Your SlideShare is downloading. ×

Por que contratar projetos ágeis?

834
views

Published on

Resultados recentes de projetos de software conduzidos por métodos ágeis demonstram sua eficácia na redução de riscos e no maior retorno de investimento. Porém, na perspectiva do cliente, a …

Resultados recentes de projetos de software conduzidos por métodos ágeis demonstram sua eficácia na redução de riscos e no maior retorno de investimento. Porém, na perspectiva do cliente, a contratação de projetos ágeis requer uma mudança na forma de interação com o desenvolvedor e nos mecanismos a serem estabelecidos para definir o objeto da contratação e os critérios de aceitação dos serviços.
Esta palestra irá comparar a contratação de projetos de software utilizando os modelos tradicional e ágil, e discutirá formas de viabilizar a contratação de projetos ágeis com segurança e riscos controlados.


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
834
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide
  • Discursar sobre o marketing do nome Ágil. Transforma os “concorrentes” em Lentos. Outros exemplos: LRF (se você é contra, és um irresponsável) Lei da ficha-limpa (se é contra, és um ficha-suja)
  • Porque são ágeis? Porque foca no que é importante. Pareto [20/80]
  • Enfatizar o custo dos 80% e o pouco que agrega de valor. Exemplo de função pouco usada e necessária: Restaurar um backup.
  • Resultados aparecem mais cedo. Diminui riscos de ambiente. Viabiliza e flexibiliza estratégias.
  • Exemplo de processo ágil.
  • Enfatizar que deve haver processo e controle. Há empresas que se denominam ágeis por não usar processo nenhum. A documentação é necessária e deve ser discutida e detalhada sob a ótica do contratante. Em alguns casos ela pode ser obrigatória por necessidades legais. Além disso, ela deve ser mantida atualizada (refletir as alterações) ao contrário do que ocorre em projetos tradicionais. O contrato deve determinar limites mínimos de qualidade do serviço oferecido, conforme será detalhado mais na frente. O projeto deve ter um plano que se alinhe à estratégia do contratante e não ser Ad-hoc.
  • Em projetos tradicionais o escopo é determinado no contrato. O risco de custo é repassado ao contratante no preço do contrato. Caso o projeto tenha instabilidade nos requisitos, qualidade baixa e aderência ao negócio seja baixo. As correções de rota serão pagas pelo contratante também.
  • Em projetos tradicionais o escopo é determinado no contrato. O risco de custo é repassado ao contratante no preço do contrato. Caso o projeto tenha instabilidade nos requisitos, qualidade baixa e aderência ao negócio seja baixo. As correções de rota serão pagas pelo contratante também.
  • Deve-se conhecer o trabalho do contratado. Em licitações, não é possível determinar que empresa será a vencedora.
  • Mesmo se contratar Homem/Hora, um projeto ágil é diferente de Outsourcing.
  • O contrato deve definir: o número de sprints (e ser flexível para alterar este número) a quantidade/característica de integrantes da equipe e sua dedicação. a produtividade mínima em PF em sprints de desenvolvimento (as condições de contorno não serão explicadas na apresentação) o percentual mínimo de cobertura de testes de unidade do CF. o formato e evidências de controle de qualidade como testes de sistema e dos testes de aceitação.
  • Mesmo se contratar Homem/Hora, um projeto ágil é diferente de Outsourcing.
  • Necessidade de apoio integral do Dono do produto. O contratante nem sempre pode dispor dele. Explicar que a falta deste papel por parte do cliente pode ser suprida com a contratação de um Analista de negócios. (explicar os detalhes na transparência seguinte)
  • Um analista de negócios pode ser contratado a parte. Em projetos de engenharia, há o papel do “Engenheiro do proprietário”. O dono de uma grande obra contrata um terceiro para representá-lo tecnicamente e aprovar/controlar o relacionamento entre os diversos contratados (projeto, execução, etc). É parecido? Poderia ser um serviço a ser prestado pelo Synergia?
  • Transcript

