UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORACENTRO DE PESQUISAS SOCIAISPRÓ-REITORIA DE EXTENSÃORELATÓRIOEXECUTIVO“DIAGNÓSTICOSOCIO...
UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORAReitorProf. Dr. Henrique Duque de Miranda Chaves FilhoVice-ReitorProf. Dr. José Luiz R...
SUMÁRIOAPRESENTAÇÃO .........................................................................................................
1DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de ForaAPRE...
2DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Foradomi...
3DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de ForaO DI...
DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora4Dist...
DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora545,6...
6DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de ForaESCL...
DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora7O PE...
DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora8Popu...
DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora9Níve...
DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora10Cid...
DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora11Ido...
DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora12Mul...
DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora13O C...
DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora14Ati...
DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora15Ind...
DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora16Ind...
DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora17Ind...
DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora18SAÚ...
DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora19Doe...
DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora20Ser...
21DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Forarui...
DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora22TRA...
DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora23Bra...
DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora24Tab...
DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora25Ren...
DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora2661 ...
DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora27Reg...
28DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de ForaAbo...
29DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de ForaCON...
30DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Forafil...
31DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de ForaPre...
32DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de ForaREF...
33DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de ForaINS...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Diagnóstico socioeconômico da população idosa de juiz de fora ufjf

1,046
-1

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,046
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
15
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Diagnóstico socioeconômico da população idosa de juiz de fora ufjf

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORACENTRO DE PESQUISAS SOCIAISPRÓ-REITORIA DE EXTENSÃORELATÓRIOEXECUTIVO“DIAGNÓSTICOSOCIOECONÔMICO DAPOPULAÇÃO IDOSA DEJUIZ DE FORA”20 de Dezembro de 2012
  2. 2. UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORAReitorProf. Dr. Henrique Duque de Miranda Chaves FilhoVice-ReitorProf. Dr. José Luiz Rezende PereiraPró-Reitora de PesquisaProfª Drª Marta Tavares DAgostoPró-Reitor de ExtensãoProf. Dr. Marcelo Soares DulciCoordenadora do Polo do Enriquecimento Cultural para Terceira IdadeProfª Drª Sandra Hallack ArbexDiretor do Centro de Pesquisas SociaisProf. Dr. Paulo Cesar Pontes FragaEquipe da PesquisaCoordenação: Paulo Cesar Pontes FragaSubcoordenação: Gláucia Fialho Fonseca e Janaina Sara LawallEstatístico: Iago CunhaConsultores: Raul Francisco Magalhães e Sandra Hallack ArbexLevantamento de Dados – BolsistasAmanda Fontes AlvesAmanda Romero FaulhaberAmata Xavier MedeirosAna Paula Alves CruzAngra Dias da Silva TagliateCamila Alves AlbinoClarisse de Paiva GarciaHaroldo de Aquino CoimbraFelipe de Freitas FonsecaIsabel Cristina de AndradeJeanny dos Anjos de FreitasJéssica Elaine Moreira AlvimJéssica Oliveira PiresJúlia Magna da Silva TeixeiraJuliana da Silva SantosJussara Rodrigues MoreiraJurilei dos Santos Reis de OliveiraLonnie Menezes RochaMarcélia Castaldeli FontiniMariane Gonçalves BentoNicole Costa FariaPedro Henrique da Costa ModugnoNunesRafaela Cristiane Carvalho do ValleRaiana Forte RamadaRobson Soares de OliveiraRoseli de Oliveira PaivaSarah Cardoso AffonsoTaíssa Cristina de OliveiraGrupos Focais – BolsistasAna Paula Alves CruzLuciana Andrade SampaioMatheus Gomes Mendonça FerreiraSamuel Marcenes CunhaSheila Cristina Gonçalves
  3. 3. SUMÁRIOAPRESENTAÇÃO .............................................................................................................................O DIAGNÓSTICO .............................................................................................................................ESCLARECIMENTOS METODOLÓGICOS E DO LEVANTAMENTO DOS DADOS .......................O PERFIL DO IDOSO: CARACTERÍSTICAS PESSOAIS, COMPOSIÇÃO FAMILIAR EINSERÇÃO DO IDOSO NA FAMÍLIA ................................................................................................O COTIDIANO: ATIVIDADES, INSEGURANÇAS E RELIGIÃO ........................................................SAÚDE, MORBIDADE E FATORES DE RISCO ...............................................................................TRABALHO E RECURSOS ECONÔMICOS ....................................................................................CONSIDERAÇÕES PARCIAIS .........................................................................................................REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ..................................................................................................13671318222932
