Your SlideShare is downloading. ×
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital

364

Published on

Jornada Cultural - Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital: como os mundos da teoria e da prática se encontram?

Jornada Cultural - Gestão do Conhecimento e Redes Sociais na Cultura Digital: como os mundos da teoria e da prática se encontram?

Published in: Education
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
364
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
17
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. +gestão do conhecimento e redes sociais na cultura digital:como os mundos da teoria e da prática se encontram?mariana tavernari & daniela senadorjornada cultural | fundação bunge
  • 2. Gestão doConhecimentoRedes Sociais“Organizar as principaispolíticas, processos eferramentais gerenciais etecnológicos à luz de umamelhor compreensão dosprocessos deGERAÇÃO, IDENTIFICAÇÃO,VALIDAÇÃO, DISSEMINAÇÃO,COMPARTILHAMENTO e USOdos conhecimentosestratégicos para gerarresultados para a empresa ebenefícios para oscolaboradores internos eexternos.”o que é gestão do conhecimento?definição deJosé Cláudio Terra
  • 3. Gestão doConhecimentoRedes SociaisRedes são padrões deinterconexões entre umconjunto de coisas. RedesSociais são um fenômeno queenvolve sistemas complexossociais, econômicos, culturaise tecnológicos.o que são redes sociais?definição deJon Kleingberg eDavid Easley
  • 4. Gestão doConhecimentoRedes Sociais* GC comodisciplina* Pesquisasacadêmicas* Teoria dosGrafos* Teoria dosSistemas* Paradigmaconceitual pós-estruturalista* GCOrganizacional* MemóriaOrganizacional* Métodos,técnicas epráticas* Ferramentas eredes sociais nainternet* Mídias Sociaiscomo teoria e prática se combinam?a teoria a práticaa teoria a prática
  • 5. Gestão doConhecimentoRedes SociaisColaboração?Compartilhamento deinformações?Construção deconhecimento?Aprendizagem?Ferramentas?...o que as duas disciplinas têm emcomum?
  • 6. abordamos gestão do conhecimento& redes sociais de forma integradaGestão doConhecimentoRedesSociaisConceitoEstratégiaFerramentasProcessosGovernançaMensuraçãoPráticas
  • 7. o impacto da cultura digitalgestão do conhecimento e redessociais na teoriaestratégia prática de atuação123
  • 8. o impacto da cultura digital
  • 9. Gestão do conhecimento e redessociais na cultura digital…Cultura DigitalGestão doConhecimento Redes SociaisAdministração ComunicaçãoMarketingMídiasSociaisIntranetscolaborativasRedesSociaisInternaso indivíduo é oprotagonistaSociologiaPsicologia
  • 10. o contexto da cultura digitalA cultura digital é a cultura da contemporaneidade.O encontro da cultura e do digital estimula o surgimentode novas formas de sentir, pensar e agir.• Tudo que é produzido a partir dainteligência humana.• Costumes, sistemas, leis, religião,em suas artes, ciências, crenças,mitos, valores morais• O sentir, o pensar e o agir daspessoas.• A palavra digital vem de digitus,dedos• Remete aos circuitos digitais ebinários, baseado em dados einformação e não mais naanalogia.cultura + digital
  • 11. ...é uma realidadede uma mudança de eraM.Castells
  • 12. analógico digitalX
  • 13. esfera privada esfera públicaindividual coletivooffline online...e, como toda mudança,traz uma série de conflitos ...... ...
  • 14. Mas...
  • 15. Como a cultura digital está impactando você?
  • 16. Como a cultura digital está impactando asorganizações?
  • 17. gestão do conhecimento eredes sociais na teoria
  • 18. da teoria à práticaDa cultura digital,como chegamosaos conceitos deGestão doConhecimento eRedes Sociais?
