teste86940.78038637294

  • 355 views
Uploaded on

a80089.7995705743

a80089.7995705743

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
355
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
5
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Sávio Carvalho Gmail: svcrvlh@gmail.com Hotmail: svcrvlh@hotmail.com Skype: svcrvlh
  • 2. Apresentação
    • Formação Acadêmica: 4 ano (7 semestre)
      • TCC: Desenvolvimento de um Sistema para Execução de Avaliações Objetivas Aplicadas na Internet
    • Técnico em Informática
  • 3. Apresentação
    • CPTEC - Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos Fev/09 – Dez/09
      • Estagiário de Informática no Grupo de Visualização.
        • Manutenção de páginas para a internet, intranet.
    • SENAC – Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial Jun/08 – Jul/08
      • Professor do Curso Técnico de Informática
        • Lecionava as disciplinas de Modelagem de Dados 52h e Implementação de Banco de dados 44h.
    • CPTEC - Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos Fev/08 – Fev/09
      • Bolsista de Informática no Grupo de Visualização.
        • Manutenção de páginas para a internet, intranet.
    • CPTEC - Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos Mai/07 – Dez/07
      • Estágio de Informática no Grupo de Operação.
        • Desenvolvimento de páginas para a web.
  • 4. Apresentação
    • Participação no II Encontro Acadêmico de Modelagem Computacional em 2009 com o painel “ Hibernate: um framework de mapeamento objeto relacional ” realizado no Laboratório Nacional de Computação Científica
    • Participação na mostra Científica do ano de 2007 com o painel “ Um estudo comparativo de Frameworks de persistência de dados em Java ” realizado no Centro Universitário Salesiano de São Paulo
  • 5. Apresentação
    • Cursos pelo portal Nextg www.nextgenerationcenter.com
    • Finalizados
      • ERP, SOA, Software Livre, Storage, Empresa Digital, Certificação Digital
    • Em andamento
      • Business Intelligence
  • 6. Apresentação
    • Java
      • JSE, JEE, JME, JSP, JSF, JPA, Hibernate, RichFaces, Cewolf.
    • Banco de Dados
      • Mysql
    • IDE
      • NetBeans e Eclipse
  • 7. Tópicos
    • Banco de Dados
    • Servlets
    • JSP
    • DisplayTag
    • CSS
  • 8. Banco de Dados
    • Bancos de dados são conjuntos de registros dispostos em estrutura que possibilita a reorganização dos mesmos e produção de informação.
    • Um banco de dados é usualmente mantido e acessado por meio de um software conhecido como Sistema Gerenciador de Banco de Dados (SGBD).
  • 9. Banco de Dados Banco de Dados Cliente Idcliente Nome email 1 Joao [email_address] 2 Maria [email_address]
  • 10. Tipos de Dados
    • Os dados podem ser classificados como:
      • Numéricos
      • Data e Hora
      • Texto
      • Booleano(true/false)
  • 11. Chave Primária
    • É o atributo ou agrupamento de atributos cujo valor identifica unicamente um registro dentre todas os outros de uma tabela.
    • Deve ter conteúdo reduzido e valor constante no tempo.
  • 12. Chave Estrangeira
    • É quando um atributo de uma tabela que é a chave primaria passa a ser atributo de outra tabela.
  • 13. Relacionamentos
  • 14. Participação Total
    • T oda entidade no conjunto de entidades E participa com no mínimo um relacionamento no conjunto de relacionamentos R.
    • Exemplo: desde que toda entidade pagamento está associada a alguma entidade empréstimo pelo relacionamento pagamento-emprestimo, a participação da entidade pagamento no conjunto de relacionamentos pagamento-emprestimo é dita ser uma participação total.
  • 15. Participação Parcial ou Opcional
    • Algumas entidades do conjunto de entidades E podem não participar de algum relacionamento no conjunto de relacionamentos R.
    • Exemplo: é possível que apenas parte do conjunto de entidades Cliente esteja relacionado ao conjunto de entidades Empréstimo e a participação da entidade cliente no conjunto de relacionamentos devedor é portanto, dita ser uma participação parcial (ou opcional).
  • 16. Um para Um
    • uma entidade A está associada, no máximo, a uma entidade B
    • uma entidade B também está associada, no máximo, a uma entidade A
  • 17. Um para Um
  • 18. Um para Muitos
    • uma entidade A está associada a várias entidades em B
    • várias entidade B, entretanto, deve estar associada, no máximo, a uma entidade em A
  • 19. Um para Muitos
  • 20. Muitos para Um
    • várias entidades em A estão associada a uma entidades em B
    • uma entidade B, entretanto, deve estar associada, no máximo, a uma entidade em A
  • 21. Muitos para Um
  • 22. Muito para Muitos
    • uma entidade A está associada a qualquer número de entidades em B
    • uma entidade B está associada a um número qualquer de entidades em A
  • 23. Muito para Muitos
  • 24. MySQL
    • O MySQL é o mais popular sistema de gerenciamento de banco de dados SQL Open Source.
    • Desenvolvido para trabalhar com grandes quantidades de dados de maneira mais rápida do que as soluções existentes, o MySQL tem sido utilizado em ambientes de produção de alta demanda por vários anos e de maneira bem sucedida, tornando-se seguro, rápido e confiável.
  • 25. MySQL
    • Diversas vantagens podem ser citadas para se utilizar MySQL:
    • Open Source: é distribuído sob a GPL (GNU General Public License), podendo portanto, ser utilizado sem custos, conforme os termos e cláusulas da licença GPL.
