App sobre currículo (2) com modificações

1,653 views
1,388 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,653
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
61
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

App sobre currículo (2) com modificações

  1. 1. Práticas curriculares Caroline Barbosa Emanuela Grimaldi Mariana Freitas Tasciano Santa Izabel Vivían Silva Universidade Estadual da Bahia – Pólo Santo Estevão Especialização em Educação a Distância Currículo e EAD
  2. 3. Currículo “ O mais antigo e persistente significado que se associa a currículo é o de matérias, geralmente organizadas como disciplinas escolares que foram escolhidas para serem ensinadas a alguém. Frequentemente tanto para educadores como leigos, o currículo é, ainda, equivalente ao conteúdo dos livros de texto usados pelos professores nas suas aulas...”. (Lewis e Miel, 1978) Conjunto de matérias ou disciplinas que seriam desenvolvidas Visão tradicional de currículo
  3. 4. Atualmente, o currículo deve ser pensado com base em uma perspectiva mais holística e construtiva da aprendizagem: O currículo deve estar diretamente relacionado às intenções e metas da proposta educativa, englobando valores, atitudes e procedimentos.
  4. 5. Currículo “ O currículo é o lugar onde os princípios gerais devem ser explicitados e sintetizados em objetivos que orientam a ação educativa: que tipo de pessoa e de sociedade se deseja formar” (BRASIL, 2001).
  5. 7. <ul><li>Competências: deve originar de situações do cotidiano e ações concretas para, a partir daí, desencadear a construção do conhecimento </li></ul><ul><li>Habilidades: traduzem-se nas ferramentas através das quais os conhecimentos serão construídos e mobilizados. </li></ul><ul><li>Conteúdos: dão suporte para o desenvolvimento das habilidades e das competências </li></ul>
  6. 8. O currículo tradicional
  7. 12. Um exemplo de um currículo tradicional <ul><li>ENSINO MÉDIO </li></ul><ul><li>Formação Geral </li></ul><ul><li>Disciplina: Biologia </li></ul><ul><li>Série - 1ª </li></ul><ul><li>Ementa </li></ul><ul><li>Introdução à Biologia; Caracterização geral dos Seres Vivos; A hierarquia da vida; Perguntando e respondendo “como” e “por que” em ciência; Senso comum e ciência; Método Científico; Origem da Vida na Terra; A origem da vida na visão da Ciência; Hipóteses sobre a origem da vida; A célula: A unidade básica da vida; As células mostram dois padrões organizacionais; Composição Química das Células –Macromoléculas: sua química e biologia; Membrana Celular; Citoplasma; Energia,Enzimas e Metabolismo – Bioenergética; Informação e Hereditariedade; O DNA e seu papel na hereditariedade; Sistemas de Reprodução Celular </li></ul>
  8. 13. <ul><li>ENSINO MÉDIO </li></ul><ul><li>Formação Geral </li></ul><ul><li>Disciplina: Biologia </li></ul><ul><li>Série - 2ª </li></ul><ul><li>Ementa </li></ul><ul><li>Biodiversidade; Classificação dos seres vivos; Árvores Filogenéticas; Domínios Procarióticos: Bactéria e Archaea; Os Protistas e surgimento dos Eucariontes; Reino Fungi; Reino Plantae; Reino animallia; Sistema Digestório; Sistema Respiratório;Sistema Circulatório; Sistema Urinário; Sistema Endócrino; Sistema Genital; Sistema Nervoso. </li></ul>
  9. 14. <ul><li>ENSINO MÉDIO </li></ul><ul><li>Formação Geral </li></ul><ul><li>Disciplina: Biologia </li></ul><ul><li>Série - 3ª </li></ul><ul><li>Citologia (revisão); O Núcleo celular; Herança Biológica; Genética; Primeira lei de Mendel; Segunda Lei de Mendel; Grupos Sanguíneos; Sistema ABO; Fator Rh; Sistema MN; Pleiotropia, Interações Gênicas; Herança Quantitativa; Herança do Sexo; Determinação Genética do Sexo; Cromossomos Sexuais; Anomalias relacionadas aos cromossomos; Aberrações ou mutações cromossômicas; Genes localizados nos cromossomos sexuais; Herança ligada ao sexo; Herança restrita ao sexo; Outros mecanismos de herança relacionada ao sexo; Biotecnologia e Engenharia Genética; Evolução Biológica; Ecologia; Biogeografia; Biologia da Conservação; Poluição Ambiental. </li></ul>
  10. 15. &quot; Seria possível substituir a rigidez das ordens das coisas no tempo pela flexibilidade na criação do ambiente educativo desafiador e convidativo?” Sampaio e Marin – Currículo e Tempo
