Saresp historia

12,291 views
11,945 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
12,291
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
85
Actions
Shares
0
Downloads
60
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • ORIGINAL REVISADO
  • ORIGINAL REVISADO
  • ORIGINAL REVISADO
  • Saresp historia

    1. 1. Saresp Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo Relatório Pedagógico de História PCOP Ester Galesi Gryga
    2. 2. HISTÓRIA <ul><li>Apresentação dos Dados do Relatório de Ciências Humanas da Disciplina de História; </li></ul><ul><li>Análise Pedagógica dos Resultados; </li></ul><ul><li>Reflexões sobre Estratégias Pedagógicas e encaminhamentos do Grupo Gestor. </li></ul>
    3. 3. Documentos de referência para a elaboração da avaliação: <ul><li>Proposta Curricular de História; </li></ul><ul><li>Matrizes de Referência para a Avaliação do Saresp – Ensino Fundamental e Médio – Documento Básico; </li></ul><ul><li>Matrizes de Referência para a Avaliação do Saresp – Ensino Fundamental e Médio – HISTÓRIA e GEOGRAFIA; </li></ul><ul><li>Relatório Pedagógico SARESP / 2009 – História e Geografia. </li></ul>
    4. 4. A escala de proficiência em Geografia e História <ul><li>Organizada em pontos: 150, 175, 200, 225, 250, 275, 300, 325, 350, 375, 400, 425, 450, 475 </li></ul><ul><li>Interpretada com base </li></ul><ul><ul><li>Na proposta curricular, </li></ul></ul><ul><ul><li>Na matriz de referência do SARESP, </li></ul></ul><ul><ul><li>Nos itens que compuseram a avaliação. </li></ul></ul><ul><li>Representa uma progressão continuada no domínio das habilidades: Os alunos situados em um ponto determinado dominam não só as habilidades associadas a esse ponto, mas também as proficiências associadas a pontos anteriores. </li></ul><ul><ul><li>Por exemplo, um aluno situado no ponto 200 é proficiente não só nos conteúdos e habilidades descritos nesse ponto, mas também nos conteúdos e nas habilidades referentes aos pontos anteriores: 150 e 175. </li></ul></ul>
    5. 5. Níveis de Proficiência de Geografia e História – SARESP 2009 Classificação Níveis de Proficiência 6ª EF 8ª EF 3ª EM Insuficiente Abaixo do Básico <175 <200 <225 Suficiente Básico 175 a <225 200 a <250 225 a <275 Adequado 225 a <325 250 a <350 275 a < 375 Avançado Avançado ≥ 325 ≥ 350 ≥ 375
    6. 7. Análise Geral das Médias dos Resultados em História <ul><li>Variações mais intensas nas médias – 8ª série / 9º ano do EF e a 3ª série do EM (22,7 pontos). </li></ul><ul><li>Médias da Coordenadoria de Ensino do Interior (CEI) são sistematicamente maiores que as da Coordenadoria de Ensino da Grande São Paulo (COGSP). </li></ul><ul><li>A maior diferença entre as médias das duas coordenadorias (10,5 pontos) – 8ªsérie / 9º ano do EF. </li></ul>
    7. 8. Distribuição dos alunos da Rede Estadual nos níveis de proficiência SARESP 2009 História
    8. 10. Ciências Humanas - HISTÓRIA <ul><li>História: níveis básico e adequado </li></ul><ul><li>6ª série / 7º ano: 84,8% </li></ul><ul><li>8ª série / 9º ano: 80.7% </li></ul><ul><li>3ª série do ensino médio: 80,4% </li></ul>
    9. 11. Proficiência em Ciências Humanas História Distribuição dos alunos da Rede Estadual, por padrões de desempenho – 6ª série EF 12,00% 35,20% 49,40% 3,40%
    10. 12. Proficiência em Ciências Humanas História Distribuição dos alunos da Rede Estadual, por padrões de desempenho – 8ª série EF 17,80% 31,20% 49,40% 1,70%
    11. 13. Proficiência em Ciências Humanas História Distribuição dos alunos da Rede Estadual, por padrões de desempenho – 3ª série EM 18,40% 31,60% 48,80% 1,10%
    12. 14. Análise dos Resultados <ul><li>Maiores percentuais observados em História encontram-se no nível Adequado – ½ dos casos. </li></ul><ul><li>Nível Básico – 1/3 dos alunos de todas as séries/anos. </li></ul><ul><li>Terceiro nível de maior frequência – Abaixo do Básico – 1/6 dos estudantes avaliados. </li></ul><ul><li>O nível Avançado possui percentuais significativamente menores de alunos na 3ª série do EM – 1,1% dos alunos. </li></ul>
    13. 15. ANÁLISE DE DESEMPENHO <ul><li>Exemplo - 6ª série – Nível Básico - História </li></ul><ul><li>Analisam textos com linguagem direta e objetiva. </li></ul><ul><li>Identificam a noção de trabalho em diferentes sociedades como a indígena e a industrial. </li></ul><ul><li>Identificam o conceito de cultura e relacionam elementos da cultura brasileira ao período da escravidão. </li></ul><ul><li>Analisam iconografias de diferentes tipos, relacionando-as a conceitos históricos e geográficos. </li></ul><ul><li>Dominam o conceito de patrimônio histórico e patrimônio étnico cultural. </li></ul><ul><li>Realizam leitura e interpretação iconográfica em ambas as disciplinas. </li></ul>
    14. 16. EXEMPLOS DE ITENS - 6ª SÉRIE / 7º ANO - HISTÓRIA
    15. 17. Nível adequado – Página 98 Descrição da habilidade: Identificar as principais características das monarquias absolutistas instaladas na Europa no final da Idade Média. Leia o texto e responda à questão.   “ É somente na minha pessoa que reside o poder soberano... é somente de mim que os meus tribunais recebem a sua existência e a sua autoridade; a plenitude desta autoridade, que eles não exercem senão em meu nome...” Fonte: FREITAS, Gustavo de. 900 textos e documentos de História. Lisboa: Plátano, 1976.    
