Redação acadêmica para a web 2.0 [versão 2010]
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Redação acadêmica para a web 2.0 [versão 2010]

on

  • 1,981 views

Palestra apresentada na Faculdade de Odontologia, UNESP, campus de Araraquara no dia 20/set/2010.

Palestra apresentada na Faculdade de Odontologia, UNESP, campus de Araraquara no dia 20/set/2010.

Statistics

Views

Total Views
1,981
Views on SlideShare
1,721
Embed Views
260

Actions

Likes
3
Downloads
34
Comments
1

4 Embeds 260

http://cursos.contentmind.com.br 172
http://www.contentmind.com.br 67
http://www.cbcon.com.br 20
http://www.linkedin.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

CC Attribution-NonCommercial-NoDerivs LicenseCC Attribution-NonCommercial-NoDerivs LicenseCC Attribution-NonCommercial-NoDerivs License

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Redação acadêmica para a web 2.0 [versão 2010] Redação acadêmica para a web 2.0 [versão 2010] Presentation Transcript

  • Redação acadêmica para a web 2.0 http://slideshare.net/suelybcs SOARES, S. B. C., set/2009 Apresentação licenciada por uma licença Creative Commons SEMANA NACIONAL DO LIVRO E DA BIBLIOTECA FACULDADE DE ODONTOLOGIA - CAMPUS DE ARARAQUARA – UNESP
  • SKYPE: suelybcs Suely de Brito Clemente Soares SOARES, S. B. C., set/2010 Apresentação licenciada por uma licença Creative Commons Mestre em Educação, Ciência e Tecnologia (FE-UNICAMP) Cibertecária - Bibliotecária aposentada/UNESP - Palestrante - Profa. EaD http://www.febab.org.br - http://wwww.contentmind.com.br MSN: [email_address] http://delicious.com/suelybcs http://twitter.com/suelybcs Ciberteclando com suelybcs http://suelybcs.wordpress.com Sala virtual [agendar] http://connectnow.acrobat.com/suelybcs http://slideshare.net/suelybcs Gtalk: [email_address]
  • Redação acadêmica para a web 2.0 1. Web 2.0 2. Comunicação científica 2.0 3. Redação acadêmica 2.0: algumas tendências SOARES, S. B. C., set/2009 Apresentação licenciada por uma licença Creative Commons SEMANA NACIONAL DO LIVRO E DA BIBLIOTECA FACULDADE DE ODONTOLOGIA - CAMPUS DE ARARAQUARA – UNESP
  • Web 1.0 = somente leitura Web 2.0 = leitura/escrita Web 3.0 = leitura/escrita/semântica Web 4.0 = nas nuvens
  • Web “2.0” kit de tecnologiascriadas por pessoas que adotaram novas posturas
  • Web“2.0” inversão de consumidor para produtor de conteúdos de agente passivo (leitor) (individual) para agente ativo (lautor) (coletivo)
  • A comunicação científica está mudando porque a COMUNICAÇÃO mudou
  • Apesar de todos os avanços tecnológicos resultantes da própria evolução da ciência, a academia tem sido tradicional e conservadora na produção dos documentos/veículos da comunicação científica
    • Por que a mudança está sendo tão lenta?
      • Segundo Declan Butler (2005):
      • = the conservatism of scientists
      • = their habit of communicating via seminars and peer-reviewed journals
    • BUTLER, D. Science in the web age: joint efforts. Nature, n. 438, p. 548-
    • 549, 2005. Disponível em: http://www.nature.com/nature/journal/v438/n7068/full/438548a.htm
  • princípio fundamental da comunicação científica: qualquer pesquisador precisa de v i s i b i l i d a d e ser lido - ser citado isto é, precisa estar inserido na rede social de seus pares publicar em periódicos indexados - bem avaliados revisados pelos pares (peer-reviewed) (Fator de Impacto + Qualis/CAPES + Índice-h) livros - capítulos - palestras - eventos
  • “ C i t a ç õ e s” aviso ao pesquisador navegante: Sorria! você está sendo totalmente vigiado! controle automatizado: avaliação da produção científica pelas citações (Fator de Impacto – Qualis/CAPES - Índice-h)
  • A redação acadêmica ainda está dependente do computador como máquina de escrever/gravar em PDF
