• Like
[Uff]qualidade agilidade
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

[Uff]qualidade agilidade

  • 301 views
Uploaded on

Apresentação Agilidade e Maturidade, ministrada por Analia Irigoyen em 06/12/11 na UFF, organizada pela STI/Desenv. de Sistemas.

Apresentação Agilidade e Maturidade, ministrada por Analia Irigoyen em 06/12/11 na UFF, organizada pela STI/Desenv. de Sistemas.

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
301
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
5
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Qualidade e Agilidade [email_address]
  • 2.
        • Sócia-Diretora da ProMove
        • Mestre em Eng. de Sistemas e Computação pela UFRJ (2009), Pós-graduação em Análise, Projeto e Gerência de Sistemas PUC (1999) e graduado em Informática pela UFF (1996).
        • Implementadora credenciada do modelo MPS, participou em implementações dos modelos CMMI e MPS.
        • Avaliadora líder inicial credenciado do modelo MPS.
        • Mais de 10 anos de experiência em Gerência de Projetos, certificada Scrum-Master e PMP.
    Analia Irigoyen Ferreiro Ferreira | © ProMove – Business Intelligence Solutions
  • 3.
        • Grupos de processo de organizações que adotaram os modelos CMMI ou MPS e querem adotar práticas ágeis .
        • Empresas que tenham interesse em realizar avaliações no CMMI com práticas ágeis nos próximos anos.
        • Implementadores que desejam compreender o que o CMMI na versão 1.3 discute sobre a Agilidade.
    Público Alvo | © ProMove – Business Intelligence Solutions
  • 4.
        • “ Use professional judgment and common sense to interpret the model for your organization. That is, although the process areas described in this model depict behaviors considered best practices for most users, process areas and practices should be interpreted using an in-depth knowledge of CMMI-DEV, your organizational constraints, and your business environment.”
        • Qual o julgamento profissional e senso comum em organizações que adotam métodos ágeis?
    Para Refletir ... | © ProMove – Business Intelligence Solutions
  • 5. CMMI or Agile: Why Not Embrace Both! [Glazer 2008]. CMMi não diz como implementar as práticas. CMMi V1.3: notas auxiliam na interpretação. CMMi - Versão 1.3 e Agilidade
  • 6. Lista de pré-requisitos do CMMi V1.3 Aderente Manifesto for Agile Development [Beck 2001]. Envolvimento do PO
  • 7. Lista de pré-requisitos do CMMi V1.3 Aderente Manifesto for Agile Development [Beck 2001]. Múltiplas interações para conhecer e evoluir o produto
  • 8. Lista de pré-requisitos do CMMi V1.3 Aderente Manifesto for Agile Development [Beck 2001]. Cliente comprometido em compartilhar decisões e riscos
  • 9. Agilidade | © ProMove – Business Intelligence Solutions
  • 10. Agilidade x SCRUM SCRUM é uma pequena parte do mundo ágil 
  • 11. Princípios Ágeis
  • 12. Notas do CMMI Versão 1.3 sobre agilidade | © ProMove – Business Intelligence Solutions 5 Causal Analysis and Resolution (CAR) Organizational Performance Management (OPM) 4 Organizational Process Performance (OPP) Quantitative Project Management (QPM) 3 Decision Analysis and Resolution (DAR) Integrated Project Management (IPM) Organizational Process Definition (OPD) Organizational Process Focus (OPF) Organizational Training (OT) Risk Management (RSKM) Product Integration (PI) Requirements Development (RD) Technical Solution (TS) Validation (VAL) Verification (VER) 2 Configuration Management (CM) Measurement and Analysis (MA) Project Monitoring and Control (PMC) Project Planning (PP) Process and Product Quality Assurance (PPQA) Requirements Management (REQM) Supplier Agreement Management (SAM)
  • 13. Gerência de Configuração (CM) | © ProMove – Business Intelligence Solutions Responsável por GC no Time: Garantindo que Estratégia de GC seja cumprida Estratégia de GC+ Complexa
  • 14. Integração do Produto (PI) | © ProMove – Business Intelligence Solutions Integração Contínua
  • 15. Integração do Produto (PI) | © ProMove – Business Intelligence Solutions
    • A Estratégia de Integração Contínua deve (1/2):
    • Ser elaborada no início do projeto e revista para
    • refletir a evolução dos componentes existentes e os novos.
    • 2) Conter regras para incorporar produtos de terceiros.
    • 3) Como será a solução para as interface entre as
    • aplicações.
    • 4) Informações enviadas e recebidas
  • 16. Integração do Produto (PI) | © ProMove – Business Intelligence Solutions A Estratégia de Integração Contínua deve (2/2): 5) Quando realizar refactoring.
  • 17. Monitoração e Controle (PMC) | © ProMove – Business Intelligence Solutions
    • Monitoração do envolvimento dos Stakeholders
    • - É crucial garantir que o PO e os usuários finais estejam envolvidos nas atividades de desenvolvimento.
  • 18. Planejamento do Projeto (PP) | © ProMove – Business Intelligence Solutions
    • Por desconhecimento do todo (o software é evoluído conforme o conhecimento adquirido) (1/3):
    • Planejamento inicial de Alto Nível.
      • -> Os maiores riscos e marcos são conhecidos.
      • -> Restrições e premissas também são conhecidas.
    • 2) O time faz o planejamento/Replanejamento
    • mais frequentes e com maiores detalhes.
  • 19. Planejamento do Projeto (PP) | © ProMove – Business Intelligence Solutions