    • 1. Por que contratar processos ágeis?Alberto Rubens BecklerMSc, MBA, PMP
    • 2. Sumário da apresentação Vantagens de processos ágeis Como ser ágil Como contratar Controle de escopo e riscos Conclusões
    • 3. Sumário da apresentação Vantagens de processos ágeis Como ser ágil Como contratar Controle de escopo e riscos Conclusões
    • 4. Definir prioridadesFrequência de utilização de funcionalidades em sistemascomerciais típicos [JOHNSON, 2002] Sempre 7% Frequentemente 13% Nunca 45% Às vezes 16% Raramente 19% 4
    • 5. Características de funções pouco usadas Fáceis de identificar normalmente é parte de um processo que só uma pessoa domina Complexas tenta-se inserir regras no software que substituam esta pessoa Em contratos de escopo fixo, têm a mesma prioridade das demais funcionalidades Apesar de pouco usadas, podem ser muito necessárias. Portanto, devem ser priorizadas dentro do projeto. 5
    • 6. ROI – Retorno sobre InvestimentoInvestimento Tempo 6
    • 7. Sumário da apresentação Vantagens de processos ágeis Como ser ágil Como contratar Controle de escopo e riscos Conclusões
    • 8. Solução: Processos ágeis - Ex: Scrum 8
    • 9. Manifesto Ágil Indivíduos e interações entre eles mais que processos e ferramentas; Software em funcionamento mais que documentação abrangente; Colaboração com o cliente mais que negociação de contratos; Responder a mudanças mais que seguir um plano. 9
    • 10. Manifesto Ágil Indivíduos e interações entre eles mais que processos e ferramentas; Software em funcionamento mais que documentação abrangente; Colaboração com o cliente mais que negociação de contratos; Responder a mudanças mais que seguir um plano. 10
    • 11. Sumário da apresentação Vantagens de processos ágeis Como ser ágil Como contratar Controle de escopo e riscos Conclusões
    • 12. Contratos de escopo fixoEspecificação Desenho Implementação Testes Manutenção 12
    • 13. Contratos de escopo variável 13
    • 14. Contratos de escopo variável - Homem Hora (HH)Maior risco para o contratante? Relação de confiança é fundamental IN/04-2010 do Ministério do planejamento contra-indica a contração por esforço (HH) Os riscos do projeto podem e devem ser gerenciados pelo “Dono do produto”
    • 15. Processos ágeis – Vantagens em contratos de escopo variável Maior controle e flexibilidade Incertezas de custos não são embutidas no preço do projeto Ganhos de produtividade do contratado são adquiridos pelo contratante O contratante adquire, indiretamente, a experiência e know-how do contratado – Arquitetura – Componentes, etc 15
    • 16. Como contratar corretamente?Projeto com escopo variável com qualidade de serviço garantida. Garantias mensuráveis previstas em contrato – Número previsto de sprints – Alocação efetiva da equipe – Produtividade mínima por sprint de desenvolvimento em Pontos de Função – Evidências de execução de testes de sistema e verificações de qualidade 16
    • 17. Sumário da apresentação Vantagens de processos ágeis Como ser ágil Como contratar Controle de escopo e riscos Conclusões
    • 18. Controle Controle do projeto e do produto – Cliente ≠ Dono do produto – Parábola do taxista – Qualidade 18
    • 19. Dono do produtoCaracterística principal: Representante em tempo integral do contratante com poder de decisãoFunções: Definir requisitos, prioridades e escopo das sprints Resolver dúvidas da equipe Aceitar os resultados Fornecer feedback 19
    • 20. Solução: Analista de negóciosOpcional: Analista de negócios para cumprir este papel Funções: – Representar papel de Dono do produto; – Identificar e detalhar a visão de negócios do Representante do contratante; – Interagir com o representante do cliente durante a sprint; – Documentar as decisões. O representante do contratante ainda deve participar das reuniões de planejamento e revisão das sprints e ter disponibilidade de receber o analista de negócios. 20
    • 21. Sumário da apresentação Vantagens de processos ágeis Como ser ágil Como contratar Controle de escopo e riscos Conclusões
    • 22. Conclusões Parceria e transparência são fundamentais; Contratante e contratada devem entender o espírito do Manifesto ágil; É possível de ser viabilizado legalmente; Prática recente indica maiores chances de sucesso com o uso de processos ágeis. 22
    • 23. Referências JOHNSON, Jim. "ROI, Its your job". Published Keynote Third International Conference on Extreme Progrmming, Alghero, Italy, May 26-29, 2002. MELO et al. “Métodos ágeis no Brasil: Estado da prática em times e organizações”. Disponível em: http://www.agilcoop.org.br/files/MetodosAgeisBrasil2011.pdf Acessado em: 10 de junho de 2012. Manifesto Ágil para desenvolvimento de software. http:// agilemanifesto.org/iso/ptbr/ http://www.governoeletronico.gov.br/biblioteca/arquivos/instrucao- normativa-no-04-de-12-de-novembro-de-2010/download 23
    • 24. Porque utilizar processos ágeis?Alberto Rubens BecklerMSc, MBA, PMP Dúvidas?