• Like
  • Save

Loading…

Flash Player 9 (or above) is needed to view presentations.
We have detected that you do not have it on your computer. To install it, go here.

Projecto TICE.PT – Apoios Financeiros

  • 684 views
Published

Apresentação realizada no evento: …

Apresentação realizada no evento:
Inovação e robustez da engenharia dos sistemas de informação para potenciar o reconhecimento internacional

Published in Business
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
684
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Inovação e robustez da engenharia dos sistemas de informação para potenciar o reconhecimento internacional Porto, 8 de Novembro de 2010 Innovation in Software Quality
  • 2. Programa [16:30] STRONGSTEP – Inovação e Engenharia Robusta como motor de empresas tecnológicas – Engº Pedro Castro Henriques [16:50] AMBISIG certificada CMMI - Vantagens – Engª Silvia Rodrigues [17:10] Projecto TICE.PT – Apoios Financeiros – Engº Artur Calado [17:20] Apresentação do Pólo TICE.PT – Engº Vasco Lagarto [17:30] Coffee Break [17:50] APCER - Ferramentas de gestão no sector das Tecnologias de Informação – Eng.º Hermano Correia [18:10] Metatheke - Implementação da ISO/IEC 20000-1 Gestão de Serviços - Case Study – Metatheke – Engº Pedro Almeida [18:30] Encerramento – STRONGSTEP – Prof. Raul Vidal 1
  • 3. Apoios financeiros – projecto ACTOR Evento promovido pela Strongstep “Inovação e robustez da engenharia dos sistemas de informação para potenciar o reconhecimento internacional” 8 Nov 2010 - FEUP Artur Calado, Inova-Ria
  • 4. • Inova-Ria • TICE.PT – projectos âncora • Iniciativa • Objectivos do projecto • Linhas de acção • Factos sobre o projecto
  • 5. Inova-Ria INOVA-RIA – Associação de empresas para uma Rede de Inovação, constituida em 2003, conta com 64 associados, com um volume de negócios agregado de 156 M€, empregando 1890 pessoas, maioritariamente (mais de 70%) com formação superior. A maioria da empresas são PME do sector das TICE. Membro fundador da Associação TICE.PT. Áreas de intervenção • Qualificação • Internacionalização • Promoção de projectos conjuntos • Identificação de oportunidades de negócio • Formação • Promoção e organização de estágios • Prestação de serviços
  • 6. TICE.PT – projectos âncora TICE.PT O plano de acção do TICE.PT contempla um conjunto de áreas estratégicas chave, entre as quais se inclui a qualificação das empresas. O projecto “Qualificação e Certificação no Sector das TICE” consta como Projecto Âncora, aprovado pelo Compete no âmbito do reconhecimento do pólo. O projecto resultou da iniciativa de um conjunto de associados, em resposta ao desafio colocado pelo TICE.PT.
  • 7. Iniciativa A primeira acção encetada pelos parceiros pretendeu sensibilizar as empresas para os objectivos do projecto e avaliar o seu interesse em participar. Para isso foram realizados workshops em vários locais, envolvendo todos os promotores, para divulgação do projecto, das linhas de acção propostas e dos mecanismos de financiamento disponíveis. O sucesso desta acção permitiu juntar massa crítica suficiente para apresentar uma candidatura ao Sistema de Incentivos à Qualificação e internacionalização do QREN, na modalidade de projectos conjuntos, em 27 de Novembro de 2009. A candidatura foi aprovada em 27 de Outubro de 2010, contemplando praticamente a totalidade do investimento proposto..
  • 8. Objectivos do projecto Desenvolver e implementar um conjunto de acções visando a melhoria dos processos e a certificação das organizações e dos seus profissionais, de acordo com modelos e normas com larga aceitação no mercado. O universo alvo privilegia as PMEs do sector das TICE. Como resultado do trabalho realizado, espera-se que as empresas fiquem mais bem preparadas para competir no mercado global de um modo sustentável. Foram definidas as seguintes áreas de actuação principais: • Desenvolvimento de software • Gestão de serviços de TI • Gestão de Investigação, Desenvolvimento e Inovação.
  • 9. Desenvolvimento de software CMMI “CMMI is a process improvement approach that provides organizations with the essential elements of effective processes that ultimately improve their performance. CMMI can be used to guide process improvement across a project, a division, or an entire organization. It helps integrate traditionally separate organizational functions, set process improvement goals and priorities, provide guidance for quality processes, and provide a point of reference for appraising current processes” http://www.sei.cmu.edu/cmmi/
