Your SlideShare is downloading. ×
Projeto de formação continuada
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Projeto de formação continuada

36,277
views

Published on

ESCOLA ESTADUAL PRESIDENTE TANCREDO DE ALMEIDA NEVES …

ESCOLA ESTADUAL PRESIDENTE TANCREDO DE ALMEIDA NEVES
Modalidade:
Ensino Médio Regular e Ensino Médio Integrado a Educação Profissional: Curso Técnico em Informática
Diretor: Bartolomeu Pereira de Sousa
Coordenadora: Nilza Pereira Maranhão

PROJETO DE FORMAÇÃO CONTINUADA

“SALA DE PROFESSOR”
“Construindo Saberes, sabores e valores no Ensino Médio”.

Professores participantes:
Aelso Oliveira Moura
Anderson Mayso M. Toledo
Carivaldo A. da Silva
João Pereira Miranda
Karla Vanessa Araújo
Laura Neide de S. Ferreira
Leonor Alves dos Santos
Maria de Fátima Lima
Maria Gleci A. S. Pires
Moisés Silva Pereira
Rosa de Lima P. Rodrigues
Nília Santana
Ialene
Suênia Mª Silvana

Published in: Education

1 Comment
23 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
36,277
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
1
Likes
23
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO ESCOLA ESTADUAL PRESIDENTE TANCREDO DE ALMEIDA NEVES PROJETO DE FORMAÇÃO CONTINUADA “SALA DE PROFESSOR” “Construindo Saberes, sabores e valores no Ensino Médio”. São Félix do Araguaia 2010
  • 2. Identificação: Escola Estadual Presidente Tancredo de Almeida Neves Diretor: Bartolomeu Pereira de Sousa Coordenadora: Nilza Pereira Maranhão Professores participantes: Aelso Oliveira Moura Anderson Mayso M. Toledo Carivaldo A. da Silva João Pereira Miranda Karla Vanessa Araújo Laura Neide de S. Ferreira Leonor Alves dos Santos Maria de Fátima Lima Maria Gleci A. S. Pires Moisés Silva Pereira Rosa de Lima P. Rodrigues Nília Santana Ialene Suênia Mª Silvana Modalidade: Ensino Médio Regular e Ensino Médio Integrado a Educação Profissional: Curso Técnico em Informática
  • 3. São Félix do Araguaia 2010 Apresentação: A Escola Estadual Presidente Tancredo de Almeida Neves está situada à Av. Governador José Fragelli, Bairro Vila Nova, a 1 km do Centro da cidade, no município de São Félix do Araguaia. Foi construída em 1985 pelo município para atender alunos de 1º a 4º série e transferida para o Estado em 1988 com autorização para o funcionamento de 1º a 8º série. Em 1996, a Escola passou a atender somente o ensino médio, resultado do processo da reorganização da rede estadual de ensino, a polarização, política implantada pelo então governo, autorizada através da Portaria 180/98 CEE/MT. A Escola hoje atende um publico de aproximadamente 650 alunos, sendo 255 na sede e 360 em salas anexas (extensões) em espaços das escolas municipais, zona rural, numa distancia que varia de 36 km a 200 km desta Escola. Os estudantes, tanto da sede como das extensões, são em sua maioria jovens, registrando também um pequeno grupo de adultos e de adolescentes. Os turnos de funcionamento das aulas são nos períodos matutino, vespertino e noturno. A clientela que estuda nesta Escola, é em sua maioria filhos de pessoas que trabalham no serviço público (estadual, municipal e federal), de comerciantes, domésticas, braçais e até de desempregados. Grande parte dos alunos do ensino noturno trabalha fora de casa, como estagiários nos órgãos públicos, em serviços domésticos, entregas, diárias, etc. A partir deste ano, 2010, a escola passou a oferecer o curso Técnico Em Informática Integrado ao Ensino Médio, Atendendo inicialmente uma clientela de 90 alunos, distribuída em três turmas de 1º ano. Encontra-se organizado o Grêmio Estudantil com grandes perspectivas de atuação em prol do sucesso estudantil. A Escola conta também como potencialidade pedagógica, um laboratório de Informática Educativa – LIED que tem como objetivo estimular e promover o conhecimento das novas tecnologias de informação e comunicação aplicadas às áreas de conhecimento em geral aos discentes, docentes e comunidade e o projeto EDUCOMUNICAÇÃO (Radio), sob a coordenação de uma Professora de Letras e tem como proposta desenvolver outras formas de comunicação no interior da escola visando enriquecer as relações de interação e comunicação entre todos os agentes que a compõem. Os professores que fazem parte do atual quadro (as turmas da sede) são quatro efetivos e os demais interinos sendo todos habilitados e com atuação na sua área de formação.
