A aposta estratégica numa Europa do conhecimento e inovação: os desafios no novo programa quadro Horizonte 2020 - Vasco Teixeira

  • 2,870 views
Uploaded on

A aposta estratégica numa Europa do conhecimento e inovação: os desafios no novo programa quadro Horizonte 2020, Vasco Teixeira, Seminário Internacional Empreendedorismo e Políticas Públicas , 22-23 …

A aposta estratégica numa Europa do conhecimento e inovação: os desafios no novo programa quadro Horizonte 2020, Vasco Teixeira, Seminário Internacional Empreendedorismo e Políticas Públicas , 22-23 de novembro 2012, Universidade do Minho

More in: Technology
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
2,870
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Seminário Internacional Empreendedorismo e Políticas Públicas , 22-23 de novembro 2012, Universidade do Minho“A aposta estratégica numa Europa do conhecimento e inovação: os desafios no novo programa quadro Horizonte 2020” Vasco Teixeira 23 de novembro de 2012 Vasco Teixeira
  • 2. Tópicos a abordar•Enquadramento: PME’s e o Espaço Europeu da Investigação•Universidade do Minho e a colaboração I&DT com o tecido empresarial•Programas de Financiamento (ainda em curso até 2013) - Programa Operacional Temático Fatores de Competitividade - QREN - Programa Estratégico para o Empreendedorismo e a Inovação (+E+I) - PME’s no 7ºPQ – 7º Programa-Quadro de Investigação e Desenvolvimento Tecnológico (I&DT) da União Europeia•O novo Programa-Quadro Europeu de Investigação e InovaçãoHorizonte 2020 (2014-2020) - Europa 2020 - Programa para a Competitividade das Empresas e das PME - Horizonte 2020 -PME’s no Horizonte 2020 Vasco Teixeira
  • 3. Projeto NanoValor Nanovalor: “Criação de um Pólo de Competitividade em Nanotecnologia para capitalização do potencial de I&DT na Euroregião Norte de Portugal-Galiza” O Projeto NanoValor tem como principal missão reforçar os laçosinstitucionais entre os atores-chave na área da Nanotecnologia das regiões do Norte de Portugal e da Galiza, através da criação e formalização de um Pólo de Competitividade (PCT).NanoValor - Todos por uma Euroregião de Excelência em Nanotecnologia! Connecting nanoScience and Technology Vasco Teixeira
  • 4. EnquadramentoO empreendedorismo e a inovação são considerados comoobjetivos prioritários para o desenvolvimento e para o aumentoda competitividade da economia nacional.Portugal deverá construir uma nova realidade económica,competitiva e aberta ao mundo, alicerçada em conhecimento einovação, capital humano altamente qualificado e forte espíritoempreendedor.Quadro Financeiro Plurianual EU 2014-2020 ~970 mil milhões €Desafio chave: estabilizar o sistema financeiro e económicotomando medidas para criar oportunidades económicas Vasco Teixeira
  • 5. EnquadramentoAs PME – motores de crescimento•O êxito económico da Europa depende em grande parte dacapacidade das pequenas e médias empresas (PME) para atingiremo seu potencial de crescimento.•Existem cerca de 23 milhões de PME na Europa•As PME contribuem com mais de metade do valor acrescentadototal da atividade económica não financeira e nos últimos cinco anos[1] criaram 80% dos novos postos de trabalho na Europa.Cerca de 35% da investigação na Europa é produzida nas universidades.[1] Base de dados das estatísticas estruturais das empresas (Eurostat)http://epp.eurostat.ec.europa.eu/portal/page/portal/european_business/data/database Vasco Teixeira
  • 6. I&D na Europa Investimento em I&D faz parte da solução para recuperar a economiaObservou-se a regra de que quanto maior for a intensidade média em I&D nopassado mais rápido o crescimento económico no presente Vasco Teixeira
