dia mundial da água

4,644 views

Published on

Published in: Education, Technology, Business
1 Comment
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
4,644
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
100
Actions
Shares
0
Downloads
85
Comments
1
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

dia mundial da água

  1. 1. Sobreexploração e poluição da água doce Escola E.B.2.3 de Montelongo Trabalho realizado por: Professora: Elisabete Carina nº5 Cristiana nº7 Mário nº16 Sylvia nº20
  2. 2. Introdução <ul><li>Nós neste trabalho vamos falar sobre a exploração da água doce. </li></ul><ul><li>Iremos salientar as principais formas de poluição da água doce e os problemas dai resultantes. </li></ul><ul><li>Este trabalho veio a propósito do dia mundial da água e queremos relembrar as pessoas que a água doce é um bem esgotavél. </li></ul><ul><li>Sem a água doce o ser humano não poderia sobreviver. </li></ul><ul><li>Esperamos que gostem do nosso trabalho e aprendam a poupar mais a água e não a poluam. </li></ul>
  3. 3. A distribuição de água na terra <ul><li>97. 5% da água da terra é salgada , e apenas 2.5% da água na terra é doce, encontrando-se de diversas formas diferentes como: </li></ul><ul><li>Gelos e geleiras — 77,39% </li></ul><ul><li>Águas subterrâneas — 22.3% </li></ul><ul><li>Lagos , rios etc. — 0,37% </li></ul><ul><li>Humidade do solo — 0,18% </li></ul><ul><li>Vapor atmosférico — 0,03% </li></ul>
  4. 5. Água doce <ul><li>O que é: </li></ul><ul><li>Chama-se água doce a água dos rios, lagos e a maioria dos lençóis subterraneos, com uma salinidade próxima de zero, por oposição à água do mar (que tem geralmente uma salinidade próxima de 35 gramas de sais dissolvidos por litro) e à água salobra, ou dos estuários, que tem uma salinidade intermédia. </li></ul><ul><li>A água doce é procedente de um processo de precipitação(chuva, granizo,neve) ou do degelo de geleiras. </li></ul>
  5. 6. Sobreexploração da água doce <ul><li>Em termos globais, o mundo têm mais água doce que o suficiente para cubrir todas as necessidades o problema é que alguns países têm muito menos água do que outros e estão a sobreexplorar as as suas reservas subterrâneas e superficiais. Ao fazê-lo estão a comprometer a quantidade de água disponivel no futuro. </li></ul><ul><li>Quando a disponibilidade de água por habitante é de 500 metros cubicos por ano, existe escassez absoluta de água, isto acontecia em 20 países em 2006. </li></ul>
  6. 7. Poluição da água doce <ul><li>A disponibilidade de água doce tambem é afectada pela poluição resultante da intervenção humana : </li></ul><ul><li>os esgotos domésticos e os efluentes industriais e de explorações pecuárias são muitas vezes lançados nos cursos de água, sem qualquer tipo de tratamento. </li></ul><ul><li>Os pesticidas e fertilizantes quimicos usados na agricultura contaminam as águas subterrâneas ao infriltarem-se no subsolo e poluem os rios, albufeiras e lagos devido ao escoamento superficial. </li></ul><ul><li>Produtos que mais poluem os rios, lagos e mares : detergentes, óleos de cozinha, óleos de automóveis, gasolina, produtos químicos usados em indústrias, tintas, metais pesados (chumbo, zinco, alumínio e mercúrio). </li></ul>
  7. 8. Poluição da água doce
  8. 9. As barragens <ul><li>Uma das soluções mais utilizadas para reduzir os problemas de escassez de água doce consiste em na construção de barragens para permitir o armazenamento de água doce, embora possam existir impactos ambientais desfavoráveis como: </li></ul><ul><li>-perda de água por evaporação </li></ul><ul><li>-diminuição dos caudais e da deposição de sedimentos ricos em nutrientes a jusante. </li></ul><ul><li>-elevados custos de produção. </li></ul>
  9. 10. <ul><li>Mas existem também consequências positivas como: </li></ul><ul><li>-produção de hidroelectricidade; </li></ul><ul><li>-redução dos riscos de inundação; </li></ul><ul><li>-reserva de água doce para irrigações e abastecimento publico </li></ul><ul><li>-práctica de pesca e de actividades recreativas. </li></ul>
  10. 11. O desaparecimentos de lagos <ul><li>A pressão sobre os recursos hidricos leva à descida das toalhas freáticase tambem afecta os rios e lagos . O lago Chade e o mar Aral exemplificam algumas das consequências da construção de barragens para abastecimento de projectos de irrigação. </li></ul>
  11. 12. Lago Chade <ul><li>Quando estava cheio , o lago Chade era o sexto maior do mundo. Actualmente o lago Chade tem um décimo de da dimensão que tinha há 40 anos . </li></ul><ul><li>A excassez de chuvas e a seca forma factores importantes , mas a intervenção humana tambem. Entre 1996 e 1975 , quando o lago encolheu um terço, a culpa coube quase exclusivamente à ausencia de precipitação. Mas entre 1983 e 1994, a procura de irrigações quadruplicou, reduzindo, reduzindo rapidamente um recurso ja e si diminuido e provocando uma rápida quebra dos caudais dos principais rios que abastecem o lago, atravês de construção de barragens e diques. </li></ul>
  12. 13. Lago Chade
  13. 14. O mar Aral <ul><li>Há meio século, os dirigentes da União suviética donsideraram que o Sirdária e o Amudária, os grandes rios da Ásia Central, estavam a ser desperdiçados. Estes rios transportavam as águas das neves derretidas provenientes das montanhas mais altas das regiões até a bacia fechada do mar Aral, então o quarto maior lago do mundo. O desvio das águas para o sector produtivo era encarado cocmo uma via para a criaçãode mais riqueza, sendo aperda do mar Aral um pequeno preço a pagar pelo facto. </li></ul><ul><li>O desvio de águas destinadas á plantação de algodão, através de um sistema de irrigação ineficaz, acabou por estrangular o mar Aral. No final da década de 90, acabou por se transformar em dois mares pequenos e altamente salinos, separados por uma ponte de areia. A morte deste marconstitui uma catastrofe social e ambiental que a independencia dos Estados da Ásia Central não evitou. </li></ul>
  14. 15. Mar Aral
  15. 16. Curiosidades <ul><li>Sabia que... </li></ul><ul><li>* Aproximadamente 70 por cento de toda a água doce disponível é usada na irrigação </li></ul><ul><li>* Metade das zonas húmidas mundiais já desapareceram e isso ocorreu nos últimos 50 anos </li></ul><ul><li>* Se as tendências actuais persistirem, em 2025 dois terços da população mundial terá sérios problemas de falta de água, ou mesmo, não a terá disponível </li></ul>
  16. 17. Conclusão <ul><li>Nós neste trabalho falamos sobre a sobreexploração e poluição da água doce. </li></ul><ul><li>Mostramos como se distribuia a água no planeta terra. </li></ul><ul><li>Apresentamos ainda os casos do Lago Chabde e do mar Aral, que com a excessiva utilização das suas águas estão quase extintos. </li></ul><ul><li>Nós com este trabalho queremos alertar as pessoas que se não tiverem cuidado, daqui por alguns anos poderemos não ter tambem água suficiente para sobrevivermos. Sendo que o sr humano sem água não consegue sobreviver. </li></ul>

×