Apresentacao oa campinas_oeste

465 views
408 views

Published on

Published in: Education, Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
465
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
9
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentacao oa campinas_oeste

  1. 1. NOVAS TECNOLOGIAS MEDIANDO PROCESSOS DE FORMAÇÃO <ul><li>Algumas questões associadas à adoção de novas tecnologias </li></ul><ul><li>Resistência? </li></ul><ul><li>Qualidade? </li></ul><ul><li>Mais trabalho? </li></ul><ul><li>Transformação? </li></ul><ul><li>Nossa vida pode melhorar? </li></ul>
  2. 2. Resistência? <ul><li>Professores têm papel central na introdução de qq inovação, inclusive de novas tecnologias (Parr, 1999) </li></ul><ul><li>A resist ência pode causar um impacto muito indesejável </li></ul><ul><li>Causas: </li></ul><ul><ul><li>Tecnologia como uma grande ameaça </li></ul></ul><ul><ul><li>Tecnofobia e o fosso entre as gerações </li></ul></ul><ul><ul><li>Tecnologia, estruturas flexíveis e insegurança </li></ul></ul><ul><ul><li>Falta de confiança na qualidade da educação mediada por tecnologia </li></ul></ul>
  3. 3. Ainda a resistência... <ul><li>Personalidade , experiências prévias e grau de tolerância à mudança e ao risco </li></ul>Vou esperar que essa moda passe... Bem, não custa tentar... Computador? Não vivo mais sem ele...
  4. 4. Qualidade? <ul><li>heranças da ead do passado </li></ul><ul><li>qualidade institucional depende de fluxos de informação entre fronteiras de disciplinas e professores </li></ul><ul><li>qualidade melhora em ciclos </li></ul><ul><li>qualidade exige diálogos que conduzam à aprendizagem </li></ul><ul><li>novas tecnologias e o desenvolvimento da qualidade: </li></ul><ul><ul><li>dão ao aluno mais autonomia e independência </li></ul></ul><ul><ul><li>exigem mais reflexão de professores </li></ul></ul><ul><ul><li>exigem maior flexibilidade do professor </li></ul></ul><ul><ul><li>exigem mais planejamento </li></ul></ul><ul><ul><li>pedem mais interação e construção conjunta </li></ul></ul>
  5. 5. Mais trabalho? <ul><li>trabalho conhecido e trabalho novo </li></ul><ul><li>adaptação a modos diferentes de trabalhar </li></ul><ul><li>trabalho, tempo e espaço </li></ul><ul><li>o trabalho em rede </li></ul><ul><li>o trabalho mediado </li></ul><ul><li>o trabalho plurifuncional </li></ul><ul><li> </li></ul>
  6. 6. O QUE É O L EARNING S PACE? Programa que permite gerar ambientes de aprendizagem a distância
  7. 7. <ul><li>Tipos de atividades com feedback automático: </li></ul><ul><ul><li>Transporte de objetos e ou palavras </li></ul></ul><ul><ul><li>Preenchimento de campos </li></ul></ul><ul><ul><li>Correspondência de colunas </li></ul></ul><ul><ul><li>Múltipla Escolha </li></ul></ul>
  8. 8. F UNCIONALIDADES E R ECURSOS DO LEARNING SPACE
  9. 9. <ul><li>Aluno pode acompanhar o andamento do seu trabalho </li></ul><ul><li>Aluno pode colaborar em um trabalho em grupo </li></ul><ul><li>Aluno pode interagir com o professor </li></ul>
  10. 10. “ O ensino, com outras áreas, portanto, é sempre, e ao mesmo tempo, definição dos fins e busca dos meios”. Philippe Perrenoud
  11. 11. “ O uso de multimídia como facilitadora da aprendizagem é condicionado por diversos contextos dinâmicos, incluindo nosso constantemente ampliado entendimento sobre fatores cognitivos e suas conseqüências sobre a aprendizagem e as mudanças nos ambientes escolares indo de infra-estrutura e recursos ao desenvolvimento de professores”. Walter Spinelli Texto: Os Objetos Virtuais de Aprendizagem: Ação, Criação e Conhecimento  
  12. 12. Flexibilidade é uma característica chave em conteúdo multimídia, e precisa ser constantemente e efetivamente perseguida e mantida em nossos esforços de desenvolvimento. Os contextos cognitivo, instrucional e tecnológico podem ser balanceados de forma a atingir objetivos estratégicos dentro dos sistemas educacionais. As ciências cognitivas em particular podem guiar e dar forma à inovação no desenvolvimento de ambientes de aprendizagem, recursos multimídia e práticas de ensino e aprendizagem. César Nunes Texto: Desenvolvimento de materiais multimídia e seu uso no contexto educacional
  13. 13. Dessa forma, um objeto virtual de aprendizagem pode tanto contemplar um único conceito quanto englobar todo o corpo de uma teoria. Pode ainda compor um percurso didático, envolvendo um conjunto de atividades, focalizando apenas determinado aspecto do conteúdo envolvido, ou formando, com exclusividade, a metodologia adotada para determinado trabalho.
  14. 14. Projeto RIVED – Rede Internacional Virtual de Educação Desenvolve material eletrônico de ensino para as diversas disciplinas do currículo da Educação Média. Dessa forma, aceita-se a opção da maioria das escolas por currículos disciplinares. No entanto, o foco nos Objetos de Aprendizagem não inviabiliza seu potencial de utilização em abordagens não-disciplinares, pois os OAs são eminentemente destinados ao reuso. A natureza do conhecimento e a organização curricular Prof. Dr. Maurício Pietrocola Faculdade de Educação – USP
