Business marketing nas redes sociais

523 views
462 views

Published on

Business Marketing nas Redes Sociais é um curso ©th2 desenvolvido por Catarina Varão. O curso aborda a temática do negócio nas principais redes sociais e a comunicação estratégica com enfoque à indústria dos serviços.

Published in: Business
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
523
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
45
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Business marketing nas redes sociais

  1. 1. consultoria, formação e imagem em turismo e hotelaria
  2. 2. Business Marketing nas Redes Sociais
  3. 3. Programa: - a realidade social e etapas do plano de comunicação nas redes - o universo do facebook - hashtags e instagram - comunicar no twitter - vídeo marketing - introdução ao Pintrest - plataformas de apoio ao negócio: u- stream, prezi, slideshare, issuu
  4. 4. Fim da massificação - somos multi-canal - multi-tarefa - personalização ao extremo - tempo deixar de ser uma realidade colectiva, mas sim individual (o meu tempo!) - o que vem depois do zapping? isto! selectividade extrema da informação, num mar sem fim
  5. 5. Marketing Online en el Sector HoteleroMarketing Online en el Sector Hotelero ADPROSUMER ! ! ! ! ! advertiser + producer + consumer
  6. 6. 1.0: publicação unilateral, uso comercial. Páginas web informativas. Eu publico- tu lês. 1.5: redes sociais com criação de grupos de discussão. Páginas web dinâmicas. Eu publico, tu respondes. 2.0: publicação multi-direccional.Páginas web interactivas, online e em directo. Nós publicamos, nós lemos. webs © th2: Workshop Hotels & Travel 2.0, Abril 2010
  7. 7. Viral - Era do ver e ser visto - Era da reportagem - Partilha de conhecimento, vida pessoal, esperando reconhecimento -Tudo passa muito rápido - É um desafio conseguir acompanhar as novas tendências - Conteúdo online é “snackable”
  8. 8. Dados ! - Facebook publica 200.000 fotos por minuto - Pinterest ultrapassou os 7 milhões de utilizadores - Instagram contempla 150 milhões de utilizadores activos - Um estudo do Google prevê que em 2017 os vídeos serão mais populares que redes sociais - 69% dos viajantes de negócios e 51% dos de lazer vêem vídeos dos destinos antes da viagem, em 2013 - A elite digital utiliza mais que 2 aparelhos para aceder à internet, quando em viagem, navegando com ambos simultaneamente - De acordo com a Expedia em 2013, 65% das reservas last- minute ou com antecedência de 24h, realizaram-se de smart- phones ou tablets
  9. 9. The Future of Digital Is Visual Storytelling ! - Atmosferas online - Experiências virtuais - Histórias memoráveis - Imagem é imagem. Não precisa ser traduzido - Os melhores websites não se limitam a publicar bons vídeos e fotos. Eles combinam essas imagens e vídeos com informações bem descritas, e interessantes, criando histórias - As histórias são melhor lembradas e partilhadas, permitindo à audiência experienciar o que quer que seja que se esteja a vender
  10. 10. The Future of Digital Is Visual Storytelling ! - O Marketeer é aquele que sabe que, na altura de um consumidor escolher o meu hotel/produto, precisa de criar uma ligação emocional com o comprador, enquanto exibe os benefícios do seu produto, as camas, os amenities… - A ideia é promover uma experiência onde os clientes imaginam eles mesmos a estar ali e a gozar do produto - Uma boa história chama atenção, inspira, é lembrada e partilhada - Imagens e composições que dão que pensar… e adoptar :)
  11. 11. Como criar uma História? nem sempre é fácil magicar uma lenda ou história, mas cada propriedade tem um conto para dizer, que mais não sejam as aventuras anedóticas ali vividas - o que é diferente do meu hotel face aos concorrentes? - quem são os vossos clientes? - o que torna o meu lugar único? num distrito de museus? num parque natural? perto do aeroporto? - oferece serviço especial a crianças, animais, etc? Fonte | Selecção | Publicação | Amplificação
