Your SlideShare is downloading. ×
Blogger seo
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Blogger seo

1,697
views

Published on

Dicas SEO para o blogger

Dicas SEO para o blogger

Published in: Education, Technology, Business

1 Comment
2 Likes
Statistics
Notes
  • As dicas para fazer SEO foram boas, mas é difícil para quem não entende muito, está começando, o certo é ter um auxílio de um profissional.
    nelsoarcoiris.blogspot.com.br

    muito obrigado.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total Views
1,697
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
50
Comments
1
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. O T I M I Z A Ç Ã O PA R A B U S C A S 2009 Sérgio Estrella M. Junior www.icebreaker.com.br
  • 2. Sérgio Estrella M. Junior Realização: www.icebreaker.com.br 2
  • 3. Anterior Índice Introdução (PG.05) Otimizando (PG.05) Configurações (PG.05) PageRank (PG.07) Título/URL (PG.10) Meta Tags (PG.11) Headings (PG.12) Links (PG.14) Imagens (PG.16) Postagens (PG.17) Sitemaps e Aceleração (PG.18) 3
  • 4. Anterior Índice (CONT.) Google (PG.18) Bing (PG.20) Yahoo! (PG.21) Acelerando com o Ping (PG.23) Evitando Problemas (PG.25) Conteúdo Duplicado (PG.25) Penalidades (Google) (PG.27) 4
  • 5. Introdução Desenvolver um blog é um trabalho cumulativo: tudo o que você faz, conta. E conforme o tempo vai passando e o arquivo do blog aumentando, também aumentam as visitas provenientes dos mecanismos de busca, como o Google. Essa fonte de visitas costuma ser muito superior ao tráfego direto (dos leitores que entram diretamente em seu blog, digitando a URL ou usando um favorito) e sites de referência (parceiros ou redes sociais, por exemplo), mas sempre pode ser maior. Para isso existe a Otimização para Buscas, ou SEO (acrônimo de Search Engine Optimization): técnicas que visam aprimorar o desempenho do seu site perante os mecanismos de busca. Usando as técnicas de SEO, seu blog aparecerá mais acima nas pesquisas, com uma variedade maior de palavras-chave, podendo aumentar drasticamente seu número de visitas. Além de aumentar o número de visitantes, essas técnicas também aumentam a qualidade dos mesmos, pois você estará atingindo mais eficientemente seu público-alvo, que pesquisa sobre os assuntos relevantes ao seu blog. No entanto, vale lembrar que as técnicas de SEO funcionam como um potencializador de visitas, ou seja, a otimização é proporcional à qualidade do blog. Otimizando No caso do Blogger/Blogspot, a maior parte das técnicas de SEO tem de ser aplicadas manualmente, pois o sistema não possui suporte à plug-ins, como no WordPress, que fazem todo o trabalho automaticamente – ainda que, ao custo de banda. Por isso, o processo de otimização no Blogger se torna um pouco mais extenso, mas pode ser aplicado por qualquer pessoa. Então, vamos começar? CONFIGURAÇÕES O processo de otimização para buscas (SEO) cobre diversos aspectos do blog, desde o template, postagens, imagens, até serviços externos. No entanto, também podemos tirar proveito das configurações que o Blogger nos oferece, a fim de aumentar a eficiência do blog nos mecanismos de busca. Vamos aprender a configurá-lo corretamente para esse fim. 5
  • 6. Configurando permissões 1. O Blogger possui opções que precisam estar habilitadas para que o seu blog tenha melhor desempenho nos mecanismos de busca. Acesse o seu Painel do Blogger e selecione Configurações, que por padrão já abrirá na página Básico. Procure pelo item Adicionar o seu blog às nossas listagens? e selecione a opção Sim. Faça o mesmo com o item Permitir que mecanismos de pesquisa localizem seu blog? (como na imagem abaixo). Com essas opções ajustadas, você vai permitir que sites de pesquisa como o Google indexem o conteúdo do seu blog automaticamente, por meio do que chamamos de “robôs” – no caso do Google, o Googlebot. Esses robôs, que também podem chamados de “spiders” ou “crawlers”, são mecanismos automatizados que ficam vasculhando a internet em busca de páginas para serem catalogadas nos sites de buscas. Se a opção selecionada fosse “Não”, o Blogger não permitiria que seu blog fosse explorado pelos robôs, e consequentemente, que ele fosse catalogado pelos mecanismos de busca. Além disso, ao permitir que seu blog seja adicionado às listagens do Blogger, ele poderá aparecer na home do Blogger.com ou quando o leitor pressiona o botão “Próximo Blog” na Navbar e em outras páginas como o Blogger Play, gerando mais visitas e links para seu blog. 6
  • 7. Domínios personalizados 2. Ainda no Painel do Blogger, dentro das Configurações, procure pela página Publicação. Nesta página você poderá ajustar as opções de redirecionamento, caso utilize um domínio personalizado (ou seja, se utiliza outra URL que não seja .blogspot.com). Certifique-se de marcar a opção Redirecionando seublog.com.br para www.seublog.com. br. Através dela, você impedirá que seu blog apresente páginas diferentes quando o leitor digitar seu endereço com ou sem o “www.”, ocasionando a perda de páginas indexadas. Também verifique se mais abaixo está sendo exibida a mensagem “O http://seublog. blogspot.com o redirecionará para o seu domínio personalizado”. Caso esteja sendo exibida uma mensagem de erro, você deverá verificar a configuração no seu domínio, pois uma configuração incorreta pode fazer com que os mecanismos de busca descartem suas URLs. Ativando as Páginas de Postagens 3. Ainda no Painel do Blogger, dentro das Configurações, procure pela página Arquivamento. Nesta página, certifique-se de que na opção Ativar páginas de postagem esteja selecionado “Sim”. Dessa forma, cada postagem terá uma URL única e não dividirá espaço com o conteúdo de outras postagens. Isso faz com que cada página aumente seu valor individual, pois terá maior relevância à determinado tema, o que não aconteceria se fossem exibidas mais de uma postagem na mesma página. É importante notar que o fator mais importante para a otimização de buscas é a relevância. PAGERANK Otimizar seu blog para os mecanismos de busca envolve o aumento e a administração do fluxo de PageRank, valor que mede a importância das páginas na visão do Google. Essa medida ajuda a ordenar as páginas nos resultados das pesquisas: quanto maior o PR da página, mais acima ela ficará. Mas você sabe o que o Google leva em conta para determinar o PR de cada página? 7
