Prova arte 2013

  • 1,603 views
Uploaded on

Prova arte 2013

Prova arte 2013

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
1,603
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
27
Comments
0
Likes
1

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. DIRETORIA DE CONCURSOS E SELEÇÕES - DCS SELEÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSORES SUBSTITUTOS PARA A REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE FORTALEZA EDITAL Nº 43/2013 PROVA DE ARTE PROVA OBJETIVA DATA: 19 de janeiro de 2014 DURAÇÃO: 03 horas INÍCIO: 15h TÉRMINO: 18h _____________________________________________________ NOME EM LETRA DE FORMA ___________________________________________ ASSINATURA DO CANDIDATO LEIA COM ATENÇÃO E SIGA RIGOROSAMENTE ESTAS INSTRUÇÕES 1. Examine se a prova está completa e se há falhas ou imperfeições gráficas que causem dúvidas. Qualquer reclamação somente será aceita até os 15 minutos iniciais. 2. A prova consistirá de 40 questões com quatro alternativas (A, B, C e D), das quais apenas uma é verdadeira. Leia atentamente cada questão e escolha a alternativa, marcando-a no cartão-resposta, cobrindo levemente todo o espaço correspondente à letra a ser assinalada. Verifique se o caderno está incompleto ou se há imperfeições. Nesses casos, informe, imediatamente, ao fiscal. Utilize somente caneta de tinta azul ou preta. Marque seu cartão resposta, pintando completamente o quadrinho referente a sua resposta, como no modelo abaixo: Ex.: A B C D 3. A leitora de marcas não registrará as respostas em que houver falta de nitidez, uso de corretivo, marcação a lápis e/ou marcação de mais de uma letra. 4. O cartão-resposta não pode ser dobrado, amassado, rasurado ou manchado. Exceto sua assinatura, nada deve ser escrito ou registrado fora do espaço destinado às respostas. 5. Verifique se o seu nome e o número de inscrição estão corretos no cartão-resposta. Se houver erro, comunique-o ao fiscal. Não se esqueça de assiná-lo. 6. Durante a prova, é vetado o intercâmbio e o empréstimo de material de qualquer natureza entre os candidatos. A fraude ou tentativa de fraude, a indisciplina e o desrespeito às autoridades encarregadas dos trabalhos são faltas que desclassificarão o candidato. 7. Sob pena de eliminação é proibido o uso de: régua de cálculo, dicionário, máquina de calcular, aparelho celular e outros similares, bem como qualquer outro material de consulta, durante a prova. 8. Ao terminar, entregue ao fiscal a prova e o cartão-resposta assinado, que é o único documento válido para correção. 1
  • 2. DIRETORIA DE CONCURSOS E SELEÇÕES - DCS Os perigos da Paixão 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 Uma barata vivia às escondidas numa bela mansão. Passava o dia escondida nos esgotos, mas à noite saía a perambular pela casa toda livremente, sem ser incomodada por ninguém. Adorava o açucareiro de prata cheio de açúcar, as panelas de inox com gostosos restos de comida, a bandeja antiga onde ficava o bolo superconfeitado e o riquíssimo depósito do lixo, inigualável em iguarias. Mas de todos os objetos da casa ela tinha uma preferência que acabou virando uma paixão. O belo par de chinelos da dona da casa que sempre ficava sob a cama. Todas as noites, após a sua habitual ronda, ela ficava pousada sobre eles, encantada pelo design e pela fofura do calçado, sem esquecer a belíssima fivela que o adornava. Com o tempo, a barata descuidou-se um pouco de sua habitual providência e várias vezes foi vista e perseguida pelas pessoas da casa. Com muita habilidade e destreza, voos rápidos em escapadas sensacionais, ela ia se safando das vassouradas e armadilhas dos venenos que apareciam em seu caminho, agora transformado em perigosa trilha, mas ia escapando. Uma noite, porém, quando ia em direção ao quarto da dona da casa, foi vista por ela. Já ia fugindo com sua astúcia e habilidade habituais, quando viu o chinelo, o objeto de sua paixão, nas mãos erguidas da mulher prestes a se abater por ela. De tão apaixonada que era pelo chinelo, mais encantada ficou quando o viu em movimento, imponente, soberbo, másculo. Ficou sem ação por causa de sua paixão. E o chinelo, caindo sobre ela como um cutelo, acabou com os seus passeios pela casa. Moral: As paixões são assim: enfeitiçam no começo, mas nem sempre há um happy end no fim. 01. Com relação aos elementos que compõem essa narrativa fabular, é correto afirmar que: a) b) c) d) o tempo é bem delimitado. o narrador faz parte da história. não há espaço definido nessa narrativa. o clímax dessa fábula é a morte da barata. 