Como elaborar projetos

6,050 views
5,979 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
5 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
6,050
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
109
Comments
0
Likes
5
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Como elaborar projetos

  1. 1. METODOLOGIA DA PESQUISA JURÍDICA
  2. 2. O QUE É UM PRÉ-PROJETO? <ul><li>Como regra geral um pré-projeto de pesquisa tem como finalidade mostrar, de forma clara e objetiva, o que o candidato pretende pesquisar. </li></ul>
  3. 3. PRÉ-PROJETO DE PESQUISA <ul><li>O pré-projeto de pesquisa não deverá ultrapassar 10 (dez) páginas e deve estar relacionado obrigatoriamente a uma Linha de Pesquisa específica do Programa. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Deve apresentar os seguintes itens: </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Motivação e justificativa </li></ul><ul><li>Objetivos </li></ul><ul><li>Metodologia e procedimentos </li></ul><ul><li>Resultados esperados </li></ul>
  5. 5. MOTIVAÇÃO E JUSTIFICATIVA <ul><li>É a apresentação do tema. Deve contar como se chegou a este &quot;questionamento&quot; e porque e de onde ele surgiu. É a explicação do porquê a inquietação em questão existe. </li></ul>
  6. 6. OBJETIVOS <ul><li>Descrever sobre a intenção ao propor a pesquisa. </li></ul><ul><li>Sintetizar o que pretende alcançar com a pesquisa. </li></ul><ul><li>Os objetivos deverão ser claros, sucintos e diretos e estar coerentes com o problema e a justificativa. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Descrever sobre “o porquê” da realização da pesquisa, procurando identificar as razões da preferência pelo tema escolhido e sua importância. </li></ul><ul><li>Avaliar se o tema é relevante. Relatar quais os pontos positivos que se percebe na abordagem proposta. Que vantagens e benefícios que a pesquisa irá proporcionar. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>A justificativa deverá convencer quem for ler o projeto, com relação à importância e à relevância da pesquisa proposta. </li></ul>
  9. 9. METODOLOGIA E PROCEDIMENTOS <ul><li>Este é o espaço para informar como se pretende realizar a pesquisa na prática. </li></ul><ul><li>Descrever como será realizada a pesquisa. </li></ul><ul><li>É uma descrição técnica de como será desenvolvido o trabalho. Devem estar detalhadas, de forma lógica e linear, todas as etapas do projeto. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Uma metodologia bem estruturada reflete um bom planejamento do processo de investigação, diminuindo a possibilidade de surgirem falhas que impeçam a conclusão do projeto. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Por exemplo: Um pesquisador em Educação que gostaria de estudar &quot;A aprendizagem de matemática por crianças que vivem em acampamentos de Sem-Terra“ , deverá explicitar como pretende recolher os dados de sua pesquisa. </li></ul><ul><li>Pode ser que julgue necessário assistir as aulas ministradas em um acampamento; </li></ul><ul><li>pode considerar necessário conversar com a professora que dá as aulas ler o que já foi escrito sobre o assunto; etc. </li></ul><ul><li>Tudo isso deverá ser descrito como Metodologia. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Os procedimentos devem explicar como se pretende recolher e reter estes dados obtidos. </li></ul><ul><li>No exemplo usado anteriormente, o pesquisador pode querer filmar as aulas, gravar as conversas, escrever um diário de pesquisa, etc. </li></ul>
  13. 13. RESULTADOS ESPERADOS: <ul><li>Aqui o aluno deve expressar quais resultados são previstos ou não. Também dá uma idéia de coerência nos itens anteriores. </li></ul>
