Your SlideShare is downloading. ×
0
Slides
Slides
Slides
Slides
Slides
Slides
Slides
Slides
Slides
Slides
Slides
Slides
Slides
Slides
Slides
Slides
Slides
Slides
Slides
Slides
Slides
Slides
Slides
Slides
Slides
Slides
Slides
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Slides

2,768

Published on

puc

puc

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
2,768
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
42
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Gestão de Projetos Marco Lógico Alguns slides Tânia Narciso
  • 2. Etapas do Planejamento de um Projeto Etapa de análise Marco referencial Diagnóstico Identificação Do problema Árvore de Problemas Árvore de Objetivos Matriz de Envolvimento Análise de alternativas Análise de alternativas Análise de envolvimento Definição da situação esperada Análise do problemas Definição da estratégia da intervenção Plano do projeto R OE OG Identificação dos pressupostos A Elaboração dos indicadores Elaboração das Fontes de verificação Definição da linha de base Apresentação da estratégia, Planos operacionais, Monitoramento e avaliação Elaboração do texto final do projeto      (Adaptação Moraes e D’Alessandro, 2003)
  • 3. Alto índice de desnutrição das crianças de 0 a 8 anos do Assentamento Asa Branca Comprometimento do desenvolvimento das crianças Baixo desempenho escolar Evasão escolar Baixa imunidade das crianças Alto índice de doenças Baixa escolaridade das crianças e adolescentes Alto índice de mortalidade Infantil Migração dos chefes de família para procura de trabalho remunerado Sobrecarga para as mulheres Necessidade do trabalho infantil Escassez de alimentos Gestantes desnutridas Gestantes sem acompanhamento pré-natal Alimentação pobre e sem qualidade Desinformação sobre a Importância do pré-natal Dificuldade de acesso aos serviços de saúde Recursos financeiros escassos para a compra de alimentos Agricultura de subsistência ineficiente Baixa renda familiar Assentados com limitada capacidade para gerar renda Terreno comum e quintais não aproveitados para o cultivo de hortas Terras improdutivas / degradação do solo Escassez de água Manejo inadequado dos recursos naturais Dificuldade de organização do trabalho Inacessibilidade a novas tecnologias Merenda escolar deficiente Precariedade da escola local Baixa escolaridade dos assentados Problema Causas Efeitos Tânia Narciso
  • 4. Índice de desnutrição das crianças de 0 a 8 anos do Assentamento Asa Branca reduzido Melhora do desenvolvimento das crianças Melhor desempenho escolar Redução da evasão escolar Aumento da imunidade das crianças Redução do índice de doenças Melhora da escolaridade das crianças e adolescentes Baixo índice de mortalidade Infantil Baixa migração dos chefes de família para procura de trabalho remunerado Redução da sobrecarga para as mulheres Redução da necessidade do trabalho infantil Suficiência de alimentos Gestante s nutridas Gestantes com acompanhamento pré-natal Alimentação com qualidade Conhecimento sobre a Importância do pré-natal acessibilidade aos serviços de saúde Recursos financeiros para a compra de alimentos Agricultura de subsistência eficiente Aumento da renda familiar Assentados com capacidade para gerar renda Terreno comum e quintais aproveitados para o cultivo de hortas Terras produtivas / conservação do solo água suficiente Manejo adequado dos recursos naturais Superação da forma tradicional de lidar com a terra Capacidade de organização do trabalho acessibilidade a novas tecnologias Merenda escolar adequada escola local com qualidade Melhora na escolaridade dos assentados Objetivo Meios Fins Tânia Narciso
  • 5. Índice de desnutrição das crianças de 0 a 8 anos do Assentamento Asa Branca reduzido Melhora do desenvolvimento biopsicossocial das crianças Melhor desempenho escolar Redução da evasão escolar Aumento da imunidade das crianças Redução do índice de doenças Melhora da escolaridade das crianças e adolescentes Baixo índice de mortalidade Infantil Baixa migração dos chefes de família para procura de trabalho remunerado Redução da sobrecarga para as mulheres Redução da necessidade do trabalho infantil Suficiência de alimentos Gestante s nutridas Gestantes com acompanhamento pré-natal Alimentação com qualidade Conhecimento sobre a Importância do pré-natal Acessibilidade aos serviços de saúde Recursos financeiros para a compra de alimentos Agricultura de subsistência eficiente Aumento da renda familiar Assentados com capacidade para gerar renda Terreno comum e quintais aproveitados para o cultivo de hortas Terras produtivas / conservação do solo água suficiente Manejo adequado dos recursos naturais Superação da forma tradicional de lidar com a terra Capacidade de organização do trabalho acessibilidade a novas tecnologias Merenda escolar adequada escola local com qualidade Melhora na escolaridade dos assentados Objetivo Projeto Fins Meios Tânia Narciso