02. A partir de uma intertextualidade, qual ditado popular apresenta equivalência de significado com o conteúdo dessa fábula? a) b) c) d) “Cada macaco no seu galho.” “Deus ajuda a quem cedo madruga.” “Água mole em pedra dura tanto bate até que fura.” “Nem tudo que brilha é ouro, nem tudo que balança cai.” 03. Quanto à acentuação gráfica, assinale a alternativa falsa. a) b) c) d) A palavra “voo” perdeu o acento em razão do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa (AOLP 1990). O adjetivo “várias” somente pode ser classificado como uma palavra paroxítona. As palavras “másculo” e “rápidos” se acentuam por serem proparoxítonas. Os vocábulos “após” e “porém” não se acentuam pela mesma regra. 04. Com relação às palavras constantes do primeiro parágrafo, qual afirmação é verdadeira? a) b) c) d) A palavra “toda” (l. 02) é um adjetivo, equivalendo, semanticamente, à ideia de inteireza. Nesse parágrafo, existe apenas um pronome, o qual se classifica como demonstrativo. Contam-se, nesse trecho, só cinco substantivos. Há mais artigos que preposições nesse excerto. 05. Neste fragmento “ela ia se safando” (l. 12), observa-se um pronome oblíquo átono. Com referência a sua posição, não se pode afirmar que: a) b) existe mais de uma posição correta para esse pronome. o pronome poderia ter sido posto depois de “safando”. 2
  • 3. DIRETORIA DE CONCURSOS E SELEÇÕES - DCS c) d) esse pronome não pode ocupar outra posição. inexiste incorreção nessa frase. 06. Na frase “e várias vezes foi vista e perseguida pelas pessoas da casa” (l. 10 e 11), os verbos ver e perseguir estão: a) b) c) d) na voz ativa. na voz reflexiva. na voz passiva analítica. na voz passiva sintética. 07. Em “O belo par de chinelos da dona da casa que sempre ficava sob a cama” (l. 07), é possível observar que: a) b) c) d) há outra forma correta de fazer a concordância verbal. não existe correção quanto à concordância verbal nessa frase. a forma verbal “ficava” tem como sujeito o substantivo “chinelos”. a sintaxe de concordância verbal foi feita com base na silepse de número. 08. Analise as asserções abaixo e assinale a opção correta. I. O termo “o objeto de sua paixão” (l. 15) exerce a função de vocativo. II. No trecho “Passava o dia escondida nos esgotos, mas à noite saía a perambular” (l. 01 e 02), os termos sublinhados têm a mesma função sintática e expressam a mesma circunstância. III. Os termos “uma paixão” (l. 06) e “perigosa” (l. 13) são, respectivamente, predicativo do sujeito e adjunto adnominal. a) b) c) d) I e III são falsas. II e III são falsas. Apenas I é verdadeira. Apenas III é verdadeira. 09. Analise o seguinte trecho: “Uma noite, porém, quando ia em direção ao quarto da dona da casa, foi vista por ela” (l. 14). Em seguida, aponte o item incorreto. a) b) c) d) Existem, nesse trecho, duas orações coordenadas. Há uma oração coordenada e uma oração subordinada. Um dos conectores oracionais expressa a ideia de oposição. A oração subordinada é classificada como adverbial temporal. 10. Com base nas regras de regência verbal, assinale a alternativa verdadeira. a) b) c) d) Em “E o chinelo, caindo sobre ela como um cutelo, acabou com os seus passeios pela casa” (l. 18 e 19), os verbos cair e acabar são, respectivamente, transitivo indireto e intransitivo. Nos trechos “que sempre ficava sob a cama” (l .07) e “Ficou sem ação por causa de sua paixão” (l. 17 e 18), o verbo ficar, nos dois casos, não tem a mesma regência. No primeiro parágrafo, são computados um verbo transitivo direto, quatro verbos intransitivos e um verbo de ligação. No último parágrafo – a moral – os verbos enfeitiçar e haver apresentam a mesma regência verbal. MinC discute política de ensino musical A ministra da Cultura, Marta Suplicy, vai montar um grupo técnico para desenvolver uma política de ensino coletivo de música em todo o Brasil. A intenção é que o projeto seja iniciado nos Centros de Artes e Esportes Unificados (CEUs) e depois ampliado para lugares onde já existem movimentos ligados à música. Na semana passada, a ministra teve uma reunião com oito maestros e com um produtor musical para ouvir suas contribuições e delinear o projeto. 3
