Auditoria

1,386 views

Published on

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,386
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
90
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Auditoria

  1. 1. Atividades do Dia: Objetivos do Workshop:
  2. 2. AUDITORIA A FINALIDADE DE UMA AUDITORIA É VERIFICAR A CONFORMIDADE DO SISTEMA
  3. 3. VOCABULÁRIO DO SIQ-CONSTRUTORAS (ISO9000:2000) AUDITORIA = processo sistemático, documentado e independente, para obter evidência da auditoria e avaliá-la objetivamente para determinar a extensão na qual os critérios de auditoria são atendidos. EVIDÊNCIA DA AUDITORIA=registros, apresentação de fatos ou outras informações, pertinentes aos critérios de auditoria e verificáveis. SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE = sistema de gestão para dirigir e controlar uma organização, no que diz respeito à qualidade.
  4. 4. VOCABULÁRIO DO SIQ-CONSTRUTORAS (ISO9000:2000) GESTÃO DA QUALIDADE = atividades coordenadas para dirigir e controlar uma organização, no que diz respeito à qualidade. MELHORIA CONTÍNUA = atividade recorrente para aumentar a capacidade de atender requisitos. CONFORMIDADE = atendimento a um requisito. NÃO-CONFORMIDADE=não atendimento a um requisito.
  5. 5. VOCABULÁRIO DO SIQ-CONSTRUTORAS (ISO9000:2000) AÇÃO CORRETIVA = ação para eliminar a causa de uma nãoconformidade identificada ou outra situação indesejável. AÇÃO-PREVENTIVA = ação para eliminar a causa de uma potencial não-conformidade ou outra situação potencialmente indesejável. REGISTRO = documentos que apresenta resultados obtidos ou fornece evidências de atividades realizadas.
  6. 6. VOCABULÁRIO DO SIQ-CONSTRUTORAS (ISO9000:2000) EVIDÊNCIA OBJETIVA = dados que apóiam a existência ou a veracidade de alguma coisa EFICÁCIA = extensão na qual as atividades planejadas são realizadas e os resultados planejados, alcançados. EFICIÊNCIA = relação entre o resultado alcançado e os recursos usados.
  7. 7. VOCABULÁRIO DO SIQ-CONSTRUTORAS (ISO9000:2000) AUDITOR = pessoa com competência para realizar uma auditoria. AUDITADO = organização que está sendo auditada AUDITOR LÍDER = pessoa designada para gerenciar uma auditoria. DEVE = sempre que tivermos, na Norma, o termo deve significa que é um requisito obrigatório.
  8. 8. CLASSIFICAÇÃO DAS AUDITORIAS QUANTO AO TIPO:  AUDITORIA DE PRIMEIRA PARTE - auditoria interna  AUDITORIA DE SEGUNDA PARTE - cliente/fornecedor  AUDITORIA DE TERCEIRA PARTE - auditoria de certificação
  9. 9. CLASSIFICAÇÃO DAS AUDITORIAS QUANTO AO PROPÓSITO:  AUDITORIA DE ADEQUAÇÃO - analisa a adequação do programa de qualidade através da documentação (política/procedimentos)  AUDITORIA DE CONFORMIDADE - analisa a documentação e sua efetividade nos locais de uso (implementação)
  10. 10. CLASSIFICAÇÃO DAS AUDITORIAS DE ACORDO COM O OBJETO: AUDITORIA DO SISTEMA DA QUALIDADE -documentação e organização  AUDITORIA DE PROCESSO -instruções e procedimentos operacionais  AUDITORIA DE PRODUTO -produto com suas especificações 
  11. 11. CLASSIFICAÇÃO DAS AUDITORIAS CONFORME O ESCOPO: AUDITORIA COMPLETA - todas as funções e atividades pertinentes ao sistema da qualidade  AUDITORIA PARCIAL - determinada função, área, linha de produto ou atividade de interesse  AUDITORIA DE ACOMPANHAMENTO - verifica a implantação e eficácia de ações corretivas previamente acordadas 
  12. 12. AS AUDITORIAS AINDA PODEM SER:  PROGRAMADAS: Que respondem a um planejamento de auditoria.  POR SOLICITAÇÃO: não programadas realizadas para obter uma informação específica.  PRÉ-AUDITORIA: Utilizadas para decidir se é viável realizar uma auditoria de segunda ou de terceira parte.  SEGUIMENTO: São utilizadas para verificar a solução dada a não conformidades detectadas.  SEM AVISO: São realizadas quando há suspeita de graves desvios no Sistema de Gestão da Qualidade da organização.