  4. 4. 1DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de ForaAPRESENTAÇÃOO presente relatório executivo é um resumo do produto final da pesquisa DiagnósticoSocioeconômico da População Idosa de Juiz de Fora: Perfil do idoso residente naárea urbana de Juiz de Fora. A investigação foi solicitada à Universidade Federal deJuiz de Fora (UFJF) pela Comissão Especial do Idoso da Câmara Municipal compostapor entidades diversas, representantes da terceira idade no município, em julho de 2011,com intuito de melhor conhecer a realidade do idoso residente em Juiz de Fora.Coube ao Centro de Pesquisas Sociais (CPS/UFJF), órgão suplementar da UFJF, atarefa da realização da pesquisa, lançada oficialmente no Dia Nacional do Idoso, naCâmara Municipal de Juiz de Fora, em 2011. A pesquisa constituiu-se, antes de tudo,como uma parceria entre setores da universidade e instituições legítimas da sociedadecivil juizforana voltadas direta e indiretamente para a melhoria da qualidade de vida dapessoa idosa.Entre o início da pesquisa e a finalização do relatório, o evento mobilizou númerosignificativo de pessoas entre pesquisadores do Centro de Pesquisas Sociais,professores pesquisadores da UFJF, bolsistas de extensão, população idosa, técnicos deórgão públicos e membros da Comissão Especial do Idoso da Câmara Municipal.A metodologia utilizada privilegiou a participação de entidades que lidam diretamente coma população idosas e pessoas pertencentes à faixa etária daqueles que se convencionouchamar de terceira idade, como atores especiais, reconhecendo-os como dotados deconhecimento e distinguindo suas vivências como elemento basilar para a compreensãoda temática e para a produção de informação. Nesse sentido, foram realizadas reuniõese discutidas com essa gama de atores os questionários aplicados nos domicílios e oroteiro de entrevistas usado na parte qualitativa de coleta de dados.A pesquisa, que ora apresentamos, tem caráter científico, logicamente, pois foramutilizadas metodologias e procedimentos que a legitimam como tal, mas seus resultadospretendem lançar luz, também, sobre a realidade da população idosa de Juiz de Fora,permitindo auxiliar gestores, legisladores, conselheiros e autoridades diversas nodesempenho de suas tarefas visando a melhoria da qualidade de vida da terceira idade ena garantia de seus direitos.Somos gratos a todas as pessoas e instituições que direta ou indiretamentepossibilitaram a produção da pesquisa. Foram muitas e, gostaríamos de registraralgumas, cujo apoio foi imprescindível para que a pesquisa seguisse seu rumo eatingisse seus objetivos.Agradecemos à reitoria da Universidade que nos incumbiu da tarefa e nos apoiouintegralmente. Somos, também, gratos à Pró-reitoria de Extensão que acompanhou deperto o processo, intermediou relações e nos cedeu bolsistas. Nosso reconhecimento àComissão do Idoso da Câmara pela importante demanda e, principalmente, porresponder prontamente às nossas solicitações. Nosso muito obrigado aos colegas doDepartamento de Ciências Sociais e da Faculdade de Serviço Social que nos ajudaramna elaboração do relatório. Somos, igualmente, agradecidos à SECOM que atendeu aonosso pedido de divulgação junto à imprensa juizforana da realização das entrevistas nos
  5. 5. 2DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Foradomicílios e aos organismos de comunicação que divulgaram o trabalho, o que facilitoumuito a nossa entrada nos lares onde havia idosos. Somos agradecidos ao Polo doEnriquecimento Cultural para Terceira Idade da UFJF pela indicação de nomes depessoas para compor o universo da pesquisa qualitativa e por fornecer outrasinformações relevantes. Aos bolsistas pela dedicação com que desempenharam suastarefas. Nosso último agradecimento dirige-se aos idosos, objeto dessa pesquisa, que aonos atender, nos ensinaram muito, não apenas sobre suas vidas, mas sobre a vida.EQUIPE DO CENTRO DE PESQUISAS SOCIAIS
  6. 6. 3DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de ForaO DIAGÓSTICOIdoso:Pessoa a partir de 60 anos de idade.Objetivos do diagnóstico:• refletir sobre a qualidade de vida da população idosa no município, buscandocontribuir com o processo de adequação e preparação da cidade – seja na área deserviços, lazer e cultura, segurança e apoio socioassistencial – para melhorias daqualidade de vida dessa parcela da população.• lançar luz sobre a realidade da população idosa de Juiz de Fora, permitindoauxiliar gestores, legisladores, conselheiros e autoridades diversas nodesempenho de suas tarefas visando a melhoria da qualidade de vida da terceiraidade e na garantia de seus direitos.O diagnóstico priorizou o levantamento de informações que ofereçam subsídios mínimospara se iniciar uma discussão sobre as condições básicas em que vive a população idosaresidente na área urbana do município de Juiz de Fora.Desafio:Preparar a cidade para enfrentar o crescimento da população de idosos, em termos daincorporação de novos direitos e de políticas públicas específicas para atender às suasnecessidades.Apesar do avanço legal que representou a regulamentação da Política Nacional do Idoso,da diminuição da pobreza entre a população idosa, ela ainda não tem desfrutado de maisamplas melhorias de sua condição de vida, em quase todo o país, sendo que emalgumas regiões e municipalidades a situação se apresenta mais preocupante.O incremento da população idosa:Fenômeno mundial (OMS).Brasil (IBGE, 2008): crescimento da população idosa nos últimos 50 anos passou de 3milhões de pessoas em 1960 para cerca de 20 milhões em 2010.Juiz de Fora: Censo 2010 - população municipal: 516.247 / população de idosos: 70.288(13,62%).
  7. 7. DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora4Distribuição da população de Juiz de Fora por faixa etária, 2000-2010:10,639,016,833,713,641,717,427,20,05,010,015,020,025,030,035,040,045,060 anos ou mais 30 a 59 anos 20 a 29 anos Menos de 20 anos2000 2010Fonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012. Adaptado de IBGE –Censo Demográfico 2000 e 2010.Crescimento populacional em Juiz de Fora é maior entre os idosos: 45%.Percentual de crescimento da população de Juiz de Fora de 2000 para 2010 por faixa etária:
  8. 8. DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora545,621,017,2-8,6-10,00,010,020,030,040,050,060 anos ou mais 30 a 59 anos 20 a 29 anos Menos de 20 anosFonte: Fonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012. Adaptado deIBGE – Censo Demográfico 2000 e 2010.
  9. 9. 6DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de ForaESCLARECIMENTOS METODOLÓGICOS E DO LEVANTAMENTO DOS DADOS• Técnicas de coletas de dados: abordagem plurimetodológica - qualitativo equantitativo.o Investigação de base amostral (survey): 282 idosos entrevistados (39%(110) foram homens e 61% (172) mulheres); 33 bairros da região urbana domunicípioo Priorizou-se: levantamento de informações sobre atividades desenvolvidasdiariamente, relação com a família, saúde e situação socioeconômica.• Grupo focal: 7 grupos; 2 vídeos para estimular.Estrutura e composição dos grupos focais:Grupo Nº Componentes Temática para composição1 6 Geral - Idosos de 60 a 70 anos2 4 Baixa renda3 6 Renda média - média alta4 7 Idosos que moram sozinhos5 8 Geral - Idosos de 60 a 70 anos6 6 Assistidos por Programas sociais7 5 Baixa rendaFonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.Composição e objetivo dos grupos focais: representar a pluralidade na composição dapopulação da terceira idade juizforana e aprofundar temas e questões observadas naanálise da abordagem quantitativa.
