO TRABALHO<br />
  47. 47. ACIDENTES DE TRABALHO GRAVE NA CONSTRUÇÃO CIVIL<br /><ul><li> ANDAIMES</li></ul>ANDAIME TIPO FICHADEIRO<br />MODELOS:<br />ANDAIMES EM BALANÇO<br />CADEIRA SUSPENSA<br />ANDAIME SUPENSO MECANICO<br />Este equipamento substitui o andaime em caso de necessidade.<br />SEGURANÇA DO TRABALHO<br />
  48. 48. ACIDENTES DE TRABALHO GRAVE NA CONSTRUÇÃO CIVIL<br /><ul><li> MEDIDAS DE SEGURANÇA PARA ANDAIMES
  49. 49. Não correr ou pular do andaime;
  50. 50. Não colocar peso excessivo sobre o piso do andaime;
  51. 51. Nunca subir no andaime pelas estruturas de apoio;
  52. 52. Mantê-los livres de entulho;
  53. 53. Tomar medidas para evitar que o piso fique escorregadio.</li></ul>SEGURANÇA DO TRABALHO<br />
  54. 54. ACIDENTES DE TRABALHO GRAVE NA CONSTRUÇÃO CIVIL<br /><ul><li> PREVENÇÃO E CONTROLE
  55. 55. PREVENÇÃO
  56. 56. Realizar inspeção no local do serviço antes do início da obra;
  57. 57. Inspecionar os dispositivos de proteção, verificando se estão em bom estado;
  58. 58. Preparar e montar todo equipamento necessário para prevenção de acidentes;
  59. 59. Verificar se todo pessoal envolvido está apto ao serviço;
  60. 60. Isolar e sinalizar toda a área sob o serviço.
  61. 61. MEDIDAS DE CONTROLE DO RISCO
  62. 62. Reconhecimento dos riscos;
  63. 63. Planejamento (APR);
  64. 64. Procedimentos
  65. 65. Controle médico
  66. 66. Registros
  67. 67. EPIs;
  68. 68. Treinamentos etc. </li></ul>SEGURANÇA DO TRABALHO<br />
  69. 69. ACIDENTES DE TRABALHO GRAVE NA CONSTRUÇÃO CIVIL<br /><ul><li>CHOQUE ELÉTRICO</li></ul>Choque elétrico é o conjunto de perturbações de natureza e efeitos diversos, que se manifestam no organismo humano ou animal, quando este é percorrido por corrente elétrica.<br />SEGURANÇA DO TRABALHO<br />
  70. 70. ACIDENTE DE TRABALHO GRAVE NA CONSTRUÇÃO CIVIL<br /><ul><li> EXISTEM 3 TIPOS DE CHOQUE ELÉTRICO</li></ul>CHOQUE PRODUZIDO POR CONTATO COM CIRCUITO ENERGIZADO<br />Aqui o choque surge pelo contato direto da pessoa com a parte energizada da instalação, o choque dura enquanto permanecer o contato e a fonte de energia estiver ligada. As conseqüências podem ser pequenas contrações ou até lesões irreparáveis.<br />CHOQUE PRODUZIDO POR CONTATO COM CORPO ELETRIZADO<br />Neste caso analisaremos o choque produzido por eletricidade estática, a duração desse tipo de choque é muito pequena, o suficiente para descarregar a carga da eletricidade contida no elemento energizado. Na maioria das vezes este tipo de choque elétrico não provoca efeitos danosos ao corpo, devido a curtíssima duração.<br />CHOQUE PRODUZIDO POR RAIO<br />Aqui o choque surge quando acontece uma descarga atmosférica e esta entra em contato direto ou indireto com uma pessoa, os efeitos desse tipo de choque são terríveis e imediatos, ocorre casos de queimaduras graves e até a morte imediata.<br />SEGURANÇA DO TRABALHO<br />
  71. 71. ACIDENTES DE TRABALHO GRAVE NA CONSTRUÇÃO CIVIL<br />VÍDEO ACIDENTE POR CHOQUE ELÉTRICO <br />SEGURANÇA DO TRABALHO<br />
  72. 72. ACIDENTES DE TRABALHO GRAVE NA CONSTRUÇÃO CIVIL<br /><ul><li> PREVENÇÃO E CONTROLE
  73. 73. PREVENÇÃO</li></ul>Para evitar acidentes é preciso adotar algumas medidas como: <br /><ul><li>Isolar ou proteger os cabos com materiais especiais;