  • 4. Justificativa Concebemos a “Formação Continuada”- Sala do Professor como espaço de reflexão crítica, coletiva e constante sobre a prática de sala de aula, onde pode e dar: a troca de experiência,a leitura, a pesquisa, a elaboração de projetos, a avaliação e o replanejamento. Hoje é necessário investirmos na formação continuada de professores e, especialmente, na formação consistente dos futuros profissionais da educação, para que a curto e médio prazo, possam construir conhecimentos, realizar pesquisas e desenvolver suas metodologias e concepções construtivistas-interacionista e histórico-social(...), na sala de aula. ( Salto para o Futuro: Construindo a escola cidadã, 1998: p.10) Considerando que o objetivo do Ensino Médio é desenvolver competências e habilidades para a interação e transformação do mundo, guiada por uma proposta inovadora de formar indivíduos criativos e pensantes, capazes de enfrentar os novos desafios universitários e profissionais que o mercado de trabalho exige, pautados pela participação ativa do aluno no processo de aprendizagem preparando-os para a vida, qualificando-os para a cidadania e capacitando-os para o aprendizado permanente, seja no prosseguimento dos estudos ou no mundo do trabalho. Tendo em vista o compromisso de preparar o aluno do Ensino Médio para o mundo do trabalho, definimos um conjunto de competências, habilidades, valores e atitudes que deverão ser desenvolvidos por todas as disciplinas: • Capacidade para lidar com situações-problema; • Trabalho em equipe; • Espírito de cooperação; • Aceitação de críticas; • Poder de auto-avaliação; • Trabalhar positivamente o interpessoal; • Responder prontamente às solicitações; • Respeitar as diferentes opiniões; • Responsabilidade com prazos e tarefas; • Apresentação pessoal; • Cuidados com o ambiente de trabalho; • Informações sobre higiene e segurança do trabalho; • Capacidade de negociação; • Tomada de decisão; • Ter iniciativa própria; • Boa comunicação oral e escrita; • Ética profissional; • Consciência ambiental; • Conhecimento de tecnologias de ponta; • Conhecimentos de aspectos sócio-econômicos atuais ( nacionais e internacionais );
  • 5. • Autonomia e gerenciamento da pesquisa; • Construção de um projeto pessoal para carreira profissional; • Administração do projeto de vida; Considerando que a Escola Tancredo Neves adota como prática educativa o desenvolvimento de projetos que envolve toda a Escola e engloba as diversas áreas do conhecimento com temáticas como: “Projeto Mulheres”,Semana de Mato –Grosso, Meio- Ambiente, Gincana Junina, Folclore, Juventude e Consciência Negra. Além destes há os projetos específicos dos professores por disciplinas e por área de conhecimento que são definidos a partir das necessidades apresentadas através de diagnóstico realizados pelos professores. Para o I Semestre as demandas apresentadas sugerem às seguintes propostas de intervenção: Área de Linguagens: Projeto Leitura e Escrita, Linguagem Verbal e não Verbal; Área de Ciências da Natureza e Matemática: Projeto Impactos Ambientais; Área de Ciências Humanas: Projeto Identidade; Considerando o trabalho com projetos como possibilidade do professor sair da rotina (método mecanizado) podendo assim desenvolver atividades interdisciplinares sala / extra sala que englobem vários conteúdos, dando ênfase a coletividade, a opinião e o interesse dos alunos desde a escolha do tema à conclusão do mesmo. Para Nogueira (2004, 6ª ed.) o ensino mediado por