  • 7. I&D na Europa Espaço Europeu da InvestigaçãoA UE aspira a tornar-se a economia baseada no conhecimento maisdinâmica do mundo, o que pressupõe um forte investimento nainvestigação, na educação e na formação, que proporcionam aoscidadãos acesso a esses novos conhecimentos.A investigação e o desenvolvimento (I&D), constituem a chave para ofuturo do crescimento económico e do emprego. O objetivo da UE éaumentar o investimento nesta área de forma a alinhar a despesa em I&Dpela dos Estados Unidos e do Japão.Despesa em I&D na Europa é inferior a 2 %, contra 2,6 % nos EUA e 3,4% no Japão, sobretudo devido a níveis inferiores de investimento privado.O conceito de Espaço Europeu da Investigação (EEI) procura emprimeiro lugar consolidar o mercado interno europeu, expandindo-o àlivre circulação de investigadores, tecnologias e conhecimentos. Vasco Teixeira
  • 8. Projetos na UMinho FCT, QREN, 6PQ & 7PQ6PQ (2004-2006)UMinho participou em 50 projetos7PQ (2007-2013)UMinho participa em 64 projetos (dados nov. 2012)FCT~400 projetos financiados ( >500 bolseiros de I&D)QREN (AdI)57 projetos I&DT Copromoção com empresas Vasco Teixeira
  • 9. QRENA Agenda da Competitividade do QREN (2007-2013)assume como principal objetivo a contribuição para apromoção de níveis de crescimento económico queassegurem a retoma sustentada da trajetória deconvergência real da economia portuguesa com a UniãoEuropeia, baseada na competitividade do país e das suasregiões, das empresas e dos territórios. Vasco Teixeira
  • 10. QREN Programa Operacional Fatores de CompetitividadeEncontram-se abertos editais para candidaturas a projetosI&DT, Individuais, em Copromoção, Núcleos de I&DT, Valesde Inovação.Inserem-se nas prioridades das políticas públicas de apoio àinovação, materializadas no Programa Estratégico para oEmpreendedorismo e a Inovação (+E+I) visando aintensificação do esforço nacional de I&DT e a criação de novosconhecimentos com vista ao aumento da competitividade dasempresas. Vasco Teixeira
  • 11. +e+i O Programa Estratégico para o Empreendedorismo e a Inovação (+e+i) é um programa transversal ao Governo, aberto à sociedade civil. O +e+i ambiciona uma sociedade mais empreendedora, uma base alargada de empresas inovadoras e com forte componente exportadora, um país em rede e inserido nas redes internacionais de empreendedorismo, conhecimento e inovação, e orientado a resultados.http://www.ei.gov.pt Vasco Teixeira
  • 12. 7PQO 7º Programa Quadro de Investigação & DesenvolvimentoTecnológico, com um orçamento global superior a 50 milmilhões de euros para o período 2007-2013, é o maiorinstrumento da Comunidade Europeia especificamente orientadopara o apoio à investigação, através do co-financiamento deprojetos de investigação, desenvolvimento tecnológico edemonstração.O apoio financeiro é concedido na base de concursos emcompetição e mediante um processo independente de avaliaçãodas propostas apresentadas. Vasco Teixeira
  • 13. 7PQ Cooperaçãohttp://cordis.europa.eu/fp7/cooperation/home_en.htm Vasco Teixeira
  • 14. PME’s no 7PQ Expectativa no final do FP7 •17,000 PMEs participantes no FP7Fonte: Julho 2012, GPPQ –Gabinete de Promoção do 7º Programa-Quadro de I&DT •€ 7 biliões para as SMEs Vasco Teixeira
  • 15. PME’s no 7PQ % Participação na ação Investigação em Benefício das PME por ano• O maior retorno de financiamento para PT é na ação Investigação em Benefício das PME• Os temas do programa cooperação com maior participação de sucesso PT são o Espaço e o NMP• Os temas do cooperação com mais empresas são o ICT e o NMP, no entanto, a percentagem de financiamento que vai para empresas é mais elevada no Espaço e na Segurança Vasco Teixeira