  10. 10. DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora7O PERFIL DO IDOSO: CARACTERÍSTICAS PESSOAIS, COMPOSIÇÃO FAMILIAR EINSERÇÃO DO IDOSO NA FAMÍLIACaracterísticas pessoais Percentual de idosos entrevistados por região:NorteNordesteLesteSulCentroFonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.SudesteOeste
  11. 11. DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora8População idosa de Juiz de Fora por faixa etária e sexo, 2010:0 2000 4000 6000 8000 10000 12000 1400090 anos ou mais85 a 89 anos80 a 84 anos75 a 79 anos70 a 74 anos65 a 69 anos60 a 64 anosHomens MulheresFonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012. Adaptado de IBGE –Censo 2010.Feminização da população idosa: fenômeno mundial e também presente em Juiz deFora. Uma das explicações: maiores cuidados com a saúde, inclusive prevenção.EscolaridadeAspecto relevante na caracterização do perfil socioeconômico da população.Escolaridade dos idosos é baixa, principalmente entre as mulheres.Idosos brasileiros tiveram acesso restrito à educação formal – universalização do acessoà educação mais recente.Tabela 3. Escolaridade do idoso entrevistado:Escolaridade Frequência PercentualPercentualacumuladoAnalfabeto / Não frequentou escola 27 9,6 9,6Primário (Até 4ª série) incompleto 56 19,9 29,4Primário (Até 4ª série) completo 88 31,2 60,6Ginásio ou 1º grau completo (Até 8ª série) 45 16,0 76,62º grau completo (colegial, científico, técnico ou equivalente) 45 16,0 92,6Curso superior completo 21 7,4 100,0Total 282 100,0Fonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.
  12. 12. DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora9Níveis de alfabetização considerando o sexo das pessoas idosas são diferenciados.Homens idosos, proporcionalmente, mais alfabetizados que mulheres idosas. Diferençade tratamento entre homens e mulheres no Brasil, seja no âmbito do poder público ou dafamília, é histórica.Últimas décadas o acesso à educação tornou-se mais equânime para homens emulheres. Hoje, verifica-se maior número de meninas nos bancos das escolas e demulheres nas universidades.Escolaridade do entrevistado por Sexo:2,743,620,0 20,912,714,055,813,4 12,84,1051015202530354045505560Analfabeto /NãofrequentouescolaPrimário (Até4ª série)incompleto /incompletoEnsinoFundamentalcompletoEnsino MédiocompletoCursosuperiorcompletoMasculino FemininoFonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.Acesso e uso de novas tecnologias de informação e comunicação (NTIC): apesar dealguns já aderirem, o acesso é restrito entre os idosos (questões financeiras, baixaescolaridade).Cidade de origem e MigraçãoMenos da metade dos idosos entrevistados nasceram em Juiz de Fora: cidade poloregional há anos atrai pessoas de diversos municípios da região e de outras regiões doBrasil.
  13. 13. DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora10Cidade onde nasceu:,010,020,030,040,050,060,0Juiz de Fora Outra cidadeFonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.Compreender as características e tendências da dinâmica demográfica local configura-secomo importante por permitir acesso a informações imprescindíveis ao planejamento e aexecução de ações que busquem melhorias na qualidade de vida da população.Composição familiar e inserção do idoso na famíliaFamília: mais importante instituição em que viveram. Representa apoio mas tambémlocus de conflitos, decepções e mágoas.Metade das mulheres idosas se encontram na categoria “Viúva” (48%). Por outro lado,mais de 3/5 dos homens encontra-se em união estável (casado/morando junto). Asdiferenças conjugais identificadas por sexo se justificam, inclusive: (1) pela maiorlongevidade feminina verificada anteriormente; (2) por convenções sociais como orecasamento. Os percentuais de divorciados e solteiros não apresentam diferençassignificativas entre os sexos.Estado conjugal e sexo:Sexo do entrevistadoEstado conjugalMasculino FemininoCasado / Morando junto 67,3 35,7Viúvo 16,4 48,0Divorciado / Separado / Desquitado 9,1 9,9Solteiro / Nunca casou 7,3 6,4Total 100,0 100,0Fonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.
  14. 14. DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora11Idosos que vivem sozinhos → pode ser reflexo de preferências e de necessidades.Percentual de idosos que moram sozinhos por faixa etária:Entre 60 e 69anos41,0%Entre 70 e 79anos41,1%Entre 80 e 89anos12,8%90 anos ou mais5,1%Fonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.Tipo mais comum é o domicílio composto pelo modelo de idoso com filhos e/ou outrosparentes (37,8%), seguido de casal com filhos e/ou outros parentes (27,7%).Composição dos domicílios:Idoso morandocom filhos e/ououtros parentes37,8%Casal morandocom filhos e/ououtros parentes27,7%Idoso morandosozinho14,4%Casal morandosozinho20,1%Fonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.
  15. 15. DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora12Mulheres idosas:Agentes pivô na articulação das famílias. Ações para terceira idade devem considerarpreponderantemente as mulheres como seu alvo, uma vez que são elas os agentessocialmente mais ativos, inclusive, por razões culturais e geracionais, mantenedoras delaços de solidariedade dificilmente sustentáveis sob uma ótica do puro interesseeconômico.As famílias reconhecem o processo de envelhecimento de maneiras distintas →assumem valores que podem valorizar a autonomia ou a dependência da pessoa idosaque podem resultar em aspectos de satisfação ou de insatisfação nas relaçõesfamiliares. 91,4% dos idosos sentem-se apoiados ou muito apoiados pelos familiares;93,2% avaliam como “Ótima” ou “Boa” a relação familiar; e, 98,3% “Satisfeitos” com orelacionamento que têm com as pessoas com as quais moram.Isolamento social e sentimentos de solidão:Idosos que moram sozinhos se sentem menos apoiados pelos familiares e com menorpercentual de avaliação “Ótima / Boa” na relação com a família. Narrativas mais claras desofrimento, ligado aos conflitos familiares persistentes, não tanto por abandono, mas porrelações com interesses incompatíveis.Assistência que recebem e dão à família:Assistência que recebe aos familiares (em %) Assistência que oferece aos familiares (em %):15,6 17,054,165,517,433,3-10,020,030,040,050,060,070,0Moradia Companhia / CuidadopessoalOutro tipo decuidado / assistênciaHomem Mulher52,345,049,557,921,1 21,617,435,1-10,020,030,040,050,060,0Moradia Companhia /CuidadopessoalOutro tipo decuidado /assistênciaCruidar decriança /adolescenteHomem MulherFonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.Apoio aos familiares: esteve presente em quase todos os grupos focais, inclusive nos derenda mais baixa. Entre os de menor renda: material e de atenção com os netos ououtros parentes que necessitam de cuidados especiais.
