Your SlideShare is downloading. ×
Trabalho prático de pneumática
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Trabalho prático de pneumática

3,137

Published on

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
3,137
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Instituto Superior de Entre Douro e VougaEngenharia de Produção Industrial│2008/2009 Hidráulica e Pneumática Trabalho realizado por: Sérgio Paulo Lopes da Rocha, Nº 2104
  • 2. ISVOUGA Problema 38 Í NDICE1. Trabalho Proposto............................................................................................................... 32. Circuito/ esquema pneumático ............................................................................................ 43. Descrição de funcionamento ............................................................................................... 5 Sérgio Rocha Hidráulica e Pneumática Página 2 de 5
  • 3. ISVOUGA Problema 381. T RABALHO P ROPOSTOImplementar a seguinte sequência, tendo em consideração que B+C+D+ corresponde amovimentos em simultâneo dos três cilindros (B, C e D) e que (lento) corresponde a um avanço ourecuo lento do respectivo cilindro em questão. Pretende-se que o sistema funcione nos modosciclo a ciclo e ciclo contínuo. Se o operador, assim o desejar, não deve haver movimento lento doscilindros.Sequência:A+B+ C+ D+A- (lento)B- (lento)D-C- Sérgio Rocha Hidráulica e Pneumática Página 3 de 5
  • 4. ISVOUGA Problema 382. C IRCUITO / ESQUEMA PNEUMÁTICO Cilindro A Cilindro B Cilindro C Cilindro D ICA FCA ICB FCB ICC FCC ICD FCD V15 2 V16 2 1 1 1 1 50% 50% V13 V 14 4 2 4 2 V11 V12 1 3 1 3Comando CMR V6 2 V7 4 2 V8 4 2 V9 4 2 V10 4 2 FCB ICA ICD ICB 1 3 1 3 1 3 1 3 1 3 V5 2 1 1 2 V3 V4 2 ICC FCA 1 3 1 3 V2 2 V1 2 1 1 3 Comando CC Comando C ICA - Inicio do curso A Number Component Description 1 2/n Way Valve FCA - Fim do do curso A 1 Air service unit, simplif ied representation 1 Compressed air supply ICB - Inicio do curso B 2 One-way flow control valve 3 Shuttle valve FCB - Fim do do curso B 4 3/n Way Valve ICC - Inicio do curso C 4 Double acting cylinder 6 4/n Way Valve FCC - Fim do do curso C ICD - Inicio do curso D FCD - Fim do do curso D Comando C - Comando de controlo ciclo a ciclo Comando CC - Comando de controlo ciclo continuo Comando CMR - Comando de controlo do movimento de recuo dos Cilindros A e BSérgio Rocha Hidráulica e Pneumática Página 4 de 5
  • 5. ISVOUGA Problema 383. D ESCRIÇÃO DE FUNCIONAMENTOO Operador tem ao seu dispor 3 comandos, em que um activa o funcionamento ciclo a ciclo, osegundo activa o ciclo contínuo e ainda um terceiro que activa o recuo de dois cilindros emmovimento mais lento se assim o desejar.- Ciclo a ciclo Acciona-se o comando C (ciclo a ciclo) (V1), esta muda de estado o ar passa por (V5) epressuriza (V7) que a faz mudar de estado e por conseguinte actua o cilindro A obrigando-o ainiciar o curso (ICA) e finaliza em (FCA); Finalizando (FCA) este actua (V4) obrigando a mudar de estado pressurizando assim emsimultâneo as válvulas (V8) (V9) e (V10), e por conseguinte actua o cilindro B, C e D obrigando-osa iniciar o curso (ICB, ICC e ICD) e finalizam em (FCB, FCC e FCD); Finalizando (FCB) este actua (V4) obrigando a mudar de estado e por conseguinte actua ocilindro A obrigando-o a iniciar o curso (FCA) e finaliza em (ICA); Finalizando em (ICA) esta actua (V8) que muda de estado e vai actuar o cilindro B obrigando-oa iniciar o curso (FCB) e finaliza em (ICB); Finalizando em (ICB) esta actua (V10) que muda de estado e vai actuar o cilindro Dobrigando-o a iniciar o curso (FCD) e finaliza em (ICD); Finalizando em (ICD) esta actua (V9) que muda de estado e vai actuar o cilindro C obrigando-o a iniciar o curso (FCC) e finaliza em (ICC), fechando assim o ciclo.- Ciclo continuo Acciona-se o comando CC (ciclo continuo) (V2), esta muda de estado o ar passa por (V3) e(V5) e pressuriza (V7) que a faz mudar de estado e por conseguinte actua o cilindro A obrigando-oa iniciar o curso (ICA) e finaliza em (FCA); O restante processo é igual ao ciclo a ciclo com uma diferença que quando o cilindro C finalizaem (ICC) este vai actuar (V3) e esta muda de estado em que volta a dar passagem ao ar paraeste voltar a passar por (V5) e pressurizar (V7), Voltando assim a fazer um novo ciclo.- Recuo de dois cilindros em movimento mais lento O operador se desejar fazer esta operação basta accionar o comando CMR (controlo domovimento de recuo) (V6), esta muda de estado e pressuriza (V11) e (V12), obrigando-as a mudarde estado. Depois escolhe o ciclo pretendido, se ciclo a ciclo ou continuo, que vão sofrer uma alteraçãono retorno do cilindro A e B pois o ar passará por (V13) e (V14) que são umas válvulas deregulação de fluxo unidireccional. Sérgio Rocha Hidráulica e Pneumática Página 5 de 5

×