• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Caixa de sonhos universos im_possíveis_ surrealismo_soniarittmann
 

Caixa de sonhos universos im_possíveis_ surrealismo_soniarittmann

on

  • 1,349 views

Trabalho utilizado nas aulas de Estágio de Docência Supervisionado I, em Artes Visuais, pela REGESD-UFRGS. Novembro de 2011

Trabalho utilizado nas aulas de Estágio de Docência Supervisionado I, em Artes Visuais, pela REGESD-UFRGS. Novembro de 2011

Statistics

Views

Total Views
1,349
Views on SlideShare
1,100
Embed Views
249

Actions

Likes
0
Downloads
7
Comments
0

9 Embeds 249

http://plurissignificacao.blogspot.com.br 191
http://plurissignificacao.blogspot.com 27
http://plurissignificacao.blogspot.pt 20
http://plurissignificacao.blogspot.com.es 4
http://plurissignificacao.blogspot.ca 3
http://www.blogger.com 1
http://plurissignificacao.blogspot.fr 1
http://plurissignificacao.blogspot.mx 1
http://plurissignificacao.blogspot.nl 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Caixa de sonhos universos im_possíveis_ surrealismo_soniarittmann Caixa de sonhos universos im_possíveis_ surrealismo_soniarittmann Presentation Transcript