  16. 16. DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora13O COTIDIANO: ATIVIDADES, INSEGURANÇAS E RELIGIÃOO idoso e suas atividades diáriasAtividades do dia a dia que não consegue realizar sozinho:24,119,918,410,69,9 9,65,74,63,52,8-5,010,015,020,025,0Sair de casa para caminhadasde curta distância (caminharpela vizinhança)Sair de casa utilizando umtransporte (ônibus, táxi, carro)Preparar sua própria refeiçãoSubir e descer escadasTomar os seus remédiosUsar telefone (fazer e receberligações)Tomar banhoVestir-seIr ao banheiro (usar vasosanitário)Deitar e levantar da camaFonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.Tempo livre e atividades de lazerAtividades desenvolvidas em companhia/contato com outras pessoas (teatro, cinema,danças, jogos esportivos, de cartas ou tabuleiro, tocar instrumentos e sair para encontrossociais ou comunitários) → menos de ¼ dos idosos.Atividades que podem ser desenvolvidas sem companhia (ler jornais/revistas/livros,assistir TV e ouvir rádio e músicas): realizadas por 60% dos idosos entrevistados.Maioria ocupa seu tempo livre com a família e com atividades religiosas.Atividades pagas mais presentes/experimentadas entre idosos com renda familiar acimade 5 SM.Grupos focais: cidade tem poucos equipamentos públicos para o lazer, principalmentepara os idosos. Lugares públicos: Parque Halfeld, o Museu Mariano Procópio e oCampus da UFJF.Ações para incentivar atividades em grupo → diminuir sensação de solidão.
  17. 17. DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora14Atividades que realiza no tempo livre:94,077,662,441,332,323,1 22,5 20,7 20,3-10,020,030,040,050,060,070,080,090,0100,0Ouve rádio / Ouve músicas /A ssist e TVV ai à igreja ( serviçoreligioso)Lê jornal, revist as, livrosSai para passeios longos( viagens, excursão)C ost ura, borda, t ricot a,pint a, f az art esanat oFaz alguma at ividade parase dist rair ( jogos de cart as,xadrez, jardinagem, t ocarinst rument os, et c.)Sai para encont ro social oucomunit ário ( SPM ,C onselhos, et c.)V ai a jogos esport ivos( assist ir jogos esport ivos)V ai ao cinema, t eat ro,danças, et c.Fonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.Avaliação de Juiz de Fora pelos participantes dos grupos focais: Juiz de Fora umaexcelente cidade para se morar → ressalvas a boa vida na cidade está se perdendo, oupelo menos piorando, em alguns aspectos.Problemas e Inseguranças na atualidadeRanking: segurança e saúde, ambos ultrapassando 55% de indicação.Itens que representam hoje um problema para o idoso:61,158,030,622,9 22,320,6 20,414,911,07,8 2,5-5,010,015,020,025,030,035,040,045,050,055,060,065,0Segurança (medo da violência) Saúde DinheiroSolidão Transporte / Locomoção LazerIndependência / Autonomia Alimentação FamíliaMoradia OutroFonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.
  18. 18. DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora15Indicação de “Independência/Autonomia” como um problema por escolaridade:,0%5,0%10,0%15,0%20,0%25,0%30,0%35,0%40,0%45,0%50,0%Analfabeto PrimárioincompletoPrimáriocompletoGinásiocompleto2º graucompletoCursosuperiorcompletoFonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.Indicação de “Independência/Autonomia” e “transporte/locomoção” como problema por faixaetária:,0%5,0%10,0%15,0%20,0%25,0%30,0%35,0%40,0%45,0%50,0%De 60 a 69 anos De 70 a 79 anos 80 anos ou maisAutonomia / Independência Transporte / LocomoçãoFonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.
  19. 19. DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora16Indicação de “Transporte/Locomoção” como problema por faixa de renda:,0%5,0%10,0%15,0%20,0%25,0%30,0%35,0%40,0%45,0%50,0%Menos de1 SM1 SM (R$622,00)Entre 1 e2 SMEntre 2 e3 SMEntre 3 e5 SMEntre 5 e10 SMMais de10 SMRenda individual Renda familiarFonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.Insegurança, Trânsito e Incivilidade:Número de pessoas que vive na residência & Segurança / Medo da violência representa hoje umproblema (em %):Segurança (medo da violência) representa hoje umproblema.Número de pessoas que vivem naresidênciaSim NãoMora sozinho 59,0 41,0Duas pessoas 61,9 38,1Três pessoas 60,0 40,0Quatro pessoas 64,1 35,9Cinco pessoas 59,1 40,9Seis pessoas ou mais 63,6 36,4Total 61,3 38,7Fonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.Obs.: Soma 100% na linha.Quanto menor a renda maior a indicação da “Segurança / Medo da violência” comoproblema.
  20. 20. DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora17Indicação de “Segurança / Medo da violência” como problema hoje e Renda (em %):,0%10,0%20,0%30,0%40,0%50,0%60,0%70,0%80,0%90,0%100,0%Menos de 1SM1 SM (R$622,00)Entre 1 e 2SMEntre 2 e 3SMEntre 3 e 5SMEntre 5 e10 SMMais de 10SMRenda familiar Renda individualFonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.Abordagem qualitativa:Preocupação com a violência sofrida pelo idoso no âmbito doméstico, nas instituições desaúde e asilares.Maioria tem conhecimento de casos vivenciados por outros idosos na sua vizinhança,círculo de amizades ou entre parentes. Nenhum relato de vitimização vivenciada por elesno âmbito doméstico.Relato de casos de incivilidades vivenciadas e presenciadas no cotidiano: idososinsultados em espaços públicos, filas em geral (agências bancárias, supermercados,serviços de saúde), transporte coletivo, trânsito.Trânsito → local de muitos conflitos. Dificuldades: aumento do fluxo de veículos;pouco tempo para atravessar as ruas; desrespeito à sinalização; incivilidade eimpaciência dos motoristas, motociclistas e usuários do transporte coletivo; demora entreos intervalos de horários dos ônibus; falta de infraestrutura dos pontos de ônibus.