  • Gerações de pessoas nascidas Fontes: http://www.youtube.com/watch?v=mqOXT6c0ECM http://www1.folha.uol.com.br/folha/especial/2005/10anosdeinternet/momentos_da_historia_da_internet.shtml http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u617940.shtml até 1945 II Guerra Veteranos ≥ 65 anos
  • Gerações de pessoas nascidas até 1945 II Guerra 1946-1969 Beatles Veteranos ≥ 65 anos Arpanet/ 69 universidades americanas BabyBoomer 41 - 64 anos
  • Gerações de pessoas nascidas até 1945 II Guerra 1946-1969 Beatles 1970-1980 globalização Veteranos ≥ 65 anos Arpanet/ 69 universidades americanas @ e-mail/72 Arpanet/73 internacional BabyBoomer 41 - 64 anos TCP/74 rede BBS/78 Geração X 31 - 40 anos
  • Gerações de pessoas nascidas até 1945 II Guerra 1946-1969 Beatles 1970-1980 globalização 1981-1990 internet Veteranos ≥ 65 anos Arpanet/ 69 universidades americanas @ e-mail/72 Arpanet/73 internacional Bitnet/88 UFRJ LNCC FAPESP BabyBoomer 41 - 64 anos TCP/74 rede BBS/78 RNP/89 universidades Geração X 31 - 40 anos Alternex comercial/ 89 Geração Y 20 - 30 anos
  • Gerações de pessoas nascidas T r a n s até 1945 II Guerra 1946-1969 Beatles 1970-1980 globalização 1981-1990 internet após 1991 web 1.0 - 2.0 Veteranos ≥ 65 anos Arpanet/ 69 universidades americanas @ e-mail/72 Arpanet/73 internacional Bitnet/88 UFRJ LNCC FAPESP www/91 Google/98 YouTube/05 BabyBoomer 41 - 64 anos TCP/74 rede BBS/78 RNP/89 universidades iPhone/07 Barak/08 Geração X 31 - 40 anos Alternex comercial/ 89 Mobilidade Wi-fi Geração Y 20 - 30 anos Redes sociais hipermídia ubíquas Geração Z ≤ 19 anos
  • As gerações podem ser caracterizadas por um conjunto de atitudes, crenças, usos e costumes indivíduos “trans” cronologicamente em outra geração mas integrados na atual GERAÇÕES GERAÇÕES GERAÇÕES GERAÇÕES GERAÇÕES Veteranos = nascidos até 1945 geração babyboomer = nascidos entre 1946 e 1969 geração X = nascidos entre 1970 e 1980 geração Y = nascidos entre 1981 e 1990 geração Z = nascidos a partir de 1991
  • Rádio – Televisão – Vídeo (VHS, DVD, Blu-Ray,YouTube) Celular / Web > imagem/texto / áudio / vídeo (evolução das tecnologias de informação e comunicação - últimos 50 anos) Desenvolvimento cognitivo Leitura/tela - manuseio Veteranos = nascidos até 1945 geração babyboomer = nascidos entre 1946 e 1969 geração X = nascidos entre 1970 e 1980 geração Y = nascidos entre 1981 e 1990 geração Z = nascidos a partir de 1991
  • Facilidades no uso dos sistemas de informação acadêmicos pelas gerações XYZ (e gerações anteriores?) Veteranos = nascidos até 1945 geração babyboomer = nascidos entre 1946 e 1969 geração X = nascidos entre 1970 e 1980 geração Y = nascidos entre 1981 e 1990 geração Z = nascidos a partir de 1991
  • A maneira como o homem registra/escreve/documenta a informação de sua época bem como o(s) suporte(s) e formato(s) que utiliza revela(m) a época >< imagem >< desenho >< oralidade >< Pictografia (25 mil a.C.) Escrita (4 mil a.C.) Imprensa – Gutenberg (séc. XV) Internet (séc. XX - web 1.0) Web 2.0 3.0 4.0 (séc. XXI) >< imagem >< desenho >< oralidade ><
  • No contexto da comunicação científica e da produção de documentos hipermídia qual a importância da web 2.0 ? conhecimento: compartilhamento - redes sociais transformações nas inter-relações pessoais (tempo real – deterritorializada) informação: suportes - hipermidiática - híbrida transformações na editoração formal
  • Documentos on-line hipermídia interativos refletem a era que estamos vivendo hoje: tempos de web 2.0... 3.0... 4.0...
  • http://www.youtube.com/watch?v=NJsacDCsiPg
  • Web 2.0 = privilégio de compartilhar
    • Somos seres sociais = dependemos uns dos outros
    • Dependência se resolve
    • com comunicação
    • Comunicação poderá gerar um documento
    • [sonoro, textual, audiovisual]
    • Documentos hipermídia
    • compartilhados
    • em redes
    • não de máquinas
    • mas de pessoas