  • 6. ELEMENTOS BÁSICOS DA MATRIZ DO MARCO LÓGICO OBJETIVOS PROJETO CONTEXTO Fonte: NORAD, 1999 Tânia Narciso
  • 7. ELEMENTOS BÁSICOS DA MATRIZ DO MARCO LÓGICO OBJETIVOS Estão fora do alcance direto da administração do projeto. o projeto irá contribuir para a realização dos objetivos. PROJETO Refere-se ao que a Administração do projeto garantir; corresponde aos elementos que a administração influi diretamente. CONTEXTO Refere-se aos fatores externos Que estão fora do controle administração do projeto. esses fatores terão uma influência significativa para a realização do projeto. Fonte: NORAD, 1999 Tânia Narciso
  • 8. ELEMENTOS BÁSICOS DA MATRIZ DO MARCO LÓGICO Objetivo superior Indicadores Objetivo do projeto Indicadores Resultados Indicadores Atividades Insumos Pressupostos Pressupostos Pressupostos Pressupostos Fonte: NORAD, 1999 Tânia Narciso
  • 9. Quadro Lógico (Estrutura Geral) Tânia Narciso Meios/Custos Atividades Resultados Objetivo do Projeto Objetivo Superior Pressupostos Meios de Verificação Indicadores Lógica de Intervenção
  • 10. Objetivo Superior Particípio Passado Objetivo do Projeto Resultados Atividades Particípio Passado Particípio Passado Infinitivo Lógica da Intervenção Tempo do verbo Não gerenciável Gerenciável Tânia Narciso
  • 11. Diagrama da Cadeia de Resultados do Projeto Atividade 3.1 Atividade 2.2 Atividade 3.2 Atividade 2.1 Atividade 4.1 Atividade 1.1 Atividade 1.2 Atividade 1.3 Resultado 4. OP Atividades Resultados Efeito Impacto Atividade 4.2 Resultado 3 Resultado 2 Resultado 1 OS Tânia Narciso
  • 12. “ Pode-se levar um cavalo à água, mas não se pode obrigá-lo a beber.” (Provérbio inglês) Um cavalo com sede é o A fonte d’água e o homem são Levar o cavalo à fonte é a O cavalo estar na fonte é o O cavalo beber água é o O cavalo satisfeito é o O cavalo querer beber pode ser Problema Recursos Atividade Resultado Objetivo Finalidade Pressuposto Tânia Narciso
  • 13. RAZÕES PARA A DEFINIÇÃO DOS PRESSUPOSTOS os riscos de fracasso ser permanentemente e sistematicamente monitorados se façam os ajustes necessários riscos previsíveis e imprevisíveis reduzindo assim... surgimento de resistências pessoais e/ou institucionais para que que levam ao que geram que devem que cria algumas mudanças Projeto quer provocar impacto             Tânia Narciso
  • 14. PRESSUPOSTOS: Como são avaliados? O pressuposto é importante? sim descarta É provável que ocorra? não não talvez sim descarta É provável mudar a estratégia? Incorporá-lo à matriz e monitorá-lo sim não descarta Repensar a estratégia do planejamento Substituir a proposta inicial por uma nova que não assuma tal pressuposto Tânia Narciso
  • 15. INDICADORES OBJETIVO VARIÁVEL INDICADORES METAS: SITUAÇÃO COM PROJETO RESULTADOS: SITUAÇÃO DEPOIS DO PROJETO SITUAÇÃO BASE: SITUAÇÃO SEM PROJETO           Tânia Narciso
  • 16. O TEXTO DO PROJETO Tânia Narciso
  • 17. O PROJETO - Conteúdo do texto -
    • 1. Introdução
    • Descrição breve e clara da idéia como um todo/ RESUMO.
    • Esclarecimento a quem vai ler o documento: o que ele é, para que foi escrito, que partes contém.
    • O objetivo é introduzir a pessoa que está lendo no contexto
    • do documento do Projeto X, facilitando a compreensão na leitura.
    • É um texto onde todos os aspectos do projetos deverão, de forma resumida, ser apresentados: os problemas sociais que caracterizam
    • o contexto, quem é o cidadão - beneficiário, o que pretendemos fazer, etc., dando uma idéia geral do que é o projeto.
    • Composta de poucos parágrafos.
    Tânia Narciso
  • 18. O PROJETO - Conteúdo do texto -
    • 2. Justificativa
    • Precisamos cuidar da redação apresentando:
    • Os problemas sociais da área de atuação (cidade, bairro, comunidade,
    • onde ocorrerá a intervenção) e seu enquadramento no contexto nacional
    • e local das políticas públicas, que justificam a existência do Projeto X;
    • A focalização do problema e a análise da rede de causalidade que o
