Your SlideShare is downloading. ×
AP Plano de Investigação
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

AP Plano de Investigação

1,426
views

Published on

Move-on: O apoio à criação de User Generated Content …

Move-on: O apoio à criação de User Generated Content
audiovisual para Instituições de Ensino Superior


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,426
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
27
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Move-on: O apoio à criação de User Generated Content audiovisual para Instituições de Ensino Superior Plano de Investigação Universidade de Aveiro | Deca | MCMM | Teresa Oliveira | 45028 Orientador: Doutor Rui Raposo 2009/2010
  • 2. Resumo Plano de Investigação | Teresa Oliveira INTRODUÇÃO - Resumo - Problema de Investigação - Finalidades e Objectivos - Enquadramento Teórico - Metodologia - Plano de Contingência - Cronograma - Resultados Esperados - Bibliografia
  • 3. Resumo Plano de Investigação | Teresa Oliveira RESUMO web 2.0 Finalidade - reunir e sistematizar um conjunto de boas praticas para a criação de user generated content (UGC) audiovisual para a autopromoção de Instituições de Ensino Superior (IES) Metodologia - revisão bibliográfica; estudo comparativo; realização de entrevistas a especialistas Contexto - comunidade Movinter palavras-chave IES
  • 4. Resumo Plano de Investigação | Teresa Oliveira PROBLEMA DE INVESTIGAÇÃO Vídeo online - grande desenvolvimento = visualização + criação (UGC) Promoção de marcas - novas possibilidades e oportunidades de divulgação no meio online - produção audiovisual pensada também para o meio online Web - controlo estatístico de visualizações e votações - recomendações e partilha por parte dos utilizadores - criação de conteúdos pelos utilizadores alusivos às marcas - divulgação da marca em comunidades online, blogs, fóruns - social media - crescimento do investimento de entidades no vídeo online - crescimento de serviços dedicados à criação de vídeo institucional online - surgimento pro-am, prosumer, prouser - produtor vs. consumidor; profissional vs. amador
  • 5. Resumo Plano de Investigação | Teresa Oliveira QUESTÃO DE INVESTIGAÇÃO As IES na criação de produtos audiovisuais sem apoio profissional ou especializado disponível, podem encontrar no UGC a solução para necessidades promocionais imediatas. Questões de Investigação: - Como deve uma Instituição de Ensino Superior criar o seu vídeo promocional para a web ? - Que processo poderá ser seguido por uma IES com vista à criação de conteúdo audiovisual promocional para a web ?
  • 6. Resumo Plano de Investigação | Teresa Oliveira FINALIDADES E OBJECTIVOS Finalidade - elaboração de proposta de um manual de boas práticas que possam ser utilizadas por membros institucionais da comunidade Movinter para a criação de UGC audiovisual para promover as IES de que fazem parte
  • 7. Resumo Plano de Investigação | Teresa Oliveira FINALIDADES E OBJECTIVOS Objectivos - construção de um enquadramento teórico através do levantamento bibliográfico sobre: produção vídeo institucional, vídeo online, comunicação audiovisual, UGC e Web 2.0 - caracterização uso do vídeo por IES como instrumento de comunicação e promoção na web através de um estudo comparativo dos vídeos oficiais online de algumas das melhores universidades a nível mundial, europeu e nacional - levantamento de boas práticas, a nível de comunicação audiovisual aplicada à promoção de IES na web, através da realização de entrevistas a especialistas na área do vídeo institucional, do vídeo online e da promoção audiovisual de IES - elaboração de uma sugestão de um conjunto de boas práticas dirigido às IES para a criação de UGC audiovisual para a sua autopromoção
  • 8. Resumo Plano de Investigação | Teresa Oliveira ENQUADRAMENTO TEÓRICO VÍDEO INSTITUCIONAL - documentário + promocional (Rosenthal, 2007) - construção da Imagem Corporativa (Batista & Tavares, 2009) - comunicação da visão, valores e competências de uma empresa ou instituição (Clifford, 2007) - importância do discurso gráfico e seus elementos (Batista & Tavares, 2009) (Las-Casas, 2006) - aspectos de produção (Rosenthal, 2007) - técnicas e estéticas cinematográficas: - impacto psicológico do audiovisual no espectador na produção de significados (Ribeiro, 2008) - estética cinematográfica televisiva (Rossini, 2008) + cinema verité (Clifford, 2007) - escolha de planos (Campbell, 2002) (Mascelli, 1998) (Hedgecoe, 1992) - narrativa publicitária - elementos do anúncio publicitário (Ribeiro, 2008) - vídeos persuasivos (Allen, 2009) (Clifford, 2007)