  • 16. Europa 2020A Comissão propõe cinco objetivos quantificáveis para aUE no horizonte de 2020 que irão enquadrar o processo e quedeverão ser traduzidos em objetivos nacionais:-emprego-investigação e inovação-alterações climáticas e energia-Educação-luta contra a pobreza Vasco Teixeira
  • 17. Europa 2020•Desafios de longo prazo - globalização, pressão sobre osrecursos, envelhecimento da população•A estratégia Europa 2020 estabelece três prioridades que sereforçam mutuamente:– Crescimento inteligente: desenvolver uma economia baseada noconhecimento e na inovação– Crescimento sustentável: promover uma economia mais eficienteem termos de utilização dos recursos, mais ecológica e maiscompetitiva.– Crescimento inclusivo: fomentar uma economia com níveiselevados de emprego que assegura a coesão social e territorial. Vasco Teixeira
  • 18. Europa 2020Grandes objetivos para a UE:– 75 % da população de idade compreendida entre 20 e 64 anos deve estarempregada– 3 % do PIB da UE deve ser investido em I&D– os objetivos em matéria de clima/energia «20/20/20» devem ser cumpridos(incluindo uma subida para 30 % do objetivo para a redução das emissões,se as condições o permitirem)– A taxa de abandono escolar precoce deve ser inferior a 10 % e pelo menos40 % da geração mais jovem deve dispor de um diploma de ensino superior– 20 milhões de pessoas devem deixar de estar sujeitas ao risco de pobreza Vasco Teixeira
  • 19. Horizonte 2020 www.ec.europa.eu /research/horizon2020 O que é o Horizonte 2020• Proposta da Comissão para um programa de financiamento de ciência e inovação de ~86 mil milhões de euros (2014-2020)• Parte das propostas para o próximo orçamento da UE, complementando os Fundos Estruturais, Educação, etc• Parte da Estratégia Europa 2020, a União da Inovação e o Espaço Europeu de Investigação:  Respondendo à crise económica para investir na criação de empregos e aumentar o crescimento  Dirigindo-se às preocupações das pessoas sobre os seus meios de subsistência, saúde, envelhecimento, segurança, e ambiente.  Reforçando a posição global da UE em investigação, inovação e tecnologia Vasco Teixeira
  • 20. Horizonte 2020 www.ec.europa.eu /research/horizon2020 Estrutura e objetivos do Horizonte 2020 Prioridades da Estratégia Europa 2020 86 198 milhões de eurosCooperação internacional Espaço Europeu de Objetivos e princípios partilhados Investigação (ERA) Desafios Societais Liderança Industrial Saúde, alterações demográficas e bem-estar 8 033 M€ Liderança em tecnologias facilitadoras e industriais Segurança alimentar, agricultura sustentável, (LEIT) 13 781 M€ investigação marinha e marítima e bio-economia TIC 4 152 M€ Energia segura, não poluente e eficiente 5782M€ Nanotecnologias, materiais, biotecnologia, fabrico e transformação avançados Transportes inteligentes, ecológicos e integrados Espaço 6 802 M€ Acesso ao financiamento de risco 3 538 M€ Ação climática, eficiência na utilização dos recursos e matérias primas 3 160 M€ Inovação nas PMEs 619 M€ complementado Sociedades inclusivas, inovadoras e seguras por 6829 M€ (expect. 5% Desafios Societais) 3 819M€ EIT e JRC 800 M€ , 1 962 M€ Excelência científica Conselho Europeu de Investigação (ERC) 13 268 M€Acesso Simplificado Tecnologias Futuras e Emergentes (FET) 3 100 Meuro€ Coerência com outras Ações Marie Curie (formação e desenvolvimento de carreira) 5 572 M€ ações da UE e dos Infraestruturas de investigação 2 478 M€ Estados-Membros Conjunto único de regras de participação Vasco Teixeira