projetos proporciona ao discente autonomia durante a pesquisa, ou seja, ele passa a ser o autor de todo processo. Já o professor é tão somente o mediador, direcionador das etapas da pesquisa, pois o processo de ensino aprendizagem tem como objetivo maior capacitar os estudantes a humanizarem-se melhor como cidadãos inteligentes, criativos, reflexivos, críticos e responsáveis, no coletivo, por melhores qualidades culturais, com ética e respeito pela diversidade. Conforme observa Fagundes (1999) algumas competências/habilidades são fundamentais para a execução de um projeto de aprendizagem, dentre elas destacamos: respeito às identidades e as diferenças; o uso da linguagem como meio de expressão; inter-relacionar pensamentos, idéias e conceitos, desenvolver a criatividade, saber conviver em grupo, enfim aprender a aprender. Neste caso, a prática educativa requer processos de comunicação entre colegas, explicar o que acontece: o fazer, o não fazer e o que deu resultado, compartilhar as alegrias e os sofrimentos que surgem no difícil processo de ensinar e aprender. Assim, o projeto “Sala de Professor”, proporciona a formação continuada com base na experiência profissional dos professores, de forma que os estimule a uma postura crítico – reflexiva em relação aos seus conhecimentos teóricos metodológicos e busquem soluções para necessidades específicas de seus alunos e de suas práticas no cotidiano. Portanto a presente proposta de trabalho baseia-se na pedagogia de intervenção, cujas necessidades, primeira, consiste no pressuposto de que os alunos devem buscar a construção autônoma do conhecimento através da pesquisa, leitura e produção escrita e com intuito de adquirem o hábito de ler, pesquisar e escrever com prazer, com reflexão e criticidade, sabendo criar e recriar suas produções nas diversas áreas do conhecimento, tomaremos como referências principais as Orientações Curriculares para o Ensino Médio, organizadas por área de conhecimento, na perspectiva de proposição de atividades pedagógicas interdisciplinares que possibilitem a construção do conhecimento significativo para a formação de cidadãos conscientes e assim atingirmos o objetivo que nos propomos. Diante disso, propomos desenvolver o Projeto “Construindo Saberes, Sabores e
  • 6. Valores no Ensino Médio", priorizando como foco o desafio do domínio das habilidades da leitura, interpretação e escrita, pois Ler e escrever são tarefas da escola, questões para todas as áreas, uma vez que são habilidades indispensáveis para a formação de um estudante, que é responsabilidade da escola. ( LER E ESCREVER ,2007 p. 17) Objetivo Geral  Oportunizar aos discentes a elevação do nível de aprendizagem através de atividades que explorem as competências e habilidades nas diversas áreas do conhecimento, priorizando o trabalho com a leitura/interpretação e escrita, buscando formar indivíduos criativos e pensantes, capazes de enfrentar os novos desafios universitários e prepará-los para a vida, qualificando-os para a cidadania e capacitando-os para o aprendizado permanente, seja no prosseguimento dos estudos ou no mundo do trabalho. – Objetivos Específicos  Criar estratégias de intervenção nas diferentes áreas do conhecimento para solucionar os problemas apresentados tendo como foco principal as habilidades de leitura, interpretação, produção e escrita dos alunos;  proporcionar aos discentes práticas pedagógicas diferenciadas que os qualifiquem para a cidadania, oportunizando o desenvolvimento de suas capacidades para continuarem seus estudos. Metodologia - Criar grupos de estudo por área de conhecimento; -Realizar estudos tendo como base as Orientações Curriculares para o Ensino Médio; -Elaborar Projetos específicos para a intervenção e melhora no desempenho da aprendizagem dos alunos por área de conhecimento; -Desenvolver atividades que possibilitem a Integração entre as disciplinas por área de conhecimento; -Desenvolver estudos voltados para o desenvolvimento da prática de leitura, interpretação, produção e escrita; - Elaborar Instrumento de avaliação para verificar o desenvolvimento e a aprendizagem dos alunos ; -Realizar ao final do I semestre a avaliação do “Projeto Sala do Professor”
