• Like
  • Save
Hardware 2
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
1,776
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
4

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Placa Mãe e seus dispositivos. Índice Placa Mãe e seus Dispositivos Autor: Bruno Henrique Ventrice Pereira 1
  • 2. Placa Mãe e seus dispositivos.Índice .......................................................................................................................................... 1Placa-mãe - Principais características..................................................................................... 3 Introdução.......................................................................................................................................... 3 Item A - processador.................................................................................................................................. 3 Item B - Memória RAM ............................................................................................................................ 4 Item D - Plug de alimentação.................................................................................................................... 5 Item E - Conectores IDE e drive de disquete .......................................................................................... 5 Item F - BIOS e bateria ............................................................................................................................. 5 Item G - Conectores de teclado, mouse, USB, impressora e outros ...................................................... 6 Item H - Furos de encaixe ......................................................................................................................... 7 Item I - Chipset........................................................................................................................................... 7 Placas-mãe onboard................................................................................................................................... 7 Finalizando ................................................................................................................................................. 8Processador ................................................................................................................................ 8Memória RAM........................................................................................................................... 9Disco Rígido ............................................................................................................................. 10Placa de vídeo........................................................................................................................... 10Drives de Disquete e CD-ROM/DVD .................................................................................... 11Placas adicionais ...................................................................................................................... 12 Placas de som;.................................................................................................................................. 12 Placas de rede;................................................................................................................................. 12 Placa de captura de vídeo, etc. ....................................................................................................... 13 2
  • 3. Placa Mãe e seus dispositivos.Placa-mãe - Principais característicasIntroduçãoTambém conhecida como "motherboard" ou "mainboard", a placa-mãe é, basicamente, a responsávelpela interconexão de todas as peças que formam o computador. O HD, a memória, o teclado, o mouse, aplaca de vídeo, enfim, praticamente todos os dispositivos, precisam ser conectados à placa-mãe paraformar o computador. Este artigo mostrará as características desse item tão importante.Visão geral dasplacas-mãeAs placas-mãe são desenvolvidas de forma que seja possível conectar todos os dispositivos quemcompõem o computador. Para isso, elas oferecem conexões para o processador, para a memória RAM,para o HD, para os dispositivos de entrada e saída, entre outros.A foto a seguir exibe uma placa-mãe. Trata-se de um modelo Soyo SY-KT880 Dragon 2. As letrasapontam