5. Pesquisa AtravéS Dos Operadores Booleanos (14 04 09)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

5. Pesquisa AtravéS Dos Operadores Booleanos (14 04 09)

on

  • 2,423 views

 

Statistics

Views

Total Views
2,423
Views on SlideShare
2,423
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
13
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

5. Pesquisa AtravéS Dos Operadores Booleanos (14 04 09) 5. Pesquisa AtravéS Dos Operadores Booleanos (14 04 09) Document Transcript

  • MOTOR DE PESQUISA: www.google.pt URL Operador Booleano: Url (partes) DEFINIÇÃO: Um URL, ou Uniform Resource Locator, é basicamente um endereço concebido para permitir que computadores possam passar informações de um para o outro rapidamente. Um URL (Uniform Resource Locator) é um formato nommage universal para designar um recurso na Internet. Trata-se de uma cadeia de caracteres ASCII imprimables que se decompõe em cinco partes : 1. O nome do protocolo : quer dizer em certa medida a linguagem utilizada para comunicar sobre a rede. O protocolo o mais largamente possível utilizado é o protocolo HTTP (HyperText Transfer Protocol) Numerosos protocolos são contudo utilizáveis (FTP, News, Mailto, Gopher,…) 2. Identificador e palavra-passe: permite especificar os parâmetros de acesso a um servidor protegido. Esta opção é desaconselhada porque a palavra-passe é visível no URL 3. O nome do servidor: Trata-se de um nome de domínio do computador que aloja o recurso pedido.É de notar que é possível utilizar o endereço IP do servidor, que torna em contrapartida o URL menos legível. 4. O número de porto: trata-se de um número associado a um serviço que permite ao servidor saber qual tipo de recurso é pedido. O porto associado por defeito ao protocolo é o porto número 80. Assim, quando o serviço Web do servidor é associado ao número de porto 80, o número de porto é facultativo 5. O caminho de acesso ao recurso: Esta última parte permite ao servidor conhecer o lugar ao qual o recurso é situado, quer dizer geralmente o lugar (directório) e o nome do ficheiro pedido Um URL tem por conseguinte a estrutura seguinte :
  • Protoco palavra- Nome do Porto(facultat Caminho lo passe(facultati servidor ivo se 80) vo) http:// user:password pt.kioskea. :80 / @ net glossair/glossair.p hp3 • http, para a consulta de páginas web • ftp, para a consulta de sites FTP • telnet ,para a conexão a um terminal distante • mailto, para o envio de um correio electrônico • wais • gopher O nome de ficheiro no URL pode ser seguido de um ponto de interrogação seguidamente de dados ao formato ASCII. Trata-se de dados suplementares enviados em parâmetro de uma aplicação sobre o servidor (um certificado CGI por exemplo). O URL assemelhar-se-á então à uma cadeia de caráteres como esta: http://pt.kioskea.net/forum/index.php3?cat=1&page=2 A codificação de um URL Já que o URL é um meio para enviar informações através de Internet, é necessário poder enviar caracteres especiais, ora as URL não podem conter caracteres especiais. Por isso, certos caracteres são reservados porque têm um significado. Por último os URL podem ser incluídos num documento HTML, que torna a difícil inserção de caracteres como < ou > no URL. É por isso que uma codificação é necessária! A codificação consiste a substituir os caracteres especiais pelo carácter %, acompanhado do código ASCII do carácter a codificar em notação hexadecimal. Eis a lista dos caracteres que necessitam uma codificação específica: Caráter Codificação URL Tabulaçã %09 o Espaço %20 quot; %22 # %23
  • % %25 & %26 ( %28 ) %29 + %2B , %2C . %2E / %2F : %3A ; %3B < %3C = %3D > %3E ? %3F @ %40 [ %5B %5C ] %5D ^ %5E ' %60 { %7B | %7C } %7D ~ %7E
