• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
3ano 2bi geografia_pe1
 

3ano 2bi geografia_pe1

on

  • 832 views

 

Statistics

Views

Total Views
832
Views on SlideShare
766
Embed Views
66

Actions

Likes
0
Downloads
10
Comments
0

1 Embed 66

http://www.slideshare.net 66

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    3ano 2bi geografia_pe1 3ano 2bi geografia_pe1 Document Transcript

    • Frente 1<br />Módulos 9 e 10: Formação Vegetal<br />-> Introdução:<br />• Vegetação é uma conseqüência do clima.<br />• No Brasil, predomínio de climas tropicais quentes e úmidos, portanto predomínio de vegetais exuberantes (como as florestas).<br />-> Formações arbóreas ou florestais:<br />• Mata Equatorial Amazônica: Formação higrófila (ambiente úmido), latifoliada (grandes folhas), perene (sempre verde), densa, de difícil penetração e heterogênea. A Mata Equatorial está dividida em três: caaigapó ou mata de Igapó ou mata falsa (mata junto às margens do rio, possui plantas aquáticas, ou nascendo do rio); mata de várzea (árvores de porte médio, nascem nas áreas sujeitas a alagamentos; por exemplo, a seringueira, um dos responsáveis pela ocupação da Amazônia Ocidental); e caaetê ou mata de terra firme (vegetação de áreas não sujeitas à alagamentos; possui castanha-do-pará e madeira de lei).<br />• Mata Tropical Atlântica: Vegetação que ocupa toda a borda do litoral leste; tem as mesmas características da Mata Equatorial (higrófila, latifoliada, perene e densa). Era rica em espécies vegetais, principalmente de madeiras de lei (pau-brasil, peroba, ipê...). Hoje ela é reduzida e existem poucas reservas, que são mantidas pelo governo.<br />• Mata dos Pinhais ou Mara de Araucária: Vegetação do Sul do Brasil e dos planaltos elevados do Sudeste. É uma formação de ambiente frio; aciculifoliada (folhas pontiagudas), aberta, de fácil penetração e com menor número de espécies vegetais. Principais plantas são o Pinheiro-do-paraná (madeira) e erva-mate (bebida). Hoje está bastante destruída pela ocupação agrícola.<br />• Mata dos Cocais: Região do Meio-Norte do Brasil até o Ceará, Piauí e Maranhão. É uma mata de transição, em áreas de clima tropical semiúmido. Composta pelo babaçu (coqueiro do Maranhão, útil na produção de óleo comestível, combustível e lubrificante) e carnaúba (coqueiro do Ceará, da folha é extraída isolantes e lubrificantes; também conhecida como “Árvore da Providência”).<br />• Matas-Galerias ou Ciliares: Aparecem ao longo dos rios, aproveitando a maior umidade do solo. São geralmente compostas por espécies de Mata Tropical Atlântica.<br />-> Formações Arbustivas:<br />• Cerrado: Formação vegetal com clima tropical semiúmido do interior do Brasil; possui solos pobres constituída de gramíneas e arbustos retorcidos. São plantas resistentes ao fogo. O cerrado vem sendo substituído pela agricultura em seu avanço para o Centro-Oeste.<br />• Caatinga: Ocorre no Sertão do Nordeste, no clima semiárido. Espécies de arbustos, coqueiros, bromélia e cactáceas. Área tradicional de criação de gado.<br />-> Formações Herbáceas:<br />• Campos: Ocorre no sul do Brasil, na Campanha Gaúcha. É a Pradaria brasileira, composta de gramíneas (pastagem). A principal atividade é o gado. Importância na região de Ponta Porã (sul do Mato grosso do Sul), conhecido por Campos de Vacaria. Além da região Sul, a atividade pecuarista é intensa nos campos da Ilha de Marajó e em Roraima.<br />-> Formações Complexas:<br />• Pantanal: A oeste de Mato Grosso do Sul e sudoeste de Mato Grosso. Há uma mistura de espécies vegetais; árvores da Mata Atlânticas, arbustos retorcidos do cerrado, gramíneas, cactáceas. Por causa disso, trata-se de um nicho ecológico, uma área de reprodução animal, que a todo o custo deve ser preservada.