    • Por desconhecimento do todo (o software é evoluído conforme o conhecimento adquirido) (2/3):
      • -> Refletem como realizar uma iteração e o perfil do time envolvido e alguns fatores como: esforço, recursos e riscos.
      • -> O planejamento é revisado/refinado durante as reuniões diárias e ao final das iterações.
      • -> O comprometimento é obtido ao “pegar a tarefa” (time, durante o sprint)
  • 20. Planejamento do Projeto (PP) | © ProMove – Business Intelligence Solutions
    • Por desconhecimento do todo (o software é evoluído conforme o conhecimento adquirido) (3/3):
    • 3) Estimativas
      • -> Estórias são elaboradas ou estimadas e as iterações são realizadas por meio de um conjunto de tarefas.
      • -> Sprint Backlog é derivado de um Product Backlog.
  • 21. Garantia da Qualidade (PPQA) | © ProMove – Business Intelligence Solutions
    • Times ágeis estão resolvendo necessidades imediatas da iteração!
    • Planejar no início do projeto: como as avaliações objetivas serão realizadas para garantir objetivos organizacionais.
    • Que processos e produtos serão avaliados;
    • Como o resultado das avaliações serão incorporados ao time (parte do daily meeting , checklists , peer reviews , tools , integração contínua , restrospectivas )
  • 22. Gerência de Projeto Quantitativa (QPM) | © ProMove – Business Intelligence Solutions
    • Exemplos de objetivos de desempenho dos processos:
    • Aumentar a velocidade do time em X % em Y meses ou anos.
  • 23. Desenvolvimento de Requisitos (RD) | © ProMove – Business Intelligence Solutions
    • Requisitos e idéias são elicitados, desenvolvidos , elaborados e validados de forma iterativa (1/2).
      • São documentados em: User Stories, Cenários, Casos de Uso, Product Backlogs, Código.
      • A priorização dos requisitos e análise dos riscos é realizada ao selecionar o “Sprint Backlog“ do “Product Backlog”.
  • 24. Desenvolvimento de Requisitos (RD) | © ProMove – Business Intelligence Solutions
    • Requisitos e idéias são elicitados, desenvolvidos , elaborados e validados de forma iterativa (2/2).
      • Quanto de detalhes dos requisitos a ser documentado é decidido pelo risco de perder o que foi aprendido.
      • Quando o PO está no time, é necessário separar requisitos do cliente de requisitos do produto.
      • Todas as tarefas e responsabilidades são distribuídas entre os times e a rastreabilidade é feita por meio do “Product Backlog”.
  • 25. Gerência de Requisitos (REQM) | © ProMove – Business Intelligence Solutions
    • Requisitos são comunicados através dos quadros e comprometimentos são obtidos /revistos nas reuniões de planejamento e revisões (daily meeting,..) (1/3):
  • 26. Gerência de Requisitos (REQM) | © ProMove – Business Intelligence Solutions
    • 2) Rastreabilidade (2/3)
      • Product Backlog
      • Sprint Backlog
      • Tarefas
      • Código
  • 27. Gerência de Requisitos (REQM) | © ProMove – Business Intelligence Solutions
    • 3) Análise das Inconsistências (3/3)
    • Reuniões de Início de Sprint (SP 1), Retrospectiva e Review (Demo)
  • 28. Gerência de Riscos (RISKM) | © ProMove – Business Intelligence Solutions
    • A estratégia de riscos está “embutida” na própria metodologia ágil.
    • Algumas técnicas de mitigação de riscos podem ser adotadas, como: experimentação ( early failures ) ou spike (fora da iteração).
    • Só que é necessário algo mais sistemático: Planejamento, Estimativa e Aceite as tarefas.
  • 29. Solução Técnica (TS) | © ProMove – Business Intelligence Solutions
    • Exploração de soluções técnicas o mais cedo possível. Ex.: tecnologia, Arquitetura, reutilização, requisitos funcionais e não funcionais.
    • É importante explicitar o custo x benefício e outros raciocínios quando existem altos (DAR)
    • Manuais de instalação, informações da release, logs de manutenção.
  • 30. Verificação (VER) e Validação (VAL) | © ProMove – Business Intelligence Solutions
    • Com Envolvimento do PO, VER passa a ser VAL. (1/2)
    • Um defeito detectado em um Sprint , tanto pelos testes do time ou pelo PO contribuem para o alcance do objetivo.
    • Algo mais sistemático deve ser estabelecido no início do projeto: o que vai ser revisto e testado, métodos e ambiente (Ex.: Integração Contínua).
    • Garantir: Compatibilidade com a Solução e Requisitos e Consistência.
  • 31. Verificação (VER) e Validação (VAL) | © ProMove – Business Intelligence Solutions
    • Exemplo: Integração Contínua
  • 32. Relação MPS.BR e XP
  • 33.
    • Auditoria independente (GQA)
      • A periodicidade ideal é a cada três meses.
    • Assegurar a objetividade das auditorias (GQA e GC)
      • Avaliador independente do projeto.
      • Nível de hierarquia adequado.
      • Critérios de avaliação que garantam o entendimento comum.
    Papéis – Qualidade no Nível F
  • 34. Scrum para Implantar Biblioteca de Ativos
  • 35.
    • Não busque o processo perfeito . Comece com:
    • Processo Iterativo com melhoria contínua
    • Faça:
    • Um bom planejamento inicial
    • Um excelente backlog
    • Uma excelente infraestrutura
    • Uma equipe comprometida e motivada
    Lições Aprendidas
  • 36.  
  • 37. Contato | © ProMove – Business Intelligence Solutions
      • www.promovesolucoes.com
      • [email_address]
      • Tel/Fax: (21) 3283-8340