  • 4. DIRETORIA DE CONCURSOS E SELEÇÕES - DCS No mês passado, os maestros Arthur Barbosa, Carlos Moreno, Cláudio Cohen, Eliseu Ferreira, Ricardo Castro, Carlos Lima, Amilson Godoy, Roberto Duarte e o produtor musical Lenir Boldrin estiveram na Venezuela para conhecer o trabalho desenvolvido pelo Sistema de Orquestras e Coros Juvenis, conhecido como El Sistema, que atende a 400 mil crianças e jovens. Eles voltaram entusiasmados para implantar o trabalho no Brasil. “O entusiasmo dos maestros pela metodologia, e a análise que o ministério fez da profundidade da transformação em vários setores (com o ensino da música), não só da cultura, que esse projeto traz como benefício para sociedade e para as crianças nos fez repensar a importância do projeto”, explicou Marta Suplicy. (da Agência Brasil) 26/12/2013 Vida e Arte, Jornal O Povo 11. A notícia se refere ao Sistema Nacional de Orquestras Infantis e Juvenis da Venezuela. Tal programa é conhecido por resgatar jovens de situações de extrema pobreza, de ambientes de criminalidade e com abuso de drogas. De que maneira iniciativas como estas, do Sistema de Orquestras, desenvolvem a Ética, Estética e Educação? a) b) c) d) Com metodologias baseadas na liberdade de recreação, lazer, cidadania e afeto. Através de um trabalho flexível que desenvolva um cidadão ético-estético. Com dialógo entre os alunos e a comunidade para participar da resolução de problemas por meio de ações cidadãs e atividades educativas. A estética e a ética auxiliam na qualificação da educação escolar na direção da construção de um mundo com menos desigualdades e injustiças. 12. Para desenvolver a Educação Musical em centros culturais ou na escola, inicialmente, além de políticas públicas que viabilizem tais projetos faz-se necessário também a adoção de um método pedagógico que se adeque ao programa. Marque o item que apresenta métodos pedagógicos desenvolvidos na educação musical brasileira. a) b) c) d) Método Kodály desenvolve a percepção rítmica e melódica através de exercícios que utilizam o canto e atividades corporais, e Canto Orfeônico com ênfase na leitura vocal e no aprendizado de elementos musicais. Método Willems propõe uma educação musical criadora, seguindo as etapas do desenvolvimento psicológico do indivíduo, e a utilização da manossolfa criada por Dalcroze para treinamento com solfejo. Método Willems segue as etapas do desenvolvimento físico e motor da criança, e Canto Orfeônico, com atividades de canto-coral desenvolvido no Brasil por Villa Lobos. O Passo enfatizando o ritmo como posição e espaço musical, utilizando o andar que dá nome ao método, e método Kodály que utiliza instrumentos musicais percussivos. 13. O conhecido Método TECLA do educador musical Keith Swanwick poderá ser utilizado na formação musical por: a) b) c) d) desenvolver especialmente a técnica e execução musical. buscar a pesquisa e a apreciação musical. agregar a técnica, execução, composição, literatura e apreciação. envolver o contexto cultural e a literatura, teoria e história da música. 14. Atividades artísticas desenvolvidas em Centros Culturais: I – Teatrais, visuais, e de dança com festas. II – Visuais, musicais, de performance. III – Apresentações musicais, de dança e teatro. IV – Contação de histórias, mímicas, leitura de poesias. V – Oficinas de pintura e artesanato. Os itens compatíveis são: a) I e II. b) I, II, III. 4