  • 8. Basicamente, o Google interpreta um link que uma página atribui à outra como um “voto”, ou seja, a Página A está dizendo que a Página B é relevante sobre determinado assunto; se diversas páginas fizerem a mesma “afirmação”, o Google vai de fato interpretá-la como a mais relevante. Só que, além da quantidade de links que uma página recebe, o Google também analisa a página que dá o voto. Os votos dados por páginas mais “ importantes” (com o PageRank maior) pesam mais e ajudam a tornar outras páginas mais “importantes” (aumentando seu PR). Cada “voto” conta para aumentar seu PageRank, mas um voto de uma página com PR maior, conta mais. Vale lembrar que o PageRank não diz respeito à um site como um todo, ele mede as páginas individualmente, ou seja, cada página dentro do seu blog tem um PR diferente. Da mesma forma, cada página possui links – portanto, votos – diferentes. Com isso em mente, podemos considerar a existência de dois tipos de links: os links internos (que apontam para páginas do próprio site) e os links externos (que apontam para páginas de outros sites). Todo o poder de voto da página (que tem o mesmo peso do PageRank) é dividido entre os links contidos nela. Quanto maior for a quantidade links, mais “fraco” será o voto recebido por cada página linkada. Note que você não estará dividindo o PR da página entre os links, e sim o poder de voto da página (que existe justamente com o propósito de ser atribuído à outras páginas). Com isso, torna-se necessário equilibrar os links internos e externos, principalmente em páginas com PR alto (e por sua vez, com alto poder de voto, como a página inicial). A seguir, veremos formas equilibrar os tipos de link e otimizar o fluxo de PageRank nas páginas do seu blog. Observe que otimizações visando o aumento de PageRank levam algum tempo até serem completamente absorvidas pelos mecanismos de busca. Navegabilidade e Links internos 1. Como você sabe, o poder de voto das páginas é dividido entre links internos e externos. Portanto, o ideal é possuir maior quantidade de links internos em cada página, para que seu blog seja o maior beneficiado com o seu próprio PageRank. E como fazer isso? Melhorando a navegabilidade. É importante tanto para o usuário quanto para os mecanismos de busca que seu blog tenha uma navegação eficiente, com links para os últimos artigos, recomendações, marcadores, página inicial, postagens relacionadas, artigos complementares e tudo mais que for relevante para facilitar o localização das informações – e consequentemente, distribuir melhor o PageRank. 8
  • 9. Utilize corretamente o “nofollow” 2. Uma ferramenta muito importante para a otimização do seu PageRank é o atributo “nofollow”, que diz ao mecanismo de busca para não dividir o poder de voto da sua página com determinado link. Em outras palavras, ele faz com que o link seja desconsiderado pelos robôs, não recebendo nenhum ganho de PageRank. Veja como fica um link com o atributo “nofollow”: <a rel=”nofollow” href=”URL do Link”>Texto do Link</a> O mesmo link ficaria assim sem o atributo: <a href=”URL do Link”>Texto do Link</a> Com o “nofollow”, você não passará PageRank em links que só tem função de tráfego como publieditoriais, links para seu Feed/Twitter/Comunidade ou BlogRolls. Imagine a quantidade de PageRank que muitos blogs deixam de usar com aqueles BlogRolls monumentais, e que aparecem em todas as páginas? Outro uso interessante desse atributo é quando você claramente não quer “votar” naquela página, como em postagens de denúncia de plágio, por exemplo, em que você coloca um link para a página em que ocorreu o plágio – esta página obviamente não merece seu PR. Você também não deve tentar se aproveitar do atributo e usar “nofollow” em todos os links externos. Se você não enviar links, também não os receberá – sendo essa a melhor forma de elevar seu PageRank, pois querer reutilizar continuamente o próprio PR não te levará a nada. Utilizando corretamente os links externos – como um “voto de confiança” – fará com que seu blog participe do ciclo de links movido pela blogosfera, beneficiando-se por isso. Observe que não é necessário utilizar o “nofollow” em link internos. Ajustando os comentários 3. Por padrão, o Blogger atribui “nofollow” à todos os links colocados através de comentários, como aqueles em que o autor comenta como Nome/URL. Isso evita que spammers tentem ganhar PR às custas do seu blog, mas nós sabemos que o Blogger possui baixa incidência de spam nos comentários e sempre é possível ativar a verificação de palavras e moderação de comentários. Por isso, algumas pessoas optam por retirar o “nofollow” dos comentários como uma forma de agradecer àquelas pessoas que participam e ajudam com o desenvolvimento do seu blog, comentando. Diferente dos BlogRolls (que geralmente se repetem em todas as páginas do blog), os comentários são únicos por página e entrarão para a divisão do poder de voto apenas na página em que estão contidos. Existem diversas correntes que defendem ser justo dividir a “reputação” da página com aqueles que ajudaram a construí-la. Para retirar o atributo dos seus comentários, basta procurar por rel=’nofollow’ no modo Editar HTML com a opção Expandir modelos de widgets marcada (você provavelmente o encontrará ao lado de expr:href=’data:comment.authorUrl’), e removê-lo. Ao fazer isso, não se esqueça que para evitar spam você poderá ativar a confirmação de palavras ou a moderação de comentários, dentro da seção Comentários, em Configurações. 9