  • 10. Desenvolvimento de software CMMI Objectivos do programa: • Melhorar o nível de maturidade da indústria de software nacional; • Promover o “clustering/networking” entre as empresas; • Melhorar os níveis de desempenho das empresas; • Implementar certificações CMMI níveis 2 e 3; • Lançar as bases para a adopção pelas empresas de processos de IDI.
  • 11. Desenvolvimento de software IT Mark IT Mark é um referencial desenhado especialmente para micro e médias empresas. É divulgado e promovido pelo European Software Institute (http://www.esi.es/) É baseado no modelo CMMI – nível 2 • Planeamento de projectos; • Monitorização e controlo de projectos; • Gestão de requisitos; • Gestão de configurações; • Métricas e análise; • Controlo de qualidade de processos e produtos; • Gestão da contratação (quando aplicável).
  • 12. Gestão de Serviços de TI ISO/IEC 20000 ISO/IEC 20000 is the first worldwide standard specifically aimed at IT Service Management. It describes an integrated set of management processes for the effective delivery of services to the business and its customers. (http://www.isoiec20000certification.com/about/whatis.asp) Esta certificação tornou-se um “must” para os fornecedores de serviços de TI, contribuindo decisivamente para: • Melhoria da qualidade de serviço; • Aumento da confiança dos clientes e do negócio; • Aumento da reputação, consistência e interoperabilidade; • Garantia de melhoria contínua; •Clarificação das funções, responsabilidades e os processos de trabalho; • Capacidade de cumprimento de requisitos dos RFP’s para fornecimento de serviços de TI; • Certificação reconhecida internacionalmente.
  • 13. Gestão de serviços de TI ISO/IEC 27001 ISO/IEC 27001 - The objective of the standard itself is to "provide a model for establishing, implementing, operating, monitoring, reviewing, maintaining, and improving an Information Security Management System“ (http://www.27000.org/iso-27001.htm). As seguintes fases são consideradas no plano de implementação: • Definição de âmbito e política • Identificação dos bens • Valorização dos bens • Identificação do risco • Identificação dos controlos e risco residual • Aceitação do risco residual e identificação das políticas • Definição das políticas e processos • Elaboração de documentação • Auditoria e revisão do SGSI.
  • 14. Gestão de Investigação, Desenvolvimento e Inovação NP 4457 O Sistema de Gestão de IDI (Investigação, Desenvolvimento e Inovação) constitui uma parte do sistema de gestão global, abrangendo a estrutura organizacional, o planeamento das actividades, responsabilidades, práticas, procedimentos, processos e recursos para a implementação, revisão e actualização da política de IDI da organização. A obtenção da Certificação garante que a organização implementou o sistema de acordo com a norma NP 4457. Como principais benefícios refiram-se: • Melhor planeamento da actividade de inovação; • Melhor monitoria dos interfaces com a envolvente (tecnológica, mercado…); • Promoção de uma cultura corporativa de melhoria contínua; • Identfiicação e implementação mais rigorosa de acções correctivas; • Consolidação do conhecimento corporativo e sua disseminação.
  • 15. Factos sobre o projecto Investimento global: 2,5 M€ Nº de empresas que assinaram acordo de pré-adesão: 23 Criação líquida de postos de trabalho: 17 Investmento em qualificação e certificação: 1,35 M€ Investmento em software e equipamento: 0,13 M€ Investmento em recursos humanos: 0,77M€.
  • 16. Obrigado calado@inova-ria.pt
  • 17. Programa [16:30] STRONGSTEP – Inovação e Engenharia Robusta como motor de empresas tecnológicas – Engº Pedro Castro Henriques [16:50] AMBISIG certificada CMMI - Vantagens – Engª Silvia Rodrigues [17:10] Projecto TICE.PT – Apoios Financeiros – Engº Artur Calado [17:20] Apresentação do Pólo TICE.PT – Engº Vasco Lagarto [17:30] Coffee Break [17:50] APCER - Ferramentas de gestão no sector das Tecnologias de Informação – Eng.º Hermano Correia 18:10] Metatheke - Implementação da ISO/IEC 20000-1 Gestão de Serviços - Case Study – Metatheke – Engº Pedro Almeida [18:30] Encerramento – STRONGSTEP – Prof. Raul Vidal
  • 18. Contacto Strongstep - Innovation in software quality Email: geral@strongstep.pt Telefone: + 351 22 030 15 85 Web: www.strongstep.pt Rua actor Ferreira da Silva, UPTEC 4200-298 Porto, Portugal