<br />• Mangues: Ao longo do litoral brasileiro, apresenta largura e riqueza de espécies. Constituídas de plantas de ambientes úmidos e instáveis: plantas com raízes aéreas e halófilas (tolerantes ao sal).<br />-> Domínios Morfoclimáticos:<br />• São áreas geográficas com características da homogeneidade.<br />• Áreas com semelhanças no clima, vegetação, hidrografia, relevo e solos.<br />• No Brasil são seis domínios morfoclimáticos.<br />Frente 2<br />Módulo 9: Região Sul<br />-> Introdução:<br />• É a menor das regiões brasileiras.<br />• Formada pelos Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.<br />-> Relevo:<br />• Resumindo: Se inicia elevado na fronteira com São Paulo e vai diminuindo de altitude em direção ao sul.<br />• É caracterizada pelos Planaltos e pelas Chapadas da Bacia do Paraná (com formação arenito-basáltica; terra roxa). <br />• Duas depressões (com reserva de carvão mineral): Depressão Periférica da Borda Leste e Borda Leste do Rio Paraná.<br />• Dois planaltos cristalinos (coxilhas): Planaltos e Serras do Atlântico Leste-Sudeste (continuação das Serras de São Paulo; basalto, escarpas e mares de morros); e Planalto Sul-Rio-Grandense (ressurgência do Planalto Atlântico).<br />• Destaque para a formação quaternária da Planície das Lagoas dos Patos e Mirim, onde aparece as restingas.<br />-> Hidrografia:<br />• Rios Paraná e Uruguai na Bacia Platina.<br />• O Rio Paraná separa o Paraná, o Mato Grosso do Sul e o Paraguai. Possui a barragem de Itaipu. Tem como afluentes os rios: Paranapanema, Ivaí, Piquiri e Iguaçu.<br />• Rio Uruguai é a junção dos Rios Canoas e Pelotas. Separa Santa Catarina do Rio Grande do Sul, o Rio Grande do Sul da Argentina, a Argentina do Uruguai.<br />• Bacias Secundárias: não apresentam um rio principal; vários cursos que se dirigem ao Oceano Atlântico. Destaque nos rios: Ribeira do Iguape (SP-PR); Itajaí-Açu (SC); Tubarão (SC); Jacuí (RS); Camaquã (RS) e Jaguarão.<br />• Três regiões lacustres de grande importância: Patos (no RS, é a mais extensa, com 250 km de comprimento e 50km de largura); Mirim (sul de RS e parcialmente no Uruguai); Mangueira (no RS, é a menor de todas).<br />-> Clima:<br />• Predomínio do clima subtropical. Região sujeita (em qualquer época do ano) a invasões ‘ondas de frio’ (frentes frias) causadas pela MPA (massa polar atlântica).<br />-> Pluviosidade:<br />-14287535560• Pluviosidade regular, uma das regiões mais regadas pela chuva.<br />• Inverno frio e verão quente. O inverno é ameno ao norte e litoral do Paraná e Santa Catarina; o verão é brando nos trechos elevados dos planaltos.<br />-> Vegetação:<br />• Floresta Perenifólia Higrófila Costeira: Cobre as encostas orientais da Serra do Mar e da Serra Geral; formado por uma vegetação exuberante, alta e desenvolvida.<br />• Floresta Subcaducifólia Tropical: ao norte de Paraná; depende do solo, em áreas de terra roxa (basalto) apresenta-se semelhante à Floresta Úmida da Encosta; mas nas áreas de arenito, o número de espécies é reduzido.<br />• Floresta Subcaducifólia Subtropical: Oeste da região; importância no Alecrim e no Angico.<br />• Floresta de Araucária: ou Mata dos Pinhais; é de fácil penetração.<br />• Cerrado: Aparece como manchas em algumas áreas do Rio das Cinzas; encontra-se em altitudes entre 700 e 1000 metros.<br />• Campo: Constituído pela vegetação escassa (plantas rasteiras e poucas árvores).<br />• Vegetação Litorânea: Constituída por manguezais.