Innovation in Software Quality
A Certificação das organizações enquanto factor potenciador de
rentabilidade e internaciona...
1
Sobre Pedro Castro Henriques
• Cofundador da Strongstep e consultor senior
• Cofundador da Portic – Think-tank for Portu...
2
Strongstep
Strongstep
Universities
Enterprises
Reference
Institutions
A Strongstep agrega empresas,
universidades e inst...
3
PART I – INTRODUÇÃO
4
Contexto - Competitividade internacional
crescente em outsourcing
• Gerir serviços de TI é um desafio extremamente compl...
5
Problemas nos serviços de software
• Controlo de tráfego aéreo no Reino Unido
• Software defeituoso provoca inúmero atra...
6
Problemas nos serviços de software
• BlackBerry blackout
• Em menos de um ano o serviço de Black Berry teve o segundo ap...
7
Grau de sucesso nos projectos de TI
Fonte: Chaos Report 2008
• 44% projectos desafiados
• 22% projectos cancelados
―The ...
8
PART II –PAPEL DA PORTUGAL
OUTSOURCING
9
Importância da Portugal Outsourcing
Necessidade crescente de desenvolver
novos mercados lucrativos:
• Crescer em mercado...
10
PART III –
SER CERTIFICADO, PARA QUÊ?
11
Certificar para quê?
• Certificação
• Como nos pode trazer rentabilidade?
– Cumprir prazos?
– Cumprir budget?
– Garanti...
12
Quando não existem (bons) processos?
• Não existe garantia que as melhores práticas estõa a ser seguidas ou
obtidas
• T...
13
Porque é que a minha organização se deveria
preocupar?
• Perda de insight da gestão nos processos de pode levar a que q...
14
Certificação ajuda?
• Porquê a melhoria de processos/certificação?
• Porque os processos são a fundação para todas as o...
15
A Certificação
• Certificação como meio para trazer processos
eficientes e eficazes, que permitem gerar efeitos de
esca...
16
PART IV–
O QUE PODE SER OBTIDO?
(8 SLIDES)
17
Certificação – Que modelo?
IDI – NP4457
ISO
CMMI-ACQ
CMMI-SRV
PMI
ISO 20 000
9001, 27001…
18
Adopção mundial (e reconhecimento) –
exemplo do CMMI
19
Portugal vs. Certificação no mundo
Number of CMMI Certification by country
Source: SEI – Software Engineering Institute...
20
Exemplo
Modelo CMMI
• O modelo CMMI é utilizado para melhoria de processos nas
organizações.
• O modelo comporta um con...
21
Exemplo de impacto da implementação
de melhores práticas
Área
Valor médio de
melhoria
Custo 20%
Prazos 37%
Produtividad...
22
Exemplo The How
Team Software Process (TSP)
• TSP é um processo desenhado
especificamente para equipes
• O seu objectiv...
23
PART V – CONCLUSÕES
24
Conclusões
• Crescimento da qualidade dos serviços fornecidos
• Entregar no prazo, dentro do custo e com a qualidade pr...
25
Contacto
Strongstep - Innovation in software quality
Pedro Castro Henriques
Email: pedroch@strongstep.pt
Mobile: +351 9...
26
Anexo - Modelo CMMI v1.2 for Services
• CMMI-SVC foi baseado em conceitos e práticas do CMMI e outros
standards e model...
27
Anexo - Modelo CMMI v1.2 for Services
Process
Management
Organization Process Focus
Organization Process Definition
Org...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

A Certificação das organizações enquanto factor potenciador de rentabilidade e internacionalização

580

Published on

A Certificação das organizações enquanto factor potenciador de rentabilidade e internacionalização

Published in: Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
580
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

A Certificação das organizações enquanto factor potenciador de rentabilidade e internacionalização