  • COMUNICAÇÃO MEDIATIZADA séc XX: De 1 para muitos (Rádio – TV – web 1.0) De 1 para 1 - via dupla (telefone) séc XXI: De muitos para muitos (web 2.0 3.0 4.0)
  • Clay Shirky: como a mídia social pode fazer história http://www.ted.com/talks/lang/pr_br/clay_shirky_how_cellphones_twitter_facebook_can_make_history.html Internet é a 1ª mídia com potencial para agrupar pessoas que lêem, ouvem, assistem, escrevem, opinam e conversam ao mesmo tempo (amadores) Por isso redigir para publicar no papel e na web deveria ser diferente (o que nos falta?)
  • Redação de dissertação hipertextual um depoimento sobre produção de documento hipermídia
    • Mestrado em Educação, Ciência e Tecnologia Faculdade de Educação - UNICAMP
    • (março/2003 – fevereiro/2006)
    • Dissertação em PDF disponível na Biblioteca Digital:
    • http://libdigi.unicamp.br/document/?code=vtls000384508
    • Versão hipertextual disponível somente em CD-ROM anexo à versão impressa
  •  
  •  
  • SUMÁRIO - CONTENTS 1 INTRODUÇÃO - INTRODUCTION . . . 1 2 COMUNIDADES VIRTUAIS - VIRTUAL COMMUNITIES . . . 21 2.1 Comunidades: uma retrospectiva - Communities: a retrospective . . . 24 2.2 Comunidades: alguns conceitos - Communities: some concepts . . . 25 2.3 Bibliotecas universitárias e seus serviços de referência – University libraries and its reference services . . . 34 2.3.1 Para quê comunidades virtuais de bibliotecários? - For what virtual communities to librarians? . . . 46 2.3.2 Para quais bibliotecários? - For which kind of librarians? . . . 48 2.3.3 Como? - How ? . . . 49 3 METODOLOGIA DA PESQUISA - RESEARCH METHODOLOGY . . . 53 4 CONSTRUÇÃO DA COMUNIDADE CIBEREDUC - BUILDING THE CYBEREDUC COMMUNITY . . . 65 4.1 Construção do ambiente no TelEduc - Building the environment on TelEduc . . . 68 4.2 Das ferramentas do CiberEduc - About CyberEduc´s tools . . . 74 4.3 Dos sujeitos da pesquisa - About research´s subjects . . . 81
    • REFERÊNCIAS – REFERENCES . . . 147
    • GLOSSÁRIO – GLOSSARY . . . 173
    • 9 APÊNDICES - APPENDIXES . . . 183
    • APÊNDICE A – Telas do CiberEduc - APPENDIX A – CyberEduc´s screens . . . 187
    • APÊNDICE B – Formulário da entrevista inicial - APPENDIX B – Initial interview . . . 227
    • APÊNDICE C – Formulário da entrevista final - APPENDIX C – Final interview . . . 231
    • APÊNDICE D – Arquivo “Minha Agenda” - APPENDIX D – “My Agenda” File . . . 233
    • APÊNDICE E – Mensagem de convite para inscrição no CiberEduc -
    • APPENDIX E - Invitation message to subscribe CyberEduc . . . 239
    • APÊNDICE F – Totais de acesso por ferramenta do CiberEduc –
    • APPENDIX F - Total access to CyberEduc´s tools . . . 241
    • APÊNDICE G – Questionário de avaliação de indicadores de qualidade –
    • APPENDIX G - Quality benchmarks evaluation questions . . . 247
    • APÊNDICE H – Matriz reduzida de dados coletados do questionário de avaliação – APPENDIX H - Collected data reduced matrix from evaluation questions . . . 255
  • 10 ANEXOS - ANNEXES . . . 259 ANEXO A - Certificado de participação no CiberEduc – ANNEX A – Participation certificate at CyberEduc . . . 263 ANEXO B - Relatório individual do maior número de Acessos – ANNEX B - Individual access report sample . . . 265 ANEXO C - 1 CD-ROM - versão linear e versão hipertextual da dissertação - ANNEX C - 1 CD-ROM - dissertation´s linear and hypertext versions . . . 271 11 ÍNDICE - INDEX . . . 273
  •  
  •  
  •  
  •  