  74. 74. Evitar ligações improvisadas ou gambiarras;
  75. 75. Manter a fiação longe do contato com a água;
  76. 76. A amarração dos fios não deve ser feita nas ferragens ou </li></ul> partes metálicas;<br /><ul><li>Evitar deixar os fios elétricos espalhados pelo chão e sem proteção;
  77. 77. Evitar a utilização de andaimes, escadas, barras de ferro próximo de redes elétricas;</li></ul>SEGURANÇA DO TRABALHO<br />
  78. 78. ACIDENTES DE TRABALHO GRAVE NA CONSTRUÇÃO CIVIL<br /><ul><li> MEDIDAS DE CONTROLE DO RISCO
  79. 79. DESENERGIZAÇÃO</li></ul>É um conjunto de medidas que prever eliminar os riscos elétricos no desligamento de uma máquina (ou sistema).<br /><ul><li>ATERRAMENTOS</li></ul>O aterramento é o fio ou a barra de cobre enterrado, onde passa a corrente elétrica para o solo.<br /><ul><li>SECCIONAMENTO AUTOMÁTICO DA ALIMENTAÇÃO</li></ul>destina-se a evitar que uma tensão de contato se mantenha por um tempo que possa resultar em risco de efeito fisiológico perigoso para as pessoas.<br />SEGURANÇA DO TRABALHO<br />
  80. 80. ACIDENTES DE TRABALHO GRAVE NA CONSTRUÇÃO CIVIL<br /><ul><li>DISPOSTITIVOS A CORRENTE DE FUGA</li></ul>Tem por finalidade desligar da rede de fornecimento de energia elétrica, o equipamento ou instalação que ele protege.<br /><ul><li>BARREIRAS E INVÓLUCROS </li></ul>São dispositivos que impedem qualquer contato com partes energizadas das instalações elétricas. São componentes que possam impedir que pessoas ou animais toquem acidentalmente as partes energizadas, garantindo assim que as pessoas sejam advertidas de que as partes acessíveis através das aberturas estão energizadas e não devem ser tocadas.<br />SEGURANÇA DO TRABALHO<br />
  81. 81. ACIDENTES DE TRABALHO GRAVE NA CONSTRUÇÃO CIVIL<br /><ul><li>BLOQUEIOS E IMPEDIMENTOS</li></ul>Dispositivos de bloqueio são aqueles que impedem o acionamento ou religamento de dispositivos de manobra (chaves, interruptores). <br /><ul><li>OBSTÁCULOS E ANTEPAROS</li></ul>Os obstáculos são destinados a impedir o contato involuntário com partes vivas, mas não o contato que pode resultar de uma ação deliberada e voluntária de ignorar ou contornar o obstáculo.<br />SEGURANÇA DO TRABALHO<br />
  82. 82. ACIDENTES DE TRABALHO GRAVE NA CONSTRUÇÃO CIVIL<br /><ul><li> ISOLAMENTO POR PARTES VIVAS</li></ul>São elementos construídos com materiais dielétricos (não condutores de eletricidade) que têm por objetivo isolar condutores ou outras partes da estrutura que estão energizadas, para que os serviços possam ser executados com efetivo controle dos riscos pelo trabalhador. <br /><ul><li>ISOLAÇÃO DUPLA OU REFORÇADA</li></ul>Este tipo de proteção é normalmente aplicado a equipamentos portáteis, tais como furadeiras elétricas manuais etc.<br />SEGURANÇA DO TRABALHO<br />
  83. 83. REFLEXÃO<br />O que mais surpreende é o homem, pois perde a saúde para juntar dinheiro, depois perde o dinheiro para recuperar a saúde...vive como se nunca fosse morrer, de tal forma que ignora a segurança e o uso dos equipamentos de proteção individual, imaginando que acidentes só ocorrem com os outros e nunca com sigo mesmo.....<br />

×