    • Caixa de Sonhos: Universos (Im)PossíveisOs slides a seguir fazem parte integrante doEstágio de Docência Supervisionado I, do curso de Artes Visuais,em que foi trabalhado o Surrealismo. Sonia Maris Rittmann Pólo POA 01 - UFRGS
    • SurrealismoSalvador Dali Rene Magritte Juan Miró Marc Chagal Frida Kahlo Max Ernest “O sonho não pode ser também aplicado à solução das questões fundamentais da vida?” André Breton
    • Definição• O Surrealismo foi por excelência a corrente artística moderna da representação do irracional e do subconsciente. Suas origens devem ser buscadas no dadaísmo e na pintura metafísica de Giorgio De Chirico. Este movimento artístico surge todas às vezes que a imaginação se manifesta livremente, sem o freio do espírito crítico, o que vale é o impulso psíquico. Os surrealistas deixam o mundo real para penetrarem no mundo irreal, pois a emoção mais profunda do ser tem todas as possibilidades de se expressar apenas com a aproximação do fantástico, no ponto onde a razão humana perde o controle.
    • Manifesto Surrealista• A publicação do Manifesto do Surrealismo, assinado por André Breton em outubro de 1924, marcou historicamente o nascimento do movimento. Nele se propunha a restauração dos sentimentos humanos e do instinto como ponto de partida para uma nova linguagem artística. Para isso era preciso que o homem tivesse uma visão totalmente introspectiva de si mesmo e encontrasse esse ponto do espírito no qual a realidade interna e externa são percebidas totalmente isentas de contradições.
    • O método• A livre associação e a análise dos sonhos, ambos métodos da psicanálise freudiana, transformaram-se nos procedimentos básicos do surrealismo, embora aplicados a seu modo. Por meio do automatismo, ou seja, qualquer forma de expressão em que a mente não exercesse nenhum tipo de controle, os surrealistas tentavam plasmar, seja por meio de formas abstratas ou figurativas simbólicas, as imagens da realidade mais profunda do ser humano: o subconsciente.
    • Influências• O Surrealismo apresenta relações com o Futurismo e o Dadaísmo. No entanto, se os dadaístas propunham apenas a destruição, os surrealistas pregavam a destruição da sociedade em que viviam e a criação de uma nova, a ser organizada em outras bases. Os surrealistas pretendiam, dessa forma, atingir uma outra realidade, situada no plano do subconsciente e do inconsciente. A fantasia, os estados de tristeza e melancolia exerceram grande atração sobre os surrealistas, e nesse aspecto eles se aproximam dos românticos, embora sejam muito mais radicais.
    • Canais de Expressão• Na contestação radical de valores que empreende, faz uso de variados canais de expressão - revistas, manifestos, exposições e outros -, mobiliza diferentes modalidades artísticas como escultura, literatura, pintura, fotografia, artes gráficas e cinema.• A crítica à racionalidade burguesa em favor do maravilhoso, do fantástico e dos sonhos reúne artistas de feições muito variadas. Na literatura, além de Breton, Louis Aragon, Philippe Soupault, Georges Bataille, Michel Leiris, Max Jacob entre outros. Nas artes plásticas, René Magritte, André Masson, Joán Miró, Max Ernst, Salvador Dalí, e outros. Na fotografia, Man Ray, Dora Maar, Brasaï. No cinema, Luis Buñuel.
    • Temas e imagens• Certos temas e imagens são obsessivamente tratados por eles, com soluções distintas, como, por exemplo:• o sexo e o erotismo; o corpo, suas mutilações e metamorfoses; o manequim e a boneca; a violência, a dor e a loucura; as civilizações primitivas; e o mundo da máquina.
    • Principais artistas Salvador Dali René Magritte Juan Miró Max ErnestFrida Khalo
    • Salvador Dalí• Salvador Dali - é, sem dúvida, o mais conhecido dos artistas surrealistas. Estudou em Barcelona e depois em Madri, na Academia de San Fernando. Nessa época teve oportunidade de conhecer Lorca e Buñuel. Suas primeiras obras são influenciadas pelo cubismo de Gris e pela pintura metafísica de Giorgio De Chirico. Finalmente aderiu ao surrealismo, junto com seu amigo Luis Buñuel, cineasta. Em 1924 o pintor foi expulso da Academia e começou a se interessar pela psicanálise de Freud, de grande importância ao longo de toda a sua obra.• Sua primeira viagem a Paris em 1927 foi fundamental para sua carreira. Fez amizade com Picasso e Breton e se entusiasmou com a obra de Tanguy e o maneirista Arcimboldo. O filme O Cão Andaluz, que fez com Buñuel, data de 1929. Ele criou o conceito de “paranóia critica“ para referir-se à atitude de quem recusa a lógica que rege a vida comum das pessoas .Segundo ele, é preciso “contribuir para o total descrédito da realidade”. No final dos anos 30 foi várias vezes para a Itália a fim de estudar os grandes mestres. Instalou seu ateliê em Roma, embora continuasse viajando. Depois de conhecer em Londres Sigmund Freud, fez uma viagem para a América, onde publicou sua biografia A Vida Secreta de Salvador Dali (1942). Ao voltar, se estabeleceu definitivamente em Port Lligat com Gala, sua mulher, ex-mulher do poeta e amigo Paul Éluard. Desde 1970 até sua morte dedicou-se ao desenho e à construção de seu museu. Além da pintura ele desenvolveu esculturas e desenho de jóias e móveis.