  • 5. DIRETORIA DE CONCURSOS E SELEÇÕES - DCS c) II, IV e V. d) III, IV e V. Centro Cultural Dragão do Mar de Arte e Cultura A capital do Ceará não é somente praias lindas: há muita cultura por aqui. Dragão do Mar, inaugurado em 1998, é um diversificado espaço cultural que revitalizou o bairro de Iracema, em Fortaleza, abrigando teatros, cinema e ambientes para shows. Os casarões ao redor, em estilo neoclássico, foram restaurados e transformados em bares, casas noturnas e restaurantes para agradar a todos os gostos e tipos de público. O Dragão do Mar conta com o Memorial da Cultura Cearense, que expõe obras de arte populares, e o Museu de Arte Contemporânea do Ceará, que abre o seu espaço para artistas locais, nacionais e estrangeiros exporem as suas obras. O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura gera empregos, impulsiona o turismo e facilita o acesso à cultura. A população de baixa renda também tem acesso às atrações, muitas delas com valores simbólicos ou gratuitos, disponibilizadas em cerca de 30 mil metros quadrados de área. Ao visitar o local, não deixe de dar uma passadinha na Henriqueta Galeno para conhecer o acervo musical do nosso Compadre Hortencio, saborear o seu fornido cafezinho e ouvir as histórias que ele, enlevado, conta sobre o Patativa do Assaré que um dia, na sua imensa sabedoria, afirmou que para ser poeta não era preciso ser professor, e o declarava assim: “Basta, no mês de maio, recolher um poema em cada flor brotada nas árvores do seu sertão”. Patativa do Assaré Jornal de Todos os Brasis http://jornalggn.com.br/blog/luisnassif/o-centro-cultural-dragao-do-mar-em-fortaleza in 02/09/2013 15. Como espaços culturais podem favorecer a educação artística dos alunos? a) b) c) d) O conhecimento artístico em espaços culturais como o Centro Cultural Dragão do Mar viabiliza a troca de experiências visuais, estéticas e de criação artística. Os alunos poderão realizar visitas educativas e de estudo de arte em um clima de aprendizagem mais informal, gerando a interpretação e reprodução de objetos de arte. Os espaços culturais facilitam a aquisição do conhecimento através de um clima acolhedor para os alunos. As atividades do arte-educador e do curador são complementares e favorecem a interpretação de exposições, também com atividades de suporte teórico-estéticas e de conceituação espaço-temporal, atingindo diferentes públicos. Museus e espaços culturais podem ser educativos, e predominam a animação cultural funcionando como um instrumento de sedução levando ao conhecimento da arte. As exposições são acompanhadas pelo monitor que faz o papel do professor (arte-educador) que apresenta as obras de uma forma didática para os alunos. Aulas de campo em espaços culturais e museus associam a Leitura da obra de arte e a Contextualização dos fazeres individuais e das obras lidas e analisadas. Tais aulas são laboratórios para as Leituras e exercícios de Recepção da obra e do campo de sentido da arte. O arte-educador ou monitor dialoga com os interesses de cada grupo e se possível de cada sujeito observante. 16. A função educativa dos museus e as práticas educativas que ocorrem em espaços culturais contribuem para uma política educacional de arte. Em relação a arte como mediadora cultural e social afirma-se: a) b) c) d) o despertar da consciência e da identidade cultural dos educandos por meio da arte. A atuação dos museus e centros culturais na educação desperta e aguça a curiosidade, os sentidos dos educandos transmitindo reais significados de aprendizagem e senso crítico. a ênfase em atividades de artes visuais desperta nos educandos a espontaneidade, criatividade e originalidade favorecendo a descoberta de novos conceitos artísticos e culturais e apropriando-se da indústria cultural de massa. o desenvolvimento da consciência social permitiu a criação de setores educacionais em centros culturais e museus beneficiando as escolas em eventos artísticos, permitindo uma atuação social. Em tais eventos não é permitida a presença de alunos acompanhados dos pais. a intervenção realizada através das atividades artísticas como os museus, de acordo com o contexto social gerando uma atuação profissionalizada para o desenvolvimento destas atividades. 5