  13. 13. ISO 9001:2000 - UMA AUDITORIA DE PROCESSOS  o foco são os processos da organização;  a lista de verificação padronizada não é de grande valia na auditoria de processos  a lista de verificação da auditoria de processos terá que ser preparada a partir da avaliação da documentação e terá que obrigatoriamente estar fundamentada num mapa de processo  na auditoria de processos poderão ser utilizados os seguintes documentos: mapas de processo, estudos de capacidade, especificações, evidências da qualificação das pessoas, legislação.
  14. 14. O QUE NÃO MUDA NA REALIZAÇÃO DE UMA AUDITORIA obter informação pormenorizada que permita estabelecer a efetividade e eficiência do sistema de gestão da qualidade na realização dos objetivos e metas estabelecidas pela alta administração;  detectar e corrigir desvios no sistema de gestão da qualidade que afetam a capacidade da organização para satisfazer os requisitos de seus clientes;  obter informação que permita melhorar a produtividade e rentabilidade da organização;  verificar atendimento de regulamentos que afetam os negócios da organização;  estabelecer a adequação do sistema de gestão da qualidade no que tange ao estabelecido em normas nacionais e internacionais 
  15. 15. QUANDO DEVE OCORRER UMA AUDITORIA? para avaliar a adaptação do sistema da qualidade implantado; para levantar informações visando a melhoria para a qualidade; para identificar áreas de oportunidades de melhoria; para obter fatos para suportar decisões gerenciais. 
  16. 16. PREPARAÇÃO DE UMA AUDITORIA INTERNA  PLANEJAMENTO - deve estar estipulado em procedimento a periodicidade das auditorias internas  PROGRAMAÇÃO – deve determinar quais aspectos são relevantes para a auditoria. Ex: auditoria de adequação ou conformidade?  PLANO – deve determinar quais itens serão abordados durante a auditoria, seu escopo e objetivo, data, local, setores a serem auditados
  17. 17. PREPARAÇÃO DE UMA AUDITORIA INTERNA  NOTIFICAÇÃO E AGENDA - a área a ser auditada deve receber com antecedência, a notificação da auditoria, que deverá conter todos os itens do Plano de auditoria  CHECK LIST - o auditor elabora um check list com base nos procedimentos e no SIQ-Construtoras
  18. 18. CHECK LIST O check list é elaborado através do questionamento de todas as atividades previstas em procedimentos e no SIQConstrutoras, desenvolvidas pela empresa  Não é um registro da qualidade, servindo somente como instrumento de apoio utilizado pelo auditor para realização e condução da auditoria  pode conter: área a ser auditada, escopo da auditoria, itens e questionamentos 
  19. 19. ETAPAS DE REALIZAÇÃO DA AUDITORIA  Reunião de abertura;  Auditoria propriamente dita (nos postos de trabalho);  Reunião entre auditores;  Reunião de encerramento.
  20. 20. REUNIÃO DE ABERTURA PONTOS A SEREM ABORDADOS:  apresentação  agradecimentos  lembretes  agenda  objetivo  conhecer os participantes  esclarecer as etapas da auditoria
  21. 21. AUDITORIA PROPRIAMENTE DITA  A auditoria é realizada através de observações: visual e auditiva;  Utilize o check list elaborado previamente, onde estarão todos os questionamentos referentes ao procedimento auditado, mas não se se restrinja ao check list, outros questionamentos podem ser elaborados durante a auditoria ;  Tenha sempre a norma aplicável, para eventuais dúvidas;  Requisite ao auditado todos os procedimentos aplicáveis na área.