    • Juan Miró• Joan Miró - iniciou sua formação como pintor na escola de La Lonja, em Barcelona. Em 1912 entrou para a escola de arte de Francisco Gali, onde conheceu a obra dos impressionistas e fauvistas franceses. Nessa época, fez amizade com Picabia e pouco depois com Picasso e seus amigos cubistas, em cujo grupo militou durante algum tempo. Em 1920 Miró instalou-se em Paris (embora no verão voltasse para Montroig), onde se formara um grupo de amigos pintores, entre os quais estavam Masson, Leiris, Artaud e Lial. Dois anos depois adquiriu forma La masía, obra fundamental em seu desenvolvimento estilístico posterior e na qual Miró demonstrou uma grande precisão gráfica. A partir daí sua pintura mudou radicalmente. Breton falava dela como o máximo do surrealismo e se permitiu destacar o artista como um dos grandes gênios solitários do século XX e da história da arte. A famosa magia de Miró se manifesta nessas telas de traços nítidos e formas sinceras na aparência, mas difíceis de serem elucidadas, embora se apresentem de forma amistosa ao observador. Miró também se dedicou à cerâmica e à escultura, nas quais extravasou suas inquietações pictóricas.
    • René Magritte• Chamaram-lhe pintor cerebral e apelidaram o seu estilo de "visual thinking". A pintura surrealista de René Magritte tornou-se um marco do século XX, mas foi quase no final da sua vida que começou a ser apreciada pelo grande público. Hoje, pinturas como "Golconde", "A traição das imagens" ou "Filho do Homem" fazem parte da cultura popular e ajudaram a mudar a percepção da arte surrealista.• "A arte evoca o mistério sem o qual o mundo não existiria", René Magritte.
    • Frida Khalo• http://talitakummaria.blogspot.com/2010/1 2/frida-kahlo-arbol-de-la-esperanza.html
    • Marc Chagall
    • Max Ernest• Ativista no campo das artes, fez-se líder do grupo Dada de Colônia e, posteriormente, foi membro-fundador do Surrealismo, onde introduziu as técnicas de collage e fotomontagem provenientes do Dada. Criou a técnica de Frottage, a que se soma a colagem surrealista, a qual consiste na sobreposição do suporte utilizado sobre uma superfície áspera, rugosa, precionando-o sobre esta por meio do pincel ou do lápis.• Pintor franco-alemão nascido em Bruhl, Colônia. Dedicou-se aos estudos de filosofia, negligenciando-os pela pintura.• Em 1911, fez seus primeiros contatos com o O Cavaleiro Azul/Der Blaue Reiter de Wassily Kandinsky. Conhece também nesta época Guillaume Appolinaire, Robert Delaunay e Jean Arp, em Paris. Depois de lutar na I Guerra, fez-se líder do grupo Dada de Colônia.
    • Vídeos e Imagens para pesquisaVídeos:• http://www.youtube.com/watch?v=kamkvbBM9f E• http://mais.uol.com.br/view/1xu2xa5tnz3h/exposi cao-faz-retrospectiva-do-surrealismo-de-max- ernst-04023666E0991326?types=AImagens• http://bethccruz.blogspot.com/2010/01/max- ernst-surrealismo-brilhante.html
    • Célèbes or elephant célèbes - 1921
    • Human form – 1931
    • Aquas submersus – 1919
    • Birds fish-snake and scarecrow – 1921
    • Castor and pollution – 1923
    • Europe after the rain II - 1940-42
    • The couple in lace – 1925
    • A friends reunios – 1922
    • Surrealismo no Brasil Tarsila do Amaral Antropofagia
    • Abaporu
    • Ovo
    • Surrealismo no Brasil Ismael Néri
    • A Escrita Automática• No Manifesto Surrealista apresentado em 1924. Breton declara:”Creio na integração destes dois estados, aparentemente contraditórios, que são o sonho e a realidade, e que formam uma espécie de realidade absoluta, a “surrealidade”, se podemos chamá-la assim. Esse é o meu objetivo.” Reuniram-se em torno de Breton e da revista Literatura, por ele fundada, escritores, poeta e pintores.
    • • Uma técnica de criação proposta e criada por Breton e seus discípulos foi a “escrita automática” (também no desenho e na pintura): a expressão de imagens ou palavras livres da “ditadura do pensamento, em ausência de todo controle exercido pela razão, ou fora de qualquer preocupação estética ou moral”.• Não a palavra fora de uma língua conhecida (como no futurismo), não a associação de imagens enigmáticas fora do tempo (metafísica), mas a efusão desregrada da linguagem inconsciente. O artista deveria funcionar como um “modesto aparelho de registro”; para alcançar a sensibilidade exata, deveria retroceder à infância, que mais se aproxima da vida mais verdadeira.
    • • A superação da cultura e da civilização, bem como a tendência a regredir à primeira infância, aproximam o surrealismo da metafísica e do dadaísmo. De Chirico, reconhecido como precursor pelos surrealistas, já falava em surrealidade, enquanto o poeta Apollinaire, em um de seus drams, foi um dos primeiros a empregar o adjetivo “surrealista”.• É importante notar que as raízes profundas do surrealismo, como movimentato anticlássico, encontram- se no simbolismo, no romantismo e na arte visionária de alguns pintores do século XVI (H. Bosh, M. Grünewald e G. Arcimboldi). A grandiosidade e a permanência do surrealismo, além de a suas sugestões intrísecas, devem-se à atuação incansável de André Breton, ajudada por numeroso grupo de artistas talentosos.