  • 26. MySQL
    • Excelente desempenho e estabilidade: É um sistema multitarefa e multiusuário, garantindo a velocidade e eficiência nas aplicações.
    • Facilidade de implementação: Fácil conectividade com o Java através do MySQL connector.
    • Suporte Gratuito: No site oficial do MySQL é possível obter suporte online e material de referência completo.
  • 27. Servlet
    • O Servlet foi introduzido pela Sun Microsystems em 1996, aprimorando a funcionalidade de servidores da Web.
    • É considerado eficiente para desenvolver soluções baseadas na Web, interagir com o banco de dados em favor de um cliente, gerar dinamicamente documentos HTML personalizados a serem exibidos por navegadores e manter informações de sessão exclusivas de cada cliente.
    • O autor KURNIAWAN 2002 define Servlet como sendo uma classe Java que pode ser carregada automaticamente e executada por um servidor Web, conhecido como Container Servlet ou Web Container.
  • 28. Servlet
    • Toda servlet é basicamente uma classe que processa requisições e respostas dinâmicamente.
    • Essa tecnologia disponibiliza ao programador da linguagem Java uma interface para o servidor web (ou servidor de aplicação), através de uma API.
    • As aplicações baseadas no Servlet geram conteúdo dinâmico (normalmente HTML) e interagem com os clientes, utilizando o modelo request/response .
    • Uma Servlet necessita de um container Web para ser executado.
  • 29. Servlet
    • Uma servlet funciona como um pequeno servidor que recebe chamadas de diversos clientes.
    • Uma primeira idéia da servlet seria que cada uma delas é responsável por uma página, sendo que ela lê dados da requisição do cliente e responde com outros dados (html, gif etc).
    • Como no Java tentamos sempre que possível trabalhar orientado a objetos, nada mais natural que uma servlet seja representada como um objeto.
  • 30. Servlet
    • Resumindo, cada servlet é um objeto java que recebe tais requisições ( request) e retorna algo (response), como por exemplo uma página html ou uma imagem do formato jpg.
    • Diversas requisições podem ser feitas à uma mesma servlet ao mesmo tempo em um único servidor, por isso ela é mais rápida que um programa CGI comum. A especificação da servlet cita algumas vantagens que possui sobre o antigo CGI.
  • 31. JSP
    • JSP (JavaServer Pages) é uma tecnologia baseada em Java que simplifica o processo de desenvolvimento de sites da web dinâmicos.
    • Foi criada pela Sun Microsystems em junho de 1999 com o objetivo de simplificar a tecnologia Java Servlets, possuindo um suporte robusto e repleto de recursos Java no servidor, a fim de garantir uma plataforma estável e bem definida.
  • 32. JSP
  • 33. Tomcat
    • Tomcat é o container Servlet/JSP mais conhecido entre os desenvolvedores das tecnologias Servlet e JSP. Desenvolvido e mantido pela Apache Software Faundation, sua distribuição é de livre utilização, possuindo seu código-fonte aberto.
    • O servidor Tomcat converte automaticamente qualquer página JSP em um servlet, ou seja, o Tomcat é capaz de criar código fonte Java a partir de um documento HTML.
  • 34. CSS
    • Cascading Style Sheets (ou simplesmente CSS ) é uma linguagem de estilo utilizada para definir a apresentação de documentos escritos em uma linguagem de marcação, como HTML . Seu principal benefício é prover a separação entre o formato e o conteúdo de um documento.
    • Ao invés de colocar a formatação dentro do documento, o desenvolvedor cria um link (ligação) para uma página que contém os estilos, procedendo de forma idêntica para todas as páginas de um portal. Quando quiser alterar a aparência do portal basta portanto modificar apenas um arquivo.
  • 35. CSS
    • Com a variação de atualizações dos navegadores (browsers) como Internet Explorer que ficou sem nova versão de 2001 a 2006, o suporte ao CSS pode variar.
    • O Internet Explorer 6, por exemplo, tem suporte total a CSS1 e praticamente nulo a CSS2. Navegadores mais modernos como Opera, Internet Explorer 7 e Mozilla Firefox tem suporte maior, inclusive até a CSS 3, ainda em desenvolvimento.
  • 36. DisplayTag
    • A DisplayTag Library é um framework open source de custom tags que fornecem padrões de apresentação de alto nível.
    • Com esse framework é possível modificar a apresentação das tabelas, permitindo decorar as cores das linhas, ordenar colunas, paginar os dados, agrupar informações, exportar dados para diversos formatos como Excel,CSV,XML e PDF, links e decoração customizável.
  • 37. DisplayTag
  • 38. JDBC
    • Java Database Connectivity ou JDBC é um conjunto de classes e interfaces (API) escritas em Java que faz o envio de instruções SQL para qualquer banco de dados relacional;
      • API de baixo nível e base para API’S de alto nível;
      • Amplia o que você pode fazer com Java;
      • Possibilita o uso de bancos de dados já instalados;
  • 39. Bibliografia
  • 40.
    • "Se você já aprendeu, passe para frente porque já virou passado."
    • “ Se você encontrou uma informação muito fácil e rápido, discarte-a porque todo mundo já sabe."
    • Dimas Oliveira
    • Profissão Java 2009
    Engenheiro da Sun Microsystems, envolvido com os projetos de TV Digital e Java para dispositivos móveis. Trabalha com a camada de infra-estrutura necessária para execução das aplicações em Java, ou seja, Java Virtual Machine (JVM) e outras camadas necessárias para dispositivos móveis e TV Digital.
  • 41.
    • Obrigado !!!