  • 21. PME’s no Horizonte 2020As PME terão oportunidade de participar nos três pilares, especialmente em: -FET(Future and Emerging Technologies) -Ações Marie Curie -Liderança nas Tecnologias Industriais -Acesso a Financiamento de risco -Inovação para PME (Eurostars2, Apoio orientado para o mercado, Promoção da capacidade de inovação nas PME) -Desafios Societais•Percentagem de 20% do orçamento da Liderança Industrial e dos DesafiosSocietais deverá ser atribuído a empresas.•Novo instrumento para as PME (SBIR); permite a uma única PME candidatar-se a financiamento; o esquema Investigação em Benefício das PME desaparece•Grandes projetos ou projetos mais próximos do mercado a seremfinanciados com financiamento complementar dos fundos estruturais Vasco Teixeira
  • 22. Programa para a Competitividade das Empresas e das PME - COSMETem como objetivos principais promover uma cultura empreendedoraque vise a criação de empresas, facilitar o acesso ao financiamento,criando em simultâneo um ambiente favorável à criação e crescimento dasPME, garantir um reforço e uma sustentabilidade da competitividadedas empresas na U.E., associando criação de emprego.O Programa COSME visa:• Empreendedores, em especial as PME, que irão beneficiar de um acessofacilitado a financiamentos para as suas empresas;• Cidadãos que procuram o auto-emprego e encontram dificuldades em criaras suas próprias empresas;• As diferentes autoridades dos Estados Membros da U.E., a quem serágarantido um melhor apoio nos seus esforços de elaboração eimplementação de reformas políticas; Vasco Teixeira
  • 23. Ligações com o programa COSMEHorizonte 2020 e COSME são programas complementares para ocrescimento económico e criação de empregoFocus diferenciado:• Horizonte 2020 = crescimento pela inovação• COSME = suporte à criação de um ambiente favorável aosnegócios e a competitividadeCoordenação próxima, p.ex:• Instrumentos financeiros integrados em ambos os programasservindo objetivos complementares• Enterprise Europe Network no COSME, mas comapoio às PMEs para obtenção de fundos EU Vasco Teixeira
  • 24. Considerações finais-Investigação e inovação são essenciais na internacionalização das PME s-Importância dos instrumentos europeus de apoio à mobilidade deinvestigadores e os PQ para a Ciência e Tecnologia, refletindo a crescenteimportância que a U.E. tem atribuído à produção científica e à inovação.-A Estratégia Crescimento inteligente: desenvolver uma economia baseadano conhecimento e na inovação-A educação para o desenvolvimento sustentável tem um importantecontributo a dar para o êxito da implementação tanto da estratégia da UE para odesenvolvimento sustentável como da nova Estratégia Europa 2020-O Programa-Quadro 2020 oferece novas e numerosas oportunidades para ainvestigação e desenvolvimento na Europa que vão apoiar e acelerar atransformação tecnológica e a recuperação económica da Europa-As prioridades da estratégia Europa2020 e da sua iniciativa União daInovação são referenciais para o desenvolvimento da política de inovação emPortugal para os próximos anos. Vasco Teixeira
  • 25. Considerações finais“Para construirmos um futuro sustentável, devemos, no entanto,ultrapassar uma mera visão de curto prazo. A Europa tem deregressar ao bom caminho e manter o rumo. É este justamente oobjectivo da estratégia Europa 2020: criar mais emprego eassegurar melhores condições de vida. Esta estratégiademonstra a capacidade da Europa para gerar um crescimentointeligente, sustentável e inclusivo, para encontrar os meios paracriar novos postos de trabalho e para propor um rumo claro àsnossas sociedades...…O nosso êxito dependerá de um verdadeiro empenhamento porparte dos líderes europeus e das instituições europeias……Temos ao nosso dispor os novos instrumentos ao serviço de umanova ambição. Chegou o momento de passarmos à acção” José Manuel Barroso Vasco Teixeira