    • explica (causas e conseqüências)
    • O cidadão – beneficiário: quem são as pessoas atingidas pelos
    • problemas descritos e como são atingidos;
    • A declaração de necessidades: quais são aquelas necessidades do
    • cidadão – beneficiário a serem trabalhadas pelo projeto.
    • A justificativa fundamenta a relevância da intervenção utilizando das
    • informações contidas no diagnóstico.
    Tânia Narciso
  • 19. O PROJETO - Conteúdo do texto - 3. Antecedentes institucionais (quando solicitado) Momento de falarmos da entidade, de quem vai realizar o Projeto: · História: quando e como surgiu, quem estava envolvido na fase inicial da entidade e quem está hoje (número de funcionários, conselheiros, beneficiários atuais); ·     Experiências que antecedem a atual iniciativa: o que já foi tentado e/ou realizado; ·       Parcerias : quem apoiou ou apóia o Projeto; . “Por que nós?”: qualquer financiador ou parceiro gostará de compreender por que nos apoiar. É momento de mostrarmos nossos pontos fortes; mostrar idoneidade financeira e moral. É importante, às vezes, dizermos o valor dos projetos já realizados, pois ajuda a formar uma imagem da nossa capacidade de organização. Tânia Narciso
  • 20. O PROJETO - Conteúdo do texto -
    • 4. Estratégia da intervenção (em alguns roteiros = impacto)
    • Objetivo Geral ( superior)
    • Objetivo(s) específico(s)
    • Resultados
    • Atividades
    • Metodologia = explicitar e justificar a estratégia de intervenção, apresentando a relação entre as atividades e os resultados esperados, além dos procedimentos e a lógica da intervenção (atividades  resultados  objetivo específico  objetivo geral)
    Tânia Narciso
  • 21. O PROJETO - Conteúdo do texto - 5. Procedimentos Plano de Trabalho = descrever os procedimentos, rotinas e as formas de organização do projeto, apresentando as responsabilidades sobre as atividades / resultados. Recursos humanos e materiais necessários = apresentar e justificar os todos recursos necessários ao desenvolvimento do projeto. 6. Análise de Riscos Apresentar os riscos (fatores externos que poderão interferir no desenvolvimento do projeto e seus resultados) e as estratégias que poderão ser usadas para superá-los. Tânia Narciso
  • 22. O PROJETO - Conteúdo do texto - 7. Sistema de Monitoramento e Avaliação Descrever e explicar como o projeto será gerenciado, apresentando os indicadores e os seus meios de verificação, além dos procedimentos de monitoramento e avaliação (como, quando e por quem será realizado) 8. Plano de Disseminação (comunicação) O que, como, quando, para quem e por quem será divulgado os resultados do projeto. 9. Cronograma de atividades Especificar as atividades e o período em que irão ocorrer Tânia Narciso
  • 23. O PROJETO - Conteúdo do texto - 10. Orçamento Orçamento e Desembolso Síntese do Orçamento Plano de Financiamento 11. Sustentabilidade Apresentar as estratégias que a instituição proponente irá utilizar para a continuidade do projeto. 12. Anexos Árvores de problemas e objetivos (ou, se possível, outra planilha de análise da situação problema) Marco Lógico (ou outra planilha de planejamento da intervenção) Plano Operacional Diagnóstico e outras informações Tânia Narciso
  • 24. Orçamento - Exemplo Planilha de orçamento - Tânia Narciso R$ R$ R$ R$ Sub-total 2.3. Televisão / vídeo, etc 2.2. Computadores 2.1. Veículos R$ R$ R$ R$ 2. Investimento R$ R$ R$ R$ Sub-total 1.3. Serviços terceiros, etc 1.2. Técnicos 1.1. Coordenadores R$ R$ R$ R$ 1. Recursos Humanos Total Ano 3 Ano 2 Ano 1 Categoria / Rubrica
  • 25. Orçamento - Exemplo Planilha de orçamento - Tânia Narciso 4.4. Suprimento de escritório, etc R$ R$ R$ R$ Sub-total 4.3. Combustível 4.2. Material de escritório 4.1. Manutenção de equipamento 4. Despesas Operacionais R$ R$ R$ R$ Sub-total 3.3. Implantação rede água, etc 3.2. Instalação elétrica 3.1. Reformas R$ R$ R$ R$ 3. Infra-estrutura Total Ano 3 Ano 2 Ano 1 Categoria / Rubrica
  • 26. Orçamento - Exemplo Planilha de orçamento - Tânia Narciso R$ R$ R$ R$ Sub-toal Total 6.2. 6.1. R$ R$ R$ R$ 6. Outros R$ R$ R$ R$ Sub-total 5.3. Visitas a outros projetos, etc 5.2. Eventos 5.1. Cursos R$ R$ R$ R$ 5. Formação Total Ano 3 Ano 2 Ano 1 Categoria / Rubrica
  • 27. Orçamento - Exemplo Planilha de orçamento - Tânia Narciso 100% % ... R$ R$ R$ R$ Total Contrapartida Agência 3 Agência 2 Agência 1 Total R$ Ano 3 R$ Ano 2 R$ Ano 1 R$ Plano de financiamento

×