para os principais itens do produto, que são explicados nos próximos parágrafos. Cada placa-mãe possui características distintas, mas todas devem possibilitar a conexão dos dispositivos que serãocitados no decorrer deste texto.Item A - processadorO item A mostra o local onde o processador deve ser conectado. Também conhecido como socket, esseencaixe não serve para qualquer processador, mas sim para um modelo (ou para modelos) específico.Cada tipo de processador tem características que o diferenciam de outros modelos. Essas diferençasconsistem na capacidade de processamento, na quantidade de memória cache, na tecnologia defabricação usada, no consumo de energia, na quantidade de terminais (as "perninhas") que o 3
  • 4. Placa Mãe e seus dispositivos.processador tem, entre outros. Assim sendo, a placa-mãe deve ser desenvolvida para aceitardeterminados processadores. A motherboard vista acima, por exemplo, é compatível com osprocessadores Duron, Athlon XP e Sempron (todos da fabricante AMD) que utilizam a forma deconexão conhecida por "Socket A". Assim sendo, processadores que utilizam outros sockets, como oIntel Pentium 4 ou o AMD Athlon 64 não se conectam a esta placa.Por isso, na aquisição de um computador, deve-se escolher primeiro o processador e, em seguida,verificar quais as placas-mãe que são compatíveis. À medida que novos processadores vão sendolançados, novos sockets vão surgindo.É importante frisar que, mesmo quando um processador utiliza um determinado socket, ele pode nãoser compatível com a placa-mãe relacionada. Isso porque o chip pode ter uma capacidade deprocessamento acima da suportada pela motherboard. Por isso, essa questão também deve serverificada no momento da montagem de um computador.Para saber mais sobre processadores, clique aqui.Item B - Memória RAMO item B mostra os encaixes existentes para a memória RAM. Esse conector varia conforme o tipo. Asplacas-mãe mais antigas usavam o tipo de memória popularmente conhecido como SDRAM. Noentanto, o padrão mais usado atualmente é o DDR (Double Data Rate), que também recebe adenominação de SDRAM II (termo pouco usado). A placa-mãe da imagem acima possui duas conexões(ou slots) para encaixe de memórias DDR.As memórias também trabalham em velocidades diferentes, mesmo quando são do mesmo tipo. Aplaca-mãe mostrada acima aceita memórias DDR que trabalham a 266 MHz, 333 MHz e 400 MHz.Supondo que a motherboard só aceitasse velocidades de até 333 MHz, um pente de memória DDR quefunciona a 400 MHz só trabalharia a 333 MHz nessa placa, o máximo suportado.Em relação à capacidade, as memórias mais antigas ofereciam 4 MB, 8 MB, 16 MB, 32 MB, 64 MB, etc.Hoje, já é possível encontrar memórias que vão de 128 MB a 1 GB de capacidade. Enquanto você lê estetexto, pode ser que o limite atual já esteja maior.Para saber mais sobre memórias, clique aqui. Para conhecer melhor a memória DDR, clique aqui.Item C - Slots de expansãoPara que seja possível conectar placas que adicionam funções ao computador, é necessário fazer uso deslots de expansão. Esses conectores permitem a conexão de vários tipos de dispositivos. Placas de vídeo,placas de som, placas de redes, modems, etc, são conectados nesses encaixes. Os tipos de slots maisconhecidos atualmente são o PCI (Peripheral Component Interconnect) - item C1 -, o AGP (AcceleratedGraphics Port) - item C2 -, o CNR (Communications Network Riser) - item C3 - e o PCI Express (PCI-E). As placas-mãe mais antigas apresentavam ainda o slot ISA (Industry Standard Architecture).A placa-mãe vista acima possui um slot AGP (usado exclusivamente por placas de vídeo), um slot CNR(usado para modems) e cinco slots PCI (usados por placas de rede, placas de som, modems PCI, etc). Atendência atual é que tanto o slot AGP quanto o slot PCI sejam substituídos pelo padrão PCI Express,que oferece mais recursos e possibilidades.Para conhecer melhor os slots clique aqui. Para saber a respeito do slot PCI Express, clique aqui. 4
