Your SlideShare is downloading. ×
Curso Superior de Tecnologiaem Gerenciamento de Redes de Computadores       OTAVIANO NUNES VIANA NETO        Pesquisa Sobr...
:: História da Primeira Memória ::O UNIVAC dos anos 50 foi uma super máquina com alta tecnologia. Não usavamais grandes vá...
:: O Primeiro Chip DRAM ::No ano de 1970, a recém criada INTEL noticiou o lançamento do 1103, o primeirochip DRAM (Dynamic...
ROMO nome ROM vem de Read-Only Memory (Memória só leitura) e não pode serescrita. A ROM é usada em situações onde os dados...
• RAMRandom Access Memory (RAM) é o que a maioria das pessoas pensam quandoescutam a palavra memória associada aos computa...
• Memória CachêApesar dos avanços da memória, ainda demorava muito os dados irem damemória para o processador. A memória c...
• Capacidade e Velocidade  A capacidade de uma memória é medida em Bytes, kilobytes (1 KB = 1024 ou  2/10 Bytes), megabyte...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Pesquisa sobre tipos de memorias

930

Published on

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
930
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
15
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Pesquisa sobre tipos de memorias"

  1. 1. Curso Superior de Tecnologiaem Gerenciamento de Redes de Computadores OTAVIANO NUNES VIANA NETO Pesquisa Sobre Memórias Salvador - BA 2012
  2. 2. :: História da Primeira Memória ::O UNIVAC dos anos 50 foi uma super máquina com alta tecnologia. Não usavamais grandes válvulas, mas várias pilhas de cartões de memória em módulos e formava uma memória de ferrite. Cada memória tinha pequenos fios entrelaçados com pequenas “rosquinhas” magnética onde os fios seentrelaçavam. . No meio, pequenos fios brilhantes de cobre, a pequena “rosca” era magnetizada de um modo ou de outro, deste modo, sinalizando “on” ou “off” ou 0 e 1 nos números binários que os computadores necessitam para se entender com a memória. Em cada memória, havia 1024 dessas “rosquinhas” magnéticas. Cada uma representava um bit de informação. Essa foi literalmente a última vez quepoderia se observar a localização de um bit na informação binária, isto porque um pouco depois circuitos integrados fizeram essa linda estrutura desnecessária e uma tecnologia obsoleta. Hoje em dia milhões de bits deinformação em um pequeno chip. O UNIVAC tinha 8 níveis juntos dentro de um stack, um tipo de stack de memória, onde se encaixa as memórias Salvador - BA 2012
  3. 3. :: O Primeiro Chip DRAM ::No ano de 1970, a recém criada INTEL noticiou o lançamento do 1103, o primeirochip DRAM (Dynamic Random Access Memory)( memória dinâmica de acessoaleatório) chip (1k pmos dynamic RAM ICs), e em 1972 já era o melhor chip dememória semicondutor no mundo, acabando com a memória de ferrite. O primeirocomputador disponível usando o 1103 o HP 9800.Dr. Robert H. Dennard, um funcionário da IBM no Centro de Pesquisa Thomas J.Watson criou a DRAM com um transistor em 1966. Dennard e seu time estavamtrabalhando com circuitos integrados, e o interesse por memórias ocorreu quandoestava vendo outro grupo de pesquisadores trabalhando em memórias magnéticas.Dennard então foi para casa e em algumas horas já sabia as idéias básicas de comose criar uma DRAM. Ele trabalhou suas idéias em cima de uma simples memória cellque usava apenas um transistor e um pequeno capacitor. A IBM e Dennardpatentearam a DRAM em 1968.RAM ficou como uma memória de acesso aleatória, memória que pode seracessada ou escrita diretamente em um endereço qualquer dela, sem necessitarfazer um acesso seqüencial. Existem dois tipos de memória RAM, a RAM dinâmica(DRAM) e a RAM Estática. DRAM precisa ser atualizada milhares de vezes porsegundo. A SRAM não precisa ser atualizada, o que faz ela mais rápida. :: Como a RAM e ROM Funcionam ::A memória RAM (Random Acess Memory) funciona guardando apenas os dadosque se está usando. O disco rígido (HD) guarda dados quando estão em uso. Secomputadores não usassem a RAM e usassem apenas o HD, tudo operarialentamente. Se você pensar a memória e de fundamental importância para nossasvidas, ela está em todos os lugares, um número armazenado na calculadora (umbom exemplo de uso da RAM) até quando uma microonda precisa saber quantotempo é preciso que ele fique ligado para pipoca ficar pronta. (exemplo de uso daROM)
  4. 4. ROMO nome ROM vem de Read-Only Memory (Memória só leitura) e não pode serescrita. A ROM é usada em situações onde os dados precisam ser guardadospermanentemente. Isso se deve ao fato da memória não ser volátil, ou seja, ocomputador. A BIOS de um computador é gravada de fábrica dentro de uma ROMExistem diferentes tipos de ROM • Programmable ROM (PROM) Basicamente isso é um chip de ROM em branco que pode ser escrito uma vez. Se for fazer uma analogia, essa ROM seria CD-R que pode ser escrito apaenas uma vez. Algumas companhias usam máquinas especiais para gravar em PROMs para casos especiais. • Esable programable ROM (EPROM) É muito parecida com PROM exceto pelo fato de se poder apagar a ROM usando uma luz ultravioleta dentro de um sensor da própria ROM por certo tempo. Fazendo isso os dados são apagados e pode-se escrever novamente na ROM. • Electrically Erasable Programmable ROM (EEPROM) Também chamada de Flash BIOS, essa ROM pode ser re-gravada com o uso de um software especial. A flash BIOS opera dessa maneira, assim o usuário pode atualizar a BIOS.