  1. 1. Innovation in Software Quality A Certificação das organizações enquanto factor potenciador de rentabilidade e internacionalização Lisboa, 27 de Outubro de 2010
  2. 2. 1 Sobre Pedro Castro Henriques • Cofundador da Strongstep e consultor senior • Cofundador da Portic – Think-tank for Portuguese Internationalization • Trabalhou em vários países europes em melhoria de processos, ferramentas e organização de desenvolvimento e serviços de software • Mais de 10 anos de experiência, incluindo consultoria nas telecomunicações, na engenharia de software e no planeamento e estratégia dos sistemas de informação no sector da saúde • A Strongstep - Innovation in Software Quality – contribui para a melhoria de processos desenvolvimento e serviços de software – através dos seus serviços formação, certificação e IDI
  3. 3. 2 Strongstep Strongstep Universities Enterprises Reference Institutions A Strongstep agrega empresas, universidades e instituições de referência criando valor e forte sinergias de cooperação na engenharia e serviços de software
  4. 4. 3 PART I – INTRODUÇÃO
  5. 5. 4 Contexto - Competitividade internacional crescente em outsourcing • Gerir serviços de TI é um desafio extremamente complexo – os clientes tentam esmagar cada vez mais os preços • Os custos dos serviços de TI aumentam • A dependência dos serviços de negócio em TI aumenta de forma exponencial – cada vez mais as organizações recorrem ao Outsourcing nomeadamente a empresas em países/regiões com vantagens competitivas (exemplo países BRIC) • Aumentou também: • a exigência dos clientes na qualidade e nos retorno nos investimento de TI • complexidade da infra-estrutura e a frequência de mudanças – pondo pressão crescente nos fornecedores • Dispersão geográfica dos projectos de TI e de serviços criam novos desafios culturais com operações multisite – cada vez mais é importante ter bons processos • Clientes preferem fornecedores que usam as melhores práticas internacionais e que são reconhecidos – Portugal precisa de aceder aos contractos internacionais • Não internacionalizar pode significar encolher ou mesmo ―morrer‖ algumas organizações
  6. 6. 5 Problemas nos serviços de software • Controlo de tráfego aéreo no Reino Unido • Software defeituoso provoca inúmero atrasos na aviação – em Junho de 2004 um falha informática no sistema de tráfego aéreo no Reino Unido causa o caos no país Clientes cada vez mais exigem garantias de qualidade aos fornecedores.
  7. 7. 6 Problemas nos serviços de software • BlackBerry blackout • Em menos de um ano o serviço de Black Berry teve o segundo apagão durante várias horas num fim de semana. Mais empresas qualificadas a competir no mercado nacional cada vez mais competitivas e mais preparadas/certificadas. Falhas no serviço podem levar à perda irremediável de clientes
  8. 8. 7 Grau de sucesso nos projectos de TI Fonte: Chaos Report 2008 • 44% projectos desafiados • 22% projectos cancelados ―The quality of a software system is governed by the quality of the process used to develop and evolve it.‖ —Watts Humphrey 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 1994 1996 1998 2000 2002 2004 2006 2008 Sucesso Desafiados Cancelados
  9. 9. 8 PART II –PAPEL DA PORTUGAL OUTSOURCING
  10. 10. 9 Importância da Portugal Outsourcing Necessidade crescente de desenvolver novos mercados lucrativos: • Crescer em mercados externos • Promover o potencial nacional e as competências das empresas Portuguesas • Demonstrar a competitividade da oferta Portuguesa Como pode a certificação promover os objectivos da Portugal Outsourcing? • Posicionando Portugal no radar internacional: • Crescimento • Ganhos de produtividade Outsourcing é um negócio de eficiência e reputação!
  11. 11. 10 PART III – SER CERTIFICADO, PARA QUÊ?
  12. 12. 11 Certificar para quê? • Certificação • Como nos pode trazer rentabilidade? – Cumprir prazos? – Cumprir budget? – Garantir qualidade esperada? • Como pode ajudar na internacionalização? – Acesso a mercados internacionais? – a concursos de maior escala/responsabilidade ?
  13. 13. 12 Quando não existem (bons) processos? • Não existe garantia que as melhores práticas estõa a ser seguidas ou obtidas • Tudo depende do individuo • Risco de uma execução inificiente por pessoas inexperientes • Risco de criar produtos de trabalho de baixa qualidade • Não existe responsabilidade por não seguir ou cumprir os standards • Risco de questões significativas de projecto não serem escaladas à atenção da gestão
  14. 14. 13 Porque é que a minha organização se deveria preocupar? • Perda de insight da gestão nos processos de pode levar a que questões importantes não sejam apercebidas • Pouca qualidade de produtos intermédios diminuem a confiança do cliente que a solução será de alta qualidade ... … será provável perder negócio de clientes no futuro ... importante não reinventar a roda… utilizando as melhores práticas