  • 19. e que disciplinas teóricas envolvemgc e redes sociais?Cultura DigitalGestão doConhecimento Redes SociaisAdministração ComunicaçãoMarketingMídiasSociaisIntranetscolaborativasRedesSociaisInternaso indivíduo e a relação com seuspares como protagonistas da redeSociologiaPsicologia
  • 20. era industrial era do conhecimentoX
  • 21. era industrial era do conhecimentoXhierarquia redesinformação é instrumento de controle ferramentas de comunicaçãocapital financeiro capital intelectualoperários trabalhadores do conhecimentogerência supervisiona subordinados gerência apoia colegasfluxo sequencial fluxo caóticorelação unidirecional com clientes relação interativa pelas redesconhecimento era ferramenta conhecimento é o foco do negócioaplicação de novas ferramentas aplicação de novos ativos
  • 22. como chegamos nas redes?ConhecimentoCooperaçãoCompetiçãoInovaçãoSoluçãoProdutoInformaçãoDadosColaboração´50 > ´70 ´70 > ´90 ´90 > ...Fonte: adaptado de Debra M. Amidon (2003)FonteFocoDinâmicaCadeiaPlayers RedeConfiguração1957Nasce a ARPA -Advanced ResearchProjects Agency,agência responsávelpela tecnologia nos EUAdurante a Guerra Fria1969Primeiramensagem étransmitida emrede. A ARPANETentra emfuncionamento.1970Utilizado pelaprimeira vezo termoINTERNETpor VintonCerf.1988JarkkoOikarinencria o canalde chat IRC– InternetRelay Chat.1989Tim Berners-Lee propõe osistema WorldWide Web.1991Surge o HTTP,protocolo derede parasistemas dainformaçãodistribuídos.
  • 23. “No Man Is An Island”John Donne
  • 24. as pessoas não estão sozinhas…Nós + LaçosAtores + ConexõesRedes Sociais
  • 25. … elas buscam ferramentas para seconectar cada vez mais…Fonte: Karma Snak. Este gráfico foi construído a partir de dados das seguintes fontes de pesquisa:Compete, Nielsen-Net, Alexa,seoMoz, StatsCounter – GlobalStats e analytics da Karma Snak (Maio 2013).Market Share de RedesSociais no Mundo 2013
  • 26. … e como isso tem acontecidono brasil?categoria de site commaior audiência1° lugarSearch Engines/Portals & Communitiescategoria que reune asaudiências de buscadores,portais e redes sociais(não inclui plataforma mobile)CategoryUniqueAudience(000)Alcance (%)Tempo denavegação porpessoaSearch Engines/Portals & Communities 47.524 93,5% 11:17:49Telecom/Internet Services 45.339 89,2% 04:21:13Entertainment 44.265 87,1% 05:06:47Computers & Consumer Electronics 41.849 82,3% 01:34:27News & Information 36.264 71,3% 00:49:40Multi-category Commerce 34.237 67,4% 01:09:27Education & Careers 26.513 52,2% 00:38:47Family & Lifestyles 25.879 50,9% 00:29:26Corporate Information 25.871 50,9% 00:17:55Government & Non-Profit 25.229 49,6% 00:55:30Travel 24.673 48,5% 00:29:31Finance/Insurance/Investment 24.150 47,5% 00:54:41Home & Fashion 23.914 47,0% 00:26:43Automotive 10.928 21,5% 00:18:34Special Occasions 9.695 19,1% 00:07:35Fonte: IBOPE Nielsen NetView – Home andWork Panel (2012).
  • 27. os brasileiros estão cada vez emcomunidades nas redes sociaiscategoriaSearch Engines/Portals & Communities47. 524unique audiencecategoria que reune asaudiências de buscadores,portais e redes sociais(não inclui plataforma mobile)subcategoriaMembers & Communities44. 033unique audiencesubcategoria que reúne sites deconteúdo colaborativo e redessociais e é responsável por 93%da audiência da categoria-mãeFonte: IBOPE Nielsen NetView – Home andWork Panel (2012).11,6%de set. 2011 a set. 2012
  • 28. de 2011 a 2012 no brasil… aumento da audiência nofacebook crescimento expressivo deusuários no instagram surgimento do pinterest redução do uso do twitter porplataformas que não mobile,indicando o fenômeno das “duastelas”
  • 29. Como todas essas conexões geramconhecimento?