  • 9. Resumo Plano de Investigação | Teresa Oliveira ENQUADRAMENTO TEÓRICO VÍDEO PARA A INTERNET - Web 2.0 - segunda geração de serviços online (O‘Reilly, 2005) - microcontent, social media, findability, social bookmarking e content tagging (Alexander & Levine, 2008) (Lomas, 2005) - comunidades online (Guo, Tan, Chen, Zhang, & Zhao, 2009) (Bruns, 2007) e possibilidades de divulgação de vídeos online (Bourne & Burstein, 2009) - serviços de partilha de vídeo online - YouTube (Lastufka, 2009) - estatísticas e tendências (comScore, 2009) (Nielsen, 2009) - UGC (Krishnamurthy & Dou, 2008) e cultura popular participativa (Jenkins , 2006) - apoio online à criação de UGC audiovisual - copyright e fair use no UGC (Aufderheide & Jaszi, 2008)
  • 10. Resumo Plano de Investigação | Teresa Oliveira ENQUADRAMENTO TEÓRICO VÍDEO INSTITUCIONAL PARA INTERNET TV vs. WEB - aplicação das regras de TV na produção de vídeo para a web (Lastufka & Dean, 2009) - cuidados a ter na criação de vídeo para a web (Kelsey & Feeley, 2000) - factores de sucesso no processo de produção de vídeo para a web (Bourne & Burstein, 2009)
  • 11. Resumo Plano de Investigação | Teresa Oliveira METODOLOGIA Modelo de Análise (I) CONCEITOS DIMENSÕES COMPONENTES INDICADORES INSTRUMENTOS DE RECOLHA DE DADOS
  • 12. Resumo Plano de Investigação | Teresa Oliveira METODOLOGIA Modelo de Análise (II) CONCEITOS DIMENSÕES COMPONENTES INDICADORES INSTRUMENTOS DE RECOLHA DE DADOS
  • 13. Resumo Plano de Investigação | Teresa Oliveira METODOLOGIA Modelo de Análise (III) CONCEITOS DIMENSÕES COMPONENTES INDICADORES INSTRUMENTOS DE RECOLHA DE DADOS * D isponível para consulta no blog
  • 14. Resumo Plano de Investigação | Teresa Oliveira METODOLOGIA Hipóteses 1- as IES devem ter em conta as características e limitações do vídeo online, nas diferentes fases do processo de produção, na criação do seu vídeo promocional para a web 2 - as IES devem ter em conta as regras e técnicas de produção para TV na criação do seu vídeo promocional para a web 3 - as IES devem ter em conta a importância da comunicação audiovisual na produção do vídeo com o intuito de promover eficazmente uma imagem corporativa 4 - as IES devem ter em conta as possibilidades de promoção associadas actualmente ao vídeo online
  • 15. Resumo Plano de Investigação | Teresa Oliveira METODOLOGIA Revisão Bibliográfica - vídeo institucional - técnicas de comunicação e produção audiovisual - vídeo na Internet - panorama envolvente de oportunidade de promoção e participação pelo utilizador - vídeo institucional na Internet - diferenças na produção TV vs Web Estudo Comparativo - análise e comparação dos vídeos das melhores universidades presentes na web - detectar características estruturais e comunicacionais dominantes - Instrumento de recolha de dados: guião de observação Entrevistas - aplicadas a especialistas nas áreas de vídeo institucional, vídeo online e promoção audiovisual de IES - complementar a informação da revisão bibliográfica - Instrumento de recolha de dados: guião de entrevista
  • 16. Resumo Plano de Investigação | Teresa Oliveira PLANO DE CONTINGÊNCIA Estudo Comparativo É esperado analisar uma amostra de quinze universidades, no contexto das melhores universidades a nível mundial, europeu e português, que possuam vídeos institucionais disponíveis online No caso das primeiras universidades não possuírem vídeos institucionais: - descer no ranking até encontrar a mesma quantidade para perfazer uma amostra Entrevistas É esperado entrevistar três especialistas nas respectivas três áreas: vídeo institucional, vídeo online e promoção audiovisual de IES, em função da sua credibilidade e experiência No caso de indisponibilidade dos especialistas/obtenção de informação pouco relevante: - prevêr mais duas alternativas em cada uma das áreas - prevêr mais tempo no cronograma que o esperado para a realização desta tarefa
  • 17. Resumo Plano de Investigação | Teresa Oliveira CRONOGRAMA * D isponível para consulta no blog
  • 18. Resumo Plano de Investigação | Teresa Oliveira RESULTADOS ESPERADOS - elaborar enquadramento teórico sustentado e completo sobre a problemática de investigação - obter resultados que caracterizem a realidade da problemática de investigação - identificar e sistematizar os aspectos relevantes necessários à elaboração de um vídeo promocional de IES para a web - contribuir com a sugestão de um conjunto de boas práticas adequadas à realidade actual e com linhas de acção simples e úteis para as IES produzirem o seu conteúdo audiovisual promocional para a web