  15. 15. 14 Certificação ajuda? • Porquê a melhoria de processos/certificação? • Porque os processos são a fundação para todas as outras melhorias de negócio, e criticas para: • Melhorias que persistem • Introduzir com sucesso novas tecnologias • Se não se utilizar um sistema de gestão de performance, a liderança não sabe o que está a funcionar ou não. • CMMI é um exemplo de uma estratégia comprovada de gestão de performance – com mais de 10 anos de resultados que mostram que funciona • Organização deram dados que mostrar que o CMMI • Permite entregar com poucos-defeitos, em tempo previsivel • com custo, prazo e qualidade previsiveis • Melhorar a performance do negócio • Serve como factor diferenciador
  16. 16. 15 A Certificação • Certificação como meio para trazer processos eficientes e eficazes, que permitem gerar efeitos de escala de forma sustentável: • Permitir continuar a cumprir projectos em carteira e ser mais competitivo • Ter menos desperdicios • Permitir continuar a crescer … e tentar dar mais facilmente o salto para novos mercados • Portugal tem empresas e empresários competitivos a nível internacional: • Estar certificado permite ter acesso a concursos dando uma garantia de terceiros que estamos a seguir as melhores práticas internacionais
  17. 17. 16 PART IV– O QUE PODE SER OBTIDO? (8 SLIDES)
  18. 18. 17 Certificação – Que modelo? IDI – NP4457 ISO CMMI-ACQ CMMI-SRV PMI ISO 20 000 9001, 27001…
  19. 19. 18 Adopção mundial (e reconhecimento) – exemplo do CMMI
  20. 20. 19 Portugal vs. Certificação no mundo Number of CMMI Certification by country Source: SEI – Software Engineering Institute 2008 O que pode fazer Portugal? O que pode ser feito?
  21. 21. 20 Exemplo Modelo CMMI • O modelo CMMI é utilizado para melhoria de processos nas organizações. • O modelo comporta um conjunto de melhores práticas que uma organização deve seguir de forma a ter melhorias de eficiência, eficácia e qualidade dos serviços e produtos que desenvolve e/ou mantém. • O modelo cobre todo o ciclo de vida de produtos e serviços desde a sua concepção até à entrega. • O modelo CMMI é suficientemente flexível para ser aplicado a diversas indústrias.
  22. 22. 21 Exemplo de impacto da implementação de melhores práticas Área Valor médio de melhoria Custo 20% Prazos 37% Produtividade 67% Qualidade 50% Satisfação de qualidade 14% Retorno de Investimento (ROI) 4.8 : 1 Síntese da performance de 25 organizações aquando da implementação do modelo CMMI (Modelo mais conceituado a nível mundial para o melhoramento dos processos de desenvolvimento de software) Fonte: SEI – Software Engineering Institute
  23. 23. 22 Exemplo The How Team Software Process (TSP) • TSP é um processo desenhado especificamente para equipes • O seu objectivo é ajudar equipas • Planear e gerir o seu trabalho • Alcançar os compromissos de custo e prazo • Produzir produtos de qualidade em menos tempo • Atingir a sua performance máxima Effort Deviation Range -40% -20% 0% 20% 40% 60% 80% 100% Pre-TSP With TSP PercentError Schedule Deviation Range -20% 0% 20% 40% 60% 80% 100% 120% Pre-TSP With TSP PercentError Sources: CMU/SEI-TR-2000-015; CMU/SEI-TR-2003-014
  24. 24. 23 PART V – CONCLUSÕES
  25. 25. 24 Conclusões • Crescimento da qualidade dos serviços fornecidos • Entregar no prazo, dentro do custo e com a qualidade pretendida – com menos desperdicio e obtendo maior rentabilidade. • Posicionamento internacional de Portugal pela imagem de qualidade dos seus recursos e inovação • Crescimento do prestigio dos associados da Portugal Outsourcing como fornecedores de excelência • Para acesso a mais e novos negócios • O que Requer? • O envolvimento da Portugal Outsourcing na promoção da certificação no seio dos seus associados como alavanca para maior rentabilidade e internacionalização • Certificar é uma oportunidade para promover… PORTUGAL AS A NEARSHORE OUTSOURCING LOCATION
  26. 26. 25 Contacto Strongstep - Innovation in software quality Pedro Castro Henriques Email: pedroch@strongstep.pt Mobile: +351 91 952 44 50 Web: www.strongstep.pt Telefone: + 351 22 030 15 85 Rua actor Ferreira da Silva, UPTEC 4200-298 Porto, Portugal
  27. 27. 26 Anexo - Modelo CMMI v1.2 for Services • CMMI-SVC foi baseado em conceitos e práticas do CMMI e outros standards e modelos focados na gestão de serviço TI. • Information Technology Infrastructure Library (ITIL) • ISO/IEC 20000: Information Technology—Service Management • Control Objects for Information and related Technology (CobiT) • Information Technology Services Capability Maturity Model (ITSCMM) • Utilizado crescentemente por organizações que prestam outsourcing: América, Ásia e nos países ocidentais.
  28. 28. 27 Anexo - Modelo CMMI v1.2 for Services Process Management Organization Process Focus Organization Process Definition Organization Training Organization Process Performance Organization Innovation and Deployment Project Management Project Planning Project Monitoring and Control Supplier Agreement Management Requirements Management Risk Management Capacity and Availability Management Service Continuity Integrated Project Management Quantitative Project Management Service Establishment and Delivery Service Delivery (SD) Service System Transition Strategic Service Management Incident Resolution and Prevention Service System Development Support Configuration Management Process and Product Quality Assurance Measurement and Analysis Decision Analysis and Resolution Causal Analysis and Resolution Nível 2 Nível 3 Nível 4 Nível 5

×