  • 6. DIRETORIA DE CONCURSOS E SELEÇÕES - DCS 17. Acerca do conceito de interdisciplinaridade em arte, assinale a alternativa correta: a) b) c) d) As linguagens artísticas não são propriamente vistas como disciplinas e por isso, não existe uma relação interdisciplinar entre elas. A interdisciplinaridade é uma relação de interação e estabelece a troca entre conteúdos e métodos entre as disciplinas, incluindo a arte. É a relação entre disciplinas específicas que integram os conteúdos em uma mesma disciplina. A interdisciplinaridade em arte pode envolver conteúdos tanto de arte quanto de outras disciplinas do currículo. 18. A avaliação em arte não se isola de um bom sistema de avaliação de outras disciplinas e apresenta em relação a estas, características comuns entre as quais vale destacar: I – Formativa, situa o aluno de seus progressos e limites destacando os pontos que necessita de maior empenho e dedicação; II – Global, oferece informações não apenas sobre os avanços artísticos conquistados pelo aluno, mas também sobre seus interesses e suas motivações, suas necessidades e habilidades em que melhor se apresenta; III – Contínua, leva em conta as provas, mas baseia-se também em suas lições, em seu trabalho em grupo e, sobretudo, na observação de seu desempenho cotidiano; IV – Diversificada, utiliza diferentes fontes de informação e assim considera desempenho nas provas e em aula, em trabalhos individuais e em grupo, e em seu empenho em apresentar produções condizentes com os desafios propostos; V – Integradora, leva em conta a diversidade cultural e linguística do aluno e sua situação na escola, como aluno novo e em processo de integração ou não; VI – Apaziguadora, dessa forma o aluno a percebe como instrumento normal do acompanhamento de seu progresso, não causando tensões e ansiedades; VII – Explícita, informa aos pais não apenas resultados, mas etapas de conquistas e progressos. Estão corretas as afirmativas: a) b) c) d) I, II III e V. II, III, IV e V. II e V. Todas as afirmativas. 19. Um sistema de avaliação é um conjunto de princípios, hipóteses, procedimentos e instrumentos que o professor faz funcionar e que, atuando entre si de forma ordenada, contribui para coletar e sistematizar informações necessárias para avaliar a aprendizagem dos alunos. Classifique os critérios de avaliação listados como Verdadeiros (V) ou Falsos (F). A –( ) Criar formas artísticas demonstrando algum tipo de capacidade ou habilidade. B –( ) Estabelecer relações com o trabalho de arte produzido por si e por outras pessoas, apreciando, valorizando sua produção como estética e artística dando destaque a sua obra em detrimento a outras produções. C –( ) Reconhecer e apreciar vários trabalhos e objetos de arte por meio das próprias emoções, reflexões e conhecimentos. D –( ) Participar de diversas manifestações culturais. E –( ) Valorizar e preservar o acervo da produção artística. F –( ) Expressar habilidade em diferentes linguagens artísticas. a) b) c) d) V, V, V, V, V, V. V, V, V, V, V, F. V, F, V, F, V, V. V, F, V, F, V, F. 6
  • 7. DIRETORIA DE CONCURSOS E SELEÇÕES - DCS 20. Em aulas de arte (mais especificamente nas aulas de Música, Artes Plásticas, Desenho, Teatro, Dança), espera-se que o aluno vivencie intensamente o processo artístico, desenvolvendo o fazer técnico, de representação imaginativa e de expressividade. De que modo pode-se conquistar tais objetivos? a) b) c) d) Com o conhecimento biográfico de autores, artistas das obras de arte, utilizando recursos de tecnologia e comunicação. Levando às aulas o conhecimento através de vários meios de comunicação, de exposições artísticas e veiculações massivas permitindo ao aluno a compreensão e vivência de processos artísticos. Promovendo entre os alunos a livre criação fornecendo materiais e recursos para desenvolver a sua capacidade imaginativa entre os colegas. Com professores e alunos envolvidos em saberes estéticos e artísticos, especialmente nas manifestações regionais para valorizar o conhecimento cultural. 21. A articulação entre estética e a arte é a base metodológica para educação escolar em arte. O ensino e a aprendizagem artística e estética considera essencialmente experiências culturais. Considerando o processo de ensino-aprendizagem da arte podemos afirmar: a) O professor deve conhecer a prática cultural vivida pelos alunos para elaborar os conteúdos de arte adequados com realidade da comunidade escolar. O ambiente sócio-cultural dos alunos é fator determinante para o professor desenvolver atividades específicas de arte relacionadas com os interesses dos alunos. O ponto de partida para o professor é conhecer a prática cultural dos alunos com relação aos aspectos artísticos, estéticos