  21. 21. DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora18SAÚDE, MORBIDADE E FATORES DE RISCOAbordagem quantitativa: “Saúde” → problemas de saúde e de acesso aos devidosatendimentos e tratamentos médicos.¾ dos idosos (79,1%) tem algum problema de saúde.Menos de 1/3 dos que indicaram ter problemas de saúde tem apenas uma doença.63,5% dos idosos entrevistados apresentavam pelo menos uma doença crônica.Quantidade de doenças que tem (em %):Uma27,8Duas31,6Três23,0Quatro oumais17,7Mais deuma; 72,3Uma; 27,8Fonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.Obs.: Estes gráficos foram construídos a partir do universo de idosos entrevistados que indicaram ter algumtipo de doença: 223 idosos ou 79,1%.Tabela 16. Doenças e problemas de saúde que o idoso indicou ter (em %):Doença e problema de saúde SimProblemas cardiovasculares / Hipertensão / Coração 55,7Osteoporose, artrite, artrose, gota, reumatismo 37,2Problemas nas articulações dos braços, mãos, pernas, pés 22,0Diabetes 21,6Catarata 16,7Doenças respiratórias (asma, enfisema, bronquite) 11,0Obesidade 7,4Doença de Parkinson 3,2Outro (Anotar) 17,4Fonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.Obs.: Em vermelho: doenças crônicas.
  22. 22. DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora19Doenças e problemas de saúde que o idoso indicou ter por Sexo (em %):7,67,619,223,166,35,119,030,462,673,833,626,723,217,710,73,505101520253035404550556065707580Problemascardiovasculares/ Hipertensão /CoraçãoOsteoporose,artrite, artrose,gota,reumatismoProblemas nasarticulações dosbraços, mãos,pernas, pésDiabetes Catarata Doençasrespiratórias(asma, enfisema,bronquite)Obesidade Doença deParkinsonHomem MulherFonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.Doenças e problemas de saúde que o idoso indicou ter por Faixa etária (em %):Doença / Problema de saúde60 a 69anos70 a 79anos80 anos ou+Problemas cardiovasculares / Hipertensão / Coração 78,6 75,3 53,6Osteoporose, artrite, artrose, gota, reumatismo 43,2 49,4 54,5Diabetes 23,8 38,3 19,6Problemas nas articulações dos braços, mãos, pernas, pés 23,2 29,6 34,5Catarata 12,2 23,8 32,7Doenças respiratórias (asma, enfisema, bronquite) 11,0 13,4 19,6Obesidade 8,6 13,0 8,9Doença de Parkinson 0,0 3,7 10,7Fonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.34,8% dos idosos foram internados nos últimos 3.24,1% sofreram pelo menos uma queda (tombo) nos últimos 12 meses.Mulheres: internadas mais vezes nos últimos 3 anos e mais sofreram quedas nos últimos12 meses.Mais idosos: internados mais vezes nos últimos 3 anos e mais sofreram quedas nosúltimos 12 meses.
  23. 23. DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora20Serviço que procura quando está doente ou precisa de atendimento médico:Serviço que procura Frequência PercentualPercentualválidoServiço médico de uma instituição pública gratuita. 142 50,4 51,4Serviço médico credenciado pelo seu plano de saúde. 121 42,9 43,8Médicos/ Clínica particulares. 13 4,6 4,7Total 276 97,9 100,0Ninguém ou o entrevistado não procura o médico hámuito tempo (mais de 3 anos)2 0,7Não respondeu 4 1,4Total 282 100,0Fonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.A “saúde” identificada como um problemaCategoria “Saúde”: preocupação maior entre as mulheres (62% das idosas e 51,8% dosidosos); entre os idosos mais velhos; e entre os que indicaram estar com alguma doença(32,7% dos que se identificaram com algum problema de saúde não consideram estacategoria um problema).Identificação de “saúde” como problema por faixa etária:50,0%52,0%54,0%56,0%58,0%60,0%62,0%64,0%66,0%68,0%70,0%De 60 a 69 anos De 70 a 79 anos 80 anos ou maisFonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.Abordagem qualitativa:Avaliação ambivalente do sistema de saúde (infraestrutura boa, gestão e atendimento
  24. 24. 21DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Foraruim); avaliação mais positiva de hospitais e maiores centros (UPAs) e menos positivados postos de saúde dos bairros (UAPs); desabastecimento de medicamentos dedistribuição gratuita; atendimento insuficiente e burocratizado; ausência de funcionáriospara serviço simples (‘medir a pressão’, etc.) e de médicos; burocracia das guias edemora na marcação de consultas e exames; dificuldade de marcar exames maiscomplexos.
  25. 25. DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora22TRABALHO E RECURSOS ECONÔMICOSIdoso: trabalho e rendaDispersão dos setores de atividades.Tabela 24. Tipo de trabalho (ocupação) que teve durante a maior parte de sua vida:Tipo de trabalho Percentual válidoTrabalho rural 6,1Dona de casa (cuidou da casa e da família) 12,9Trabalho doméstico remunerado 17,9Trabalho no comércio 14,3Trabalho na indústria 16,1Trabalho no setor de serviços 17,9Servidor público / Administração pública 14,7Total 100,0Fonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.De onde vem o sustento da vida (em %):77,745,016,312,47,15,33,2-10,020,030,040,050,060,070,080,0Da sua aposentadoria Da pensão / ajuda do(a) seu (sua) esposo(a)Do seu trabalho (está trabalhando atualmente) Ajuda de parentes ou amigosDe aluguéis, investimentos Auxílio doença ou outro benefício do governoOutras fontesFonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.Obs.: Os dados não somam 100% porque foi permitido a indicação de diferentes formas de sustento.Renda:Um dos grandes responsáveis pela determinação de sua capacidade de aquisição debens e serviços.