  • HIPERTEXTO Operador Booleano: Hipertexto+definição DEFINIÇÃO: Hipertexto é o termo que remete a um texto em formato digital, ao qual se agregam outros conjuntos de informação na forma de blocos de textos, imagens ou sons, cujo acesso se dá através de referências específicas denominadas hiperlinks, ou simplesmente links. Esses links ocorrem na forma de termos destacados no corpo de texto principal, ícones gráficos ou imagens e têm a função de interconectar os diversos conjuntos de informação, oferecendo acesso sob demanda a informações que estendem ou complementam o texto principal. O sistema de hipertexto mais conhecido actualmente é a World Wide Web, no entanto a Internet não é o único suporte onde este modelo de organização da informação e produção textual se manifesta. Hipertexto e Educação: Um tópico relevante é a utilização da ferramenta de hipertexto na Educação. O trabalho com hipertexto pode impulsionar o aluno à pesquisa e à produção textual. O hipertexto como ferramenta de ensino e aprendizagem facilita um ambiente no qual a aprendizagem acontece de forma incidental e por descoberta, pois ao tentar localizar uma informação, os usuários de hipertexto, participam activamente de um processo de busca e construção do conhecimento, forma de aprendizagem considerada como mais duradoura e transferível do que aquela directa e explícita. Os professores também podem trabalhar com hipertexto para funções pedagógicas. Utilizar textos de várias turmas e redistribuí-los é um bom exemplo. O hipertexto também traz como vantagem para a educação a construção do conhecimento compartilhado, um importante recurso para organizar material de diferentes disciplinas
  • LISTAGEM DE FAVORITOS Operador Booleano: Listagem+favoritos (conceito) DEFINIÇÃO: Guarda todos os links favoritos num só lugar, acessível em qualquer lado… Operador Booleano: Listado E Favoritos A lista Favoritos está localizada no menu Favoritos. Pode ser usada para criar atalhos para itens frequentemente consultados, por conveniência. Pode também ser usada para facilitar a conclusão de tarefas por parte de novos usuários. Pode-se criar também uma lista <b>Favoritos</b> para organizar exibições de painel de tarefas.
  • LISTAGEM DO HISTÓRICO Operador Booleano: LISTA DO (HISTÓRICO) + WEB (não foram encontrados resultados) Operador Booleano: Lista do (histórico) A janela do gerenciador de arquivos mantém um histórico de arquivos, pastas, sites FTP e localizações URI visitados recentemente. Você pode usar o histórico para voltar rapidamente a esses locais. Seu histórico contém os últimos dez itens vistos.
  • NAVEGADOR Operador Booleano: Navegador (web) DEFINIÇÃO: Um navegador, também conhecido pelos termos ingleses web browser ou simplesmente browser, é um programa de computador que habilita os seus usuários a interagirem com documentos virtuais da Internet, também conhecidos como páginas HTML, que estão hospedadas num servidor Web. Os Navegadores Web, ou Web Browsers comunicam-se, geralmente, através de servidores Web (podendo hoje em dia comunicar com vários tipos de servidor), usando principalmente o protocolo de transferência de hipertexto HTTP para efectuar pedidos a ficheiros e processar respostas vindas do servidor. Estes ficheiros/arquivos, são por sua vez identificados por um URL. O navegador, tem a capacidade de ler vários tipos de ficheiro, sendo nativo o processamento dos mais comuns (HTML, XML, JPEG, GIF, PNG, etc.), e os restantes possíveis através de plugins (Flash, Java, etc.). Os navegadores mais recentes têm a capacidade de trabalhar também com vários outros protocolos de transferência, como por exemplo FTP, HTTPS (uma versão criptografada via SSL do HTTP), etc. Operador Booleano: tipos + navegadores (web) Primeiros Navegadores que surgiram: • WorldWideWeb • Felipe • Microcamp • Line-mode • Erwise • Viola • Midas • Samba • Mosaic • Arena • Lynx • Cello • Opera • Internet in a box • Navipress • Netscape • Internet Explorer
  • • Safari • Mozilla Firefox • Flock • Google Chrome Navegadores mais recentes e algumas características: • ActiveX • Bloqueio de anúncios • Preenchimento automático de URLs e dados de formulário • Bookmarks (marcações, favoritos) para manter uma lista de locais freqüentemente acessados • Suporte a CSS • Suporte a cookies, que permitem que uma página ou conjunto de página rastreie usuários • Cache de conteúdo Web • Certificados digitais • Gerenciamento de downloads • DHTML e XML • Imagens embutidas usando formatos gráficos como GIF, PNG, JPEG e SVG • Flash • Favicons • Fontes, (tamanho, cor e propriedades) • Formulários para a submissão de informações • Frames • Histórico de visitas • HTTPS • Integração com outras aplicações • Navegação offline • Applets Java • JavaScript para conteúdo dinâmico • Plugins • Gerenciamento de sessões • Tabbed browsing • tabelas • Modo Anônimo de Navegação • Gerenciador de Downloads • Verificador de Spywire