  • 30. como as conexões geramconhecimento?“Ato ou efeito de abstrair ideia ou noção de alguma coisa.”Do latim,“cognoscere”, significa conhecer pelos sentidos,conhecer por experiência, saber.Sujeito+ObjetoPragmáticaSemânticaSintaxe• Conhecimento• Informação• SignoComunicação
  • 31. as conexões ativam a espiral doconhecimentoFonte: Nonaka e Takeuchi (1997, p. 80) – adaptado
  • 32. do conhecimento individual aocoletivopassando do conhecimentoindividual ao organizacional…OrganizaçãoAmbientecompetitivoaprendeaplicaabsorveinterage
  • 33. mas, o que é uma organização?A empresa é o lugaronde se organizam ossaberes e asinteligênciasindividuaiseminteligênciascoletivas comcapacidade criativa deempreenderJaques Morin Patentes Processos Tecnologias Capacidades Habilidades Experiências Informações sobreclientes Bases de dados
  • 34. e conhecimento organizacional? Já fizemos isto alguma vez? Quem já teve experiências semelhantes? Como posso aproveitar os resultados obtidos por outras pessoas/áreas? Como podemos evitar as mesmas falhas de antes? O que sabemos e o que aprendemos com nossas rotinas? Como localizar um especialista para o meu projeto? Como futuros aposentados podem deixar conhecimentos na empresa?
  • 35. Como gerir esse conhecimentoorganizacional?
  • 36. Fonte: Adaptado de Sabbag (2007)ProcessoDavenpport &Pruzak, 1998Bukovitz &Williams, 1999Terra, 2000Sidanmaanlakka, 2002Salim, 2002Sabbag, 2007AutoresCriar Codificar Distribuir UsarObter Usar Aprender Avaliar Sustentar DescartarCapturar Organizar Compartilhar Disseminar Proteger InovarMapear Gerar Disseminar Usar ManterCriar Capturar Armazenar Compartilhar Aplicar ReutilizarCriar Esquematizar Validar AprenderO ciclo de GC foiabordado pordiversos autores...abordando gestão doconhecimento como processo
  • 37. e seus principais focos:• Conectividade entrepessoas• Relações entre profissionaisde diversos níveishierárquicos,departamentos, empresasetc.• Aprendizado individual eorganizacional• Desenvolvimento decompetênciasorganizacionais eindividuais• Codificação ecompartilhamento doconhecimentoorganizacional• Mensuração do capitalintelectual da empresa• Conectividade entre pessoase entre pessoas eorganizações• Relações entre stakeholdersda organização(internos/externos)• Aprendizado individual eorganizacional• Compartilhamento deiniciativas da organização• Desenvolvimento/redimensionamento da estratégiaorganizacional• Análise do comportamentodos stakeholders conectadosGestão do Conhecimento Redes Sociais
  • 38. e benefícios:GC eRedesSociaisprodutividadequalidadeeficiênciainovaçãosatisfaçãodos clientesreação àsmudançasdo mercadoQueconhecimentostemos atualmentee como aproveitá-los de forma agerar valor?Queconhecimentosprecisaremos nofuturo e comoconsegui-los?
  • 39. o ambiente competitivo transforma oconhecimento organizacional quando…... indivíduos eorganizações agem ereagem ao impactodo ambientecompetitivo na era doconhecimento e dasredes sociais.
  • 40. …e agora?Pensando em todos esses conceitos enos novos comportamentos de gruposde indivíduos e das organizaçoes nacultura digital, como sistematizá-los naprática para gerar resultados denegócio?
