Iniciando o Desenvolvimento para o Google Android

13,452
-1

Published on

Published in: Technology

Iniciando o Desenvolvimento para o Google Android

  1. 1. O Mercado Móvel • 1,5bi de aparelhos de TV; • 1bi de pessoas com acesso a internet; • 3bi de celulares. – Brasil são mais de 170mi de celulares (6º)
  2. 2. Empresas vs. Usuários • Empresas – Mobilidade, flexibilidade e segurança. • Usuários – Visual, navegação e recursos(câmera, GPS, música, wi-fi, etc.)
  3. 3. A Solução? + + =
  4. 4. A Solução: Android • Uma Plataforma de desenvolvimento para dispositivos móveis baseada no Linux, um ambiente ousado, poderoso e flexível; • A linguagem de programação usada é Java e banco de dados SQLite.
  5. 5. Android não é só Google! • Open Handset Alliance – tem o intuito de padronizar uma plataforma livre, para atender as expectativas do mercado móvel.
  6. 6. Android • Customização e Integração – Alterar recursos nativos como agenda de contatos; – Integrar recursos nativos com seus aplicativos.
  7. 7. Android • O S.O é multitarefa e gerencia memória e os processos. – Aplicações podem rodar em segundo plano sem atrapalhar a outra (atender uma ligação enquanto navega na internet). • Suporte a gráficos 3D baseados na especificação 1.0 da OpenGL ES. – Jogos com gráficos excelentes.
  8. 8. Android - Versões • 1.0, 1.1, 1.5, 1.6, 2.0, 2.0.1, 2.1 e 2.2
  9. 9. Android Developer Challange • No lançamento da primeira versão do SDK do Android(2008), o Google lançou um concurso que deu 10 milhões de dólares em prêmios; • Huawei – http://www.androidlab.com.br/ – 20 mil reais + uma viagem para China
  10. 10. Android Market • Loja de aplicativos com esquema de ranking; • Mais de 100 mil aplicativos;
  11. 11. Android Market • Custa U$ 25,00 para o desenvolvedor e registrar; • 70% da renda do aplicativo é do desenvolvedor; • Já está disponível para o Brasil!!!!!!
  12. 12. Celulares e Personalizações • Powered by Google: – HTC G1 e Nexus One
  13. 13. Celulares e Personalizações • Samsung e Motorola – O Brasil como um mercado forte.
  14. 14. Celulares e Personalizações • Interfaces personalizadas – HTC sense; – MotoBlur; – UX(Sony Ericsson).
  15. 15. Desenvolvimento • Google e os IDEs – Pode ser desenvolvido em qualquer IDE (teoricamente); – O Google adota o Eclipse e da todo o suporte para desenvolver nesse IDE; – ADT (Android Development Tools) que compila, roda o aplicativo no emulador (ou no celular), gera o .apk, simula ligação e envio de sms.
  16. 16. Desenvolvimento • Maquina virtual – Não tem JVM e sim Maquina Virtual Dalvik (otimizada para dispositivos móveis); – Bytecode (.class) após compilado é convertido para .dex (Dalvik Executable); – Os arquivos .dex junto com outros recursos como imagens, fontes, videos, etc. são compactados e dão origem a um arquivo .apk (Android Package File); – Eclipse se encarrega de tudo.
  17. 17. O Ambiente • Android SDK – Pré-requisitos: • Windows XP (32bits) ou Vista/7 (32 ou 64bits); • Mac OS X 1.5.8 ou superior (somente x86); • Linux (testado no Ubuntu); – Ambiente usado: • Eclipse 3.4 (Ganymede) ou 3.5(Galileo); • JDK 5 ou superior; • Android SDK r07(http://developer.android.com/sdk/)
  18. 18. Android SDK • Estrutura de pastas básica: – tools(ferramentas e o emulador) – add-ons(pacotes externos) – plataforms(versões da plataforma) • Colocar na variável de ambiente a pasta tools
  19. 19. Android SDK • Baixando e instalando plataformas – Abrir o arquivo SDK Manager.exe
  20. 20. Android SDK
  21. 21. Android SDK
  22. 22. Android SDK
  23. 23. Android SDK
  24. 24. Android SDK
  25. 25. Android SDK • AVD (Android Virtual Device) – Simular com perfeição um celular real: plataforma, resolução da tela e outras configurações. – Duas possibilidades: • Android-8 (“seco”) • Google Inc.: Google APIs:8
  26. 26. Android SDK • AVD
  27. 27. Android SDK • AVD
  28. 28. Android SDK • Emulador
  29. 29. Android SDK • Emulador
  30. 30. Android SDK • Emulador
  31. 31. Android SDK • Emulador
  32. 32. Android SDK • Emulador
  33. 33. Android SDK • Emulador
  34. 34. Android SDK • Emulador
  35. 35. Android SDK • Emulador – Limitações: • Acesso a wi-fi; • Rede das operadoras; • Bluetooth.
  36. 36. Android e o Eclipse • ADT – Android Development Tools • Plugin para o Eclipse • Download em: http://developer.android.com/sdk/eclipse-adt.html – Após o download, vá em: • Help>Install new Software • Botão Add e depois Archive • Reinicie o Eclipse
  37. 37. Android e o Eclipse • ADT
  38. 38. Android e o Eclipse • ADT
  39. 39. Android e o Eclipse • ADT – Acesse Window>Preferences; – Coloque o caminho da instalação do Android SDK;
  40. 40. Android e o Eclipse • ADT
  41. 41. Primeiro Exemplo • File>New>Android Project
  42. 42. Primeiro Exemplo
  43. 43. Primeiro Exemplo
  44. 44. Primeiro Exemplo • Estrutura – src: pasta que contém as classes Java – gen: R.java (é gerada automaticamente e permite acessar qualquer recurso do projeto como arquivos e imagens). Nunca deve ser alterada manualmente (o Eclipse a atualiza);
  45. 45. Primeiro Exemplo • Estrutura – assets: arquivos opcionais (fontes); – res: recursos da aplicação(cada recurso tem referência no arquivo R.java) • drawable: fica as imagens (h, l ou mdpi são os tipos de resolução) • layout: arquivos XML de layout (construir telas) • values: arquivos XML para internacionalização
  46. 46. Primeiro Exemplo • Rodando o Primeiro Exemplo – Botão direito no projeto: • Run As>Android Application
  47. 47. Primeiro Exemplo • Rodando o Primeiro Exemplo
  48. 48. Primeiro Exemplo • Rodando o Primeiro Exemplo
  49. 49. Entendendo os Arquivos • /res/values/strings.xml
  50. 50. Entendendo os Arquivos • /res/values/strings.xml
  51. 51. Entendendo os Arquivos • /res/layout/main.xml
  52. 52. Entendendo os Arquivos • R.java
  53. 53. Entendendo os Arquivos • AndroidManifest.xml
  54. 54. Entendendo os Arquivos • AndroidManifest.xml
  55. 55. Conceitos importantes • A classe Activity – Similar a JFrame do Swing; – Representa basicamente uma tela da aplicação; – Controla o estado e a passagem de parâmetros entre telas; – Dentro de uma tela, existem elementos visuais: Views.
  56. 56. Conceitos Importantes • A classe View – Tem a finalidade de desenhar algo na tela (botão, texto, checkbox, lista, imagem, etc.)
  57. 57. Conceitos Importantes • O método setContentView() faz a ligação entre a activity e a view
  58. 58. Comunidades • http://www.portalandroid.org/ • http://www.androidbrasil.com/forum
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×