<br />-> Povoamento, colonização e contrastes no uso da terra no Sul do Brasil:<br />• População: Com aproximadamente 27,7 milhões de habitantes, seu crescimento ocorreu com relativa lentidão, até 1950. Entre as décadas de 50 e 60, houve uma migração interna de paulistas, mineiros e baianos; que se fixaram no norte do Paraná e oeste de Santa Catarina.<br />• tem a economia estruturada na agropecuária, predomínio do setor primário (dinâmico e moderno), fornecendo matérias-primas e gêneros alimentícios.<br />• Metrópoles regionais: em Curitiba e Porto Alegre.<br />• Capitais regionais: Ponta Grossa e Londrina (PR), Florianópolis, Blumenal, Joinville, Laguna, Lages e Concórdia (SC); Pelotas, Bagé, Santa Maria, Caxias do Sul e Passo Fundo (RS).<br />• Centros regionais: Maringá e Apucarana (PR); Joaçaba e Tubarão (SC); Novo Hamburgo e Vacaria (RS).<br />• Povoamento do sul iniciou em 1680, com a fundação da Colônia do sacramento por portugueses atraídos pelas jazidas de ouro e prata. Primeiro foi Laguna (SC), depois casais açorianos se instalaram em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul. Com o inicio do ciclo de mineração em MG, a necessidade de animais de transporte e montaria aumentou, obrigando os paulistas à irem ao Sul e comprarem animais.<br />• Inicialmente no Paraná vieram os eslavos (Curitiba e Ponta Grossa); em Santa Catarina os alemães (Joinville, vale do Itajaí-Açu (Blumenau, Brusque)); no Rio Grande do Sul os alemães (Porto Alegre), italianos (nordeste do estado).<br />• Enquanto os campos foram ocupados pelo gado e as matas pela agricultura, o norte do Paraná foi ocupado pelo café, e a colonização planejada pelo governo e por companhias particulares (japoneses). No oeste de Santa Catarina, a atividade era exploração da madeira.<br />-> Aspectos Econômicos:<br />• Norte do Paraná: Lavoura cafeeira em solos de terra roxa (Basalto), isso auxiliou no desenvolvimento da malha ferroviária. Importância no Vale do Rio Ivaí (café pelos japoneses).<br />• Centro do RS: vale do Jacuí, desenvolve-se arroz.<br />• Vale do Itajaí: nordeste de SC, área de rizicultura.<br />• Trigo: Principal produtor é o RS, cultivado nas áreas planálticas, na Campanha Gaúcha.<br />• Soja: em substituição do café, vem ocupando o norte do Paraná. Principal produtor é o RS, cultivando no nordeste do estado.<br />• Milho: O PR é o grande produtor; cultivado no leste e centro do estado e no Vale do Ivaí.<br />• Arroz: Rizicultura na Depressão central do RS. Em SC é no Vale do Itajaí. No Paraná o predomínio são nos vales Ivaí e Tibagi.<br />• Policultura: Produção de cebola, mandioca, uva, batata-inglesa, batata-doce, fumo, centeio, cevada, aveia e mamona.<br />• Pecuária: Em 2008, o Sul é o quarto maior rebanho de bovinos e o maior de ovinos do Brasil.<br />• Extrativismo: Exploração do Cobre (RS), Chumbo (PR), Xisto pirobetuminoso (PR) e do Carvão Mineral (SC).<br />-> Indústrias:<br />• Com o desenvolvimento das atividades econômicas e a expansão do povoamento; a região sul chegou à segunda posição no país; porém enfrenta problemas: uma fraca infraestrutura e da sua indústria ser baseada em produtos agropastoris.<br />• No Paraná, o predomínio é de fábricas de madeira e beneficiamento de erva-mate. São centro de destaque: Curitiba, Ponta Grossa, Guarapuava e Londrina.<br />• Em Santa Catarina, as fábricas tem preferência no setor têxtil, louças, produtos metalúrgicos e de origem animal. Importância em: Blumenau, Joinville, Brusque, São Bento do Sul.<br />• No Rio Grande do Sul; fábricas para produção de carnes, vinhos, artefatos de couro, artigos metalúrgicos e artefatos de fumo. Pólos industriais: Caxias do Sul, Novo Hamburgo, São Leopoldo, Santa Maria, Santa Cruz do Sul, Bagé, Pelotas, Rio Grande e Santana do Livramento.