  • 5. Placa Mãe e seus dispositivos.Item D - Plug de alimentaçãoO item D mostra o local onde deve-se encaixar o cabo da fonte que leva energia elétrica à placa-mãe.Para isso, tanto a placa-mãe como a fonte de alimentação devem ser do mesmo tipo. Existem,atualmente, dois padrões para isso: o ATX e o AT (este último saiu de linha, mas ainda é utilizado). Aplaca-mãe da foto usa o padrão ATX. É importante frisar que a placa-mãe sozinha consegue alimentaro processador, as memórias e a grande maioria dos dispositivos encaixados nos slots. No entanto, HDs,unidades de CD e DVD, drive de disquete e cooler (um tipo de ventilador acoplado ao processador queserve para manter sua temperatura em limites aceitáveis de uso) devem receber conectores individuaisde energia.Item E - Conectores IDE e drive de disqueteO item E2 mostra as entradas padrão IDE (Intergrated Drive Electronics) onde devem ser encaixadosos cabos que ligam HDs e unidades de CD/DVD à placa-mãe. Esses cabos, chamados de "flat cables",podem ser de 40 vias ou 80 vias (grossamente falando, cada via seria um "fiozinho"), sendo este últimomais eficiente. Cada cabo pode suportar até dois HDs ou unidades de CD/DVD, totalizando até quatrodispositivos nas entradas IDE. Note também que E1 aponta para o conector onde deve ser encaixado ocabo que liga o drive de disquete à motherboard.Existe também, um tipo de HD que não segue o padrão IDE, mas sim o SATA (Serial ATA), comomostra a figura a seguir.Item F - BIOS e bateriaO item F2 aponta para o chip Flash-ROM e o F1, para a bateria que o alimenta. Esse chip contém umpequeno software chamado BIOS (Basic Input Output System), que é responsável por controlar o usodo hardware do computador e manter as informações relativas à hora e data. Cabe ao BIOS, porexemplo, emitir uma mensagem de erro quando o teclado não está conectado. Na verdade, quando isso 5
  • 6. Placa Mãe e seus dispositivos.ocorre, o BIOS está trabalhando em conjunto com o Post, um software que testa os componentes dehardware após o computador ser ligado.Através de uma interface denominada Setup, também presente na Flash-ROM, é possível alterarconfigurações de hardware, como velocidade do processador, detecção de discos rígidos, desativação deportas USB, etc.Como mostra a imagem abaixo, placas-mãe antigas usavam um chip maior para o BIOS.Item G - Conectores de teclado, mouse, USB, impressora e outrosO item G aponta para a parte onde ficam localizadas as entradas para a conexão do mouse (tanto serial,quanto PS/2), teclado, portas USB, porta paralela (usada principalmente por impressoras), além deoutros que são disponibilizados conforme o modelo da placa-mãe. Esses itens ficam posicionados deforma que, quando a motherboard for instalada em um gabinete, tais entradas fiquem imediatamenteacessíveis pela parte traseira deste. A imagem abaixo mostra um outro modelo de placa-mãe da Soyo, aSY-P4VGM, desenvolvida para o processador Intel Pentium 4, que exibe esses conectores através deoutro ângulo:A disposição de entradas vista acima é semelhante em toda placa-mãe que segue o padrão ATX. Noantigo padrão AT, esse posicionamento é de outra forma e alguns conectores são diferentes. 6
  • 7. Placa Mãe e seus dispositivos.Item H - Furos de encaixePara evitar danos, a placa-mãe deve ser devidamente presa ao gabinete. Isso é feito através de furos(item H) que permitem o encaixe de espaçadores e parafusos. Para isso, é necessário que a placa-mãeseja do mesmo padrão do gabinete. Se este for AT, a placa-mãe deverá também ser AT. Se for ATX (opadrão atual), a motherboard também deverá ser, do contrário o posicionamento dos locais de encaixeserão diferentes para a placa-mãe e para o gabinete.Item I - ChipsetO chipset é um chip responsável pelo controle de uma série de itens da placa-mãe, como acesso àmemória, barramentos e outros. Principalmente nas placas-mãe atuais, é bastante comum que existamdois chips para esses controles: Ponte Sul (I1) e Ponte Norte (I2):Ponte Sul (South Bridge): este geralmente é responsável pelo controle de dispositivos de entrada esaída, como as interfaces IDE ou SATA. Placas-mãe que possuem som onboard (visto adiante), podemincluir o controle desse dispositivo também na Ponte Sul;Ponte Norte (North Bridge): este chip faz um trabalho "mais pesado" e, por isso, geralmente requer umdissipador de calor para não esquentar muito. Repare que na foto da placa-mãe em que esse chip éapontado, ele, na verdade, está debaixo de uma estrutura metálica. Essa peça é dissipador. Cabe àPonte Norte as tarefas de controle do FSB (Front Side Bus - velocidade na qual o processador secomunica com a memória e com componentes da placa-mãe), da freqüência de operação da memória,do barramento AGP, etc.Os