Semântica
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Semântica

on

  • 2,441 views

 

Statistics

Views

Total Views
2,441
Views on SlideShare
2,440
Embed Views
1

Actions

Likes
4
Downloads
51
Comments
0

1 Embed 1

http://www.slideshare.net 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Semântica Document Transcript

  • 1. SEMÂNTICAÉ a denominação dada ao estudo da significação das palavras.Significante e significadoSignificante é a parte física da palavra (os fonemas e as letras). Significado é o sentido da palavra que provoca na mente do ouvinte ou do leitor uma imagem ou uma ideia.SINONÍMIA E ANTONÍMIASinonímia é o fenómeno em que palavras diferentes apresentam o mesmo significado (ou bastante próximos).Exemplos:Casa - moradia, lar, teto.Rosto - face, semblante, cara.Zelo - cuidado, carinho.Antonímia é o fato semântico em que as palavras apresentam significados contrários.Exemplos:Economizar - gastar.Largo - estreito.Riqueza - pobreza.HOMONÍMIA E PARONÍMIAHomonímia é a identidade fonética e/ou gráfica de palavras com significados diferentes. Homónimos homófonos (homófonas heterográficas):São iguais na pronúncia, mas têm grafias diferentes. Exemplos:concerto (sessão musical) — conserto (reparo);cela (pequeno quarto) — sela (petrecho de montaria; verbo selar);censo (recenseamento) — senso (juízo);apreçar (marcar o preço) — apressar (acelerar);acender (iluminar) — ascender (subir)cessão (ato de ceder) — sessão (tempo de uma reunião ou espetáculo)seção (divisão, repartição);cerrar (fechar) — serrar (cortar);paço (palácio) — passo (andar).Homónimos homógrafos (homógrafas heterofônicas):São iguais na grafia, mas diferentes na pronúncia. Exemplos:colher (substantivo)— colher (verbo)gelo (substantivo)— gelo (verbo);começo [substantivo) — começo (verbo);almoço (substantivo) — almoço (verbo);molho (substantivo) — molho (verbo);forre (substantivo) — forre (verbo);jogo (substantivo) — jogo (verbo). Homónimos homógrafos e homófonos (homógrafas homófonas/homônimas perfeitas):São iguais na escrita e na pronúncia. Exemplos:livre (adjetivo) — livre (verbo livrar);são (adjetivo) — são (verbo ser) — são (santo);serra (substantivo) — serra (verbo).Canto (verbo) - canto (subst.).Verão (verbo) - verão (subst.).Morro (verbo) - morro (subst.).Parônimas são as palavras que apresentam pequenas diferenças na escrita e na pronúncia, e também têm significados diferentes.Exemplos:comprimento (extensão] cumprimento (saudação]coro (conjunto de vozes] couro (pêlo de animal]deferir (conceder] diferir (adiar]descrição (ato de descrever] discrição (reserva de atitudes]emergir (vir à tona] imergir (mergulhar]eminente (ilustre] iminente (próximo]flagrante (evidente] fragrante (perfumado]fluir (correr em estado fluido] fruir (desfrutar]inflação (desvalorização da moeda] infração (violação da lei]infringir [transgredir] infligir (aplicar]ratificar (confirmar] retificar (corrigir]tráfego (trânsito de veículos] tráfico (comércio desonesto]vultoso (volumoso ou de grande vultuoso (acometido de congestãoimportância] da face]Formas variantesHá palavras que admitem mais de uma forma de grafia, sem que isso lhes altere o sentido. O emprego dessas formas variantes é indiferente, mas a forma mais usada na linguagem cotidiana é sempre preferível.catorze e quatorze xerox e xeroxcociente e quociente matracar e matraquearassoviar e assobiar mobiliar e mobilharbêbado e bêbedo entretenimento e entretimentoaspecto e aspeto rubi e rubimxeretar e xeretear coisa e cousaredemoinho e remoinho malvadeza e malvadezchipanzé e chimpanzé espécime e espécimencoradouro e quaradouro fleuma e fleugmaderrubar e derribar embaralhar e baralhartaverna e taberna diabete e diabetes transpassar, traspassar e trespassar líqüido e líquidoseção e secção verruga e berruga Hipônimos e hiperônimosUma relação de significado muito importante para a construção de textos é a que se estabelece entre hiperônimos e hipônimos. Hiperônimo é uma palavra cujo significado é mais abrangente do que o de seu hipônimo. É o que acontece, por exemplo, com as palavras veículo e carro - veículo é hiperônimo de carro porque em seu significado está contido o significado de carro ao lado do significado de outras palavras como carroça, trem, caminhão. Carro é um hipônimo de veículo. A relação entre hipônimos e hiperônimos é muito útil para a retomada de elementos textuais: Há muito tempo planejavam derrubar aquele ipê. A velha árvore parecia perturbar os administradores municipais.Proteja o lobo-guará. É um animal que corre risco de extinção. São hiperônimos importantes palavras de sentido genérico como coisa, fato, acontecimento, fenómeno, pessoa, ser, bastante freqúentes nos mecanismos de retomada de elementos textuais. Seu uso, entretanto, deve ser limitado a essa função, pois elas carecem da precisão característica dos hipônimos: A ampliação da pobreza compromete a estabilidade social do país e é um fato que não pode ser omitido em qualquer proposta séria de planejamento governamental.A troca de insultos e sopapos entre os deputados ganhou destaque nos jornais. O acontecimento foi recriminado em vários editoriais. l. Complete as hases seguintes com um hiperônimo ou com uma palavra de sentido genérico.1. O dono da fábrica negava-se a indenizar as famílias dos operários mortos com a explosão de uma caldeira'Esse (*) revoltou a população da cidade.2. Vários automóveis foram arrastados pela correnteza. Alguns (*) foram encontrados muito longe do local onde haviam sido deixados por seus donos.3. Cuidado com as bactérias com que você está lidando no laboratório. São (*) muitas vezes perigosos.4. Grupos de refugiados chegam diariamente do sertão castigado pela seca. São (*) famintas, maltrapilhas, destruídas.<br />