Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
Violência escolar
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Violência escolar

  • 211 views
Published

Trabalho de Pedagogia Social, realizado por Maria da Luz Simões - Licenciatura em Educação / UAb

Trabalho de Pedagogia Social, realizado por Maria da Luz Simões - Licenciatura em Educação / UAb

Published in Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
211
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2

Actions

Shares
Downloads
6
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. O PROBLEMA DA VIOLÊNCIA ESCOLAR Licenciatura em Educação – Universidade Aberta Maria Simões – 1100390 – turma 2 Pedagogia Social – 2013/2014
  • 2. ÍNDICE  INTRODUÇÃO  A INDISCIPLINA  CONDUTA ANTI-SOCIAL  TIPOS DE CONDUTA AGRESSIVA  DELINQUÊNCIA  DISTÚRBIO DE CONDUTA OU COMPORTAMENTO  BULLYING (1)  BULLYING (2)
  • 3. INTRODUÇÃO A violência escolar tem sido alvo de grande preocupação nas sociedades industrializadas. É um assunto muito abordado nas notícias dos jornais e na televisão. Este tema é debatido também com o intuito de haver uma maior eficácia nas medidas educativas disciplinares. Como refere o artigo em estudo, em Portugal, “as denúncias sobre ocorrências nos estabelecimentos de ensino aumentaram nos últimos anos.” (Martins, 2005)
  • 4. A INDISCIPLINA Não deve ser confundida pela violência e a conduta-social Existem três categorias: 1) Os desvios às regras de produção em virtude da perturbação que causam o bom funcionamento da aula 2) Conflitos interpares, podendo manifestar-se em comportamentos de agressividade e violência (aqui insere-se o bullying) 3) Conflitos na relação professor-aluno, põem em causa a autoridade e o estatuto do professor, manifesta-se alguma agressividade e violência contra os docentes e o vandalismo contra a propriedade dos mesmos e da escola
  • 5. CONDUTA ANTI-SOCIAL Conduta anti-social ou agressiva define-se “ aquela que inflige dano físico ou psicológico ao outro; e/ou perda ou dano de propriedade, podendo ou não constituir uma infração às leis vigentes.” (Loeber & Hay, 1997) Outros autores salientam “o papel subjacente a esse dano como um aspeto importante a levar em consideração na definição.” (Martins, 2005) Distingue-se pelos: - Atos de agressão menor - Atos de violência
  • 6. TIPOS DE CONDUTA AGRESSIVA Existem dois subtipos: violência reativa, em que surge uma explosão emocional e a proativa, em que se utiliza para obter um resultado • Parece mais evidente para o sexo masculino do que para o feminino • Existe dois padrões na atividade anti-social: precoce (infância) e tardio (adolescência) • Os indivíduos que iniciam na infância, tendem a continuar com esse tipo de conduta durante a vida adulta • Num modelo desenvolvimental desta conduta, trajetórias: - Exteriorizada - Encoberta - Conflitos com a autoridade inclui três
  • 7. DELINQUÊNCIA Designada como atos cometidos por um individuo que infringe as leis estabelecidas. A atos podem ser graves, pequenos delitos ou respeitar ao estatuto dos jovens por serem menores Existem quatro tipos de jovens delinquentes: - Os socializados (têm pouca perturbação , mas envolvem-se em atos anti-sociais) - Os caracterológicos (estilo de personalidade centrado em si próprio, explorador e sem consideração pelo “outro”) - Os neuróticos (portam-se mal como expressão sintomática de necessidades e preocupações subjacentes) - Os psicóticos (as transgressões resultam de deficiências de raciocínio)
  • 8. DISTÚRBIO DE CONDUTA OU COMPORTAMENTO Este termo é aplicado aos indivíduos, mais do que aos seus atos e é considerado como reflexo do diagnóstico de um síndroma, tanto se aplica a crianças como a adolescentes. É, em geral, necessária a presença de três ou mais sintomas durante um período de seis meses para se poder fazer um diagnóstico. São considerados quatro grupos de comportamentos: - Agressão contra pessoas e animais - Destruição de propriedade - Mentira e roubo - Transgressões graves de regras
  • 9. BULLYING (1) Nas últimas décadas temos assistido a um grande debate sobre o tema do bullying, este termo é muito utilizado na literatura anglosaxónica e refere-se a “ condutas agressivas entre pares, nas quais um grupo de alunos ou um aluno de força superior vitimiza um outro aluno indefeso.” (Martins, 2005) É uma subcategoria do comportamento agressivo, mas particular. Manifesta-se de diversas formas: 1) Direto e físico (inclui bater ou ameaçar fazê-lo) 2) Direto e verbal (engloba insultar, chamar nomes ou pôr alcunhas) 3) Indireto (excluir alguém sistematicamente do grupo de pares)
  • 10. BULLYING (2) Pode ser visto como padrão de comportamento agressivo mais geral que inclui a conduta anti-social e o distúrbio de conduta. Existe pouca evidência que o bullying possa ser uma agressão proativa e reativa Assim, as condutas do bullying podem ser ou não uma manifestação de distúrbio do comportamento, podem ou não ser violentas, podem conduzir ou não à delinquência, porém são sempre uma manifestação de conduta agressiva entre pares
  • 11. Referências Bibliográficas: Martins, Mª José (2005).O problema da violência escolar: Uma clarificação e diferenciação de vários conceitos relacionados. [versão electrónica]. Revista Portuguesa de Educação, Vol.18, nº001,pp.93115. Disponível na sala de aula virtual de Pedagogia Social.