  • 41. estratégia prática de atuação
  • 42. da teoria à práticaComo as organizaçõespodem aproveitar osnovos comportamentosda sociedade nacultura digital paraativar e sustentar seusobjetivos de negóciointegrando Gestão doConhecimento e RedesSociais?
  • 43. da teoria à práticaGestão doConhecimentoRedesSociaisestratégia de GC &redes sociais
  • 44. estratégia de GC & redes sociaispara quê?• Estabelece uma direção aos movimentos daorganização frente à cultura digital• Dá foco aos esforços de equipes de RH,Comunicação, Marketing etc.• Define e distingue a organização dos seusconcorrentes no mercado• Provê consistência às iniciativas internas eexternas da organização• Permite maior conhecimento docomportamento de seus stakeholders
  • 45. mas, como fazer na prática?
  • 46. framework de GC e redes sociaisdesafios estratégicos1 2 3 4contexto daorganizaçãoconhecimentoscríticosstakeholders &targetpropostas de valorobjetivosestratégicosde GC e redessociaisgovernançaprocessosplano de iniciativasplano decomunicação, gestãoda mudança erelacionamentoindicadores emétricasroadmap deimplemen-tação5diagnosticandoa organizaçãomapeandodesafiosidentificandoos objetivospropondo umcaminhoexecutando eavaliando
  • 47. analisando a maturidade daorganização para GC e redes sociais1Nível Governança CulturaGestão daInformaçãoRedes deColaboraçãoStakeholders eambientecompetivoMétricas4Um portal corporativo ofereceacesso fácil a documentos, e éa principal fonte de informaçãoe espaço de colaboração dosfuncionários para o dia-a-diade trabalho.Práticas de compartilhamentode conhecimentos e inovaçãosão reconhecidas eincentivadas formalmente pelaorganização, inclusive compolíticas corporativas.Compartilhamento deconhecimentos e trabalhocolaborativo fazem parte dosprocessos formais e dofuncionamento natural daorganização.Um portal corporativo ofereceacesso fácil a documentos, e éa principal fonte de informaçãoe espaço de colaboração dosfuncionários para o dia-a-diade trabalho.As comunidades e redescolaborativas formais sãoestratégicas e extrapolam aprópria organização,envolvendo inclusiveparceiros, clientes efornecedores.Profissionais são responsáveispelo seu autodesenvolvimento,contribuem com a formaçãodos colegas e contam comrecursos e orientação daorganização para isso. Hámecanismos sistematizadospara melhoria contínuaintegrados às atividades,processos e projetosorganizacionais.O modelo de gestão daorganização incorpora, alémdas métricas de negócio,métricas claramenteassociadas à Gestão doConhecimento, da Inovação edo Capital Intelectual.3Há processos definidos edisciplina para organizar,classificar e avaliar conteúdose documentos ao nível dasequipes, departamentos e daorganização como um todo.Práticas de registro ecompartilhamento deconhecimentos sãoreconhecidas e incentivadasem algumas áreas, ajudando aaprimorar práticas e processosformais da organização.Há processos definidos edisciplina para organizar,classificar e avaliar conteúdose documentos ao nível dasequipes, departamentos e daorganização como um todo.Grupos técnicos, redes decolaboração e comunidadesde prática estão alinhadas aosprincipais objetivos e/ouprocessos da organização etêm uma governança formaldefinida.Políticas de desenvolvimentoprofissional contemplandosistemas de informação, redesde aprendizagem ecompartilhamento deconhecimentos como parte dosrecursos para aprendizado deindivíduos e equipes.Avaliação dos indicadores donegócio e dos processos geraaprendizagem e melhorias.Avaliação de desempenho doscolaboradores está claramenteassociada à Gestão doConhecimento (GC) e aosprocessos de aprendizagemindividuais e