chipsets não são desenvolvidos pelas fabricantes das placas-mãe e sim por empresas como VIATechnologies, SiS e Intel (esta é uma exceção, já que fabrica motherboards também). Assim sendo, écomum encontrar um mesmo chipset em modelos concorrentes de placa-mãe.Placas-mãe onboard"Onboard" é o termo empregado para distinguir placas-mãe que possuem um ou mais dispositivos deexpansão integrados. Por exemplo, há modelos que têm placa de vídeo, placa de som, modem ou placade rede na própria placa-mãe. A motherboard estudada neste artigo possui placa de som (C-MediaCMI9761A 6-channel) e placa de rede (VIA VT6103 10/100 Mbps Ethernet) integradas, ou melhor,onboard. Por esta razão, os conectores desses dispositivos ficam juntos às entradas mostradas no itemG, visto anteriormente.A vantagem de se utilizar modelos onboard é a redução de custo do computador, uma vez que deixa-sede comprar determinados dispositivos porque estes já estão incluídos na placa-mãe. No entanto, énecessário ter cuidado: quanto mais itens onboard uma placa-mãe tiver, mais o desempenho docomputador será comprometido. Isso porque o processador acaba tendo que executar as tarefas dosdispositivos integrados. Na maioria dos casos, placas de som e rede onboard não influenciamsignificantemente no desempenho, mas placas de vídeo e modems sim.As placas de vídeo, mesmo os modelos mais simples, possuem um chip gráfico que é responsável pelageração de imagens. Este, por sua vez, requer memória para tal, principalmente quando trata imagensem 3D. Uma placa de vídeo onboard, mesmo quando acompanhada de um chip gráfico integrado,acaba "tomando atenção" do processador, além de usar parte da memória RAM. 7
  • 8. Placa Mãe e seus dispositivos.Se um computador é comprado para uso em uma loja ou em alguma aplicação que não requer muitodesempenho, a compra de um computador com placa-mãe onboard pode ser viável. No entanto, quemdeseja uma máquina para jogos e aplicações mais pesadas deve pensar seriamente em adquirir umaplaca-mãe "offboard", isto é, com nenhum item integrado, ou no máximo, com placa de som ou redeonboard.FinalizandoExiste uma série de empresas que fabricam placas-mãe. As marcas mais conhecidas são: Asus, Abit,Gigabyte, Soyo, PC Chips, MSI, Intel e ECS. Apesar da maioria dessas fabricantes disponibilizarembons produtos, é recomendável pesquisar sobre um modelo de seu interesse para conhecer suasvantagens e desvantagens. Para isso, basta digitar o nome do modelo em sites de busca. Geralmente, oresultado mostra fóruns de discussão onde os participantes debatem sobre a placa-mãe em questão. Apesquisa vale a pena, afinal, a placa-mãe é um item de importância extrema ao computador.ProcessadorEste é o grande pivô da história. O processador, basicamente, é o"cérebro" do computador. Praticamente tudo passa por ele, já que é oprocessador o responsável por executar todas as instruções existentes.Quanto mais rápido for o processador, mais rápido as instruçõesserão executadas.Todo processador deve ter um cooler (ou algum outro sistema decontrole de temperatura). Essa peça (que lembra um ventilador) é aresponsável por manter a temperatura do processador em níveisaceitáveis. Quanto menor for a temperatura, maior será a vida útil do processador. A temperaturasugerida para cada processador varia de acordo com o fabricante, com o mecanismo e com odesempenho. Procure saber com o fabricante qual a temperatura ideal para o seu processador. Se ovalor estiver acima do limite, talvez seja necessário melhorar a ventilação interna do computador. Paraconhecer a temperatura, fabricantes de placas-mães costumam oferecer programas próprios para isso.Em muitos casos, também é possível obter essa informação no setup do BIOS (visto no item placa-mãe,mais adiante).Vale ressaltar que cada processador tem um número de pinos. Por exemplo, o Athlon XP tem 462 pinos(essa combinação é chamada Socket A) e, logo, é necessário fazer uso de uma placa-mãe que aceite essemodelo (ese socket). Assim sendo, na montagem de um computador, a primeira decisão a se tomar équal processador comprar, pois a partir daí é que se escolhe a placa mãe e, em seguida, o restante daspeças.O mercado de processadores é dominado por duas empresas: Intel e AMD. Eis alguns exemplos de seusprocessadores: Intel Pentium 4, AMD Duron, AMD Athlon 64, AMD Athlon XP (visto na imagemabaixo), Intel Celeron, AMD Athlon 64 X2 e Intel Core 2 Duo. 8
