Your SlideShare is downloading. ×
Briefing Campanha Biblioteca UFSM
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Briefing Campanha Biblioteca UFSM

736
views

Published on

Published in: Business, Technology, Travel

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
736
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Briefing Campanha Cuidar dos LivrosCliente: Biblioteca Central e bibliotecas setoriais.Empresa: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).Problema Falta de cuidado na utilização e na conservação dos livros da instituição.Objetivo de comunicação e de marketing Alertar os usuários do sistema de bibliotecas da UFSM sobre o descaso e odescuido no manuseio dos livros. Atingir principalmente os calouros da universidade pra que esses já criemo hábito de preservação dos livros.Diferencial a ser explorado A biblioteca central disponibiliza um passeio explicativo pela mesma,divulgando os espaços que os alunos podem usufruir, explicando como utilizar osistema de empréstimo e reserva de obras, como procurar nas prateleiras, ondeficam cada tipo de obra sejam elas literária, didática, jornal, revista oumonografia. Também é apresentado um vídeo institucional que pode conter amensagem da campanha. Esse passeio está disponível durante todo o semestre,basta que o curso ou algum professor vá lá e marque hora e data para os calourosassistirem às explicações. O gabinete de leitura da Faculdade de Comunicação Social foi pego comoamostra das bibliotecas setoriais, apesar de não trabalhar como uma delas, jáque, é necessário o pagamento de uma taxa de dez reais para se associar. Nãopossue sistema informatizado, por isso só pode ser usado pelos alunos eprofessores associados da FACOS. Também não possui um funcionário responsável(faltam bibliotecários concursados), dois bolsistas mantêm o gabinete aberto eorganizado; isso, mais a falta do sistema informatizado, são as causas daexistência da taxa de pagamento. Não é muito divulgado entre os calouros docurso, que não entendem o porquê do pagamento da taxa. As demais bibliotecas setoriais funcionam da mesma maneira que abiblioteca central, com sistema informatizado e funcionários responsáveis,podendo ser consultadas por todos os alunos da universidade independente dequal centro e qual curso pertencem.Público-Alvo: Alunos e professores da universidade.Posicionamento Conscientizar o público-alvo sobre a importância de manter o acervo dainstituição bem conservado para benefício próprio e do próximo.
  • 2. Situação de mercado A biblioteca central precisa de um projeto para reforma do seu espaçopara melhor preservar as obras do seu acervo, incluindo uma melhora nailuminação, conserto de goteiras e infiltrações, a instalação de desumidificadorese de controladores de temperatura que funcionem integralmente. O gabinete de leitura da Faculdade de Comunicação Social da UFSM foipego como amostra das bibliotecas setoriais. Houve uma reforma e umareorganização de seu espaço no ano de 2007, porém ainda não possue um sistemainformatizado para empréstimo e devolução das obras e cadastro das mesmas. Aorganização das obras e a abertura do gabinete para todo o público dauniversidade estão à espera da construção do novo prédio do Centro de CiênciasSociais e Humanas (CCSH), centro ao qual o curso de comunicação socialpertence. O novo prédio abrigará a biblioteca setorial, que acolherá no seuacervo as obras hoje no gabinete, desse centro que atualmente está no prédio daantiga reitoria, no centro da cidade de Santa Maria.Concorrência direta Outras campanhas agregando diferentes problemas da universidade,também desenvolvidas na disciplina de Agência I.Tom da campanha: (cor obrigatória, P&B ou colorido, tipo de impressão..) Campanha de conscientização para um cliente institucional, deve priorizara menor utilização de verba possível, e agregar todas as mídias.Verba: ainda não definida.Data-limite: dia 19 de maio de 2009 Agência Silábica Atendimento/Planejamento – Verônica Vasconcellos Redação – Camila Tauchen e Gabriela Rempel Direção de arte – Rodrigo Arnoud Produção – Carolina Bender