organizacionais.2Há processos contínuos para aGestão de Conteúdo e deDocumentos adotados emalgumas áreas.Parte dos conhecimentos éformalmente registrada ecompartilhada internamenteem algumas áreas específicas.Um portal corporativo ofereceacesso fácil a documentos, e éa principal fonte de informaçãoe espaço de colaboração dosfuncionários para o dia-a-diade trabalho.Existem redes, grupostécnicos e comunidades deaprendizagem estruturadas,reconhecidas e apoiadas pelaorganização (inclusivamentetecnologicamente)Aprendizagem é orientada porroteiros de desenvolvimento ea responsabilidade écompartilhada entreprofissionais e organização.Sistemas de informação, redesde aprendizagem ecompartilhamento deconhecimentos facilitam odesenvolvimento deindivíduos e equipes.Avaliações quantitativas equalitativas formais sãorealizadas de forma regular, eincluem critérios relacionadosao desenvolvimentoindividual.1Alguns tipos de informação(ex: Políticas, Normas,documentos oficiais, etc.)estão centralizados e bemorganizados.Alguns conhecimentos sãocompartilhados apenasinformalmente entreprofissionais de uma mesmaárea. Algumas ações decompartilhamento e formas deaprendizado além da “sala deaula” são apoiadas pelaorganização.Há processos definidos edisciplina para organizar,classificar e avaliar conteúdose documentos ao nível dasequipes, departamentos e daorganização como um todo.Existem algumas redes ecomunidades ativas naorganização (razoavelmenteorganizadas) para troca deinformações e experiências.Desenvolvimento individual éestruturado a partir de modelode competências, combinandosala de aula e outrasatividades orientadas pelaorganização.Avaliações quantitativas equalitativas formais sãorealizadas em alguns projetosou atividades. Avaliações dedesempenho individual sãorealizadas de forma regular.Fonte: TerraForum
  • 48. descobrindo osconhecimentos críticos2temas / conhecimentosrelevantes para o negócioáreas de conhecimentodo negóciotaxonomia deconhecimentosorganizacionaisáreas de conhecimentopriorizadas(conhecimentos críticos)Identificar osconhecimentos demaior impacto nonegócio(conhecimentoscríticos) é uma formade dar foco aosesforços de GC
  • 49. caracterizando os conhecimentoscríticosvalor de mercadotempo de vidavalidade quanto ao conteúdoEspecíficoCurtoObjetivaTácitoUniversalLongoSubjetivaExplícitograu de externalizaçãograu de perenidadeEstávelRaroDinâmicoComumocorrência no mercadoBaixo Altograu de imitabilidade2Interna ExternaorigemBaixo Altograu de imitabilidade
  • 50. definindo stakeholders & target2OrganizaçãoConcorrentesAcionistasColaboradoresONGsComunidadesUniversidadesFornecedoresConsumidores
  • 51. mapeando os desafios emcomumotimização de recursosintegração e sinergiarelacionamento com clientes /mercadoatração de talentos…desenvolvimento de pessoasdisseminação deconhecimentos internamenteabsorção de novas detecnologiasaprimoramento dos processosinovaçãocaptura da memóriaorganizacional…Gestão doConhecimentoRedesSociais2
  • 52. …e as propostas de valormaior visibilidade da marcano mercadoaumento nas vendasdiminuição de SACmelhor experiência dousuário com produtodivulgação espontânea damarcaampliação das ferramentascolaborativascriação de redes deaprendizado contínuasaumento do fluxo interno deconhecimentoscaptura do conhecimentoexternodesenvolvimento deprocessos de inovaçãoGestão doConhecimentoRedesSociais… …2
  • 53. definindo os objetivosestratégicosconstrução de marca(branding)reposicionamento de marca(branding)relacionamento comstakeholderssuperação da concorrência…conversãoconstrução de redes deinovaçãoaprendizagem colaborativamelhoria contínuacaptura da memóriaorganizacionaldesenvolvimento de menorrisco de dependência domercado…Gestão doConhecimentoRedesSociais3