  • 10. TÍTULO / URL Títulos e URLs são os principais elementos na indexação de suas páginas. São eles que aparecerão nos resultados da busca junto ao trecho que contém as palavras pesquisadas. No entanto, eles podem ganhar maior relevância – e consequentemente, maior tráfego – se forem melhor apresentados. Veremos agora como otimizá-los para os mecanismos de busca. Otimizando o Título 1. Por padrão, o Blogger exibe o título do blog antes do título da postagem, na janela do navegador, como no exemplo: iceBreaker: Otimizando o Título e URL das páginas no Blogger Essa mesma informação é passada aos mecanismos de busca, mas ela não é muito eficiente. O ideal é que o título fique assim: Otimizando o Título e URL das páginas no Blogger - iceBreaker Essa pequena alteração na ordem em que o título do blog e título da postagem são exibidos, coloca o que é mais importante na frente e aumenta a relevância da página nas pesquisas sobre o assunto abordado. E o melhor é que muito simples alterar seu template para atingir o modelo ideal de títulos: acesse o seu Painel do Blogger, e selecione Layout, então clique em Editar HTML para entrar no modo de edição do código do seu Template. Procure pelo seguinte código: <title><data:blog.pageTitle/></title> E SUBSTITUA pelo seguinte código: <b:if cond=’data:blog.homepageUrl == data:blog.url’> <title><data:blog.title/></ title><b:else/> <title><data:blog.pageName/> - <data:blog.title/></title></b:if> Visualize para verificar se está tudo correto e clique em Salvar Modelo. Agora seu blog exibirá os títulos otimizados e os mecanismos de busca os indexarão de maneira mais apropriada. Otimizando a URL 2. O Blogger reutiliza o título dado à postagem para gerar a URL (endereço) da página (convertendo espaços em hífens e substituindo letras com acentos e cedilhas por suas versões sem eles, já que URLs não aceitam estes elementos). Veja no exemplo: http://seublog.blogspot.com/ano/mes/titulo-da-postagem.html 10
  • 11. Além de adicionar ano e mês em que a postagem foi publicada na URL, o Blogger acrescenta o título da postagem até a URL conter no máximo 80 caracteres. Com isso, na maioria dos casos, não estará visível o título completo na URL da página – e se as palavras mais importantes do título tiverem sido cortadas, a página perderá relevância. Para evitar este problema, ao publicar a postagem pela primeira vez (que é quando o Blogger gera a URL), crie um título composto apenas pelas palavras-chave relevantes ao assunto abordado. Logo em seguida, reabra a postagem e substitua o título anterior pelo título final que a postagem deverá ter. Dessa forma, você terá uma URL otimizada para os mecanismos de busca e um título adequado para os seus leitores. Observe que não é possível alterar a URL de postagens já publicadas. META TAGS Não seria melhor se você pudesse descrever suas páginas para os mecanismos de busca? Pois é, mas é para isso mesmo que existem as Meta Tags. Elas informam o que as páginas são, ou sobre que assuntos elas tratam. Embora hoje em dia, os sites de pesquisa utilizem mais trechos das próprias páginas do que Meta Tags, o recurso ainda é importante no processo de otimização. Otimizando as Meta Tags para a Página Inicial 1. A página inicial costuma ser a página com o maior PageRank do blog, mas por outro lado, também é o lugar em que temos a maior variedade de assuntos, e dessa forma, menor relevância. Quando o mecanismo de busca não consegue encontrar um trecho adequado da página para exibir nos resultados das pesquisas, ele utiliza a Meta Tag de descrição, e se orienta pela Meta Tag de palavras-chave. Por padrão, o Blogger/Blogspot não utiliza Meta Tags nos templates, mas estas podem ser acrescentadas via HTML. Como elas não podem se repetir entre as páginas, vamos aplicá-las somente a página inicial. Para isso, acesse o seu Painel do Blogger, selecione Layout e clique em Editar HTML para entrar no modo de edição do código do seu template. Então procure pelo seguinte código: <b:include data=’blog’ name=’all-head-content’/> E cole o seguinte código DEPOIS: 11
  • 12. <b:if cond=’data:blog.homepageUrl == data:blog.url’> <meta content=’Descrição’ name=’description’/> <meta content=’Palavras-chave’ name=’keywords’/> </b:if> Substitua a parte em laranja pela descrição do seu blog e a parte em verde pelas palavras- chave relevantes à ele, procurando seguir as seguintes orientações: • Descrição: Em média 150 caracteres ou 30 palavras. • Palavras-chave: Letras minúsculas, separadas por vírgula, em média 10 palavras. Páginas diferentes, Meta Tags diferentes 2. No caso das outras páginas do Blog, os mecanismos de busca deverão ter maior facilidade para encontrar trechos relevantes dentro do conteúdo das postagens, mas ainda é possível atribuir Meta Tags à elas. Porém, isso deverá ser feito manualmente, uma por uma. Então, recomenda-se inserir Meta Tags somente nas páginas mais importantes do seu blog – páginas de marcadores ou arquivo não precisam de Meta Tags. Para isso, coloque o seguinte código DEPOIS do código da primeira etapa: <b:if cond=’data:blog.url == “URL da Página”’> <meta content=’Descrição’ name=’description’/> <meta content=’Palavras-chave’ name=’keywords’/> </b:if> Substitua a parte em vermelho pela URL da página que você deseja atribuir a Meta Tag. No caso da descrição e palavras-chave, aplique as mesmas recomendações dadas na primeira etapa. Para acrescentar Meta Tags à mais páginas, é só inserir novamente o código apresentado acima – quantas vezes for necessário. Como as Meta Tags são condicionais, ou seja, são consideradas apenas nas páginas à que foram destinadas, não é necessário se preocupar com o a quantidade de código que isso vai gerar, pois não atrapalhará o desempenho do seu template. Embora esta técnica possa ser muito trabalhosa, com um pouco de dedicação você poderá obter melhores resultados nos mecanismos de busca. Mas tenha o cuidado de não atribuir a mesma descrição (ou palavras-chave) à páginas diferentes. HEADINGS Diferente da tag <title> que define o título da janela do navegador, as tags de títulos, também conhecidas como “headings” ou “cabeçalhos”, são usadas para organizar hierarquicamente as informações na página. A primeira destas tags – portanto, a de maior “peso” – é a <h1> – A última, <h6>. Além de ter sua função na formatação das postagens, este recurso também é importante para os sites de pesquisa. Por isso, o ideal é atribuir tags de título com maior peso às informações mais importantes da página. 12
