Your SlideShare is downloading. ×

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
647
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. www.souwagner13.com.br 10. Incluir a população LGBT no mercado de trabalho, com o oferecimento de cursos de capacitação pro- fissional, além de incluir o recorte LGBT nos pro- gramas de capacitação profissional da Bahia; CNPJ: 12.174.245/0001-14 11. Fomentar o turismo LGBT na Bahia com a finalida- de de divulgação nos demais estados por meio da P R O P O S T A S LGBT Secretaria de Turismo do Estado (SETUR); 12. Incluir intersetorialmente a população LGBT, pro- movendo discussões que perpassem pelas temá- ticas de deficiência, etnia, raça, gênero, juventude, idoso, adolescentes, entre outras; 13. Fornecer assistência social à população LGBT em C omi t ê de m ilitan tes do Mo vim en to LGBT da Bah ia situação de vulnerabilidade, dando especial aten- ção aos adolescentes moradores de rua e aos jo- vens e adultos LGBT em situação de privação de liberdade. Este documento é de responsabilidade de militantes do movimento LGBT da Bahia.
  • 2. Por que os militantes do movimento 2. Constituir o P rograma Bahia S em Homof obia, em LGBT da Bahia apoiam Lula, Dilma, consonância com a v ersão nacional, que c ontenha Wagner, Pinheiro 130 e Lídice 400. ações int ersetoriais c om a finalidade de c ombater Nós, militantes do movimento LGBT, apoiamos a discriminação por orientação sexual e identidade a reeleição de Wagner para go vernador porque a de gênero na Bahia; Bahia pr ecisa seguir em fr ente sem homof obia e 3. Instituir e implantar o C onselho Estadual dos Direi- com o reconhecimento de cidadania de uma par- tos da População LGBT da Bahia; cela significativa população que sofr e com o pr e- conceito e a discriminação por orientação sexual e 4. Criar o Plano Estadual de P romoção dos Dir eitos identidade de gênero. Humanos L GBT da Bahia para f omentar de f orma transversal as ações de promoção da cidadania em Eram nulos os in vestimentos em aç ões e ativida- des de prevenção e combate à discriminação e vio- diversas áreas; lência homofóbicas. Hoje, com o go verno Wagner, 5. Garantir aos ser vidores públic os L GBT da Bahia a essa realidade é outra: a Bahia f oi o primeir o esta- equiparação de dir eitos e benefícios trabalhistas e do do Brasil a realizar a I Conferência Estadual LGBT, previdenciários já disponív eis aos het erossexuais com a mobilização de mais de 2 mil pessoas que se além do reconhecimento do nome social de servi- reuniram em 17 conferências territoriais, organiza- doras travestis e transexuais; das pela S ecretaria da Justiça, Cidadania e Dir eitos Humanos (SJCDH) e pelos movimentos sociais. 6. Promover, através da Secretaria de Turismo, o apoio à cultura L GBT, aos ev entos (en contros, paradas e Após a conferência, a Bahia c ontinuou seguindo conferências) que objetivem promover a cidadania em frente. Instalamos o 1° Núcleo de Dir eitos Hu- e os dir eitos humanos, reforçando as datas c ome- manos de Prevenção e Combate à Homofobia em morativas desta comunidade; Vitória da Conquista para garantir atendimento ju- rídico e psicossocial à comunidade LGBT. 7. Tornar a rede pública de ensino inclusiva, respeitan- do a div ersidade, com a garantia de capacitação e Plano Bahia sem Homofobia é nossa pr oposta sensibilização dos pr ofissionais (pr ofessores, ser vi- para construir uma Bahia sem discriminação, mais dores, contratados, etc.) sobre a temática da orien- tolerante e com respeito à diversidade. tação sexual e identidade de gênero; Conheçam as Bandeiras de Luta 8. Fortalecer os princípios norteadores do SUS que ga- do Movimento LGBT Bahia: rantem o acesso da população LGBT à saúde pública; 9. Oferecer ac esso às políticas públicas para t oda a 1. Criação da Coordenação de Promoção e Defesa das população LGBT, interiorizando-as a par tir dos Ter- orientações sexuais e identidade de gêneros na es- ritórios de Identidade , além de garantir segurança trutura da Secretaria de Justiça, Cidadania e Dir eitos e respeito aos espaços de frequência e convivência Humanos do Estado da Bahia; LGBT;