  • 54. definindo processos4Método OKA:OrganizationalKnowledgeAssessmentFonte:Traduzido de Fonseca, 2006A
  • 55. plano de iniciativas para GC &redes sociais4Captura Mobilização InovaçãoPortais / Intranets / Ambients Colaborativos / Blogs e WikisExtIntConsultoria / AssessoriaEventos / Painéis / Cursos Parcerias em P&D©TerraForumConsultoresInovação AbertaCrowdsourcingGrupos de InovaçãoPrograma de Lições Aprendidas / Boas PráticasComunidades de PráticaBrainstormingProgramas de IdeiasPesquisasStorytellingMídias Sociais
  • 56. estabelecendo uma governança4EstratégicoTáticoOperacionalEquipesGestoresDiretoriaComitê Estratégico de GCEstrutura Hierárquica Instâncias ParalelasGrupo Gestor de GCGrupo deTrabalho AGrupo deTrabalho BGrupo deTrabalho CDiretrizesedecisõesPropostaseindicadoresConsumidores,parceiros, fornecedoresFonte: TerraForum Consultores
  • 57. plano de comunicação, gestão damudança e relacionamento4Tendo em vista as iniciativas escolhidas, que tal planejar as formasde comunicação nos canais escolhidos, identificando os pontossinérgicos com os canais oficiais da empresa?Como será o diálogo com o meu público? Quais regras serãoadotadas em cada tipo de situação? E como será a relação com oSAC da empresa?identidadeverbalterritóriosdeconteúdocronogramacross-media(oficial)cross-media(afinidade)mensagenspor target
  • 58. roadmap de implementação4Fase 1Fase 2Fase 3Fase 4Fase 5ObjetivosFocoCanaisIniciativasAtoresenvolvidosDuração
  • 59. medindo…5ativos tangíveis ativos intangíveisEspaço físico MarcaEquipamentos PatentesEstoques ImagemInvestimentos CulturaContas a receber Satisfação do clienteValor de mercadoEscalaReferência de valorComercializaçãoReutilizaçãoRetornoFácil de estabelecerQuantitativaPassadoCommodityDependeDecrescentesDifícil de estabelecerQualitativaFuturoNem sempreCusto zeroCrescente
  • 60. Fundamentos: BARABÁSI, A-L . Linked: how everything is connected to everything else and what itmeans. New York: Plume, 2000. CASTELLS, M. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 2007 DAVENPORT,T.; PRUSAK, L. 1998. Working knowledge: how organizations manage whatthey know(Boston, Harvard Business School Press). DE KERCKHOVE, D. A pele da Cultura. Lisboa: Relógio D’Água Editores, 1997. JENKINS, H. Cultura da Convergência. São Paulo: Aleph, 2008. NONAKA, Ikujiro, Criação de conhecimento na empresa, Rio de Janeiro: Campus, 1997. RECUERO, R. Redes sociais na Internet. Porto Alegra: Sulina, 2009. TERRA, José Cláudio Cyrineu. Gestão do conhecimento: o grande desafio empresarial.São Paulo, Negócio Editora, 2.000 WATTS, D. J. Six degrees: the science of a connected age. Nova Iorque: Norton, 2003.referências recomendadas
  • 61. Artigos: Gestão do Conhecimento: Por onde começar? (http://migre.me/4B5c5) Da Educação Corporativa à Aprendizagem Contextual (http://migre.me/4B5h0) Storytelling como ferramenta de gestão (http://migre.me/4B5id) Governo 2.0: práticas e iniciativas de Gestão do Conhecimento aplicadas no SetorPúblico (http://migre.me/4B5jj) Espaços de Trabalho na Era do Conhecimento (http://migre.me/4B5jJ) Does your organization have an asking Problem? (DIXON, Nancy) Identifying key knowledge area in the professional services industry (CARRIÓN,Gabriel) When Expertise Departs - Adressing the risk of Knowledge Loss (Knoco)referências recomendadas
  • 62. +daniela senadormariana.tavernari@gmail.commariana tavernaridanisenador@gmail.com© Todos os direitos reservados. Permitida a reprodução total ou parcial desde que citada a fonte.

×