e históricos, identificando também os interesses, linguagens e práticas de arte vividas por eles. A ação pedagógica do professor deve restringir-se ao plano de curso com conteúdos e dimensões teóricas que levem ao aluno uma aprendizagem enriquecedora em novas práticas artísticas. b) c) d) 22. Lei 9.394/96, Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional: O ensino de arte constituirá componente curricular obrigatório, nos diversos níveis da educação básica, de forma a promover o desenvolvimento cultural dos alunos. (Art. 26 § 2º) Lei 11.769, de 18 de agosto de 2008. Altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, Lei de Diretrizes e Bases da Educação, para dispor sobre a obrigatoriedade do ensino da música na educação básica. O art. 26 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, passa a vigorar acrescido do seguinte § 6º. A música deverá ser conteúdo obrigatório, mas não exclusivo, do componente curricular de que trata o § 2º deste artigo. Com a inclusão da música como conteúdo escolar é correto afirmar que: a) b) c) d) todas as escolas públicas e privadas do Brasil devem incluir o ensino de música em suas grades curriculares. o objetivo é formar jovens com habilidades e competências de um músico. apesar de ser uma boa iniciativa, a música deve ser necessariamente uma disciplina exclusiva. os profissionais com formação superior em Música não estão habilitados para lecionar Educação Musical. 23. Ao final da década de 90 novas tendências curriculares em arte começaram a ser implantadas. E a partir da LDB de 1996, a área de Arte (e não mais Educação Artística) foi incluída como uma estrutura curricular com conteúdos próprios ligados à cultura artística e não apenas como atividade. Dentre as várias propostas que estão sendo difundidas no Brasil para a melhoria do ensino e aprendizagem de arte podemos destacar a que mais se adequa segundo os PCN: a) b) a tendência Tradicional, enfatiza a teoria sobre a prática, a qual visa à reprodução dos modelos prontos por meio das cópias como meio de aperfeiçoar a técnica, sobretudo com a priorização da estética, ou seja, do padrão de beleza apreciado nas produções artísticas. a teoria da Escola - Nova fundamenta-se nas teorias da aprendizagem, que primam pela prática sobre a teoria, cabendo a escola transformar-se num espaço aberto de interação entre professor e aluno. A teoria proporciona um ensino de artes capaz de explorar a criatividade e a livre expressão do aluno com o aprender fazendo. 7
  • 8. DIRETORIA DE CONCURSOS E SELEÇÕES - DCS c) d) a proposta voltada para o ensino Tecnicista valoriza extremamente a estética mimética como forma de aperfeiçoar as habilidades técnicas e preparar para o mercado de trabalho. E a disciplina de artes favorece a apreensão de um saber artístico associado com sua história, além de garantir o preparo de indivíduos conhecedores do mundo em que vivem juntamente com as demais disciplinas que fazem parte do currículo. com uma educação estética, a estética do cotidiano, complementando a formação artística dos alunos. Uma proposta que ressalta um encaminhamento pedagógico-artístico que tem por premissa básica a integração do fazer artístico, a apreciação da obra e sua contextualização histórica. 24. A legislação considera o ensino da Arte no Ensino Fundamental como disciplina: a) b) c) d) obrigatória, mas apenas como atividade educativa. não obrigatória, podendo a instituição escolher a modalidade artística de ensino. obrigatória e de suma importância para o desenvolvimento e formação cultural dos alunos. obrigatória, e para atender outras disciplinas em comemorações escolares. 25. Para a elaboração de conteúdos de Arte Visuais podem ser incluídos: a) b) c) d) expressão corporal e artistas populares. contexto histórico e cultural do folclore, releitura de obras de artistas. movimentos de vanguarda e rítmicos. concepção e composição nas artes visuais e jogos dramáticos. 26. Qual Arte é produzida e vivenciada por grupos sociais, e carrega elementos que identifica o povo? a) b) c) d) Arte erudita Arte popular Arte clássica Arte sertaneja 27. “Cada obra de arte é ao mesmo tempo, um produto cultural de uma determinada época e uma criação singular da imaginação humana, cujo valor é universal. Por isso, uma obra de arte não é mais avançada, mais elevada, nem mais correta do que outra qualquer”. PCN (2001, p.36) MAUC - Museu de Arte da UFC - Acervo - Chico da Silva A partir da citação acima é possível fazer a seguinte afirmação: 8