  • 3. Outros dados recolhidos na pesquisa Entrevista com usuários do sistema de bibliotecas: foram entrevistadostrês alunos que utilizam tanto os serviços da biblioteca central, como os serviçosdas bibliotecas setoriais ou do gabinete de leitura. Dois do sexo feminino, uma docurso de Engenharia civil e outra de Comunicação Social, habilitação Publicidadee Propaganda, e outro do sexo masculino também do curso de ComunicaçãoSocial, habilitação Publicidade e Propaganda. Todos afirmaram não rabiscar,sublinhar ou escrever nos livros; também disseram não fazer diferença entrecuidar de um livro da biblioteca e um livro próprio; e os três tambémconcordaram que não é muito agradável ler livros rasgados e riscados, queprocuram pegar a obra mais bem cuidada para ler. A única discordância foi nautilização da suposição: se fosse necessário pagamento de taxa para usufruir doacervo da biblioteca central você pagaria? Somente a menina de PP respondeuafirmativo; porém todos afirmaram valorizar o fato da biblioteca central oferecergratuitamente seus serviços. Biblioteca Central: foi perguntado se seria possível a implantação de umsistema de multas para quem estragasse as obras, ou pelo menos a verificação doestado da obra da retirada e na devolução. Devido ao grande número de pessoasutilizando o serviço, e o grande número de obras que já estão estragadas, nãohaveria como saber quem realmente faltou com o cuidado na hora de usar oslivros e também não haveria tempo para o pequeno número de funcionáriosverificaram todas as páginas do livro na hora da entrega. Uma das paredes do subsolo da biblioteca, onde ficam armazenados oslivros, já está coberta pelo mofo devido às infiltrações e goteiras no prédio, estafoi coberta com uma fina ‘parede’ de plástico, para evitar o contato dos livroscom o mofo. Uma solução emergencial que se arrasta por anos. Outro fator é o arcondicionado central, que desde a inauguração da biblioteca não funciona. Atemperatura ideal para preservação dos livros seria em torno de vinte e doisgraus Celsius, por isso a instalação do controlador de temperatura é necessário.Apesar desses pontos fracos, a bibliotecária responsável afirma que 70% dadeterioração dos livros acontece no manuseio. Também são feitos por ano maisde uma dedetização do espaço a fim de evitar a proliferação de pragas além domofo já existente. Livros que possuem grande número de retiradas e estão pouco estragadassão consertados na biblioteca mesmo por uma funcionária dedicada somente paraisso. Os próprios funcionários que recebem os livros indicam quais precisam deuma pequena reforma. Os livros altamente deteriorados que também sãobastante utilizados são levados para restauração numa das duas empresasterceirizadas que ganharam a licitação. Atualmente livros novos estão ganhandouma espécie de encardenação preventiva, o que evita que um livro novo estraguetão rápido como seria normalmente. O valor pago nas multas (R$ 2,25 por dia e por livro), pelo atraso naentregado livro, vai para conta da União, que repassa esse valor para a biblioteca,que usa esse dinheiro para compra de novas obras para o acervo.
  • 4. Gabinete de Leitura: atualmente, o gabinete está somente com umabolsista, por isso, está com os horários de funcionamento reduzidos às terças equartas-feiras pela manhã e quintas-feiras no período da tarde. O valor dasmultas pelo atraso na entrega dos livros é de R$0,50 por dia e por livro, e éusado na compra de novas obras para o acervo. O local recebe dedetização quando o prédio recebe esse cuidado, algumaspoucas vezes em vários anos. Os livros deteriorados são consertados no localmesmo, pelas bolsistas. Como o acervo é relativamente novo, não foi preciso arestauração de nenhuma obra ainda. E gabinete está no aguardo da construção do novo prédio do CCSH, para sejuntar ao acervo da biblioteca setorial desse centro, e poder receber catalogaçãodas obras através do sistema informatizado. Assim também não será maisnecessário o pagamento da taxa para entrada de associados e as obras estarãodisponíveis para todos os alunos e professores da universidade, seja qual for seucurso. Tabela 01: Associações por ano: Ano Nº % 1994 50 7,04225352 1995 21 2,95774648 1996 36 5,07042254 1997 48 6,76056338 1998 37 5,21126761 1999 60 8,45070423 2000 37 5,21126761 2001 55 7,74647887 2002 53 7,46478873 2003 49 6,90140845 2004 73 10,2816901 2005 65 9,15492958 2006 34 4,78873239 2007 48 6,76056338 2008 44 6,1971831 TOTAL 710 100 Fonte: Bando de dados do Gabinete de Leitura Adelmo Genro Filho.Gráfico 01:
  • 5. Associações por ano 12 10 8 6 % 4 2 0 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008Fonte: Bando de dados do Gabinete de Leitura Adelmo Genro Filho.Gráfico 02: Situação das Associações 80 70 60 50 40 % 30 20 10 0 Formado Cursando Professor FuncionárioFonte: Bando de dados do Gabinete de Leitura Adelmo Genro Filho.Gráfico 03:
  • 6. Público sócios x Possíveis sócios 120 100 80 Sócios 60 Possíveis Sócios 40 20 0 al s s RP PP re Pó rn so Jo es of PrFonte: Bando de dados do Gabinete de Leitura Adelmo Genro Filho.