  12. 12. Promoção de um destino turístico
  13. 13. Nichos são apetecíveis - todos podem empreender e gerar novas ideias - as pessoas reúnem-se à volta de ideias e não de lugares ! Psico-nomadismo: • necessidade de fazer tudo ao mesmo tempo • receio de perder alguma coisa que se esteja a passar • querer ser o 1º a dizer • necessidade de imediatismo de resposta e novidade
  14. 14. Monitorizar, melhorar - é importante variar o tipo de conteúdo publicado - testar durante um mês - avaliar os resultados - adoptar e melhorar os que tiveram melhores resultados - é obrigatório seguir os insights mensalmente
  15. 15. Consequências & Benefícios - Recomendação, partilha, comentário - Consumidor quer estar a par das novidades, colecções e tendências -Tem como principal motivação aceder a promoções e descontos; ofertas e brindes e lealdade e compromisso à marca
  16. 16. Etapas Críticas antes de criar a página - Definir Objectivos - Analisar Concorrência - Caracterizar a audiência (e segmentar) - Definir regras de funcionamento da página (internas/externas) - Definição de Orçamento - Compreensão das Métricas ! ! Desafio: Brand Awarness | Reposicionamento | Buzz Melhorar Serviço de Apoio ao Cliente | Fidelizar GerarTráfego | Converter Fãs em Clientes
  17. 17. “Diz-me para quem falas, dir-te-ei como falar” - pistas de conteúdos a publicar - keywords a usar? - que tom e estilo? - formatos e conteúdo? - porque não fazer um estudo? (surveymonkey, survs.com ou google form) - não esquecer as regras da página - gerir administradores
  18. 18. Gerar Buzz
  19. 19. Ferramentas - http://www.fbrankpt.com: estuda a popularidade - http://www.agorapulse.com: estuda a concorrência - http://www.socialmention.com: ou mention.net: estuda as menções
  20. 20. Ferramentas - http://www.fbrankpt.com: estuda a popularidade - http://www.agorapulse.com: estuda a concorrência - http://www.socialmention.com: ou mention.net: estuda as menções
  21. 21. Página Pessoal Tem limite de 5 mil amigos Permite o convite a eventos Amigos podem ser usados para eventos das Páginas Profissionais, sendo por isso recomendado que muitas pessoas façam gestão das páginas Sem estatísticas Timeline About (cada vez mais “linkedinizada”) ! ! ! ! ! Páginas Profissionais Instalação de aplicações Sem fim de fãs/seguidores Criação de campanhas, publicidade Cartão de visita da marca/ empresa Possibilidade de interacção como página Pode-se associar a um local para check-ins Com área de recomendação/ avaliação do serviço de terceiros (rating) Notas Mapa (dependendo da categoria: local, marca, negócio…)
  22. 22. - Agendar semanalmente os posts ! -Ter presente o Time Decay ! - Conversão da publicação: website da empresa, compra, concretização da venda!
  23. 23. Mobile & Social Media in Travel
  24. 24. Instagram Puramente mobile, contrariamente às outras redes que têm opção desktop e mobile (tal como o foursquare) Home page apresenta os posts de quem seguimos ! Fotografamos ou subimos imagem e “instagramamos” ! No momento da publicação, podemos fazê-lo em simultâneo com twitter, fsq, fbook, flickr ! Só há comentários e follow, não há shares Com a ausência de shares surgem os hashtags- um mundo novo muito além dos keywords ! Badges: possibilidade de integração da actividade do Instagram em sites, blogs, etc
  25. 25. Glossário: @ menção a alguém # categorização ou denominação Geração dos 40 segundos e 140 caracteres
  26. 26. - audiência para que se comunica cria-se com a pesquisa certa e o follow certo - uma boa página de perfil é essencial - publicações curtas, mas com media - uso de hashtags potencia visibilidade e followers - KISS: keep it short and simple
  27. 27. Video Marketing 
 youtube, podcasts, vimeo, redes e website próprio