  • 19. Resumo Plano de Investigação | Teresa Oliveira BIBLIOGRAFIA Alexander, B., & Levine, A. (2008). Web 2.0 Storytelling: Emergence of a New Genre. EDUCAUSE Review, 43 . Retrieved from http://www.uh.cu/static/documents/RDA/Web%202.0%20Storytelling%20c.pdf Allen, E. (2009a). Nike Next Level- Why is this Video Persuasive, or Not? Retrieved 2 de Janeiro, 2010, from http://persuasivevideo.com/nike-next-level-why-is-this-video-persuasiv e-or-not/ Allen, E. (2009b, Dezembro). Why Online Video Matters For Advertisin g. Persuasive Video Retrieved 5 de Janeiro, 2010, from http://persuasivevideo.com/why-online-video-matters-advertising/ Aufderheide, P., & Jaszi, P. (2008). Recut, Reframe, Recycle: Quoting Copyrighted M aterial in User-Generated Video : Center for Social Media. Batis ta, F. R. B., & Tavares, F. (2009). Publicidade, Propaganda e Planejamento Gráfico: Fatores Estratégicos na Construção de uma Imagem Institucional Positiva, no Vestibular 2008 da Faculdade R.Sá (Picos-Pi) . Paper presented at the XI Congresso de Ciências da Comunicação na Região Nordeste. Bourne, J., & Burstein, D. (2009). Web Video: Making It Great, Getting It Noticed . Berkeley: Peachpit Press. Bruns, A. (2007). Produsage: Towards a Broader Framework for User-Led Content Creation. Creativity & Cognition . Clifford, T. (2007). Bring Your Brand to Life Retrieved 29 de Outubro de 2009, from http://changethis.com/37.05.BringBrand Campbell, D. (2002). Technical film and TV for nontechnical people . Nova Iorque: Allworth Press.
  • 20. Resumo Plano de Investigação | Teresa Oliveira BIBLIOGRAFIA comScore (2009a). Portuguese Internet Audience Grows to Nearly 4 Million Users in September 2009. ComScore Retrieved 27 de Novembro de 2009, from http://www.comscore.com/Press_Events/Press_Releases/2009/11/Portuguese_Internet_Audience_Grows_to_Nearly_4_Million_Users_in_September_2009 comScore (2009b). YouTube Surpasses 100 Million U.S. Viewers for the First Time Retrieved 27 de Novembro de 2009, from http://www.comscore.com/Press_Events/Press_Releases/2009/3/YouTube_Surpasses_100_Million_US_Viewers Guo, L., Tan, E., Chen, S., Zhang, X. , & Zhao, Y. E. (2009). Analyzing patterns of user content generation in online social networks. Pa per presented at the KDD '09: Proceedings of the 15th ACM SIGKDD international conference on Knowledge discovery and data mining, Paris. Hedgecoe, J. (1992). Grande Manual do Vídeo : Dinalivro. Jenkins, H. (2003, 6 de Junho). Convergence Is Reality. Technology Review Retrieved 15 de Janeiro, 2010, from http://www.technologyreview.com/biomedicine/13223/page2/ Krishnamurthy, S., & Dou, W. (2008). Advertising with User-Generated Content: A Framework and Research Agenda. Journal of Interactive Advertising, vol. 8, No 2 . Las-Casas, L. F. (2006). Interferências Gráficas no Cinema . Paper present ed at the 7º Congresso Brasileiro de Pesquisa em Design. Lastufka, A., & Dean, M. W. (2009). YouTube: An Insider's Guide to Climbing the Charts . Sebastopol CA: O'Reilly Media.
  • 21. Resumo Plano de Investigação | Teresa Oliveira BIBLIOGRAFIA Lomas, C. P. (2005). 7 Things You Should Know About Social Bookmarking : EDUCAUSE Learning Initiative. Mascelli, J. V. (1998). The Five C's of Cinematography: Motion Picture Filming Techniques (1ª ed.). Los Angeles: Silman-James Press. Nielsen (2009a, 15 de Dezembro). Big Screen, Smart Screen, Small Screen Retrieved 9 de Janeiro, 2010, from http://blog.nielsen.com/nielsenwire/online_mobile/big-screen-smart-screen-small-screen Nielsen (2009b). The Global Online Media Landscape : The Nielsen Company. Nielsen (2009c, 19 Novembro). Viewing of Online Video Streams Up 26% in October Retrieved 9 de Janeiro de 2010, 2010, from http://blog.nielsen.com/nielsenwire/online_mobile/viewing-of-online-video-streams-up-2 6-in-october/ O'Reilly, T. (2005). What Is Web 2.0: Design Patterns and Business Models for the Ne xt Generation of Software Retrieved 2 de Janeiro de 2010, 2010, from http://www.oreillynet.com/pub/a/oreilly/tim/news/2005/09/30/what-is-web-20.html Ribeiro, A. M. C. (2008). A Narrativa Audiovisual: O Cinema e o Filme Publicitário. Universidade do Min ho, Braga. Rosenthal, A. (2007). Writing, Directing, and Producing Documentary Films and Videos (4 ed.): Southern Illinois University Rossini, M. d. S. (2008). Convergência tecnológica: cruzamentos entre cinema e televisão. ANIMUS: Revista Interamericana de Comunicação Midiática, vol. 13 .
  • 22. FIM Obrigada. Move-on: O apoio à criação de User Generated Content audiovisual para Instituições de Ensino Superior Plano de Investigação Universidade de Aveiro | Deca | MCMM | Teresa Oliveira | 45028 Orientador: Doutor Rui Raposo 2009/2010 http://tcoliveira.blogs.ua.sapo.pt/

×