  • 13. Otimizando os Títulos das Postagens 1. Por padrão, o Blogger atribui a tag de título <h3> aos títulos das postagens, mas o ideal é que elas sejam <h1>, pois concentram o principal assunto da página. Para fazer a correção, acesse seu Painel do Blogger, selecione Layout, clique em Editar HTML e marque a opção Expandir modelos de widgets. Não se esqueça de fazer o backup do seu template antes de realizar as alterações no código, clicando em Baixar modelo completo. Então, procure pelo código .post h3 (como na imagem abaixo). Agora, SUBSTITUA todos os h3 por h1. Depois, procure pelo código <h3 e SUBSTITUA por <h1. Para terminar, procure por </h3 e SUBSTITUA por </h1. Depois que fizer todas as substituições, Visualize para verificar se não surgiram erros no template, e clique em Salvar Modelo. Otimizando o Cabeçalho do Blog 2. Esta otimização se aplica caso você utilize o elemento Cabeçalho (em Elementos de Página), que nada mais é que o título do blog exibido na parte superior do layout. É necessário aumentar a importância dele na página se o nome do blog tiver relação com o assunto tratado, ou diminuí-la, caso contrário. 13
  • 14. • Se o nome do seu blog possui palavras-chave relevantes (ao assunto do blog) para os mecanismos de busca, e é exibido como texto, não será necessária nenhuma alteração, pois o Blogger já atribui por padrão a tag <h1> à ele. • Se o nome do seu blog não possui palavras-chave relevantes, você poderá reduzir o peso dele através da tag de título – o inverso do que fez no no passo 1 –, substituindo os códigos #header h1 por #header h3 e o <h1 e </h1 (que estiverem dentro do header- wrapper) por <h3 e </h3, respectivamente. • Por outro lado, se o seu blog tiver um nome relevante ao assunto, mas você utilizar uma imagem no lugar do texto, nós poderemos utilizar um título oculto mas que poderá ser lido pelos mecanismos de busca. Para isso, basta acrescentar o atributo display: none; abaixo de #header h1 e depois acrescentar <h1>Título do Blog</h1> abaixo de <div id=’header-inner’>, substituindo a parte em vermelho pelo nome do blog. Faça uso dos Subtítulos 3. Subtítulos ou informações secundárias devem utilizar a tag de título <h2>. Por padrão, o Blogger atribui esta tag aos títulos de widgets e data de publicação das postagens, o que está correto. Mas também é possível usar o <h2> dentro das postagens. Com o título já otimizado em <h1> e os subtítulos em <h2>, as páginas terão uma hierarquia mais amigável para os mecanismos de busca. Para usar o subtítulo dentro das postagens, insira o código <h2>Subtítulo da postagem</h2>, substituindo a parte em vermelho pelo subtítulo. No caso de outros editores de postagem como o Live Writer, basta aplicar o estilo Título 2 ou Heading 2 ao texto desejado. Para personalizar a aparência dos subtítulos, basta criar a classe .post h2 e atribuir a formatação que eles deverão ter, no modo de edição de HTML do template. LINKS Na internet, o elemento mais importante é com certeza o link. São eles que criam as pontes entre as páginas do seu blog (links internos) e para fora dele (externos). Como se sabe, os links são considerados pelo Google como um voto de confiança que uma página envia à outra (Pág. 07), mas além de ter este poder de voto, os links também tem o poder de descrever as páginas indicadas (à exemplo das Meta Tags - Pág 01). Por isso, é imprescindível saber usá-los corretamente quando falamos de otimização para buscas. Links no Contexto 1. Um detalhe muito importante na otimização dos links é onde os links são aplicados. É muito comum ver links do tipo “Clique aqui”, que não dizem nada aos mecanismos de busca sobre o seu destino. O ideal é aplicar o link no trecho que corresponde ao destino, como no exemplo: É muito importante aprender o que é SEO. Portanto, evite criar links dessa forma: Quer aprender o que é SEO? Clique aqui! 14
  • 15. O texto do link ajuda a descrever aos mecanismos de busca o conteúdo que ele está indicando, além de tornar a leitura muito mais agradável – ninguém gosta que fiquem mandando clicar aqui ou ali. Otimizar os links do seu blog (tanto nas postagens, como no template) fará com que a página indicada e a página que indica ganhem maior relevância. A Camada do Título 2. Existem diversos momentos onde não é possível atribuir um texto descritivo à um link, e é para isso que existem os títulos. Esses títulos funcionam como uma camada extra de descrição e aparecem sempre quando o usuário posiciona o mouse sobre um link (como uma “dica de tela”). Se você utiliza o Windows Live Writer, poderá adicionar um título na própria caixa de diálogo Inserir Hiperlink. Para adicionar um título no editor do Blogger, basta acessar o código HTML do link e deixá-lo mais ou menos assim: <a href=”Endereço do Link” title=”Título do Link”>Texto do Link</a> Novamente, isto vale tanto para os links nas postagens quanto no template. É importante informar ao mecanismos de busca – e ao leitor – da melhor maneira possível sobre o que aquele link se refere, seja no contexto do link, seja no título, ou mesmo usando os dois. Otimizando as listas de Links 3. O widget Listas de links também pode ser otimizado, e é muito importante que seja, já que ele se