  15. 15. Rede Interativa Virtual de Educação Objetos de Aprendizagem (OA) do RIVED no contexto escolar
  16. 16. O que são Objetos de Aprendizagem? <ul><li>Atividades interativas virtuais que permitem a experimentação de fenômenos físicos, químicos e outros por meio da simulação e animação, apresentando uma seqüência de atividades multimídia interativas acompanhadas de guias do professor . </li></ul>
  17. 17. Objetivos do RIVED <ul><li>Produzir Conteúdos Pedagógicos Digitais; </li></ul><ul><li>Disponibilizar gratuitamente os conteúdos produzidos na forma de OA para professores e alunos; </li></ul><ul><li>Estimular o uso das ferramentas computadorizadas no contexto escolar; </li></ul><ul><li>Melhorar a aprendizagem das disciplinas da educação básica e a formação cidadã dos educandos; </li></ul>
  18. 18. Histórico do RIVED <ul><li>1997 - Criação do RIVED - Parceria Brasil-EUA - desenvolvimento da tecnologia para uso pedagógico; </li></ul><ul><li>1999 - parceria entre Secretaria de Ensino Médio e Tecnológica (hoje SEB) e a Secretaria de Educação a Distância (SEED). Brasil, Peru e Venezuela; </li></ul><ul><li>2003 - Criação e Produção de 120 objetos de Biologia, Química, Física e Matemática para o Ensino Médio; </li></ul>
  19. 19. 2004 - a SEED transferiu o processo de produção de objetos de aprendizagem para as Universidades, cuja ação recebeu o nome de Fábrica Virtual , abrangendo as outras áreas do conhecimento e para o Ensino fundamental, profissionalizante e necessidade especiais; 2006 - Capacitação de profissionais dos NTEs do País para atuarem como multiplicadores do uso dos OA produzidos pelo RIVED.
  20. 20. Quais Conteúdos estão disponíveis?
  21. 21. <ul><li>As atividades combinam elementos de motivação para engajar os alunos em questões de importância para a sociedade, propiciando uma compreensão mais ampla deles mesmos e de seu ambiente. </li></ul>
  22. 22. <ul><li>Os conteúdos virtuais permitem que alunos e professores possam explorar fenômenos e conceitos muitas vezes inviáveis ou inexistentes nas escolas por questões econômicas e de segurança. </li></ul>
  23. 23. Quais as disciplinas envolvidas? <ul><li>Ensino Fundamental </li></ul><ul><li>Ciências </li></ul><ul><li>Matemática </li></ul>Ensino Médio e Profissional Biologia Física Matemática Química
  24. 24. Exemplo de conteúdos de OA em Matemática: <ul><li>Geometria, Geometria Plana e Espacial </li></ul><ul><li>Álgebra, Geometria analítica, Medidas, Probabilidade </li></ul><ul><li>Funções do 1 º e 2 º graus, gráficos </li></ul><ul><li>Estatísiticas, PA, </li></ul><ul><li>Álgebra </li></ul><ul><li>Escalas, Trigonometria </li></ul><ul><li>História da matemática </li></ul><ul><li>Escalas geométricas </li></ul>
  25. 25. Exemplo de conteúdos de OA em Física: <ul><li>Mecânica, Movimento </li></ul><ul><li>Energia, </li></ul><ul><li>Força </li></ul><ul><li>Física Moderna </li></ul><ul><li>Eletricidade </li></ul><ul><li>Vetores </li></ul><ul><li>Equilíbrio Estático, </li></ul><ul><li>Cinemática </li></ul><ul><li>Velocidade </li></ul><ul><li>Vetores </li></ul><ul><li>Equilíbrio estático </li></ul>
  26. 26. Exemplo de conteúdos de OA em Química: <ul><li>Ligações química </li></ul><ul><li>Química orgânica </li></ul><ul><li>Química dos alimentos </li></ul><ul><li>Velocidade das reações </li></ul><ul><li>Atomística </li></ul><ul><li>Soluções </li></ul><ul><li>Tabela periódica </li></ul><ul><li>Radioatividade </li></ul><ul><li>Óxidos e chuva ácida </li></ul>
  27. 27. Exemplo de conteúdos de OA em Ciências/Biologia: <ul><li>Saúde, genética, sexualidade </li></ul><ul><li>Probabilidade </li></ul><ul><li>Biodiversidade, evolução, população, seres v ivos </li></ul><ul><li>Anatomia </li></ul><ul><li>Biologia geral </li></ul><ul><li>Ética e filosofia </li></ul><ul><li>Ciclo menstrual </li></ul><ul><li>Método da tabelinha </li></ul><ul><li>Fisiologia, microbiologia, zoologia </li></ul><ul><li>Ecologia </li></ul><ul><li>Higiene e saúde </li></ul>
  28. 28. Vamos navegar???
  29. 29. http://rived.proinfo.mec.gov.br
  30. 30. Aqui você encontra informações importantes sobre a navegação
  31. 31. No RIVED você encontra: <ul><li>Seqüência de atividades multimídia interativas; Simulações e animações </li></ul><ul><li>Guias do professor </li></ul><ul><li>(contendo objetivos,pré-requisitos,tempo previsto,avaliação, entre outros) </li></ul>Clique nos links abaixo para saber mais
  32. 32. Digite aqui a área de seu interesse, e clique em pesquisar
  33. 33. Ensinar é um exercício de imortalidade. De alguma forma continuamos a viver naqueles cujos olhos aprenderam a ver o mundo pela magia da nossa palavra. O professor, assim, não morre jamais. Rubem Alves

×