    16. 18. No final da Idade Média, formaram-se na Europa os Estados Nacionais onde a moeda, as leis e até a religião era baseada na vontade incontestável e na autorização do rei. Este regime político é denominado: (A) Monarquia Constitucional. (B) Monarquia Absolutista. (C) Governo Ditatorial. (D) República Democrática.   a b c d 19,1% 40,7% 17,2% 22,8%
    17. 19. Comentário: A partir da análise de excerto que compõe o descritor, os alunos deveriam identificar que a Monarquia Absolutista era o regime político europeu no final da Idade Média, baseado na vontade incontestável do rei e no seu poder. Para que os alunos chegassem à alternativa correta era necessário o domínio conceitual que caracteriza o modelo político descrito, o que foi possível para 40,7 % dos alunos. Além do domínio do conceito de Monarquia Absolutista, os alunos certamente teriam maior facilidade em responder corretamente se pudessem discriminar os conceitos constitutivos das demais alternativas propostas em relação ao excerto, o que somente seria possível se demonstram domínio dos mesmos.
    18. 20. EXEMPLOS DE ITENS - 8ª SÉRIE / 9º ANO - HISTÓRIA
    19. 21. Nível Avançado – Página 133 > Marcha Nacional pela Reforma Agrária - 2006. Fonte: <www.mst.org.br>
    20. 22. O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra realizou, na última década, diversas marchas em direção à Brasília com objetivo de cobrar do governo a realização da Reforma Agrária. Essas manifestações partem do princípio que as transformações sociais no Brasil dependem da: (A) pressão coletiva. (B) destruição do Estado. (C) boa vontade do governo. (D) participação dos grandes líderes.   a b c d 34,6% 8,5% 39,1,2% 17,7,8%
    21. 23. Comentário: Por meio da observação de imagem que retrata a mobilização dos sem terra e da análise das informações contidas no descritor, os alunos deveriam identificar por meio de quais mecanismos dependem as transformações sociais no Brasil. Da totalidade dos alunos avaliados, 34,6% assinalou a alternativa A, considerada correta, identificando que as transformações sociais dependem da pressão coletiva.
    22. 24. A imagem apresentada no item é coerente com essa afirmativa, certamente tendo colaborado para a escolha feita por esses alunos. No entanto, nos chama a atenção o fato de um número igualmente significativo de alunos tenha assinalado a alternativa C, apontando que as transformações sociais dependem da boa vontade do governo. Esses alunos, 39,1% do total, provavelmente reproduziram um usual discurso de conformismo difundido na sociedade, em relação aos rumos políticos do país.
    23. 25. EXEMPLOS DE ITENS - 3ª SÉRIE ENSINO MÉDIO - HISTÓRIA
    24. 26. Nível Avançado – Página 189 Descrição da habilidade: Identificar a diversidade dos modelos de colonização européia nos vários contextos regionais americanos. Os historiadores dividem em dois os tipos de colônia européia na América: de exploração, marcada por um forte vínculo econômico entre a colônia e a metrópole; e de povoamento, onde esse laço era, na prática, mais fraco. Tradicionalmente, as Treze Colônias são classificadas como um exemplo do segundo tipo. No entanto, a afirmação acima pode ser relativizada porque:
    25. 27. (A) a área sul possuía uma organização socioeconômica típica de uma colônia de exploração. (B) os estados do norte e do centro utilizavam exclusivamente o trabalho escravo africano. (C) toda a colônia produzia bens agrícolas raros de exportação para a metrópole. (D) a relação com os indígenas era de total colaboração desde o início da ocupação. (E) as colônias do norte tinham uma economia idêntica à da região sulina do Brasil colonial. a b c d e 34,9% 18,5% 28,9% 6,7% 10,7%
    26. 28. Comentário: Partindo da conceituação tradicional que considera que na América ocorreram dois tipos de colonização, a colônia de exploração e a colônia de povoamento, o descritor aponta que esse tipo de classificação deve ser relativizada quando se trata das Treze Colônias.Os alunos deveriam assinalar a alternativa que fosse representativa dessa relativização, considerando o caso específico das Trezes Colônias, ou seja, a alternativa de letra A que aponta que o sul possuía uma organização sócio econômica típica de uma colônia de exploração .
    27. 29. Para o bom resultado deste item os alunos precisavam, além de dominar os conceitos, estar apropriados da crítica que hoje se realiza a eles. Pelos resultados obtidos, somente 34,9% dos alunos estavam aptos a responder ao item. Isso se evidencia quando observamos que 28,9% dos alunos assinalaram a alternativa C, evidenciando que os conceitos não eram de domínio desses alunos, já que esta escolha generaliza o papel da colônia frente a metrópole.
    28. 30. Sugestão de Trabalho em grupos (por área) com os dados do Relatório de Ciências Humanas <ul><li>Realizar a análise do item proposto no relatório para cada uma das séries: </li></ul><ul><ul><li>6ª série EF (página 110) </li></ul></ul><ul><ul><li>8ª série EF (página 135) </li></ul></ul><ul><ul><li>3ª série EM (página 193); </li></ul></ul><ul><li>Após a leitura e análise pedagógica das questões, eleger 2 dos desafios propostos para cada uma das séries. </li></ul><ul><li>Sugerir estratégias de trabalho pedagógico que possam enfatizar o trabalho com o desafio escolhido. Identificar com que nível de proficiência específico se está buscando trabalhar. </li></ul>

    ×