Your SlideShare is downloading. ×
A familia e a escola
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

A familia e a escola

1,230
views

Published on

Este trabalho foi pedido por a minha setora para fazer os meus módulos que tenho em atraso mas gostei de o fazer. Espero que gostem tanto como eu. :)

Este trabalho foi pedido por a minha setora para fazer os meus módulos que tenho em atraso mas gostei de o fazer. Espero que gostem tanto como eu. :)


0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,230
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
42
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Introdução Este trabalho foi proposto pela professora Glória Ferreira no âmbito da disciplina Área de Estudo Companhado. A Família representa um grupo Social primeiro que influenciado por outras pessoas instituições. È grupo de pessoas, ou um número de grupos domésticos ligados por descendência (demonstrada ou estipulada) a partir de um ancestral comum, matrimónio ou adoção. A escola é uma instituição concebida para o ensino de alunos sob a direção de professores.
  • 2. O que é uma Família?• A família representa um grupo social primário que influencia e é influenciado por outras pessoas e instituições. É um grupo de pessoas, ou um número de grupos domésticos ligados por descendência (demonstrada ou estipulada) a partir de um ancestral comum, matrimónio ou adoção. Nesse sentido o termo confunde-se com clã.
  • 3. O que é uma escola?• A escola é uma instituição concebida para o ensino de alunos sob a direção de professores. A maioria dos países tem sistemas formais de educação, que geralmente são obrigatórios. Nestes sistemas, os estudantes progridem através de uma série de níveis escolares e sucessivos. Os nomes para esses níveis nas escolas variam por país, mas geralmente incluem o ensino fundamental(escola primária para crianças e o ensino médio (escola secundária) para os adolescentes.
  • 4. Dependem uma da outra• Se a família é uma instituição universal, por ser, com a religião, a única presente em todas as sociedades, daí se pode ver o peso da escola nas vidas do ser humano. Uma depende da outra. A escola complementa a família na educação e na preparação para o futuro de qualquer cidadão. Por isso não deviam viver separadas.
  • 5. A Importância dos Pais• Sabendo que, infelizmente, pelo Mundo fora nem todas as crianças e adolescentes têm condições para aceder à escola, na sociedade ocidental dos nossos dias os valores têm evoluído para esta ideia: a proximidade dos pais no esforço diário dos professores faz toda a diferença. Só assim uns e outros podem desempenhar bem a sua função.
  • 6. Relação família e escola• Hoje em dia há a necessidade de a escola estar em perfeita sintonia com a família. A escola é uma instituição que complementa a família e juntas tornam-se lugares agradáveis para a convivência de nossos filhos e alunos. A escola não deveria viver sem a família e nem a família deveria viver sem a escola. Uma depende da outra na tentativa de alcançar o maior objetivo, qual seja, o melhor futuro para o filho e educando e, automaticamente, para toda a sociedade.
  • 7. As transferências de funções• A fronteira entre família e escola tornou-se cada vez mais estreita. Parece claro que, com o passar do tempo, as funções de uma e outra têm tendência a confundir-se.• Funções que durante anos pertenceram unicamente à família foram transferidas para a escola. Como por exemplo, a educação sexual, a formação religiosa e a definição política.• A escola, mais do que um sítio onde vamos estudar e aprender, tornou-se uma espécie de quintal da nossa própria casa, desempenhando o papel de parceira indispensável na formação do individuo.
  • 8. O caso português• Em Portugal, até à década de 1970 a família e a escola não se complementavam. Por ser um País rural, o abandono escolar era muito elevado e acontecia muito cedo.• Os pais queriam os filhos para trabalhar e não para estudar. Em 1970, 31% das mulheres portuguesas não sabiam ler nem escrever (hoje são só 11%), enquanto os números entre os homens atingiam os 20% (hoje reduz-se a 6%).
  • 9. A Segurança na escola• A segurança dos funcionários e alunos é um problema crescente para as comunidades escolares e a maioria das escolas está lidando com a segurança melhorada. Como no massacre de Realengo, estão sendo criados planos para proteger alunos e funcionários em caso de um tiroteio na escola. Algumas escolas têm tomado medidas, como a instalação de detentores de metal ou de vigilância por vídeo.
  • 10. Há muito a Fazer• Os dados da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económicos) revelam ainda que, nos últimos 30 anos, a percentagem de população sem qualquer qualificação (ensino básico) baixou de 61 para 26 %, que o peso da população com o ensino secundário completo passou de 2,3 % para 11 % e que o peso do ensino superior passou de 0,6 % para 6,5 %.• Porém, segundo a mesma fonte, só 20 % dos portugueses atinge o ensino secundário. A maioria fica pela escolaridade obrigatória.
  • 11. Abandono Escolar• O insucesso e abandono escolares tomaram-se um problema dos atuais sistemas de ensino. Não sendo novo, ele requer hoje uma reavaliação, devido às mudanças profundas que as sociedades têm vindo a registar, quer na socialização dos jovens quer nas exigências que estas fazem, cada vez mais, à participação destes em diferentes esferas sociais.
  • 12. Investimento de PortugalEstes números provam que nem tudo são rosas no nosso País. No apoioque o Estado deve dar à já referida ligação entre a escola e a família,vê-se que de 2005 até 2007 o investimento foi cada vez menor. Sãosituações destas que dificultam o êxito escolar e complicam umaeducação correta por parte das famílias.
  • 13. Conclusão• A necessidade de se construir uma relação entre família e escola, deve ser para planear, estabelecer compromissos e acordos mínimos para que o filho/aluno tenha uma educação com qualidade tanto em casa como na escola.• No fundo, é impossível separar a mesma pessoa. O jovem, quando chega ao sistema escolar, não deixa de ser filho, irmão, neto, amigo, etc.