  26. 26. DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora23Brasil: no geral, idoso tem baixa renda e, conseqüentemente, baixo poder aquisitivo.Juiz de Fora: Variação significativa entre menor (R$ 250,00) e maior renda individual (R$16.000,00).Maior concentração das rendas individuais: faixas mais baixas (66,8% dos idosos rendaindividual não ultrapassa 2 SM e 33,6% recebem até 1 SM.Extremos - renda individual: 16 idosos (5,7%) sem renda individual; 38 (13,5%) menos de1 SM (menos de R$ 622,00); 12 idosos (ou 4,3%) superior a 5 mil reais.Dispersão da renda individual declarada:0200040006000800010000120001400016000180000 50 100 150 200 250Fonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.Obs.: Gráfico construído a partir do número de idosos que informaram a renda individual (251).
  27. 27. DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora24Tabela 25. Faixa de renda individual:Faixa de rendaFrequên-ciaPercentualPercentualválidoPercentualacumu-ladoMenos de 1 SM (Menos de R$ 622,00) 38 13,5 16,2 16,21 SM (R$ 622,00) 41 14,5 17,4 33,6Entre 1 e 2 SM (De R$ 623,00 a R$ 1.244,00) 78 27,7 33,2 66,8Entre 2 e 3 SM (De R$ 1.245,00 a R$ 1.866,00) 23 8,2 9,8 76,6Entre 3 e 5 SM (De R$ 1.867,00 a R$ 3.110,00) 32 11,3 13,6 90,2Entre 5 e 10 SM (De R$ 3.111,00 a R$ 6.220,00) 16 5,7 6,8 97,0Mais de 10 SM (Mais de R$ 6.220,00) 7 2,5 3,0 100,0Total 235 83,3 100,0Não tem renda individual 16 5,7Não respondeu 31 11,0Total 282 100,0Fonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.Distribuição da renda individual por sexo: homem ganha mais.Nenhuma mulher com renda individual superior a 10 SM; 7,7% dos homens com rendanessa faixa.20% das mulheres com renda inferior a 1 SM e 10,5% dos homens na mesma situação.Renda individual por Sexo:,0%5,0%10,0%15,0%20,0%25,0%30,0%35,0%Menos de1 SM1 SM (R$622,00)Mais de 1até 2 SMMais de 2até 3 SMMais de 3até 5 SMMais de 5até 10 SMMais de 10SMMasculino FemininoFonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.
  28. 28. DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora25Renda individual: homens e mulheres - se concentra na faixa de até 2 mil reais.1 homem não tem renda individual, contra 15 mulheres.Empréstimos:Elevado número de idosos que estão pagando empréstimo: 110 idosos (ou 39%).Para 41,3% deles (ou 45 idosos) tal empréstimo compromete o orçamento familiar deforma negativa.Abordagem qualitativa:Assédio de funcionários de bancos para a realização de empréstimos consignados;conhecem pessoas da terceira idade que passam dificuldades por terem se endividadocom esse tipo de serviço oferecido pelos bancos; desinformação sobre as taxas de juroscobradas; conhecem casos de família que se aproveita dos recursos de seus idosos -conhecidos explorados por filhos e netos.Percentual de idosos que estão pagando empréstimo(s) por Faixa de renda:42,1%34,1%46,2%52,2%34,4%25,0%57,1%,0%10,0%20,0%30,0%40,0%50,0%60,0%Menos de 1 SM 1 SM (R$ 622,00) Mais de 1 a 2 SM Mais de 2 a 3 SMMais de 3 a 5 SM Mais de 5 a 10 SM Mais de 10 SMFonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.A Renda familiar e o idosoVariação da renda familiar: menor R$ 360,00 e maior R$ 20.000,00.Concentração da renda familiar nas faixas mais baixas: 39,8% até 2 SM e 57% de até 3SM.
  29. 29. DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora2661 idosos (ou 21,6%) não souberam ou não quiseram informar a renda familiar.Faixa de renda familiar:Faixa de renda familiarFrequên-ciaPercentualPercentualválidoPercentualacumuladoMenos de 1 SM (Menos de R$ 622,00) 6 2,1 2,7 2,71 SM (R$ 622,00) 14 5,0 6,3 9,0Entre 1 e 2 SM (De R$ 623,00 a R$ 1.244,00) 68 24,1 30,8 39,8Entre 2 e 3 SM (De R$ 1.245,00 a R$ 1.866,00) 38 13,5 17,2 57,0Entre 3 e 5 SM (De R$ 1.867,00 a R$ 3.110,00) 51 18,1 23,1 80,1Entre 5 e 10 SM (De R$ 3.111,00 a R$ 6.220,00) 27 9,6 12,2 92,3Mais de 10 SM (Mais de R$ 6.220,00) 17 6,0 7,7 100,0Total 221 78,4 100,0Não respondeu 61 21,6Total 282 100,0Fonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.Dispersão da renda familiar declarada:020004000600080001000012000140001600018000200000 50 100 150 200 250Fonte: Centro de Pesquisas Sociais / UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.Obs.: Gráfico construído a partir do número de idosos que informaram a renda familiar (221).Renda mensal por pessoa:Metade dos idosos reside em domicílio com renda per capta de até 1 salário mínimo (SM)e 15% em domicílio com renda de até ½ SM por pessoa.Regiões: Sudeste (76,9%), Nordeste (53,6%) e Norte (61%) maior parte dos domicílioscom renda per capta de até 1 SM.