  • BROWSER Operador Booleano: NAVEGADORES OU BROWSERS + WEB Definição: Um navegador (também conhecido como web browser ou simplesmente browser) é um programa que habilita os seus usuários de interagirem com documentos HTML hospedados num servidor Web. É o tipo mais comummente usado de agente. A maior colecção interligada de documentos hipertexto, dos quais os documentos HTML são uma substancial fracção, é conhecida com a World Wide Web.
  • TIPOS DE SOFTWARE Operador Booleano: software OU Software + tipos (sem resultados) Operador Booleano: Software + tipos DEFINIÇÃO: Software ou logiciário é uma sequência de instruções a serem seguidas e/ou executadas, na manipulação, redireccionamento ou modificação de um dado/informação ou acontecimento Eles podem ser classificados em duas grandes categorias: 1. Software de sistema que incluiu o firmware (O BIOS dos computadores pessoais, por exemplo), drivers de dispositivos, o sistema operacional e tipicamente uma interface gráfica que, em conjunto, permitem ao usuário interagir com o computador e seus periféricos. 2. Software aplicativo, que permite ao usuário fazer uma ou mais tarefas específicas. Aplicativos podem ter uma abrangência de uso de larga escala, muitas vezes em âmbito mundial; nestes casos, os programas tendem a ser mais robustos e mais padronizados. Programas escritos para um pequeno mercado têm um nível de padronização menor. Ainda é possível usar a categoria Software embutido ou Software embarcado, indicando software destinado a funcionar dentro de uma máquina que não é um computador de uso geral e normalmente com um destino muito específico.
  • SISTEMA OPERATIVO Operador Booleano: sistema operativ* DEFINIÇÃO: Um sistema operativo é um software de sistema, ou seja, um conjunto de programas de computador destinados a realizar muitas tarefas, entre elas, destaca-se a admnistração eficaz de recursos. Começa a trabalhar quando, na memoria, se carrega um programa específico. O sistema operativo pode-se encontrar normalmente na maioria dos aparelhos electrónicos que utilizem microprocesadores para funcionar, já que graças a eles podemos entender a máquina e fazer com que esta cumpra as suas funçoes.
  • MOTOR DE PESQUISA MOTOR DE PESQUISA: www.Sapo.pt Operador booleano: motor* de pesquisa DEFINIÇÃO: O Motor de Pesquisa foi concebido como um serviço de busca e um directório que cobre a Web portuguesa e proporciona os resultados de pesquisa com as páginas mais úteis e relevantes da Internet. Operador booleano: exemplos + motor* de pesquisa Os motores de busca genéricos recolhem e indexam o máximo de conteúdos da web, fazendo o mínimo de restrições possíveis. Como exemplos de motores de busca genéricos temos o Google, o AltaVista ou o AllTheWeb. Os motores de busca focados procuram conteúdos específicos como páginas escritas numa determinada língua ou sobre um tema específico. Por exemplo, o tumba! é um motor de busca focado na web portuguesa. O Krugle é um motor de busca focado na pesquisa de código fonte e documentação técnica. Os meta motores de busca recolhem os resultados retornados por outros motores de busca e fundem-nos. Como tal, os resultados retornados são limitados aos documentos recolhidos pelos motores de busca. Como exemplos, temos o MetaCrawler, o DogPile ou o Kartoo.
  • PORTAL WEB MOTOR DE PESQUISA: www.YAHOO.pt Operador Booleano: portal web (definition) DEFINIÇÃO: O Portal Web apresenta informação oriunda de diversos recursos (locais) através de um único caminho. Distantes da pesquisa standard do computador, os portais Web oferecem outros serviços como, e-mail, notícias, informação e entretenimento. Um exemplo de portais Web são: MSN, Yahoo, AOL, Google… Operador booleano: funcionalidade* (portal web) (não foram encontrados resultados)
  • SITES CONSULTADOS http://pt.tech-faq.com/what-is-a-url.shtml http://pt.wikipedia.org/wiki/Hipertexto http://dicionario.babylon.com/hipertexto http://fa.voritos.com/tags/defini%C3%A7%C3%A3o?page=8 http://technet.microsoft.com/pt-br/library/cc759468.aspx http://pt.wikipedia.org/wiki/Navegador http://www.google.pt/search?hl=pt- PT&q=NAVEGADORES+OU+BROWSERS+%2B+WEB&meta= http://pt.wikipedia.org/wiki/Software http://es.wikipedia.org/wiki/Sistema_operativo http://www.motordepesquisa.com/ http://www.processorweb.com.br/manager.aspx? ID_MENU=998&ID_LAYOUT=25&ID_PAGINA=1572 Data de pesquisa: 14/04/09