  5. 5. • RAMRandom Access Memory (RAM) é o que a maioria das pessoas pensam quandoescutam a palavra memória associada aos computadores. É uma memóriavolátil, quer dizer que quando o computador é desligado todos os dados sãoperdidos. A RAM é usada para armazenar dados temporários de um programa, eassim o desempenho é ideal.• Static RAM (SRAM)Essa RAM vai manter os dados enquanto a energia é provida para memória. ASRAM é muito rápida, não possui muito espaço como uma DRAM e é muito cara.• Dynamic RAM (DRAM)DRAM, diferente da SRAM, precisa ser continuamente controlada (refresh cicle)pelo processador de forma automática para manter os dados fixos. A DRAM éusada na maioria dos sistemas atuais porque é pode ser de grande capacidade emais barata.• Como a RAM FuncionaO CPU tem um tamanho de BITS, a maioria hoje tem 32-bits ou 64-bits (Amaioria usa 32-bit). O processador é capaz de executar vários cálculos aomesmo tempo. O problema é fazer a memória rápida como o processador.A velocidade que a RAM opera é controlada por duas coisas: a velocidade dobarramento (BUS) e a largura do barramento (BUS WIDTH). A velocidade dobarramento é numero de vezes que certo numero de bits pode transitar a cadasegundo.A largura do barramento é o numero de bits que pode ser enviado para oprocessador ao mesmo tempo.Algumas das técnicas que são usadas no processador para aumentar a suaeficiência também são usadas nas memórias. Uma delas é chamada de BurstMode. No Burst Mode, o computador antecipa o que o processador vai precisarde memória e então manda antes para não ter problemas.
  6. 6. • Memória CachêApesar dos avanços da memória, ainda demorava muito os dados irem damemória para o processador. A memória cachê foi projetada para acumularmomentaneamente os dados a serem enviado do ou para o processador e seusperiféricos. Hoje em dia existem 3 tipos de cachê dividindo se em 3 níveis, NívelL1, L2 e L3.• Diferentes tipos de memóriaExistem basicamente dois tipos de memória em uso: SDR e DDR. As SDR são otipo tradicional, onde o controlador de memória realiza apenas uma leitura porciclo, enquanto as DDR são mais rápidas, pois fazem duas leituras por ciclo. Odesempenho não chega a dobrar, pois o acesso inicial continua demorando omesmo tempo, mas melhora bastante. Os pentes de memórias SDR são usadosem micros antigos: Pentium II e Pentium III e os primeiros Athlons e Duronssoquete A. por não serem mais fabricados, eles são atualmente muitos maisraros e caros que os DDR, algo semelhante ao que aconteceu com aos antigospentes de 72 vias, usados na época do Pentium 1.É fácil diferenciar os pentes SDR e DDR, pois os SDR possuem dois chanfros eos DDR apenas um. Essa diferença faz com que também não seja possíveltrocar as bolas, encaixando por engano um pente DDR numa placa-mãe que useSDR e vice-versa. Mais recentemente, tem acontecido a uma nova migração,com a introdução dos pentes de memória DDR2. Neles, o barramento de acessoà memória trabalha ao dobro da freqüência dos chips de memória propriamenteditos. Isso permite que sejam realizadas duas operações de leitura por ciclo,acessando dois endereços diferentes. Como a capacidade de realizar duastransferências por ciclo introduzida nas memórias DDR foi preservada, asmemórias DDR2 são capazes de realizar um total de 4 operações de leitura porciclo, uma marca impressionante. Existem ainda alguns ganhos secundários,como o menor consumo elétrico, útil em notebooks.Os pentes de memória DDR2 são incompatíveis com as placas-mãe antigas.Eles possuem um número maior de contatos (um total de 240, contra 184 dospentes DDR), e o chanfro central é posicionado de forma diferente, de forma quenão seja possível instalá-los nas placas antigas por engano. Muitos pentes sãovendidos com um dissipador metálico, que ajuda na dissipação do calor epermite que os módulos operem a freqüências mais altas.
  7. 7. • Capacidade e Velocidade A capacidade de uma memória é medida em Bytes, kilobytes (1 KB = 1024 ou 2/10 Bytes), megabytes (1 MB = 1024 KB ou 2/20 Bytes), gigabytes (1 GB = 1024 MB ou 2/30 Bytes) e terabytes (1 TB = 1024 GB ou 2/40 Bytes).[6] A velocidade de funcionamento de uma memória é medida em Hz ou MHz. Este valor está relacionado com a quantidade de blocos de dados que podem ser transferidos durante um segundo. Existem no entanto algumas memórias RAM que podem efetuar duas transferências de dados no mesmo ciclo de clock, duplicando a taxa de transferência de informação para a mesma freqüência de trabalho. Além disso, a colocação das memórias em paralelo (propriedade da arquitetura de certos sistemas) permite multiplicar a velocidade aparente da memória. Referências↑ Equipe Baixaki (11 de novembro de 2008). O que é memória RAM?. Tec Mundo. Página visitada em 5 de janeiro de 2012.↑ HowStuffWorks. Adicionar mais memória RAM deixa o computador mais rápido. Página visitada em 5 de janeiro de 2011. ↑ Carlos E. Morimoto (1 de janeiro de 2012). Capítulo 3: Memória RAM. Guia do Hardware. Página visitada em 5 de janeiro de 2012. ↑ a b c d e f g Guia do Hardware. Título não preenchido, favor adicionar. Página visitada em 9 de janeiro de 2012. ↑ UOL. Eletrônica Digital. Página visitada em 9 de janeiro de 2012.↑ QSL. Entenda a Memória do seu Computador. Página visitada em 9 de janeiro de 2012.

×