  • 7 REFERÊNCIAS - REFERENCES ABRAM, S. Communities: the three R´s-roles, relevance, and respect. Information Outlook, Washington, v. 7, n. 6, p. 37-38, 2003. ALAVA, S. (Org.) Ciberespaço e formações abertas: rumo a novas práticas educacionais. Porto Alegre: Artmed, 2002. * ALMEIDA JÚNIOR, O. F. Implicações entre formação e objeto da área de informação. In: ENCUENTRO DE DIRECTORES, 8.; ENCUENTRO DE DOCENTES DE ESCUELAS DE BIBLIOTECOLOGÍA Y CIENCIAS DE LA INFORMACIÓN DEL MERCOSUR, 6., 2004a, Mar Del Plata, Argentina. Anais. 1 CD. ** ARAÚJO, L. H. L. Uma aplicação da dinâmica não-linear para avaliação de desempenho de comunidades virtuais de aprendizagem: além da tela do computador: linguagem, emocionalidade e corporalidade. Brasília, DF. 2004. 198 fls. Dissertação (Mestrado em Gestão do Conhecimento e da Tecnologia da Informação) – Universidade Católica de Brasília, Brasília. Disponível em: http://www.bdtd.ucb.br/tede/tde_arquivos/3/TDE-2005-03-08T15:27:32Z-170/Publico/Dissetacao_LuizHenrique.pdf Acesso em 1 jun. 2005. ROCHA, H.V. Perspectivas de desenvolvimento doTelEduc . Vídeo de palestra proferida no dia 26 de novembro de 2003, no Auditório do Centro de Computação da UNICAMP. Disponível em: http://www.ccuec.unicamp.br/ead/index_html?foco2=Eventos/ 75574/943135&focomenu=Eventos Acesso em: 10 jun. 2004. -------------------- SENGE, P. M. A quinta disciplina : arte e prática da organização de aprendizagem. 10. ed. São Paulo: Nova Cultural, 2002. * ** *** WORLD SUMMIT ON THE INFORMATION SOCIETY, Geneve, 2003 – Tunis 2005. Tunis Commitment: president of the PrepCom of the Tunis phase: Document WSIS-05/TUNIS/DOC/7-E. 18 november 2005. Original: english. Disponível em: http://www.itu.int/wsis/docs2/tunis/off/7.pdf Acesso em: 17 dez. 2005.
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  • Redação Acadêmica http://palazzo.pro.br/cronicas/020.htm
  • http://www.pucrs.br/gpt/index.php
  • http://www.pucrs.br/manualred/
  • MORE http://www.rexlab.ufsc.br:8080/more/
  • http://unesp.br/cgb/mostra_arq_multi.php?arquivo=1
  • http://www.rc.unesp.br/biblioteca/normasabnt.php
  • Redação Acadêmica – [email_address]
    • Referências: espaço simples, duplo entre elas
    • Alinhar à esquerda - Não Justificar (espaços)
    • Titulos negritados , sub-títulos não - livros, teses
    • Negritar títulos dos periódicos e não dos artigos
    • EVENTOS – nome do evento em maiúsculas, seguido do número ordinal, data, local. Anais...
    • Primeiras letras das palavras dos títulos sempre em minúsculas, com exceção da P rimeira e dos N omes P róprios
    • Autores são separados entre si por ponto e vírgula, nas referências e no texto ( quando estão entre parêntesis)
    • Separá-los com “ , ” “ e ”, e não &, se citados em frases
    • Os títulos dos periódicos são seguidos do nome da cidade de publicação e sigla do estado se homônimas
  • utilizar Tabelas Dinâmicas
    • http://www.virtual.epm.br/material/tis/curr-med/tab_dinamica/tabdin.html#_Toc452783936
    • Tabela Dinâmica é uma tabela interativa que resume uma grande quantidade de dados rapidamente, ou os combina de tabelas diferentes.
    • É possível girar suas linhas e colunas para ver resumos diferentes dos dados de origem, filtrar os dados exibindo páginas diferentes ou exibir os detalhes das áreas de interesse.
  • Incluir DOI no final da referência
  •  
  •  
  • copia
  • cola
  • Inclui radical link
  • link Sugestão já enviada para Scielo e para ABNT – CB-14 (Revisão da NBR 6023: Referências desde junho/2009)
  • Comparação lado a lado de artigo revisado com o enviado pelo autor autor revisado
  • revisado autor
  • revisado autor
  • revisado autor
  • Localizar no original / MSWord citação -> referência -> voltar texto
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  • Local de publicação de Periódico: CCN / IBICT - ULRICH´S - PubMed - WOS - Scopus http://ccn.ibict.br/busca.jsf
  •  
  •  
  •  
  • Local publicacao – conferir referencia
  • sugestões – onde publicar?
    • nacionais: SCIELO – SEER – DOAJ - PKP
    • estrangeiros: Acesso Aberto - WoS
    HighWire free - Scopus
    • Repositórios importantes da área
    • e- Teses BDTD NDLTD
  • Ligações para citações
  • Ligação para Google Scholar como indicador de citações - Ingenta
  • Citações: CrossRef – Scopus - PubMed Google Scholar – Web of Science