  11. 16. <ul><li>Transmissão de conhecimentos parcelados em disciplinas; </li></ul><ul><li>Estudo isolado dos problemas e processos concretos do contexto social em que se dão; </li></ul><ul><li>Aprendizagem por acumulação de informações obtidas em livros ou processadas por outros. </li></ul><ul><li>Ciência </li></ul><ul><li>Ensino (Informação) </li></ul><ul><li>Aplicação </li></ul>
  12. 17. Teoria pós-crítica e o exemplo de um currículo de EJA (Educação para Jovens e Adultos Trabalhadores)
  13. 18. O que é EJA? <ul><li>Entende-se por Educação de Jovens e Adultos a modalidade integrante da educação básica destinada ao atendimento de alunos que não tiveram, na idade própria, acesso ou continuidade de estudo no ensino fundamental e médio. </li></ul>
  14. 19. <ul><li>A educação de jovens e adultos requer do educador conhecimentos específicos no que diz respeito ao conteúdo, metodologia, avaliação, atendimento, entre outros, para trabalhar com essa clientela heterogênea e tão diversificada culturalmente(Arbache, 2001, p. 19). </li></ul>
  15. 20. “ A Teoria Pós- crítica (teoria presente na proposta curricular analisada) tem como base a construção de um currículo vinculado ao conhecimento, identidade, poder, etnia, sexualidade, gênero, subjetividade e multiculturalismo.” (FERREIRA, 2009).
  16. 21. O EJA para trabalhadores Assenta-se numa concepção de educação que tem como ponto de partida os saberes e as experiências dos sujeitos jovens e adultos, sendo esses, referências significativas e eixos estruturantes para o desenvolvimento de práticas pedagógicas comprometidas com a formação humanizadora e cidadã.
  17. 22. <ul><li>A formação dos trabalhadores defendida nesse currículo deve proporcionar aos jovens e adultos o conhecimento necessário ao exercício pleno da vida cidadã, de modo que tais sujeitos possam inserir-se no mundo produtivo, com formação mais abrangente e integral. </li></ul>
  18. 23. Parâmetros adotados para a construção do currículo: <ul><li>Conhecimento prévio de cada aluno, como referência para a construção de novos conhecimentos, enfocando o estudo das culturas locais para perspectivas globalizantes, a partir das situações vivenciadas por cada grupo, no seu entorno; </li></ul><ul><li>Tematização da prática trabalho envolvendo eixos temáticos como preconiza o PCN. </li></ul>
  19. 24. A proposta desse currículo envolve: <ul><li>Domínio da linguagem; </li></ul><ul><li>Compreensão de fenômenos; </li></ul><ul><li>Enfrentamento e resolução de problemas; </li></ul><ul><li>Capacidade de argumentação; </li></ul><ul><li>Elaboração de propostas; </li></ul><ul><li>Capacidade de trabalhar em grupos de maneira eficiente. </li></ul>
  20. 25. Princípios norteadores da prática educativa <ul><li>Respeito ao conhecimento prévio do aluno; </li></ul><ul><li>Aprendizagem colaborativa; </li></ul><ul><li>Contextualização de situações de aprendizagem; </li></ul><ul><li>Atribuição de funcionalidade aos conteúdos trabalhados proporcionando integração entre o conhecimento formal e o cotidiano; </li></ul><ul><li>Professor como mediador de aprendizagem; </li></ul><ul><li>Respeito ao ritmo do aluno, incentivando e valorizando a necessidade de avançar no seu processo de aprendizagem; </li></ul><ul><li>Alfabetização na perspectiva do letramento. </li></ul>
  21. 26. Parte da matriz curricular...
  22. 31. <ul><li>Apresentar clipe de Pink e Floyd – Another Brick the wall.  para finalizar </li></ul>
  23. 32. Referências ARBACHE, Ana Paula Bastos. A formação do educador de pessoas jovens e adultas numa perspectiva multicultural crítica. Dissertação de Mestrado. Rio de Janeiro. Papel Virtual Editora, 2001. BRASIL, Ministério da Educação. Secretária de Educação Fundamental. Educação de Jovens e Adultos: proposta curricular para o 1º segmento do Ensino Fundamental. Brasília: Ação Educativa/MEC, 2001. FREIRE, Paulo. Ação cultural para a liberdade e outros escritos. 10ª ed. São Paulo. Paz e Terra. 2002. FERREIRA, Simone de Lucena. Currículo e Educação a Distância . – especialização em educação a distância. Salvador: UNEB/EAD, 2009. LEWIS,A., MIEL, A., «Key Words Relating to Curriculum and Instruction», in J.R. Gress e D.E. Purpel, Editors, Curriculum: An Introduction to the Field , Berkeley, CA, McCutchan Publishing Corporation 1978 MORETTO, Vasco. Prova: um momento privilegiado de estudo. São Paulo: DP&A Editora, 2004. VIEIRA, Maria Clarisse. Fundamentos históricos, políticos e sociais da educação de jovens e adultos – Volume I: aspectos históricos da educação de jovens e adultos no Brasil. Universidade de Brasília, Brasília, 2004.

×