  14. 14. PROJETOS DE PESQUISA EM DIREITO <ul><li>“ Toda longa caminhada começa com um primeiro passo”. </li></ul>
  15. 15. O PROBLEMA: O QUE PESQUISAR? <ul><li>A eleição do tema da pesquisa deverá iniciar-se pela área do conhecimento humano na qual o aluno pretende trabalhar. Quanto mais específica for a área escolhida, mais fácil será para o pesquisador encontrar seu objeto de pesquisa. </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Selecionada(s) a(s) área(s) do conhecimento em que o aluno pretende trabalhar, deverá ele escolher um problema a ser solucionado naquela área do saber. </li></ul><ul><li>A pesquisa jurídica não é mera compilação do conhecimento adquirido por seu autor, mas envolve necessariamente a criação de soluções novas a serem incorporadas à doutrina nacional. </li></ul>
  17. 17. <ul><li>A escolha do tema-problema deverá pautar-se pelo binômio interesse-capacidade pessoal e social na resolução do problema. </li></ul><ul><li>Assim, quatro perguntas básicas deverão ser respondidas positivamente para que o tema possa ser eleito com acerto: </li></ul>
  18. 18. TENHO INTERESSE NO PROBLEMA? (CURIOSIDADE PESSOAL E/OU PROFISSIONAL EM RELAÇÃO AO PROBLEMA) <ul><li>O pesquisador deve propor um problema que tenha maior facilidade em resolver por seus conhecimentos e experiência anterior à pesquisa. Por mais que alguém se interesse por computadores, certamente não poderá realizar um grande trabalho em Direito Informático se não tiver o mínimo de conhecimento em Informática. </li></ul>
  19. 19. <ul><li>Na eleição do problema a ser pesquisado vale a lei do mínimo esforço: o pesquisador deverá optar por temas em que seus conhecimentos prévios lhe possam ser úteis. </li></ul>
  20. 20. HÁ INTERESSE SOCIAL NA RESOLUÇÃO DO PROBLEMA? (ORIGINALIDADE E RELEVÂNCIA SOCIAL DO PROBLEMA) <ul><li>O pesquisador deve propor problemas originais, pois de nada adianta escolher um tema exaustivamente discutido na doutrina. Um problema que pode ser solucionado através de uma simples pesquisa doutrinária ou jurisprudencial não é adequado para ser objeto de uma pesquisa. </li></ul>
  21. 21. <ul><li>São comuns &quot;modismos&quot; em relação aos temas de pesquisa o que, muitas vezes, acabam originando inúmeros trabalhos com conclusões absolutamente idênticas, nada acrescentando à literatura jurídica já existente. Por outro lado, toda pesquisa tem uma função social que não pode ser desprezada. A solução do problema deve ser socialmente útil. </li></ul>
  22. 22. <ul><li>A sociedade em que vivo me oferece recursos para solucionar o problema? (bibliografia, financiamento, possibilidade de coletar dados, prazo para apresentar os resultados, etc) </li></ul>
  23. 23. <ul><li>O pesquisador deve analisar se dentro do contexto social em que irá pesquisar será viável alcançar a solução do problema. </li></ul><ul><li>Deverá lembrar-se de que sua pesquisa não poderá durar eternamente e portanto seu tema deverá necessariamente estar delimitado principalmente quanto ao objeto, quanto ao tempo e quanto ao espaço. </li></ul>
  24. 24. <ul><li>Delimitado o tema-problema, deverá o pesquisador oferecer uma resposta provisória a sua indagação. </li></ul><ul><li>A esta resposta provisória que é dada ao problema denomina-se hipótese e sobre ela o pesquisador irá traçar seu objetivo que, em última análise, será testar a veracidade ou não da resposta previamente apresentada. </li></ul>
  25. 25. OS OBJETIVOS: PARA QUE PESQUISAR? <ul><li>O objetivo geral da pesquisa científica é oferecer uma resposta ao problema que é o núcleo da investigação, testando a veracidade da hipótese de trabalho. </li></ul><ul><li>Os objetivos específicos da pesquisa, por outro lado, são as perguntas secundárias que o pesquisador deverá responder, cujas respostas conjuntas levará a consecução do objetivo geral. </li></ul>