repete em todas as páginas do seu blog. Para otimizá-lo, acesse seu Painel do Blogger, selecione Layout, clique em Editar HTML e marque a opção Expandir modelos de widgets. Então procure por LinkList (que é o nome do widget no código). Se você utiliza mais de uma lista de links, encontrará mais vezes este nome. Agora, adicione o código em vermelho para acrescentar um título igual ao nome do link à todos os links, e o código em verde para acrescentar o nofollow e deixar de passar PageRank em todas as páginas (só adicione este código em verde se tratar-se de uma lista com links externos, como um blogroll ou lista de parceiros). <ul> <b:loop values=’data:links’ var=’link’> <li><a expr:href=’data:link.target’ expr:title=’data:link.name’ rel=’nofollow’><data:link.name/></a></li> </b:loop> </ul> Depois que fizer todas as adições, Visualize para checar se não surgiram erros no template e clique em Salvar Modelo. 15
  • 16. IMAGENS As imagens são elementos essenciais para os blogs, pois ilustram as páginas e facilitam a navegação. No entanto, elas podem ser ignoradas pelos robôs de indexação se não forem otimizadas para os mecanismos de busca usando técnicas para descrevê-las. Texto Alternativo 1. Os mecanismos de busca conseguem ler apenas os elementos baseados em texto, ou seja, não podem identificar imagens (e outros elementos, como Flash e vídeos) na página. No entanto, as imagens podem conter um texto alternativo, que é exibido quando a imagem não puder ser carregada, quando o usuário desativar a exibição de imagens ou quando estiver usando um navegador de texto. Para adicionar o texto alternativo à uma imagem no editor do Blogger, basta acessar o código HTML da imagem e deixá-lo mais ou menos assim: <img src=”http://imagem.png” alt=”Texto alternativo” /> Quando os robôs dos mecanismos de busca estiverem indexando sua página, vão poder identificar as imagens com texto alternativo, e possivelmente, até incluí-las no índice da pesquisa de imagens. Mas não se esqueça: você deverá definir como texto alternativo uma pequena frase que diga o que é aquela imagem. A Camada do Título 2. Assim como os links, imagens também podem receber títulos. Eles funcionam como uma camada extra de descrição e aparecem sempre quando o usuário posiciona o mouse sobre a imagem (como uma “dica de tela”). Para adicionar um título à uma imagem, basta acrescentar o código em laranja: <a href=”Endereço do Link” title=”Título do Link”>Texto do Link</a> Você poderá definir como título, uma pequena frase que diga mais sobre aquela imagem. Tanto Texto alternativo quanto Título podem (e devem, na medida do possível) ser aplicados nas imagens presentes no template e postagens. Dê preferência aos textos 3. Existem blogs que utilizam imagens no lugar de texto, como em banners informativos, subtítulos ou como partes do template. Com a atribuição de Texto alternativo e Títulos, essas imagens podem ser lidas pelos mecanismos de busca, mas isso não as torna mais eficientes que utilizar texto. Muitas vezes você pode atingir o visual desejado apenas usando CSS, sem precisar substituir tudo por uma imagem. O mesmo vale para elementos baseados em Flash e outros Plug-ins. 16
  • 17. POSTAGENS Embora o template represente toda a estrutura do blog, o conteúdo em si está nas postagens – e são elas que devem ser encontradas pelos usuários através dos mecanismos de busca. Portanto, cabe ao blogueiro fazer uso de algumas boas práticas para tornar seu conteúdo mais amigável aos sites de pesquisa. Seja o primeiro 1. Para obter um bom posicionamento nas pesquisas, muitos blogs procuram escrever sobre assuntos novos o mais rápido possível, antecipando tendências e interesses. Para isso, é necessário estar atualizado. Quando você é o primeiro a escrever, também é o primeiro a ser indexado, além de receber a maior quantidade de links. Seja relevante 2. Ter um conteúdo de qualidade é imprescindível para ser reconhecido pelos seus leitores, e claro, pelos mecanismos de busca. Não adianta aplicar todas as técnicas de SEO se o seu blog não possui um conteúdo relevante e interessante, ou se ele possui conteúdo copiado de outros sites. Coloque-se no lugar do leitor e pense em que frase eles poderiam inserir na pesquisa sobre o tema escolhido e procure corresponder à essas palavras. É importante incluir o maior número de palavras-chave relevantes àquele tema sem, é claro, fazer rodeios e tornar seu texto maçante – afinal, o objetivo é atrair pessoas. Atenção especial aos títulos das postagens, que devem descrever de forma relevante e objetiva o conteúdo apresentado. Também não se esqueça de otimizar os títulos e URLs do seu template (Pág. 10). Faça uso dos Links 3. É muito importante criar pontes entre suas postagens, indicando artigos relacionados e conteúdo complementar. Por isso, não deixe de inserir links para o seu próprio conteúdo dentro do seu texto. Dessa forma, os robôs podem explorar todos os assuntos correlatos e atribuir corretamente o PageRank às páginas. Mas se você não possui conteúdo relacionado ao tema, não deixe de indicar outros blogs que possuam. Por fim, não se esqueça de otimizar os links incluídos em suas postagens (Pág. 14). Deixe suas postagens mais dinâmicas 4. Crie artigos bem estruturados, atribuindo hierarquia através dos subtítulos (Pág. 12) e não se esqueça de utilizar imagens otimizadas (Pág. 16) para ilustrá-los. Utilizar atributos como negrito e itálico também tornam o entendimento – e a indexação – mais eficiente. 17
