Desenvolvendo com Bootstrap: um framework front-end que vale a pena!

  • 3,622 views
Uploaded on

Desenvolvido pela equipe do Twitter, o Bootstrap é um framework front-end de código aberto (opensource). Em palavras simples, é um conjunto de ferramentas criadas para facilitar o desenvolvimento de …

Desenvolvido pela equipe do Twitter, o Bootstrap é um framework front-end de código aberto (opensource). Em palavras simples, é um conjunto de ferramentas criadas para facilitar o desenvolvimento de sites e sistemas web.

Compatível com HTML5 e CSS3, o framework possibilita a criação de layouts responsivos e o uso de gris, permitindo que seu conteúdo seja organizado em até 12 colunas e que comporte-se de maneira diferente para cada resolução.

Como qualquer outra ferramenta, possui suas vantagens e desvantagens. É importante conhecer e entender suas funcionalidades para saber os momentos certos de utilizá-lo.

Post completo: http://thiagonasc.com/geral/desenvolvendo-com-bootstrap-3-um-framework-front-end-que-vale-a-pena

More in: Technology
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
3,622
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
101
Comments
0
Likes
8

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide
  • Desenvolvendo com Bootstrap - Um framework front-end que vale a pena!
  • Bootstrapping: termo de origem inglesa que se originou na década de 1880 como um acessório para ajudar a calçar botas, e gradualmente adquiriu uma coleção de significados metafóricos adicionais.
    Na computação começou a ser utilizada (1950) como uma metáfora de processos auto-sustentáveis de execuções.
    [Fonte: Wikipédia]
  • Desenvolvido (2011) por Mark Otto e Jacob Thomton, do Twitter, para possibilitar a consistência dos códigos entre as ferramentas internas.
  • O Bootstrap é um Framework Front-End OpenSource
  • Framework = Conjunto de Ferramentas
  • Front-End = Parte visual (HTML + CSS + JS)
  • Opensource = Código aberto / livre
    *projeto mais popular no GitHub
  • HTML5 - linguagem para estruturação e apresentação de conteúdo para a World Wide Web
  • JavaScript - linguagem de programação interpretada
  • CSS3 - linguagem de estilo utilizada para definir a apresentação de documentos HTML / XML
  • Vantagens: Boa documentação; Layouts responsivos; Boa seleção de componentes; Facilidade de edição; Funciona em todos os navegadores atuais.
  • Desvantagens: Código “convencionado”; Padrão visual Bootstrap.
  • Apresentação da estrutura de arquivos do Bootstrap.
  • Arquivos CSS: versões beauty e minified.
  • Arquivos JavaScript/jQuery: versões beauty e minified.
  • Arquivos Fonts: para funcionamento dos Glyphicons em diferentes sistemas.
  • O uso efetivo dos grids é fundamental para um bom projeto com o Bootstrap e entender sua lógica é simples.O sistema de grids possibilita a divisão em até 12 colunas de mesma largura.
  • Se você não deseja dividir seu conteúdo, basta usar uma única coluna de largura 12 (Caso 1).
  • Se você deseja dividir seu conteúdo em 2 partes iguais, de mesma largura, basta criar 2 colunas de largura 6 cada uma (Caso 2).
  • Se você deseja dividir seu conteúdo em 4 partes iguais, de mesma largura, basta criar 4 colunas de largura 4 cada uma (Caso 3).
  • A mesma lógica se segue para qualquer divisão. Portanto se deseja dividir em 2 partes, de larguras diferentes, basta criar as 2 colunas, cada uma com sua largura definida.
  • Se deseja dividir em 3 partes, de larguras diferentes, basta criar as 3 colunas, cada uma com sua largura definida.
  • Se deseja por fim dividir seu conteúdo em 4 partes diferentes, utilizando larguras diferentes para cada coluna, basta criá-las, cada uma com sua largura específica, de modo que o resultado da soma das larguras seja sempre 12 (exemplos abaixo).
  • E o melhor vem agora: as grids são nativamente responsivas! Você pode definir grids diferentes para cada tipo de resolução. Esses comportamentos são definidos através das classes xs (dispositivos muito pequenos), sm (dispositivos pequenos), md (dispositivos médios) e lg (dispositivos grandes).
  • Faça o download do Bootstrap no site oficial e descompacte os arquivos para iniciar seu projeto.
  • Crie um arquivo HTML (na raíz da pasta) utilizando a estrutura do próximo slide.
  • O código declara o HTML5, carrega os arquivos necessários (CSS + JavaScript) e define uma estrutura básica para o projeto.
  • Concluído! O Bootstrap está configurado e pronto para receber suas linhas!
  • O site oficial disponibiliza alguns templates de exemplo que são bastante úteis, principalmente para quem começa a se aventurar agora.
  • Altamente recomendado para desenvolvedores inciantes com conhecimento básico em HTML e CSS, desenvolvedores avançados que buscam o aumento da produtividade (utilizando recursos como o sistema de grids) e programadores back-end, o Bootstrap possui recursos e componentes suficientes para desenvolver um site ou sistema web por completo.
  • Como já dito, há vantagens e desvantagens, indicações e contra-indicações de seu uso, assim como qualquer outro framework. O importante é entender seu funcionamento para saber o momento certo de usá-lo.
  • Por fim, uma coisa é inegável: Bootstrap aumenta sua produtividade de desenvolvimento, tornando fácil a criação e edição de páginas responsivas.

