Rock Star

6,348 views
6,301 views

Published on

0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
6,348
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • Uma coisa é ativar marca. Outra coisa é ativar a emoção!
  • O “break” comercial, como o próprio nome diz, quebra o momento de lazer e diversão do público, e o invade com mensagens publicitárias. E não faz isso só uma vez, mas inúmeras vezes. Tantas, que se alguém perguntar ao consumidor se ele se lembra daquela marca, com certeza ele dirá que sim. Isso é share of mind. A questão é: Como ele vai se lembrar da marca? Com desconfiança? Com aborrecimento? ...ou ele só vai lembrar do conteúdo da propaganda que o emocionou?
  • Nossas maiores lembranças estão na maioria das vezes associadas a um evento com altíssimo envolvimento emocional. As lembranças vem à tona quando somos estimulados: A música que nos faz lembrar a pessoa amada Um cheiro que nos remete a um lugar que marcou Enfim, todo estímulo que nos dispara uma emoção e nos lembra de algo é chamado de ÂNCORA. É isso que a publicidade tenta fazer. Ancorar as marcas nas emoções que os públicos sentem. Lembram de Pizza com Guaraná? A propaganda levava imagens deliciosas de pizza e ambientes agradáveis e em seguida, quando nós estávamos sentindo aquela vontade de comer, vinha o Guaraná. Assim, nosso cérebro associa o produto com aquele momento. Quando mais conseguirmos trazer experiências agradáveis, intensas e memoráveis para o contexto de uma marca, maior será o envolvimento do público com ela.
  • O Branded Entertainment acaba com a divisão entre o entretenimento e o comercial. Ele une o conteúdo de TV, rádio, podcast, internet, eventos ou espetáculos, com os objetivos das marcas. Com isso, cria e estimula laços entre as empresas e os consumidores. Uma coisa é gerar share of mind. Outra coisa é gerar share of heart.
  • Antes de tudo, procuramos conhecer profundamente a marca, seus valores, sua essência e seu negócio. O nosso olhar é de valorização do conteúdo da marca. Alinhamos os valores da marca aos do consumidor e a partir daí, fazemos o levantamento das plataformas de mídia – ou canais de comunicação - mais interessantes para o público com quem a marca quer se relacionar Esta é a visão conceitual do nosso negócio. Indo para a prática, é muito simples explicar o que fazemos: Temos a idéia e na sua execução, nada pode dar errado! Simples assim!
  • Exemplo que aconteceu com a Rock Star: Acabou a água da cidade! Com toda calma do mundo, providenciamos um caminhão. Não disseminamos o stress. Ninguém percebeu!
  • Rock Star

    ×