  • 18. Sitemaps e Aceleração Além de otimizar a estrutura do layout e conteúdo do seu blog, é importante estreitar os laços entre ele os mecanismos de busca. Para isso existem as Webmasters Tools, ferramentas fornecidas pelos sites de pesquisa que facilitam a indexação do seu conteúdo. Essas ferramentas utilizam sitemaps para rastrear seu conteúdo. No caso do Blogger, os sitemaps são gerados a partir do Feed das postagens. Assim, os mecanismos de busca consultarão periodicamente seu feed para determinar se há conteúdo novo, e então indexá-lo. Vamos aprender agora à cadastrar seu blog (e sitemap nas ferramentas para webmasters dos 3 principais buscadores: Google, Bing e Yahoo! GOOGLE Antes de poder usar o Google Webmasters Tools, devemos ativá-lo no Blogger. Para isso 1. acesse a Página de Ativação e clique no botão Ativar Ferramentas para Webmasters. Em seguida, você será levado à página inicial das Ferramentas para Webmasters do Google. Se os seus blogs já estiverem listados, você poderá passar para a próxima etapa. Caso contrário, resta esperar até que eles apareçam na lista (pode levar cerca de 24 horas). 18
  • 19. Agora, clique em seu blog na lista de sites adicionados. Em seguida, 2. clique na opção Configurações do site na barra lateral para expandí- la. Depois clique no item Sitemaps. Você será levado à um página que lista os sitemaps (mapas de site) adicionados. 3. Para adicionar um sitemap clique no botão Enviar um Sitemap. Aqui você deverá indicar o endereço do sitemap. Se você utiliza o Feed padrão do Blogger, insira o seguinte endereço: atom.xml Se você utiliza redirecionamento de feed, através do Feedburner ou outro serviço, digite o seguinte endereço: atom.xml?redirect=false&start-index=1&max-results=100 Por padrão, este sitemap indicará apenas as últimas 100 postagens no seu blog para os robôs de indexação. Se você quiser aumentar o número de postagens, altere a parte em laranja pelo número de postagens desejado (o máximo é 500). Observe que quanto maior for o número de postagens, mais tempo levará a indexação. Porém, se você tiver um alto número de postagens, e não quiser ser prejudicado quanto à velocidade de indexação, poderá manter dois (ou mais) sitemaps, como no exemplo: atom.xml?redirect=false&start-index=1&max-results=100 atom.xml?redirect=false&start-index=101&max-results=500 Adicionando os dois sitemaps acima – um de cada vez –, as 100 primeiras postagens serão indexadas mais rapidamente, enquanto as próximas 500 serão indexadas com um intervalo maior de tempo (o que não é um problema, já que postagens mais antigas só precisam ser reindexadas no caso de uma alteração ou atualização em seu conteúdo). Se você precisar adicionar um terceiro sitemap, some as partes em verde e laranja do sitemap anterior e coloque o resultado na parte em verde do novo sitemap. Por exemplo, num terceiro sitemap do exemplo acima, a parte em vinho seria 601. A primeira indexação pode levar alguns dias e os dados completos podem levar até 1 mês para aparecerem nos resultados das pesquisas do Google – a partir daí, o processo se tornará mais rápido. Para consultar o progresso da indexação basta consultar as Ferramentas para Webmasters do Google. 19
  • 20. BING Acesse o Bing Webmaster Center e clique em Sign in to use the tools. Faça login com sua 1. conta do Windows Live/MSN e você será direcionado para a seguinte página: Preencha o formulário como mostrado na imagem acima. Se você utilizar o redirecionamento de feed com o Feedburner (ou outro serviço de Feed), digite na caixa Sitemap address o endereço da seguinte forma (substituindo em todos os casos, o “seublog.blogspot.com” pelo endereço do seu blog): seublog.blogspot.com/atom.xml?redirect=false Após preencher todo o formulário, clique em Submit. Agora você será levado a página de autenticação. Essa etapa é necessária para garantir que 2. somente o dono do blog pode adicioná-lo ao Bing. Copie o código contido na caixa marcada na imagem acima (em laranja). 20
  • 21. Agora vamos adicionar este código de verificação ao seu Blog, acessando o seu Painel do 3. Blogger, selecionando Layout, e então clicando em Editar HTML para entrar no modo de edição do código do seu Template. Não se esqueça de fazer o backup do seu template antes de realizar as alterações no código, clicando em Baixar modelo completo. Procure pelo código <head> (utilizando o Ctrl+F do seu navegador) e cole o código copiado anteriormente DEPOIS dele. Visualize para verificar se está tudo correto e clique em Salvar Modelo. Para checar se seu blog foi incluído corretamente, acesse a lista de sites e clique no endereço do seu blog para testar a autenticação. Se o painel do seu site abrir normalmente, seu blog foi reconhecido com êxito. Para consultar o status da indexação do seu blog no Bing, consulte periodicamente o Bing Webmaster Center. YAHOO! Acesse o Yahoo! Site Explorer e clique em My Sites. Faça login com sua conta do Yahoo! e 1. você será direcionado para a página de sites adicionados. Agora procure pela caixa mostrada na imagem abaixo: Digite o endereço do seu blog e clique em Add My Site. Agora você será levado à página de autenticação. Essa etapa é necessária para garantir que 2. somente o dono do blog pode adicioná-lo ao Yahoo!. 21
  • 22. Clique em By adding a META tag to my home page e então Copie o código contido na caixa marcada na imagem anterior (em laranja). Agora vamos adicionar este código de verificação ao seu Blog, acessando, em outra janela, 3. seu Painel do Blogger, selecionando Layout, e então clicando em Editar HTML para entrar no modo de edição do código do seu template. Não se esqueça de fazer o backup do seu template antes de realizar as alterações no código, clicando em Baixar modelo completo. Procure pelo código <head> (utilizando o Ctrl+F do seu navegador) e cole o código copiado anteriormente DEPOIS dele. É preciso adicionar “/” no final do código para que funcione, conforme o exemplo abaixo: <META name=”y_key” content=”************************”/> Visualize para verificar se está tudo correto e clique em Salvar Modelo. Retorne à janela do Yahoo! Site Explorer e clique em Ready to Authenticate. Confirmada a 4. autenticação, clique em Feeds no menu do lado esquerdo para adicionar um sitemap, que orientará o motor do Yahoo! a identificar suas postagens. Aqui você deverá indicar o endereço do sitemap. Se você utiliza o Feed padrão do Blogger, insira o seguinte endereço: atom.xml Se você utiliza redirecionamento de feed, através do Feedburner ou outro serviço, digite o seguinte endereço: atom.xml?redirect=false Após digitar o endereço do sitemap, clique em Add Feed. Os robôs do Yahoo! podem levar alguns dias para concluir a primeira indexação da sua página, depois fica mais rápido. Para consultar o status da indexação do seu blog no Yahoo!, consulte periodicamente o Yahoo! Site Explorer. 22