Transcript

  • 1. Desenvolvendo com Bootstrap - Um framework front-end que vale a pena!
  • 2. a que se originou na década de 1880 como um acessório para ajudar a calçar botas, e gradualmente adquiriu uma coleção de significados metafóricos adicionais.Na computação começou a ser utilizada (1950) como uma metáfora de processos auto-sustent
  • 3. Desenvolvido (2011) por Mark Otto e Jacob Thomton, do Twitter, para possibilitar a consistência dos códigos entre as ferramentas internas.
  • 4. Bootstrap é um Framework Front-End OpenSource O Bootstrap é umOFramework Front-End OpenSource
  • 5. Framework = Conjunto de Ferramentas
  • 6. Front-End = Parte visual (HTML + CSS + JS)
  • 7. Opensource = Código aberto / livre*projeto mais popular no GitHub
  • 8. HTML5 - linguagem para estruturação e apresentação de conteúdo para a World Wide Web
  • 9. JavaScript - linguagem de programação interpretada
  • 10. CSS3 - linguagem de estilo utilizada para definir a apresentação de documentos HTML / XML
  • 11. • Boa documentação • Layouts Responsivos • Boa seleção de Vantagens componentes • Facilidade de Edição • Funciona em todos os navegadores atuais
  • 12. • Código Desvantagens “convencionado” • Padrão visual Bootstrap
  • 13. Apresentação da estrutura de arquivos do Bootstrap.
  • 14. Arquivos CSS: versões beauty e minified.
  • 15. Arquivos JavaScript/jQuery: versões beauty e minified.
  • 16. Arquivos Fonts: para funcionamento dos Glyphicons em diferentes sistemas.
  • 17. O uso efetivo dos grids é fundamental para um bom projeto com o Bootstrap e entender sua lógica é simples.O sistema de grids possibilita a divisão em até 12 colunas de mesma largura.
  • 18. Se você não deseja dividir seu conteúdo, basta usar uma única coluna de largura 12 (Caso 1).
  • 19. Se você deseja dividir seu conteúdo em 2 partes iguais, de mesma largura, basta criar 2 colunas de largura 6 cada uma (Caso 2).
  • 20. Se você deseja dividir seu conteúdo em 4 partes iguais, de mesma largura, basta criar 4 colunas de largura 4 cada uma (Caso 3).
  • 21. A mesma lógica se segue para qualquer divisão. Portanto se deseja dividir em 2 partes, de larguras diferentes, basta criar as 2 colunas, cada uma com sua largura definida.
  • 22. Se deseja dividir em 3 partes, de larguras diferentes, basta criar as 3 colunas, cada uma com sua largura definida.
  • 23. Se deseja por fim dividir seu conteúdo em 4 partes diferentes, utilizando larguras diferentes para cada coluna, basta criá-las, cada uma com sua largura específica, de modo que o resultado da soma das larguras seja sempre 12 (exemplos abaixo).
  • 24. E o melhor vem agora: as grids são nativamente responsivas! Você pode definir grids diferentes para cada tipo de resolução. Esses comportamentos são definidos através das classes xs (dispositivos muito pequenos), sm (dispositivos pequenos), md (dispositivos médios) e lg (dispositivos grandes).
  • 25. Faça o download do Bootstrap no site oficial e descompacte os arquivos para iniciar seu projeto.
  • 26. Crie um arquivo HTML (na raíz da pasta) utilizando a estrutura do próximo slide.
  • 27. O código declara o HTML5, carrega os arquivos necessários (CSS + JavaScript) e define uma estrutura básica para o projeto.
  • 28. Concluído! O Bootstrap está configurado e pronto para receber suas linhas!
  • 29. O site oficial disponibiliza alguns templates de exemplo que são bastante úteis, principalmente para quem começa a se aventurar agora.
  • 30. Altamente recomendado para desenvolvedores inciantes com conhecimento básico em HTML e CSS, desenvolvedores avançados que buscam o aumento da produtividade (utilizando recursos como o sistema de grids) e programadores back-end, o Bootstrap possui recursos e componentes suficientes para desenvolver um site ou sistema web por completo.
  • 31. Como já dito, há vantagens e desvantagens, indicações e contra-indicações de seu uso, assim como qualquer outro framework. O importante é entender seu funcionamento para saber o momento certo de usá-lo.
  • 32. Por fim, uma coisa é inegável: Bootstrap aumenta sua produtividade de desenvolvimento, tornando fácil a criação e edição de páginas responsivas.
  • 33. Post completo: http://thiagonasc.com/geral/desenvolvendo-com-bootstrap-3-um-framework-front-end-que-vale-a-pena