  • 9. Placa Mãe e seus dispositivos.Memória RAMRAM significa Random Access Memory (memória de acesso randômico). Nela, os dados se perdemquando o computador é desligado. Os módulos de memória, também conhecidos como "pentes dememória", são os responsáveis pelo armazenamento dos dados e instruções que o processador precisapara executar suas tarefas. Esses dados são fornecidos pelo usuário e/ou tirados do HD (Hard Disk-Disco Rígido). Existe também uma categoria chamada memória ROM, que armazenapermanentemente os dados.Existe mais de um tipo de memória RAM, DIM, DDR, DDR2. Cada um temuma forma de encapsulamento e um modo de funcionamento. Atualmente, o tipo de memória maisusado é a DDR2, cuja imagem é visto a seguir. 9
  • 10. Placa Mãe e seus dispositivos.Disco RígidoO Disco Rígido, cujo nome em inglês é Hard Disk (HD), serve para armazenar dados permanentementeou até estes serem em que estes giram. Os padrões mais comuns são de 5.400 rpm (rotações porminuto), 7.200 rpm e 10. removidos. Fisicamente, os HDs são constituídos por discos. Estes sãodivididos em trilhas e estas são formadas por setores. Os HDs podem armazenar até centenas degigabytes. A velocidade de acesso às informações dos discos dependem da velocidade 000 rpm.Para serem usados pelo computador, os HDs precisam de uma interface de controle. As existentes são aIDE (Intergrated Drive Electronics), SCSI (Small Computer System Interface) e SATA (Serial ATA).Um pequeno detalhe: os HDs também podem ser chamados de "Winchester", porém esta é uma antigadenominação.A imagem abaixo mostra a parte interna de um HD. Repare nos discos (pratos), o local onde os dadossão gravados:Placa de vídeoEis outra placa importante em um computador. Cabe à placa de vídeo gerar tudo o que vai aparecerem seu monitor, como imagens de jogos e de aplicações, efeitos, etc. Hoje, tem-se uma imensa variedadede placas, porém, as marcas mais conhecidas desse segmento são a ATI e a NVIDIA, duas fortesconcorrentes. Na verdade, ambas produzem o chip gráfico (uma espécie de processador responsávelpela geração de imagens, principalmente em aplicações 3D). Quem produz as placas são outrasempresas, como MSI, Powercolor, Gigabyte, Asus, etc.É possível encontrar no mercado placas-mãe que possuem placas de vídeo onboard, isto é, o vídeo jávem integrado junto à placa-mãe. Isso permite economia de gastos, porém afeta o desempenho docomputador, já que o processador passa a fazer o trabalho que é executado pelo chip gráfico em placas 10
  • 11. Placa Mãe e seus dispositivos.normais. As placas de vídeo antigas usavam o slots PCI e AGP. Hoje, o padrão é a tecnologia PCIExpress (PCI-E).Drives de Disquete e CD-ROM/DVDOs drives de disquete são itens cada vez mais em desuso, tanto que já é comum encontrar PCs que nãoutilizam esse dispositivo. O disquete consiste em uma espécie de capa quadrada que protege um discomagnético que suporta até 1,44 MB. Por oferecerem pouco espaço para armazenamento de dados e pordarem muitos problemas (qualquer campo magnético é capaz de desorganizar as informaçõesgravadas), esses discos estão perdendo sua utilidade.O drive de CD-ROM/DVD é, basicamente, o dispositivo que lê CDs e/ou DVDs. Hoje é comum teraparelhos leitores de CDs/DVDs que também fazem gravação de dados. Até pouco tempo atrás, omercao contava apenas com leitores e gravadores de CD. Atualmente, esses drives trabalham com CDse DVDs. A seguir, uma lista dos diferentes tipos de drives de disco existentes:CD-ROM: mencionado acima, serve apenas para ler CDs;CD-RW (gravador): serve para ler e gravar CD-Rs e CD-RWs;CD-RW + DVD (combo): serve como leitor de CD-ROM e de DVD, além de gravador de CDs;DVD-RW (gravador): esse drive é um dos mais completos, pois lê e gravas CDs, assim como lê e gravaDVDs.A imagem a seguir mostra um drive leitor de DVDs: 11
  • 12. Placa Mãe e seus dispositivos.Note que, em um futuro não muito distante, os drives de DVD poderão perder espaço para as unidadesBlu-ray e HD-DVD.Placas adicionaisTambém chamadas de placas de expansão, neste grupo, estão as placas que adicionam funcionalidadesao computador:Placas de som;Placas de rede; 12
  • 13. Placa Mãe e seus dispositivos.Placa de captura de vídeo, etc.As placas de expansão atuais são encaixáveis em slots PCI e em slots PCI Express. 13