  • 7. Recursos: Os recursos para o desenvolvimento do projeto Sala de Professor será amparado pelo Plano de Desenvolvimento da Escola – PDE. O projeto contará com a orientação do coordenador de formação do CEFAPRO/SFA e o subsídio dos professores formadores das áreas de conhecimento quanto a elaboração dos projetos, a indicações bibliográficas, e o desenvolvimento de estratégias que auxiliem os professores na superação dos problemas apresentados; Certificação: Os participantes da Formação Continuada receberão a certificação da Escola e que será chancelado pelo CEFAPRO e terão direito a certificação do “Projeto Sala de Professor” todos os participantes com freqüência a partir 75% nos grupos de estudo de cada semestre. O profissional que obtiver freqüência entre 50% e 75% receberá certificação referente à Formação Continuada e não terá validade como “Sala de Professor”; Avaliação A avaliação tem a função de alimentar, sustentar e orientar a intervenção pedagógica, auxiliar o professor ao repensar contínuo sobre sua prática. Acontecerá sistematicamente por meio da interpretação qualitativa do conhecimento construído pelos alunos; a avaliação se dará através de instrumento avaliativo aplicado aos alunos com a finalidade de obter informações sobre o que o aluno aprendeu, considerando as ações propostas no projeto para o I SEMESTRE. As ações para o II Semestre serão apresentadas posteriormente, tendo como base a avaliação do I Semestre, considerando os resultados alcançados e os problemas de aprendizagem dos alunos.
  • 8. Cronograma de Execução MÊS C.H AÇÕES FEVEREIRO 02 - Criar grupos de estudo por área de conhecimento; MARÇO 11 -Realizar estudos tendo como base as Orientações Curriculares para o Ensino Médio; -Elaborar Projetos específicos para a intervenção e melhora no desempenho da aprendizagem dos alunos por área de conhecimento; ABRIL 07 - Realizar projetos de intervenção que auxiliem no desempenho da aprendizagem dos alunos por área de conhecimento; MAIO 09 -Desenvolver atividades que possibilitem a Integração entre as disciplinas e o desempenho dos alunos de acordo com os projetos de cada área de conhecimento; JUNHO 11 -Realizar estudos com temas que auxiliem no desenvolvimento dos projetos de intervenção das áreas de conhecimento; -Elaborar Instrumento de avaliação para verificar o desenvolvimento e a aprendizagem dos alunos ; -Realizar ao final do I semestre a avaliação do “Projeto Sala do Professor” C.H :TOTAL - 40 HORAS
  • 9. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ARROYO,Miguel. Ofício de Mestre. Vozes: Petrópolis,2000. LER E ESCREVER: compromisso de todas as áreas / organizado por Iara Conceição Bitencourt Neves, Jusamara Vieira souza, Neiva Otero Schaffer, Paulo Coimbra Guedes e Renita klusener. - 8. ed. - Porto alegre: Editora da UFRGS, 2007 FAGUNDES, Léa da Cruz, ET, alli. Aprendizes do futuro: as inovações começaram. Cadernos Informática para a Mudança em Educação. MEC/SEED/PROINFO, 1999. MACEDO, de Lino Desafios à Prática Reflexiva na Escola NOGUEIRA, Nilbo Ribeiro. Pedagogia de Projetos – uma jornada interdisciplinar rumo ao desenvolvimento das múltiplas inteligencias. 6ª ed. São paulo: Editora Érica. 2004. v. 01 200p. PRATICAS DE LEITURA E ESCRITA / Maria Angélica Freire de Carvalho, Rosa Helena Mendonça (orgs.).-Brasília: Ministério da Educação, 2006. SECRETARIA de Estado de Educação, Orientações Curriculares para a Educação Básica(Ensino Médio) do Estado de Mato Grosso VASCONCELLOS,Celso dos Santos,Coordenação do Trabalho Pedagógico:Do Projeto Político- Pedagógico ao cotidiano da sala de aula,9ª ed-São Paulo:Libertad Editora,2008.

×