  • 9. DIRETORIA DE CONCURSOS E SELEÇÕES - DCS a) b) c) d) a explicação do artista sobre sua obra completa, a compreensão e apreciação de seu trabalho artístico tornando melhor a assimilação de suas intenções. a personalidade do artista é mostrada em sua obra, faz parte de sua criação, onde o artista e obra se confundem. a obra de arte revela para o artista e para o espectador uma possibilidade de existência e comunicação, além da realidade de fatos e relações habitualmente conhecidos. a obra de arte permite o conhecimento artístico através de momentos singulares e intraduzíveis e de imediato o espectador compreende o significado da obra do artista. 28. O artista Francisco Domingos da Silva (1910-1985) revelou claramente em suas obras o seu contexto social, histórico e cultural. Por influência do pintor Jean-Pierre Chabloz, Chico da Silva desenvolveu um estilo incomparável, com riquezas de detalhes e muita imaginação. A arte proporciona e revela significados, possibilita experiências estéticas e de convívio. Marque a afirmativa que mostra como a inserção da arte no processo de formação humana auxilia no processo educativo. a) Chabloz descortinou para Chico da Silva um mundo colorido ao apresentar técnicas e materiais para a produção artística permitindo que o “faz tudo” desenvolvesse suas habilidades artísticas. Assim, o professor de arte ao relacionar-se com alunos os guia através de conteúdos significativos da sua realidade cultural. Por meio de uma educação ética, estética, artística e cooperativa entre os sujeitos, professor-aluno, tal como Chabloz e Chico da Silva que cresceram mutuamente, resultando em belíssimas obras de arte. O envolvimento entre professor-aluno e o respeito entre eles são pontos fulcrais no sucesso das aulas de arte e crescimento dos educandos. Ao conhecer Chabloz, Chico da Silva respeitou seu mestre, pois o proporcionou um maior desenvolvimento de seu talento. Jean-Pierre Chabloz orientou artisticamente Chico da Silva, dos graffitis com carvão passou a utilizar tintas guache e a óleo. Assim, diversos fatores são imprescindíveis para o sucesso da arte na escola como a formação dos professores e os recursos didáticos bem utilizados. b) c) d) 29. As imagens das máscaras abaixo representam respectivamente: Figura 1 Figura 2 Figura 1 Figura 3 9
  • 10. DIRETORIA DE CONCURSOS E SELEÇÕES - DCS a) b) c) d) festas populares, rebelião, carnaval. teatro, manifestação popular, protesto. comédia, bonecos de Olinda, rebelião. tragédia, festas populares, comédia. 30. Como a escola utiliza a arte na representação da realidade? a) b) c) d) Com o estímulo da percepção da expressão e da representação do universo que envolve o aluno, fazendo-o compreender o que está ao seu redor. Quando reforça a compreensão de que a arte é uma expressão totalmente sensorial e o aluno cria a partir de sua sensibilidade. Ao oferecer oficinas específicas de arte e ao concluir o aluno possa buscar o mercado artístico. A realidade é claramente percebida pelo aluno e por isso representa em suas obras artísticas tudo que aprendeu. 31. A educação não formal em arte: a) b) c) d) amplia o conhecimento musical do aluno através de apresentações em eventos musicais. estimula a produção literária por meio de visitas às bibliotecas públicas. organiza oficinas nas diversas manifestações artísticas, para atuação na comunidade. auxilia na expressão corporal por meio de peças teatrais consagradas possibilitando a perda da timidez. 