Narrativas Pop - Aula 1

419 views
239 views

Published on

Aula de conceitos iniciais da disciplina "Narrativas Pop", da Pós Graduação em Mídias Digitais do IED.

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
419
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
7
Actions
Shares
0
Downloads
8
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Narrativas Pop - Aula 1

  1. 1. NARRATIVAS POP Primeiros conceitos
  2. 2. NARRATIVAS POP  As tecnologias digitais, os novos modelos de comercialização de mídia e as crescentes mudanças nas plataformas de comunicação alteraram decisivamente as narrativas ficcionais na contemporaneidade. Narrativa Transmídia Mitologia e Storytelling HQ, cinema, tv e web Estudo de casos
  3. 3. NARRATIVAS HOJE
  4. 4. CONEXÃO MULTIPLATAFORMA  As produções são pensadas para se “espalhar” pelas diferentes plataformas, oferecendo uma experiência mais completa aos espectadores/usuários.  A consciência da segunda tela leva os produtores a criar alternativas para que as narrativas co-existam em plataformas diferentes e continuem quando uma delas se encerra.
  5. 5. COMERCIAL X ARTÍSTICO  Cinema e TV, principalmente, dividem-se entre produções de cunho artístico e as de foco completamente comercial  Existe uma crença no mercado produtor de mídia de que essa é uma divisão fixa e que algo “vendável” é sempre superficial e que não há aderência das massas aos conteúdos mais elaborados.
  6. 6. A CURA Numa trama que misturava mistério, espiritualidade e relações com o passado, o jovem médico Dimas (interpretado por Selton Mello) começa a manifestar um dom de cura – reeditando o mesmo poder demonstrado anos antes por outro médico, Otto (que pode vir a ser seu pai). O mesmo dom curador parece ter nascido muito antes, no século XVIII, com o menino Ezequiel.
  7. 7. HOJE É DIA DE MARIA É a fábula infantil de uma menina órfã de mãe, cuja madrasta a seduziu com favos de mel para depois lhe dar o fel. Sua madrasta a enterrou nas terras do pai viajante e lá cresceu um capim muito verde. Quando o pai retornou, ao passar por aquele terreno, ouviu o canto da menina e a desenterrou, ressuscitando-a. Cansada do inferno no lar, causado pela madrasta, Maria foge em busca das franjas do mar, e faz um longo passeio pelos contos populares brasileiros. Em sua viagem, Maria se encontra com vários personagens fantásticos e é amparada pela imagem de Nossa Senhora da Conceição, que dá alento.
  8. 8. BOARDWALK EMPIRE Rodada em Atlantic City, a série é uma adaptação do livro de Nelson Johnson, Boardwalk Empire: The Birth, High Times, and Corruption of Atlantic City, escrita por Terence Winter, produtor e roteirista da premiada The Sopranos. Boardwalk Empire se passa durante a época da Lei Seca nos EUA e tem como protagonista o ator Steve Buscemi, no papel de Enoch "Nucky" Thompson. O primeiro episódio foi dirigido por Martin Scorsese.
  9. 9. QUEM É O NOVO CONSUMIDOR? • Online o tempo todo • Ansiedade • Velocidade • Multitarefa • Necessidade de regras claras
  10. 10. PERCEPÇÃO Como percebemos o mundo? Olfato Paladar Tato Visão Entendimento Audição
  11. 11. PERCEPÇÃO A tecnologia mudou a forma de percebermos o mundo •Tecnoestese: tipo de estimulo sensorial criado pelos aparatos tecnológicos • Híperestese: Condição do mundo atual de constante e extremo estimulo sensorial Isso muda a forma de falar com o espectador
  12. 12. PERFIL DO NOVO CONSUMIDOR Os contatos são mais diretos  Sociedade do espetáculo  Falta de privacidade  Todos se “conhecem”, mesmo que virtualmente
  13. 13. PERFIL DO NOVO CONSUMIDOR Rapidez de pensamento  Já nasceram com o computador pessoal em casa / O computador faz parte de seu cotidiano de forma indissociável  A mente funciona como a internet, fazendo ligações em rede
  14. 14. PERFIL DO NOVO CONSUMIDOR É necessário ter conteúdo Baixo nível de atenção  Somente com conteúdo forte é possível manter a atenção  Busca constante por experiências  Envolvimento emocional 
  15. 15. PERFIL DO NOVO CONSUMIDOR Entretenimento é a chave O que une as pessoas são as similaridades (o que gosta e o que faz)  Pressões diárias aumentam necessidade de escapismo  Venda direta X Venda emocional  Relação de vida com as marcas 
  16. 16. Cenário • Alta dispersão • 65% dos americanos se sentem “constantemente bombardeados” por mensagens • 59% sentem que elas têm pouca relevância para eles. •Quase 70% afirmaram que estariam interessados em produtos ou serviços que lhes ajudassem a evitar as iniciativas de marketing. Fonte: Yankelovich Partners
  17. 17. Novo Perfil de Consumo
  18. 18. Economia Afetiva  80% das compras são feitas por 20% da base de consumidores de uma empresa. Manter a lealdade desses 20% estabiliza o mercado e permite que sejam adotadas outras abordagens para atrair outros 20%.
  19. 19. CULTURA DA CONVERGÊNCIA Tudo está conectado: o consumidor/cliente, as marcas, os aparatos tecnológicos e, principalmente, as histórias que são contadas em cada meio e em todos eles ao mesmo tempo.
  20. 20. TRANSMÍDIA Fluxo de conteúdos através de múltiplas plataformas de mídia, cooperação entre múltiplos mercados midiáticos e comportamento migratório dos públicos dos meios de comunicação, que vão a quase qualquer parte em busca de experiências de entretenimento que desejam.

×