  • 23. ACELERANDO COM O PING O Ping é uma forma de chamar a atenção de um servidor, de avisá-lo sobre alguma coisa. No caso da otimização para buscas, usaremos o Ping para avisar aos mecanismos de busca e indexadores que seu blog foi atualizado, tornando assim a indexação muito mais rápida. O Ping é feito quando você acessa uma URL criada para esse fim, que contém o endereço do seu blog. Primeiro, vamos preparar a lista de URLS de Pings que você utilizará em seu blog. Se preferir, 1. abra uma janela do Bloco de Notas e vá copiando e modificando a parte em laranja com o endereço do seu blog. Vamos utilizar essa lista de URLs na etapa seguinte. Mas antes de adicionar cada URL, verifique se cumpre o requisito de cada site ( informado acima de cada endereço). • Feedburner: utilize este URL caso você faça o redirecionamento do feed do seu blog com o Feedburner (Função do Ping: atualiza o Feed do blog): http://feedburner.google.com/fb/a/pingSubmit?bloglink=http://seublog.blogspot.com • Google: utilize este URL caso você já tenha cadastrado seu blog no Google Webmaster Tools (Pág. 18). Acrescente a parte em verde se você utiliza o redirecionamento de Feed (Função do Ping: atualiza o índice do Google): http://www.google.com/webmasters/tools/ping?sitemap=http://seublog.blogspot.com/ atom. xml?redirect=false • Bing: utilize este URL caso você já tenha cadastrado seu blog no Bing Webmaster Center (Pág. 20). Acrescente a parte em verde se você utiliza o redirecionamento de Feed (Função do Ping: atualiza o índice do Bing): http://www.bing.com/webmaster/ping.aspx?siteMap=http://seublog.blogspot.com/ atom. xml?redirect=false • Yahoo!: utilize este URL caso você já tenha cadastrado seu blog no Yahoo! Site Explorer (Pág. 21). Acrescente a parte em verde se você utiliza o redirecionamento de Feed (Função do Ping: atualiza o índice do Yahoo!): http://search.yahooapis.com/SiteExplorerService/V1/ping?sitemap=http://seublog. blogspot.com/atom. xml?redirect=false • BlogBlogs: utilize este URL se você cadastrou seu blog no indexador de blogs brasileiro BlogBlogs (Função do Ping: atualiza o cadastro do blog com o novo conteúdo): http://blogblogs.com.br/my/gadgets/ping?url=http://seublog.blogspot.com • Technorati: utilize este URL se você cadastrou seu blog no indexador de blogs americano Technorati (Função do Ping: atualiza o cadastro do blog com o novo conteúdo): http://technorati.com/ping/?url=http://seublog.blogspot.com 23
  • 24. Com todos os endereços anotados, agora vamos à próxima etapa: Existem duas maneiras de se utilizar a lista de Pings: manualmente, salvando-a em Favoritos, 2. ou automaticamente, colocando-a na lista de Pings do Live Writer. Primeiro veremos como utilizá-la com os Favoritos: Abra cada um dos endereços da lista no seu navegador, então salve-o como Favorito, dentro de uma pasta específica (como no exemplo abaixo, a pasta “Ping”): Após adicionar todos os endereços, sempre que você publicar um conteúdo novo em seu blog, abra seu navegador, clique com o botão direito na pasta onde as URLs dos Pings estão salvas e então selecione Abrir no Grupo de Guias (ou Abrir todos os Favoritos). Depois que todas as páginas forem abertas, você pode fechar a janela que os Pings já foram enviados! Agora, se você utiliza o Windows Live Writer para publicar suas postagens, pode tornar os Pings automáticos. Basta ir até o menu Ferramentas, depois Opções, e na janela que se abrir, selecionar no menu à esquerda a opção Enviar ping para servidores. Então marque a opção Enviar pings para as URLs abaixo e cole a lista de endereços que você anotou na primeira etapa, um por linha. Clique em OK. 24
  • 25. Agora, sempre que você clicar em Publicar, além de publicar a postagem, o Live Writer também enviará todos os Pings automaticamente. Evitando Problemas CONTEÚDO DUPLICADO No processo de otimização para buscas, é importante garantir que o site não possua conteúdo duplicado. Este termo é usado para fazer referência à blocos de texto com o mesmo conteúdo – ou seja, textos iguais em lugares diferentes –, seja ele produzido automaticamente ou manualmente. Ao identificar este tipo de ocorrência, os mecanismos de busca podem penalizar as páginas envolvidas na “cópia”, geralmente dando preferência à página que publicou aquele conteúdo primeiro. Para evitar a duplicação de conteúdo no seu blog, leve em conta as seguintes orientações: Evite conteúdo semelhante 1. Procure não criar postagens com conteúdos semelhantes, como aquelas que divulgam um conteúdo antigo já existente no seu blog. Ao invés disso, atualize a postagem original e altere sua data para que ela apareça novamente no topo das postagens, mantendo todos os links, comentários e PageRank acumulado. Se você tiver muitas postagens parecidas, desenvolva cada uma delas com informações únicas ou então junte todas numa única página. 25
