Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
  • Save
Controlo da qualidade, segurança e higiene em soldadura
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Controlo da qualidade, segurança e higiene em soldadura

  • 4,075 views
Published

 

Published in Technology
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
4,075
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
2

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. CONTROLO DE QUALIDADE, SEGURANÇA E HIGIENE EM SOLDADURA
  • 2. 2 11 Maio 2007 Ligação dos Metais
  • 3. Introdução O Controlo da Qualidade na Soldadura é necessário porque deve assegurar que operadores, procedimentos e equipamentos, sejam capazes de produzir soldas que cumpram as exigências das normas, e para garantir que a qualidade seja mantida durante a produção. É reconhecido que o custo da soldadura será tanto mais caro, quanto maior for o nível de qualidade, então maior será a necessidade de supervisão para manter essa qualidade. O controlo da qualidade é uma associação das responsabilidades de todas as pessoas envolvidas com a operação de soldadura. Ela começa com o adequado armazenamento e protecção do metal base, e termina com um produto final aceitável.3 11 Maio 2007 Ligação dos Metais
  • 4. Normas e Especificações As normas e especificações, segundo as quais as soldas são realizadas, inspeccionadas e testadas, variam de acordo com os requisitos de serviço dos produtos soldados. Especificações que abrangem a soldadura para aplicações navais, aeronáuticas, tanques de pressão, tanques de armazenamento, equipamentos, etc., são publicadas por sociedades classificadoras, tais como as seguintes: - American Welding Society (AWS) - American Petroieum Institute (API) - American Bureau of Shipping (ABS) - American Society for Testing and Materiais (ASTM) - Canadian Standards Association (CSA) Além disso, o “Welding Handbook” publicado pela American Welding Society (AWS) contém informações muito úteis sobre controlo da qualidade em soldadura. Quando as especificações existentes não forem aplicáveis ao trabalho em questão, o fabricante e o cliente devem em comum acordo estabelecer as suas próprias normas.4 11 Maio 2007 Ligação dos Metais
  • 5. Qualificação PROCEDIMENTOS Quando a soldadura segue a orientação de normas ou especificações, geralmente é necessário obter a qualificação dos procedimentos de soldadura e de soldadores. Para qualificar os procedimentos de soldadura é indispensável comprovar que as suas condições especificadas são capazes de proporcionar soldas sem defeitos, quando realizadas por soldadores competentes e efectuadas com equipamentos apropriados.5 11 Maio 2007 Ligação dos Metais
  • 6. Qualificação SOLDADORES A qualificação de soldadores é conseguida por meio de testes, que comprovam a habilidade do soldador em produzir soldas sem defeitos nos vários tipos e posições. Alguns exemplos de normas e especificações para qualificação de soldadores são: - AWS B3.0 - Welding Procedure and Performance Qualification; - ASME - Section IX: Qualification Standard for Welding and Brazing - Procedures, Welders, Brazers and Welding and Brazing Operators;6 11 Maio 2007 Ligação dos Metais
  • 7. Factores que Influenciam a Qualidade da Solda Os principais factores que podem influenciar a qualidade da solda são: - Projecto da junta; - Procedimento de soldadura; - Preparação do metal; - Tipos e eficiência dos dispositivos; - Desempenho dos equipamentos de soldadura; - Qualidade dos consumíveis de soldadura; - Condições de trabalho na Empresa ou local de trabalho; - Habilidade do soldador e dedicação à qualidade.7 11 Maio 2007 Ligação dos Metais
  • 8. Inspecção Não Destrutiva de Juntas Soldadas INSPECÇÃO VISUAL INSPECÇ Serve para verificar a qualidade de uma junta soldada, e pode ser feito à vista desarmada ou com o auxilio de lupa. A inspecção visual é utilizada antes e após a solda, Antes para detectar defeitos de geometria da junta e descontinuidades do metal base e após para detectar possíveis defeitos induzidos durante a soldadura. INSPEÇÃO RADIOGRÁFICA INSPEÇ RADIOGRÁ Serve para determinar a presença e a natureza de defeitos ou descontinuidades estruturais no interior das soldas. INSPEÇÃO POR LÍQUIDO PENETRANTE INSPEÇ LÍ Utiliza-se para detectar trincas e porosidade superficial e falta de fusão que se estende até a superfície da solda. Pode ser fluorescente e não fluorescente. O fluorescente é utilizado para detectar defeitos muito pequenos e o não fluorescente para detectar defeitos superficiais grosseiros.8 11 Maio 2007 Ligação dos Metais