  26. 26. <ul><li>Tradicionalmente os objetivos – geral e específicos – vêm expressos através de verbos no infinitivo. </li></ul><ul><li>O objetivo geral nada mais é do que o problema redigido sobre a forma de ação </li></ul><ul><li>Os objetivos específicos são ações a serem realizadas pelo pesquisador que tornarão possível alcançar o objetivo geral. </li></ul>
  27. 27. A JUSTIFICATIVA: POR QUE PESQUISAR? <ul><li>A justificativa é a fase do projeto na qual o pesquisador irá expor quais elementos dentro do binômio interesse/capacidade pessoal e social foram decisivos na eleição do seu tema de estudo. </li></ul><ul><li>Evidentemente, o principal elemento a ser explicitado aqui é o interesse social na solução do problema. </li></ul>
  28. 28. <ul><li>O pesquisador, nesta fase, deverá iniciar explicitando o &quot;estado da arte&quot;, ou seja, o atual estado das pesquisas científicas sobre o tema. É importante que se faça uma revisão da literatura existente, comentando sucintamente as principais obras que tratam direta ou indiretamente do tema proposto. </li></ul>
  29. 29. <ul><li>Em seguida, necessário se faz demonstrar a relevância social do problema, explicitando-se nesta fase o que já foi comentado anteriormente quanto ao interesse social na resolução do problema. </li></ul><ul><li>Em síntese, será nesta fase que o pesquisador irá demonstrar ao leitor o real interesse social de seu projeto de pesquisa. </li></ul>
  30. 30. A METODOLOGIA: COMO PESQUISAR? <ul><li>Nesta parte do projeto o pesquisador deverá demonstrar como irá testar a veracidade de sua hipótese de trabalho. </li></ul><ul><li>Para tanto deverá estabelecer um marco teórico e definir se sua estratégia de pesquisa será dogmática ou empírica. </li></ul>
  31. 31. PESQUISA JURÍDICO-TEÓRICA <ul><li>É uma estratégia de pesquisa que tem por objeto a análise da norma jurídica isolada do contexto social em que se manifesta. </li></ul><ul><li>Esta concepção baseia-se na análise do dogma jurídico, que é um ponto fundamental apresentado como certo e indiscutível, cuja verdade se espera que as pessoas aceitem sem questionar: a lei, a jurisprudência, os costumes, os princípios gerais do direito, etc. </li></ul>
  32. 32. PESQUISA EMPÍRICA <ul><li>É uma estratégia de pesquisa que tem por objeto a análise da norma jurídica no contexto da realidade social em que se manifesta. </li></ul><ul><li>Por esta concepção, deverá o pesquisador analisar uma série de fatores econômicos, políticos e sociais e a partir destas constatações empíricas, estabelecer a solução do problema pesquisado. </li></ul>
  33. 33. O CRONOGRAMA: QUANDO PESQUISAR? <ul><li>Como já foi dito anteriormente, nenhuma pesquisa pode prolongar-se indefinidamente no tempo. Assim, necessário é que o pesquisador estabeleça um cronograma no qual especificará quanto tempo levará na realização de cada etapa de sua pesquisa. </li></ul>
  34. 34. A BIBLIOGRAFIA PRELIMINAR: ONDE PESQUISAR? <ul><li>Para encerrar o projeto de pesquisa, o pesquisador deverá listar toda a bibliografia que potencialmente irá utilizar na realização do trabalho. </li></ul><ul><li>Evidentemente, na fase do projeto, não há necessidade de o pesquisador ter acesso físico às obras, muito menos de adquiri-las. </li></ul>
  35. 35. <ul><li>Deverá, no entanto, ter as referências completas das obras que futuramente poderá consultar devidamente formatadas no padrão ABNT. </li></ul><ul><li>Atualmente, é indispensável a consulta através da Internet às bibliotecas das principais Faculdades de Direito do Brasil, bem como à base de dados da Biblioteca do Senado Federal </li></ul>

×