  • 26. Minimize as repetições 2. É muito comum ver textos fixos nos templates, como um texto sobre os direitos autorais, apresentação do autor, advertência sobre o plágio e outros. Apesar de terem uma função clara para o usuário, esses trechos se repetem em todas as páginas e contribuem para diluir a relevância de cada artigo perante os mecanismos de busca, já que na maioria das vezes, não tem relação direta com o conteúdo da postagem. Por isso, ao invés de deixar um texto visível em todas as páginas, crie uma postagem específica sobre o assunto e deixe apenas um link disponível no seu template, como acontece com o “Sobre”, “Política de Privacidade” e “Alguns direitos reservados”. Não crie postagens vazias 3. Esta é uma péssima prática que ocorre até hoje: reservar postagens. Você visita o blog, clica no “Sobre” e dá de cara com um “Em breve” ou coisa do tipo. São inúmeros os casos de postagens “reserva”. Isso prejudica seu blog perante os mecanismos de busca, pois cria uma repetição do conteúdo do seu template sem qualquer motivo ou relevância. Ajustando as Páginas do Blogger 4. Vamos imaginar que seu blog possua 5 postagens. Além de aparecerem em suas próprias páginas individuais, elas aparecerão também na página de arquivo, na página inicial e nas páginas dos marcadores atribuídos à ela. Com isso, cada postagem se repete por pelo menos 4 vezes, multiplicando-as em 20 páginas. Ou seja, um grave problema de conteúdo duplicado. No caso das páginas de arquivo, é possível resolver o problema acessando a opção Configurações e clicando em Arquivamento. No item Frequência de arquivamento, selecione a opção Não arquivar. Isso não desativará os comandos “Postagem mais recente/mais antiga”, que continuarão a funcionar; apenas desativará as páginas de arquivo (e também o widget de arquivo). No caso da página inicial, como ela está sempre mudando, você poderá amenizar o problema se diminuir a quantidade de postagens exibidas, através da opção Formatação, dentro de Configurações (coloque no máximo até 10 postagens). Já as páginas de marcadores, essas são ignoradas automaticamente pelos robôs de indexação. Alternativamente, você pode evitar este problema se resumir as postagens (com o link “Leia mais”) ou exibir somente o título delas na página inicial e de arquivos. 26
  • 27. Cuidados com o compartilhamento 5. Hoje em dia é natural compartilhar seu conteúdo através de sites de compartilhamento e redes sociais, e isso é muito positivo para seu blog. No entanto é bom tomar certos cuidados para garantir que a versão compartilhada não ganhe mais relevância do que a versão original: • Compartilhe somente após você ter publicado a versão final do seu artigo; • Tenha certeza de que o site de compartilhamento vai incluir um link de volta para a o seu artigo original; • Em sites que exigem uma descrição do conteúdo compartilhado, insira apenas um trecho ou então uma introdução ao assunto tratado no artigo original; • Sites em que você compartilha apenas o link podem ser usados sem qualquer restrição. PENALIDADES (GOOGLE) É muito importante evitar que seu blog seja retirado do índice do Google, que pode aplicar punições à sites que desrespeitem suas regras. Se você faz um trabalho sério, provavelmente nunca passará por este problema, mas sempre é bom se informar pra evitar que outros fatores possam prejudicá-lo. Número de páginas indexadas 1. Após ter cadastrado seu blog no Google Webmasters Tools, passe a verificar periodicamente o número de páginas indexadas do seu blog, digitando no campo de pesquisa do Google o seguinte (substituindo a parte em laranja pelo endereço do seu blog): site:seublog.blogspot.com No cabeçalho da página de resultados, é exibida a quantidade de páginas presentes no índice do Google. É normal que hajam pequenas variações no número, mas se essas variações se tornarem muito grandes ou se você não obtiver nenhum resultado na pesquisa, verifique a página de Erros de rastreamento dentro do item Diagnósticos do Google Webmasters Tools. Caso encontre erros, poderá encontrar suas respectivas soluções na própria Ajuda do site. Caso você tenha adicionado o site a pouco tempo, aguarde mais alguns dias e faça novamente a verificação. Verificando a Confiabilidade 2. O Google mantem uma lista de sites suspeitos em seu índice, formada principalmente por spammers, malwares, conteúdo duplicado e outros. Verifique se seu site não consta nesta lista, acessando o seguinte endereço (substituindo a parte em laranja pelo endereço do seu blog): http://www.google.com.br/safebrowsing/diagnostic?site=seublog.blogspot.com Para não ser incluído na lista, certifique-se de incluir o atributo “nofollow” (Pág. 07) à links vendidos e remover links de fontes duvidosas, principalmente de downloads. Verifique também se não constam links para malwares ou spam nos comentários. 27
  • 28. Solicitando uma reconsideração 3. Se o seu blog foi retirado do índice do Google e você pôde identificar e corrigir os problemas, é hora de solicitar uma reconsideração e assim poder ter suas páginas de volta. Para isso, acesse a página do pedido de reconsideração (em inglês), selecione seu site na lista Choose Site, marque a opção By submitting this request… e explique o que havia de errado e o que foi feito para corrigir (a explicação também deve ser em inglês). Então clique em Request reconsideration e aguarde até que seu pedido seja processado. Seguindo os conselhos e técnicas apresentadas neste guia de otimização para buscas, seu blog será melhor indexado pelos robôs de indexação e suas páginas deverão aparecer cada vez mais acima nos resultados das pesquisas, mas não se esqueça o que é mais importate: a qualidade do seu conteúdo. Você também poderá consultar o guia Blogger SEO em forma de postagens, no iceBreaker.com.br, assim como outras dicas para a plataforma Blogger. Dúvidas? Não conseguiu completar alguma etapa? Ficou com dúvidas? Quer discutir os conceitos apresentados neste e-book? Clique aqui e acesse o Fórum iceBreaker forum. .com.br Leia também Com o eBook Blogger Rápido, você aprende a otimizar o tempo de carregamento e o peso do seu blog, tornando a navegação muito mais suave e agradável. Clique aqui e confira. Com o eBook Blogger Seguro, você aprende a proteger o seu blog dos mais diversoes problemas, como o plágio, invasões ou acidentes. Clique aqui e confira. 28