  • 9. Inspecção Não Destrutiva de Juntas Soldadas INSPEÇÃO POR ULTRA-SOM INSPEÇ ULTRA- O ensaio por ultra-som realiza-se pela passagem de vibrações ultra-sónicas através do material, medindo-se o tempo de transmissão e a amplitude de reflexão dessas vibrações. Tem um “senão” que é o facto de ser muito mais difícil de diferenciar os vários tipos de defeitos de solda. É utilizado fundamentalmente para verificar a sanidade da solda, ao invés de determinar a natureza do defeito.9 11 Maio 2007 Ligação dos Metais
  • 10. Ensaios destrutivos ENSAIO DE FRACTURA É um método muito utilizado para verificar a qualidade geral das soldas, sendo de simples execução, eficiente e económico. Pode ser feito no próprio local de trabalho. ENSAIO DE DOBRAMENTO É um método que fornece uma indicação qualitativa da ductilidade de uma junta soldada. É de rápida execução, económico e de interpretação relativamente simples, visto que é um teste do tipo “passa não passa”10 11 Maio 2007 Ligação dos Metais
  • 11. Ensaios destrutivos ENSAIO DE TRACÇÃO TRACÇ Utiliza-se para determinar a resistência das juntas soldadas e brasadas. É um ensaio relativamente caro e ainda requer que o corpo de prova seja trabalhado para que as suas dimensões fiquem exactamente conforme a norma de projecto e com acabamento liso.11 11 Maio 2007 Ligação dos Metais
  • 12. Análise Metalográfica MACROSCÓPICA MACROSCÓ É a observação visual de um corpo de prova preparado rapidamente de uma secção transversal da solda, podendo ser feita com ou sem auxílio de uma lupa ou microscópio binocular numa ampliação não mais do que cinquenta vezes. MICROSCÓPICA MICROSCÓ Secciona-se o local onde se deseja verificar a qualidade do conjunto soldado, e posteriormente faz-se a preparação desta secção transversal por meio de um polimento grosseiro. Depois, a superfície é levemente atacada com uma solução de hidróxido de sódio (soda cáustica) ou outro ataque químico próprio, para distinguir as zonas da solda e realçar os defeitos.12 11 Maio 2007 Ligação dos Metais
  • 13. 13 11 Maio 2007 Ligação dos Metais
  • 14. Perigos nos Trabalhos de Soldadura Nesta operação está sempre presente os três elementos essenciais do fogo, que são: a fonte de ignição, o oxigénio, que é o responsável pela manutenção do processo de combustão, e o material combustível. Estes três elementos formam o Triângulo do Fogo. Os riscos que apresentam os trabalhos de solda variam de acordo com os locais onde estão a ser executados, ou seja, se o local for um processo de produção ou área isolada na oficina, os riscos serão menores e será mais fácil tomar as medidas preventivas necessárias, no entanto se o trabalho é uma obra ou uma reparação, esta tarefa torna-se difícil, pois muitas vezes não é possível afastar os materiais combustíveis e os líquidos inflamáveis da zona perigosa. Estes incêndios ou explosões podem ser provocador por efeito directo das chamas ou dos arcos eléctricos, por condução térmica, partículas incandescentes, etc…14 11 Maio 2007 Ligação dos Metais
  • 15. Cuidados a Ter na Soldadura ANTES DO TRABALHO DEVEMOS: - Avaliar se existem materiais combustíveis na área. - Verificar se o trabalho pode ser realizado num lugar mais seguro. - Livrar a área de materiais combustíveis procedendo da seguinte forma: a) Manter os produtos sólidos pelo menos a 12 m de distância do ponto de trabalho; b) Manter os recipientes dos líquidos e gases inflamáveis (cheios ou vazios), a pelo menos 12m de distância do local de trabalho; c) Esvaziar e tornar inerte os reservatórios e tubagens de líquidos e gases inflamáveis; d) Se necessário, colocar analisadores de gases para comprovar a inexistência de vapores ou gases inflamáveis. f) Eliminar resíduos do local de trabalho e proximidades, tais como: óleos, resíduos de tinta, desperdícios, papel, etc.;15 11 Maio 2007 Ligação dos Metais