<br />-> Transporte:<br />• Rodovias:rede rodoviária extensa; concentra-se no Paraná. Foz do Iguaçu é uma ponte internacional. Principais rodovias: BR-116: Fortaleza-Jaguarão; BR-101: Fortaleza-Osório; BR-153: Belém-Aceguá.<br />• Hidrovias: é utilizado para circulação de riquezas; navegáveis nos rios Paraná, Itajaí-Açu e Jacuí. Importância na Lagoa dos Patos. Corredores de Exportação: Paranaguá, Rio Grande e Porto Alegre.<br />• Aeroportos: Importância no aeroporto Salgado Filho (Porto Alegre); depois os de Curitiba, Florianópolis e Londrina.<br />• Ferrovias: Todas as estradas de ferro existentes no Sul do Brasil pertencem à ALL (América Latina Logística do Brasil S.A.), Ferropar (Ferrovia do Paraná S.A.) e FTC (Ferrovia Tereza Cristina S.A.)<br />Módulo 10: Região Amazônica<br />VER OUTRO DOCUMENTO (SEM RESUMO)<br />Frente 3<br />Módulo 9: Europa – Aspectos Econômicos<br />-> Introdução:<br />• A Europa é um continente economicamente desenvolvido.<br />• A soma dos PIBs dos países é elevada, e os indicadores sociais e IDH são altos e favoráveis.<br />• Existem tanto países muito desenvolvidos (com industrialização e avançado setor de serviços), quanto países agrícolas ou pastoris; e países que estão deixando ou deixaram o socialismo.<br />-> Economia Europeia:<br />• Depois da Segunda Guerra Mundial, a Europa estava dividida em duas influências: EUA e União Soviética. O lado oriental (“Leste Europeu”) era influenciada pela União Soviética, ditada por Moscou; enquanto o lado ocidental precisava do auxilio americano, porém não se poderia deixar dominar pelos EUA.<br />• Uma alternativa dos países ocidentais foi a tentativa de se desenvolver, integrando algumas atividades, como Benelux (Bélgica, Holanda e Luxemburgo, de 1944). Então foi criada a Ceca (Comunidade Europeia do Carvão e do Aço, em 1947); englobando Alemanha Ocidental, França, Itália e os países do Benelux.<br />• Com o êxito da Ceca, estabeleceram com o Tratado de Roma (1957) o Mercado Comum Europeu (MCE); e desde então engloba mais países europeus (Reino Unido, Eire, Dinamarca, Grécia, Portuga, Espanha, Áustria, Finlândia, Suécia e Turquia...)<br />• Na Nova Ordem Internacional, a União Europeia (junto com EUA e Japão), dominaram a economia mundial; porém isso não conseguiu pôr fim aos problemas, como a pobreza de alguns cidadãos, reivindicações nacionalistas, equacionamento da questão dos imigrantes e as desigualdades entre seus membros.<br />• Agricultura altamente desenvolvida e mecanizada. Uso de insumos (fertilizantes, herbicidas, irrigação e biotecnologia). Nas planícies do noroeste: cultura de cereais, trigo, centeio, cevada, aveia e beterraba. No sul, ao litoral mediterrâneo, culturas de oliveiras, videiras e frutas cítricas.<br />• A Mineração é rica em Ferro (França, Suécia, Ucrânia e no Vale do Ruhr, Alemanha), Carvão Mineral (Reino Unido, Ucrânia, Polônia e Alemanha), Petróleo (Mar do Norte e Mar Cáspio).<br />• Devido à Revolução Industrial, a Europa foi o berço da industrialização mundial; possuindo pontos famosos como: Vale do Rio Tâmisa (Londres, Inglaterra); Vale do Rio Sena (França); Vale do Rio Pó (norte da Itália); Vale do Rio Reno (Alemanha).<br />-> Organizações Econômicas:<br />• São organizações que surgiram como conseqüência da Segunda Guerra Mundial, que enfraqueceu a economia européia. Para superar essa destruição, a única solução foi a articulação política e econômica.<br />• BENELUX: Nederlands (Holanda) e Luxemburgo proporam três princípios válidos até hoje: “eliminar as barreiras alfandegárias, para fazer crescer o mercado consumidor e a produção de forma integrada”; “permitir a livre circulação dos cidadãos e a livre procura de trabalho, fazendo aumentar a oferta de empregos”; “padronizar as moedas, permitindo a estabilização das economias”.