  28. 28. um bom vídeo evoca emoção, faz chorar, rir e uma variedade de sentimentos. bases-se numa história bem-contada, um elenco, um storyboard uma boa história consegue inspirar os viajantes a reservar foco na experiência do cliente, não 4 paredes e 1 cama há 3 tipos de vídeo, que não se podem nunca confundir e se devem utilizar (conteúdo diferenciado): ▪ Professionally Created ▪ In-House Production ▪ Guest Generated de que servem as novas tecnologias se não tirarmos partido? já já 4G, wifi em todo o lado, conteúdo carregavel rapidamente e em qualquer lugar, na palma da mão com ecrãs HD de alta resolução Vine Instagram videos um video © th2:
  29. 29. tipo de vídeo/ qualidade porque é que deve ser mais? o hotel não é o destino/motivo como gravar um vídeo software e programas a utilizar arrirscar a linha ténue? trabalho de realização profissionalismo edição música ritmo história voz off/ postura mensagem objectivo comercial reflexo de tudo na própria imagem do hotel Qualidade do Vídeo © th2: Workshop Hotels & Travel 2.0, Fevereiro 2011
  30. 30. Publishing ▪ Source the best camera available on your budget ▪ Encourage your guests to shoot and share ▪ Turn to marketing agencies or smaller ▪ Independent videographers for assistance in case needed Distribution ▪ Cover all of the key travel channels, including your website, social networks, and online travel agencies ▪ YouTube is an obvious place to start ▪ Feature videos on your website and on other travel channels like review, metasearch, destination and corporate travel sites ▪ Authentic user-generated video is ideal for Facebook and other social sites ! ! Amplifying ▪ Video’s life isn’t over when the publishing tasks are completed – in fact, it’s just beginning ▪ Video should be shared, tweeted, and pinned, shared via e-mail newsletters, on travel review sites and be re- purposed in sales material ▪ Keep your content fresh – remember, your longer videos can be re-cut into several Vine and Instagram videos and finally ▪ Engagement is key Publicar | Distribuir | Amplificar © th2: Workshop Hotels & Travel 2.0, Fevereiro 2011
  31. 31. viagens já viajadas... pré-viagens © th2: Workshop Hotels & Travel 2.0, Abril 2010
  32. 32. Vídeo exemplo: InterContinental, design hotels made by originals(Memmo), small luxury...
  33. 33. Pinterest: - Rede social com utilizadoras maioritariamente do sexo feminino - Sem interacção social, nem chats - Publicações normalmente não são de captação no momento, mas sim de fontes (e é bom que assim seja: princípio do landing) - Mais força que uma revista Educacional - Área de Gifts eVendas (just enter €) - Pintrest for Business
  34. 34. Starting: - Perfil pessoal - Ligação com outras redes sociais - Criação de boards - Descrição dos boards para que apareçam nas pesquisas - Ao “pinar” editar texto original - “Pinar” sempre de uma source que se pretenda que seja a landing - “Follow” e “like” para ser seguido - A rede sociais doVisual Storytelling de excelência - Filosofia, princípios e carácter da marca são aqui revelados - Ser verified
  35. 35. youtube, vimeo, tripfilms forum, blog, website próprio marketing relacional redes sociais publicidade boca-a-boca cartaz: estar/existir consumidor manda Canais de Distribuição/ Posicionamento © th2: Workshop Hotels & Travel 2.0, Fevereiro 2011
  36. 36. transparência na informação; preços claros, objectivos sem esquemas C2C: potenciar laços de CRM vestindo a pele de consumidor e com a força de outros consumidores- força positiva, colaboração economia de tempo velocidade, navegabilidade previsibilidade: recurso a informação previsível Turismo 2.0: princípios de sucesso © th2: Workshop Hotels & Travel 2.0, Abril 2010
  37. 37. link a link adprosumer keywords, metadata, tags e hashtags (Instagram, twitter) # e @ cloud Turismo 2.0: princípios de sucesso © th2: Workshop Hotels & Travel 2.0, Abril 2010
  38. 38. redes e ferramentas...
  39. 39. U-Stream Slideshare Prezzi Issuu Ferramentas de apoio © th2: Workshop Hotels & Travel 2.0, Abril 2010
  40. 40. Perguntas?
  41. 41. consultoria, formação e imagem em turismo e hotelaria Av. Álvaro Pais, 12 D 1600-007 Lisboa ¦ [t] (+351) 210 994 958 training@th2.com.pt ¦ www.th2.com.pt texto: Catarina Varão- th2 ©

×