32. Analise as assertivas e assinale a alternativa correta sobre a arte como experiência pessoal. I. Atividades manuais e corporais desenvolvem a coordenação motora, a sensibilidade e a possibilidade de novos movimentos. II. Com estímulo o educando expressa sua capacidade de concentração desenvolvendo seu senso perceptivo. III. IIl. O fazer artístico desenvolve processos cognitivos, pois, envolve as habilidades de perceber e compreender a realidade. IV. A prática da Arte definitivamente não contribui na construção do processo de perceptivo, estético e crítico. a) b) c) d) Apenas Apenas Apenas Apenas II. I, I, I, II III II e e e IV. IV. III. 33. Segundo os PCN/Artes, a avaliação em Arte constitui uma situação de aprendizagem em que o aluno pode verificar o que aprendeu e retrabalhar os conteúdos, assim como o professor pode avaliar como ensinou e o que seus alunos aprenderam (1997, p. 101). Marque a alternativa INCORRETA sobre a prática avaliativa no ensino de arte. a) b) c) d) A avaliação em Arte pode se tornar uma situação de aprendizagem em que apenas o aluno verifica o que aprendeu dos conteúdos. Nela o professor verifica o interesse do aluno pela área de arte. A avaliação é um processo de ajuda ao professor e por ela constata o crescimento artístico do aluno. A avaliação é necessária para o professor e para o aluno, entretanto o professor conduz a prática avaliativa no rendimento escolar. A avaliação fornece dados, informações que permite o professor modificar suas ações e perceber transformações em seu aluno. 34. Observe as imagens abaixo: MODA DESIGN DESIGN 10
  • 11. DIRETORIA DE CONCURSOS E SELEÇÕES - DCS ARQUITETURA Com base nas imagens, assinale a opção INCORRETA. a) b) c) d) As imagens apresentadas são diferentes formas de artes visuais. A criação artística dos designers está presente no cotidiano. Os vários estilos de arquitetura enquadram-se nas artes visuais. As imagens apresentadas não representam o conceito de arte por possuírem funções utilitárias. 35. Marque a alternativa INCORRETA sobre a interculturalidade no ensino de arte. a) b) c) d) A educação intercultural busca a preservação da cultura, desenvolve práticas e experiências para a valorização cultural. Uma educação intercultural trata da compreensão de linguagens e processos culturais diversos. Uma educação intercultural promove o reconhecimento de contextos culturais que estão inseridos na arte. A educação intercultural salienta as diferenças e impossibilita a aproximação de grupos cultuais. 36. As Diretrizes Curriculares para o Ensino Fundamental do Sistema Público Municipal de Ensino de Fortaleza (2011) apresenta objetivos para o ensino da Arte. Assinale o objetivo que NÃO corresponde com as perspectivas das Diretrizes. a) b) c) d) Desenvolver a promoção da sensibilidade e criatividade humana através da Arte. Realizar trabalhos artísticos de pesquisa utilizando ferramentas da tecnologia de informação e materiais recicláveis. Incentivar a reflexão, crítica e pesquisa das práticas e movimentos culturais e artísticos. Aprofundar o caráter interdisciplinar; vinculando a formação técnica artística à formação humana. 37. Em relação ao teatro na escola, assinale a alternativa correta. a) b) c) d) A vivência teatral é significativa e proporciona situações lúdicas e são desenvolvidas nos jogos teatrais ou dramáticos. O teatro na escola é desenvolvido para compor eventos e comemorações, assim um grupo dos melhores alunos/atores é escolhido para estas atividades escolares. Os alunos iniciam sua formação no teatro desde os primeiros anos do ensino fundamental. As atividades cênicas são oferecidas apenas para alunos que apresentam habilidades específicas para a linguagem teatral. 11
  • 12. DIRETORIA DE CONCURSOS E SELEÇÕES - DCS 38. O que transforma a arte em produto, em mercadoria, também conhecida como cultura de massa? a) b) c) d) Arte contemporânea Produto cultural Indústria cultural Meio de comunicação 39. Quando o professor propõe uma atividade de releitura de obra de arte é importante: a) b) c) d) Considerar o trabalho do aluno como reprodução de obra de arte. Perceber que o aluno baseou-se pela imagem apresentada. Deixar o aluno espontâneo para criar e manifestar-se como quiser. Todas afirmativas estão corretas. 40. Sobre o artesanato pode-se afirmar que: a) b) c) d) o artesanato de boa qualidade, perfeição na técnica é comercializado para turistas. o estilo estético do artesão mostra características culturais presentes no objeto artístico de sua criação. artesanato não deve ser considerado arte, pois não abrange conhecimentos estéticos. a cultura não pode ser representada por objetos de artesanato. 12