  •  
  • Citation Map - Related Articles http://ajpcell.physiology.org/cgi/citemap?id=ajpcell;289/5/C1105
    • Citation Map - What is it? Citation Map is a graphical representation of the articles citing or cited by your selected article. The map is based on the references found in the full text articles of the HighWire-hosted journals. The initial number of citations viewed in the map is 10, but you can change this number if you desire.
    • What is it for?
    • Develop reading lists to get up to speed on a new topic
    • Generate bulk citation lists for import into literature-management programs
    • Assist in refereeing or writing a review article
    • What it does Given a starting reference , Citation Map finds all articles related by citations either citing the article, or cited by the article. The result set is expanded outward from the starting article to make a collection of all the articles related by citation to the starting article . By noting the number of times each article in the collection is cited, the related papers with the greatest impact are graphed, along with the citing/cited-by relations among the articles in the collection. This shows you the most important papers related to a starting article, as well as temporal and &quot;line-of-cite&quot; relationships between these articles.
  •  
  •  
  •  
  • http://teses.usp.br Uso pessoal ou científico Proibida comercialização
  • Permissão de reuso de artigo http://dx.doi.org/10.1016/j.ptsp.2005.10.003
  •  
  •  
  •  
  • Incentivo ao uso de hipermídia
  • Formatação de artigo interessante – divisões de artigo hiperlinkadas se repetem nas subdivisões http://jeq.scijournals.org/cgi/content/full/33/2/419
  • Figura com legenda em mancha do mesmo tamanho
  • Artigo com nova interfce http://beta.nejm.org/TabArticle/default.aspx
  •  
  •  
  •  
  • http://dx.doi.org/10.1016/S0305-750X(02)00045-1   Texto hiperlinkado
  • Visualizar resumo de artigo relacionado
  • Material suplementar em áudio e vídeo
  • Figuras como anexo de artigo Opção do leitor ver só arquivo das figuras http://jeb.biologists.org/cgi/content/figsonly/205/17/2665
  • Trabalhos em MP3 e/ou anexos em vídeo http://www.irrodl.org/index.php/irrodl
  • Livro on-line http://www.webvision.med.utah.edu/index.html
  • Autores – fotos - vídeo
  • Sumário hiperlinkado
  • Fim do Sumário
  • Voltar Sumário - Figuras
  • Fim do capítulo
  • Links - Ícones
  • Figuras coloridas - tamanho
  •  
  •  
  • Livro eletrônico - Relatório
    • Web-based Education Commission. (2000).
    • The power of the Internet for learning:
    • moving from promise to practice .
    • Washington, DC: U.S. Department of
    • Education. Retrieved on March 30, 2003,
    • from http://www.ed.gov/offices/AC/WBEC/
    • FinalReport/WBECReport.pdf
  • http://www.ed.gov/offices/AC/WBEC/FinalReport/WBECReport.pdf
  •  
  •  
  •  
  •  
  • Tradução para o português
  • Tradução para outras línguas
  • Tradução automática http://vnweb.hwwilsonweb.com/hww/jumpstart.jhtml?recid=0bc05f7a67b1790ef409bfd03ef7308de214f3d982a4a26a714f702615d5b2c970695fa0bd6c86fd&fmt=P MUNDERMANN, A., et. al., Orthotic comfort is related to kinematics, kinetics, and EMG in recreational runners. Medicine and Science in Sports and Exercise, v. 35, n. 10, out., p. 1710-19, 2003.
  • Tradução p/ diversas línguas
  • Grata pela atenção!!! SOARES, S. B. C., set/2010 Apresentação licenciada por uma licença Creative Commons SKYPE: suelybcs MSN: [email_address] Favoritos http://delicious.com/suelybcs Cursos/Palestras http://twitter.com/suelybcs Ciberteclando com suelybcs http://suelybcs.wordpress.com Sala virtual [agendar] http://connectnow.acrobat.com/suelybcs http://slideshare.net/suelybcs EaD: http://www.febab.org.br – http://www.contentmind.com.br Gtalk: [email_address]