  22. 22. DURANTE A AUDITORIA use perguntas abertas:por que; o que; como; de que forma; como você assegura?   em uma auditoria não deve existir “achismos”  não utilize juízos apreciativos cuidado com o uso de algumas palavras como: “a gente” (hoje em dia a gente sabe)  cuidado com a forma de imposição:( você deixou de... você deve...)   procurar elogiar de forma adequada os elementos positivos toda não conformidade encontrada deve ser imediatamente informada ao auditado. 
  23. 23. EQUIPE DE AUDITORES é aconselhável uma equipe com no mínimo dois auditores; os auditores deverão ser determinados com antecedência, de acordo com o que descreve o procedimento de auditorias internas;  os auditores devem estar habilitados para realizar a auditoria (curso de auditor interno). 
  24. 24. EQUIPE DE AUDITORES Poderá ser determinado um auditor líder para cada auditoria, que deverá: ser responsável por todas as etapas da auditoria; ter autoridade para tomar decisões finais; participar auditores; da seleção da equipe de atuar como representante da equipe de auditores; apresentar o relatório final de auditoria.
  25. 25. AS SETE OBRIGAÇÕES DO AUDITOR  comprove a implementação das metas da qualidade; verifique se estas coincidem com o enunciado da Política da Qualidade e o escopo da certificação;  verifique se as metas são conhecidas pelos colaboradores da empresa;  comprove quais são os os meios que foram disponibilizados para implementar as metas; 
  26. 26. AS SETE OBRIGAÇÕES DO AUDITOR verifique se os indicadores da qualidades são avaliados através de métodos objetivos de medição; avalie a adequação dos métodos estabelecidos utilizando o mapa de processo; estabeleça quais são as evidencias que permitem evidenciar o atendimento ou não atendimento dos requisitos da norma; identifique agregado. quais processos fornecem e não fornecem valor
  27. 27. O AUDITOR DEVE:  ser aberto;  ter a maturidade necessária;  ter uma boa capacidade de avaliação;  ter capacidade de coordenar e dirigir;  ser perseverante;  ser atento;  poder reagir eficientemente em situações  não permitir que questões pessoais interfiram na auditoria; de estresse; tratar o auditado de modo adequado para que se alcance o objetivo da auditoria. 
  28. 28. O AUDITOR QUANDO FOR CRITICAR DEVE SER:  de maneira moderada  criticar o fato e não a pessoa DEVE TER:  Paciência  Escuta ativa (deixar terminar de falar) DEVE MANTER:  Contato visual  Postura ereta da cabeça
  29. 29. NÃO-CONFORMIDADE - não atendimento a um requisito a não conformidade é uma deficiência no Sistema da Qualidade, produto ou serviço;  as não conformidades devem ser encaradas como oportunidades de melhoria para o SGQ da empresa;  sempre que detectadas devem ser comunicadas ao auditado, para evitar o efeito surpresa;  para toda não conformidade encontrada, deve ser dado um tratamento;  a redação das não conformidades, deve trazer todas as informações necessárias, para possibilitar as ações corretivas subsequentes. 
  30. 30. REUNIÃO ENTRE AUDITORES Na reunião entre auditores serão:  lavradas as não conformidades;  discutidos os pontos divergentes. O relatório de auditoria deve descrever:  área auditada;  data;  itens auditados;  conformidades ou não conformidades; comentários e observações;  conclusão final;  auditores.
  31. 31. REUNIÃO FINAL OU DE ENCERRAMENTO Nessa reunião serão :  informadas as não conformidades lavradas  acordados prazos para ações corretivas esclarecidas as dúvidas com relação aos resultados da auditoria  realizados os agradecimentos a todos que colaboraram como o bom andamento da auditoria 

×