  30. 30. DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Fora27Regiões: Centro (62,7%), Sul (52,9%) e Oeste (54,5%) maior parte dos domicílios comrenda per capta superior a 1 SM.Faixa de renda por pessoa residente no domicílio e Região:19,5%41,5%39,0%25,0%28,6%46,4%13,3%36,7%50,0%4,5%32,8%62,7%26,9%50,0%23,1%11,8%35,3%52,9%18,2%27,3%54,5%0%10%20%30%40%50%60%70%80%90%100%Norte Nordeste Leste Centro Sudeste Sul OesteAté 1/2 SM Mais de 1/2 até 1SM Mais de 1 SMFonte: Centro de Pesquisas Sociais/ UFJF, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.Apesar de serem vistos como frágeis, os idosos vêm assumindo um papel de destaqueno interior da família ao contribuir de forma significativa, com sua renda, para oorçamento familiar. Uma outra maneira de avaliar o papel que os idosos vêm assumindoem termos de apoio às famílias é através da participação da sua renda na renda familiar.No caso dos idosos juizforanos, verificou-se na abordagem quantitativa que 12,4% dosidosos garantem seu sustento através da ajuda de parentes e amigos; e 21,6% recebemajuda financeira (dinheiro) da família, enquanto 54,6% oferecem esse tipo de ajuda aosfamiliares.No geral, idosos oferecem ajuda financeira aos seus familiares.Percentual de idosos que ajudam financeiramente os familiares por Faixa de renda:34,2%63,4%58,4%52,2% 53,1%68,8%57,1%,0%10,0%20,0%30,0%40,0%50,0%60,0%70,0%1Menos de 1 SM 1 SM (R$ 622,00) Mais de 1 a 2 SM Mais de 2 a 3 SMMais de 3 a 5 SM Mais de 5 a 10 SM Mais de 10 SMFonte: Centro de Pesquisas Sociais, Perfil do Idoso de Juiz de Fora - 2012.
  31. 31. 28DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de ForaAbordagem qualitativa:Idosos reconhecem a necessidade de se manterem ativos para melhor qualidade de vida.
  32. 32. 29DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de ForaCONSIDERAÇÕES PARCIAISAs questões aqui discutidas são alvo da preocupação dos profissionais de diversasáreas, seja da saúde ou das ciências sociais. Os dados apresentados indicam que Juizde Fora carece de infraestrutura, recursos humanos e respostas sociais capazes desatisfazer a real dimensão das necessidades e anseios da população idosa local.Apesar de reconhecer as carências do município no tocante ao trato com a pessoa idosa,é importante esclarecer que esse não é um problema exclusivo de Juiz de Fora, maspresente em grande parte dos municípios brasileiros, sejam eles de pequeno, médio ougrande porte.As falas e as respostas dos idosos que atenderam nossa demanda por informaçãoatravés dos diferentes instrumentos de pesquisa revelam uma população que temprofunda relação de afeto com a cidade, mesmo aqueles que não nasceram nomunicípio, consideram-na um bom lugar para se viver e, mais, reconhecem-na, de ummodo geral, um lugar melhor para se viver do que em outros momentos de sua vida. Opaís, para a maioria, melhorou muito e, hoje, distingue que estão implementados direitosimportantes que impactam positivamente suas vidas.Apesar dessa boa avaliação, os direitos conquistados ainda encontram muitasdificuldades para se efetivar de fato, como o não respeito de pessoas de outras faixasetárias às suas condições de pessoas com prioridades de atendimentos emestabelecimentos bancários, de sentar em coletivos e de assistência médica, assim comodas próprias instituições e de seus servidores que não fazem valer o direito ou dificultamsua implementaçãoNo trânsito, verificamos um dos problemas mais graves expresso na dificuldade quemuitos possuem de se locomover em uma cidade que se transformou muito e quepossuui barreiras físicas e culturais para conviver com as pessoas da terceira idadecirculantes em suas vias públicas. Alia-se a isso, o fato dos próprios idosos por razõesvariadas, que vão das dificuldades auditivas, motoras até a impaciência, teremdificuldades no trânsito. Nesse quesito, os idosos são quase unânimes em afirmar que acidade não apresenta boas condições de circulação, apresentando-se como urgentemudanças na sinalização e nos equipamento urbanos no trânsito. Vale lembrar que avitimização de idosos no trânsito apresenta taxas altas.Na saúde, seus direitos encontram barreiras na falta de remédios para doenças crônicas,distribuídos gratuitamente, em determinados postos de saúde, na falta de especialistasde gerontologia na rede pública e, no caso daqueles que têm planos privados de saúde,na alta mensalidade que compromete o orçamento individual e familiar. É importanteressaltar a identificação nos grupos focais de uma avaliação positiva da infraestrutura dosetor de saúde no município e uma avaliação negativa da gestão e do atendimento.A renda da pessoa idosa, em Juiz de Fora, apresenta determinadas características jáverificadas em outras pesquisas no Brasil, que apontam maior participação no orçamentodoméstico das famílias, sendo, em muitos casos, sua renda responsável pela maior partepelo maior percentual, quando não, a única a compor a renda familiar. Essa mudançarepresenta uma nova característica dos idosos, atualmente, diferentes de outrasgerações de pessoas da terceira idade que tinham maior dependência da renda dos
  33. 33. 30DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de Forafilhos. Essa mudança é reflexo, entre outros fatores, da ampliação da previdência social,da flexibilização do trabalho e da dificuldade de jovens de permanecer no emprego e dotempo maior que as pessoas mais jovens permanecem na casa dos pais.Os idosos consultados revelaram que para muitos, o trabalho ainda é uma realidade,principalmente pela necessidade de complementar baixas aposentadorias ou para ajudara renda familiar. No entanto, para parcela considerável, o trabalho não é um fardo, masuma forma de se sentir útil ou de mostrar para outras que sua capacidade produtivaainda está ativa. Ou seja, o trabalho é uma forma de se valorizar e de se sentir bem.Em relação à questão de gênero, observou-se o importante papel que a mulher tem noseio da unidade familiar como mediadora de conflitos e de concentrar atenções. Sãoaquelas que ficam viúvas mais cedo e que, nessa condição, ficam mais sozinhas. Asidosas foram aquelas que apresentaram menor nível de instrução e essa condição asexpõe com mais frequência a abusos tanto de membros das famílias quanto de outraspessoas e instituições que se aproveitam dessa fragilidade para fazer-lhes assinarcontratos, procurações e outros documentos que lhes prejudicam materialmente.Questão que preocupa órgãos de defesa do consumidor, os empréstimos consignadosapareceram como elemento a constranger a renda do idoso. Apareceram no diagnósticoem proporções altas, chegando, em algumas faixas de renda, a ser mais de 50% dapopulação. Essas iniciativas precisam ser fortemente coibidas no sentido de evitar o altocomprometimento mensal da renda e, consequentemente, afetar o consumo de itensfundamentais para a sobrevivência do idoso como remédios, alimentação balanceada elazer.A violência contra o idoso, tema sempre presente em pesquisas com a população daterceira idade e importante para instituições de direitos humanos, não aparece tãoveementemente no diagnóstico como outros temas como os já citados, o que nãosignifica que Juiz de Fora seja um município onde a ocorrência do evento seja pequena.O fato do diagnóstico não ter trabalhado diretamente com população asilada, onde aviolência aparece mais contundentemente, devido à dependência maior de cuidados,com pessoas acometidas de enfermidades mais graves e pelos métodos aplicados, quedificultam a identificação desses tipos de ocorrência e inibe a declaração, podem terocultado ocorrências. A violência simbólica, expressa na falta de respeito e naestigmatização do idoso foi mais observada e revelada. Entretanto, esse é um tema quemerece maior aprofundamento e que, esperamos, possa ser revelado por instrumentosmais adequados como uma pesquisa de vitimização e em trabalhos com a populaçãoasilada, não contemplada nessa investigação.Esse trabalho não pretende ser a palavra final sobre a situação do idoso, outras questõesainda precisam vir à superfície, mas pretende ser uma contribuição para que a cidadecompreenda melhor a vida do seu idoso. Mais ainda, ele pretende ser o ponto inicial dediscussões mais aprofundadas, de novas pesquisas e que seus dados possamdesencadear políticas públicas focadas nas áreas mais carentes.O presente relatório, também, não esgota a riqueza de dados revelados, mas apresentaquestões consideradas mais importantes. O banco de dados produzido pretende serdisponibilizado futuramente na página do sítio do Centro de Pesquisas Sociais, paraaqueles que pretendem pesquisar o assunto.