    • O “Frottage”• O surrealismo não é um estilo – se por estilo entendermos a observância de regras técnicas e a escolha de conteúdo homogêneo. Os quadros surrealistas são muito diferentes entre si, quer sob o ponto de vista da expressão, quer quanto à técnica utilizada.• Cada artista pode usar a técnica que preferir: tradicional (antiga ou moderna), de sua própria criação ou mista. O que importa é a imagem inusitada e fascinante que deve resultar. Existem quadros surrealistas figurativos, pintados de forma acadêmica, e quadros abstratos: quadros complicados (repletos de objetos inusitados) e quadros com poucos traços. Max Ernst (1891-1971), um dos maiores pintores do surrealismo, teve a idéia de friccionar o grafite sobre folhas de papel jogadas ao acaso no assoalho de madeira de sua sala.
    • • Assim, obteve traços “ automáticos”, os quais, com progressivas aplicações, resultam em desenhos bastante sugestivos. As estrias da madeira, impressas no papel, tiveram o poder de estimular sua fantasia. (Leonardo da Vinci já havia, há mais de quatro séculos, sugerido estimular a fantasia observando-se as manchas de umidade sobre muros velhos.)• Esta técnica, chamada de frottage (“fricção”), que se obtém, utilizando qualquer superfície áspera, tornou-se um dos métodos de trabalho favoritos de Max Ernst. Antes de empregar o frottage, Ernst praticara muito a técnica de Colagem (arte de colar figuras). A obra reproduzida abaixo é, em boa parte, resultado de frottage. A cabeça, o pescoço à esquerda e a decoração geométrica que atravessa a área chanfrada, rosa, parecem extraídos da fricção sobre tecidos bordados, papéis enrugados e azulejos.
    • Criação Coletiva• O Surrealismo é o único movimento moderno que experimentou a criação coletiva. Com este objetivo, os surrealistas inventaram métodos semelhantes aos jogos de salão. Num deles, faz-se circular uma folha de papel dobrada (tantas vezes quantos forem os participantes), sobre a qual cada um deve escrever uma palavra (substantivo, adjetivo, verbo, etc.), ignorando o que o outro escreveu• A frase que se lerá no final, ao abrir a folha, representa o “pensamento inconsciente coletivo”. Cadavre exquis (“cadáver delicado”), parte de um dos primeiros pensamentos recolhidos, acabou por dar nome ao jogo. Ao se desenhar em vez de escrever palavras, é possível criar as imagens mais absurdas: há muitos desenhos coletivos realizados por pintores, poetas e escritores.• A palavra surrealismo havia sido criada em 1917 pelo poeta Guillaume Apollinaire (1886-1918), ligado ao Cubismo, para identificar expressões artísticas que se esboçavam e é adotada pelos surrealistas por refletir a idéia de algo além do realismo. O início do movimento se dá por volta de 1922, quando os dadaístas se dispersam.
    • Sites e referênciasEndereços para auxiliar na pesquisa na webVídeos:http://www.youtube.com/watch?v=kamkvbBM9fEhttp://mais.uol.com.br/view/1xu2xa5tnz3h/exposicao-faz-retrospectiva-do-surrealismo-de-max-ernst-04023666E0991326?types=AImagenshttp://bethccruz.blogspot.com/2010/01/max-ernst-surrealismo-brilhante.html•http://talitakummaria.blogspot.com/2010/12/frida-kahlo-arbol-de-la-esperanza.htmlhttp://www.portaldarte.com.br/surrealismo.htm
    • Para aprofundar...SURREALISMO • Quintana e Surrealismo – aproximações• http://taislc.blogspot.com/2008/11/pintura- • http://www.entrelinhas.unisinos.br/index.php?e=6&s surrealista.html =9&a=42• fotos surrealistas • Do surrealismo à estética contemporânea http://www.mdig.com.br/index.php?itemid=1384 Elisabete Bianchi 9 • http://www.artenaescola.org.br/pesquise_artigos_te• pioneiro da fotografia surreal jerry uelsmann xto.php?id_m=90• http://www.mdig.com.br/index.php?itemid=1846 • Surrealismo e poesia 3 • http://garcialorca.wikispaces.com/Poemas+surrealis• bibliografia virtual: tas• http://anosloucos.blogspot.com/2010/01/surrealism • Alices... no youtube: o.html http://www.youtube.com/watch?v=GrTfEk2P9nw• http://www.culturabrasil.pro.br/surreal.htm • Poesia surrealista Hans Arp• Mais dados sobre o • Poema surrealista surrealismo...técnicas...ideias... • http://www.iacat.com/Cre@fondo/juegos.htm• http://www.portaldarte.com.br/surrealismo.htm • Manifesto surrealista.... arquivado em PDF e• magritte Word em estágio.... http://obviousmag.org/archives/2011/01/rene_m • Max Ernest agritte.html#ixzz1XyPwkug1 • http://bethccruz.blogspot.com/2010/01/max-• http://74.54.222.7/showthread.php?t=222351 ernst-surrealismo-brilhante.html• ITAU CULTURAL Surrealismo, o sonho do • MUSEU DALI… nos favoritos sonho • Jogos literários surrealistas • http://www.iacat.com/Cre@fondo/juegos.htm