  • 16. Cuidados a Ter na Soldadura - Proteger os materiais combustíveis que não puderem ser retirados cobrindo-os com lonas ou outras protecções incombustíveis e maus condutoras de calor, certificando-se que as partículas incandescentes de solda não ultrapassem as protecções e atinjam os materiais. - Cobrir com materiais incombustíveis e maus condutores de calor, todas as aberturas, frestas e buracos existentes no chão, paredes ou tecto, num raio de 12m. - Evitar a condução do calor através de tubagens e outros elementos metálicos onde será executado o trabalho. - Antes de utilizar o equipamento de trabalho, deve-se verificar as suas condições de manutenção e funcionamento. - Manter no local meios adequados para extinção de incêndios.16 11 Maio 2007 Ligação dos Metais
  • 17. Cuidados a Ter na Soldadura DURANTE O TRABALHO: - No caso de existir perigo agravado, por exemplo se não for possível eliminar ou cobrir todos os materiais de natureza combustível, só devem ser efectuados os trabalhos na presença de vigilantes de incêndio. Estes vigilantes devem ter formação na área do incêndio, de preferência membros da equipa de intervenção da empresa, devendo estar atentos ao seguinte: a) A projecção das partículas incandescentes e seu efeito; b) A transmissão de calor por elementos metálicos; c) O alcance da chama; d) A necessidade de esfriar as superfícies e elementos metálicos afectados, capazes de transmitir calor por condução. - O maçarico ou eléctrodo deve ser posicionado de forma a que as partículas incandescentes tenham o menor alcance possível. - Não executar trabalhos de solda e similares nas proximidades de cilindros de gás. - Deve-se depositar as pontas de eléctrodos em recipientes com água ou areia.17 11 Maio 2007 Ligação dos Metais
  • 18. Cuidados a Ter na Soldadura Exemplo de como as partículas incandescentes da soldadura podem incendiar materiais de natureza combustível em locais não visíveis.18 11 Maio 2007 Ligação dos Metais
  • 19. Cuidados a Ter na Soldadura Exemplo do alcance das partículas incandescentes em operações de oxicorte.19 11 Maio 2007 Ligação dos Metais
  • 20. Cuidados a Ter na Soldadura Exemplo de como soldar reservatórios quando no interior existem atmosferas explosivas. - Deve-se proceder à eliminação das atmosferas explosivas antes dos trabalhos, enchendo os reservatórios com água ou inertiza-los com um gás inerte (por ex: dióxido de carbono ou azoto).20 11 Maio 2007 Ligação dos Metais
  • 21. Cuidados a Ter na Soldadura APÓS O TRABALHO: APÓ - Deve-se resfriar todos os elementos que sofreram aquecimento ou acompanhar o seu resfriamento até atingir a temperatura ambiente. - Realizar uma inspecção minuciosa nos seguintes pontos: a) Local onde foi realizado o trabalho; b) Áreas adjacentes; c) Os pontos atingidos pela projecção de fagulhas incandescentes; d) Todos os locais onde existe a possibilidade do calor ter sido transmitido. - Manter a inspecção contínua durante pelo menos uma hora após a conclusão do trabalho. Em casos especiais, fazer inspecções periódicas até pelo menos, ao dia seguinte.21 11 Maio 2007 Ligação dos Metais
  • 22. Equipamentos de Protecção Individual – EPI’s Recomenda-se que o soldador e se for o caso seu ajudante utilize os seguintes EPI’s: - Máscara de soldar; - Avental de raspa de couro; - Luvas de raspa de couro; - Calçado de segurança com biqueira de aço ou de resina; - Blusão de raspa de couro para soldas sobre a cabeça; - A roupa deve estar livre de óleo e graxa. Observações: O local de trabalho deve ter ventilação adequada, para proteger o operador contra a inalação de gases e fumos metálicos nocivos à saúde. Em alguns casos a ventilação natural é suficiente, mas à outros que exigem sistema de ventilação forçado, cabines ou ainda máscaras de ar.22 11 Maio 2007 Ligação dos Metais
  • 23. Conclusão Os aspectos fundamentais a considerar num trabalho de soldadura e similares são: 1. Só executar o serviço mediante prévia autorização; 2. No local não deve existir qualquer material combustível que possa produzir um incêndio; 3. Manter no local um vigilante ou ajudante e equipamentos de extinção adequados; 4. Utilizar equipamentos de boa qualidade e em perfeitas condições de uso; 5. Operador e ajudante devem utilizar equipamentos de protecção individual adequados.23 11 Maio 2007 Ligação dos Metais
  • 24. Controlo de Qualidade, Segurança e Higiene em Soldadura Trabalho elaborado por: Sérgio Paulo Lopes da Rocha Engenharia de Produção e Manutenção Industrial – 2º Ano FIM24 11 Maio 2007 Ligação dos Metais