  34. 34. 31DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de ForaPretende, de outra maneira, ser mais um instrumento mobilizador de setores dasociedade civil, do ministério público, do legislativo e do executivo municipal para quepossam voltar sua preocupação para a melhoria da qualidade de vida do idoso e teremmais subsídios para sua atuação.
  35. 35. 32DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de ForaREFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:BARROS, R.P.; MENDONÇA, R.; SANTOS, D. Incidência e Natureza da Pobreza entre Idososno Brasil. In: CAMARANO, A. A. (Org.). Muito Além dos 60: os novos idosos brasileiros. Rio deJaneiro: IPEA, 1999. P. 221-149.BERQUÓ, E. et al. Arranjos familiares não-canônicos no Brasil. In: Encontro Nacionalde Estudos Populacionais, 7., 1990. Anais... São Paulo: ABEP, 1990. v. 1: p. 99-136.BRASIL. Ministério das Relações Exteriores. Educação no Brasil. Revista Textos doBrasil. Edição nº 1. Disponível em <http://www.dc.mre.gov.br/imagens-e-textos/revista1-mat4.pdf>, Acesso em 26 de jun. de 2012. (SD).CAMPOS, C.J.G. Metologia qualitativa e método clínico-qualitativo: um panoramageral de seus conceitos fundamentais. Anais do II Seminário Internacional de Pesquisa eEstudos Qualitativos. Disponível em: <http://www.sepq.org.br/IIsipeq/anais/pdf/poster1/05.pdf>. Acesso em: 05 de mar. de 2012.COUTRIM, R.M.E. IDOSOS TRABALHADORES: perdas e ganhos nas relaçõesintergeracionais. Sociedade e Estado, Brasília, v. 21, n. 2, p. 367-390, maio/ago. 2006DUARTE, Y.A.O.; LEBRÃO, M.L.; LAURENTI, R. Religiosidade e envelhecimento: umaanálise do perfil de idosos do município de São Paulo. Saúde Coletiva, 5(24), 173-177, 2008. Disponível em <http://redalyc.uaemex.mx/pdf/842/84252404.pdf>. Acesso em:28 de jun. de 2012.FLORÊNCIA, M.V.L.; FERREIRA FILHA, M.O.; SÁ, L.D. A violência contra o idoso:dimensão ética e política de uma problemática em ascensão. Rev. Eletr. Enf.[Internet]. 2007;9(3):847-57. AvailableGOLDEMBERG, J. O repensar da educação no Brasil. Revista Estudos Avançados,São Paulo, Maio /Agosto de 1993. Volume 7 nº 18. Disponível em <http://www.scielo.br/pdf/ea/v7n18/v7n18a04.pdf>, Acesso em 26 de jun. de 2012.IERVOLINO, S.A.; PELICIONI, M.C.F. A utilização do grupo focal como metodologiaqualitativa na promoção da saúde. Revista Escola de Enfermagem - USP, v. 35, n.2,p.115-21, jun, 2001.INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Sinopse do SensoDemográfico de 2010. Rio de Janeiro, 2011.INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Sinopse do SensoDemográfico de 2000. Rio de Janeiro, 2002.
  36. 36. 33DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DA POPULAÇÃO IDOSA DE JUIZ DE FORAPerfil do idoso residente na área urbana de Juiz de ForaINSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Perfil dos idososresponsáveis pelos domicílios no Brasil: 2000. Rio de Janeiro, 2002.INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA – IPEA. Cuidados com idososforam discutidos em seminário. 2010. Disponível em <www.ipea.gov.br>. Acesso em:20 de out. de 2012.KÜCHEMANN, B.A. Envelhecimento populacional, cuidado e cidadania: velhos di-lemas e novos desafios. Revista Sociedade e Estado - Volume 27, Número 1 -Janeiro/Abril 2012.KRUEGER, R.A. Focus Groups: A Practical Guide for Applied Research. London:Sage Publications, 1996.MACHADO, P.J.O. A contagem da população 2007 e a demografia da microrregiãode Juiz de Fora. Juiz de Fora: Revista Virtú, 2007. Disponível em<http://www.virtu.ufjf.br/artigo%206%20a%208.pdf>. ISSN - 1808-9011. Acesso em: 27jun. de 2012.MENDES, M.R.S.S.B.; GUSMÃO, J.L.; FARO, A.C.M.; LEITE, R.C.B.O. A situaçãosocial do idoso no Brasil: uma breve consideração. Acta Paul Enferm.; vol.18, no.4,pp.422-6, 2005. Disponível em <http://www.scielo.br/pdf/ape/v18n4/a11v18n4.pdf>.Acesso em: 03 de jul. de 2012.MINAYO, M.C.S. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 4. ed.São Paulo: Hucitec, 1996.

×