<br />• CECA: Comunidade européia do carvão e aço, criada em 1952, com os membros da Benelux (Bélgica, Holanda e Luxemburgo), França, Itália e Alemanha Ocidental. Englobava a produção de matérias-primas (carvão) até o produto final (aço).<br />• Aelc: Associação Europeia de Livre Comércio; criada em 1959, liderada pelo Reino Unido; integrou-se em1993 à Comunidade Econômica Europeia, constituindo o Espaço Econômico Europeu (EEE).<br />• Came ou Camecon: Conselho para Aliança Econômica Mútua do Países Socialistas; propunha troca de mercadirias entre seus membros sob coordenação da ex-URSS. Com o fim do socialismo, foi extinta em 1991.<br />• MCE ou CEE ou União Europeia: é o Mercado Comum Europeu (criado a partir da assinatura do Tratado de Roma em 1957). “Bélgica, Holanda, Luxemburgo, Alemanha Ocidental, França e Itália – 1957; Reino Unido, Irlanda (Eire) e Dinamarca – 1973; Grécia – 1981; Portugal e Espanha – 1986; Suécia, Finlândia e Áustria – 1995; Chipre, República Tcheca, Estônia, Hungria, Letônia, Lituânia, Malta, Polônia, República Eslovaca e Eslovênia – 2004; Romênia e Bulgária – 2007; e vários países são candidatos a entrarem na UE”.<br />• Em 1991 foi assinado o Tratado de Maastricht; instituiu em 1999 a moeda única (EURO), além de tentar uniformizar a política externa e dar mais poder ao Parlamento europeu. Em 28 de fevereiro de 2002 o euro virou moeda única em 12 países. Reino Unido, Suécia e Dinamarca optaram por não aderir o euro.<br />• Em 31 de maio, a UE ratificou o Protocolo de Kyoto.<br />-> Organizações Militares:<br />• OTAN: Organização para o Tratado do Atlântico Norte. Foi criada em 1949 pelo Tratado de Bruxelas, em meio da Guerra Fria. Após o fim da Guerra, participou no conflito dos Bálcâs (1990) na Bósnia, Kosovo e Macedônia. Em 2003 a Otan assumiu o comando da força internacional em Cabul (Afeganistão).<br />• Pacto de Varsóvia: Foi criada em 1955, sob os auspícios da ex-URSS e incluía Polônia, ex-Tchecoslováquia, Romênia, Hungria, ex-Alemanha Oriental e Bulgária. Com o fim do socialismo, foi dissolvida em 1991.<br />-> Destaques Europeus:<br />• Alemanha: hoje é a economia mais desenvolvida da Europa. É o país que provocou duas guerras mundiais; sua recuperação teve auxílio dos EUA, pelo Plano Marshall, que beneficiou os konzerns (famílias industriais alemãs). Em 1948 foi dividida em Alemanha Ocidental (capitalista) e Alemanha Oriental (socialista); a reunificação só ocorreu com o fim do socialismo (1989) e a queda do Muro de Berlim.<br />• Crise Iugoslava: Iugoslávia surgiu em 1918 com o fim da Primeira Guerra Mundial e se manteve até 1989. Estava sob controle do Partido Socialista; com a queda do socialismo na Europa Oriental, diversas repúblicas começaram a pedir independência. Se separaram a Eslovênia, a Croácia, a Bósnia-Herzegóvina e a Macedônia. Na bósnia, a diversidade étnica acabou levando a uma guerra civil entre servos, croatas e muçulmanos. A guerra terminou após a intervenção dos EUA e da OTAN, enviando tropas. Em 1990 a Iugoslávia manteve sob controle da Sérvia, Montenegro, Voivodina e Kosovo. Em 1999, a polícia sérvia atacou e massacrou os kosovares albaneses, provocando grande êxodo. Como conseqüência, a OTAN atacou a Sérvia. Em Fevereiro de 2008, Kosovo é oficialmente um país independente.<br />• Expansão da Direita: Desemprego crescente e o afluxo de migrantes foram pretextos para a expansão de movimentos de ordem nacionalistas e xenófobo, como o neonazismo. Isso foi intensificado em 1980, com o agravamento da crise econômica.<br />Módulo 10: CEI / Rússia<br />VER OUTRO DOCUMENTO (SEM RESUMO)<br />